Filho de Lula não consegue explicar a PF que trabalho realizou para receber os R$ 2,5 milhões.


Luís Cláudio da Silva é o filho caçula do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele tem 30 anos e é formado em educação física. Depois de trabalhar para times de futebol em São Paulo, Luís Cláudio resolveu se aventurar no mundo do marketing esportivo. Para isso, abriu uma empresa, a LFT, que não tem nenhum funcionário além dele. A matéria é da Época.

Logo, começou a prosperar. O primeiro contrato foi com o Corinthians, o time do coração do pai – que, na época, trabalhou abertamente para que a construtora Odebrecht viabilizasse um estádio para o clube, o Itaquerão. Luís Cláudio assinou um contrato de R$ 300 mil por ano com o time paulista, que previa a criação de campanhas de marketing para desenvolver o esporte amador e atividades lúdicas para crianças.


Depois de estrear no mundo empresarial no Corinthians, Luís Cláudio ganhou, entre 2014 e 2015, R$ 2.552.400 do escritório de consultoria de Mauro Marcondes, Marcondes & Mautoni, cuja especialidade era representar montadoras de carro. Luís Cláudio prestaria à consultoria de Marcondes consultoria técnica e assessoramento empresarial de marketing esportivo. E foi aí que começaram os problemas em sua vida. Luís Cláudio agora é um dos investigados pela Operação Zelotes, da Polícia Federal. Seu nome surgiu após a PF começar a investigar Marcondes. 

Em 1o de outubro, ao noticiar a investigação, o jornal O Estado de S. Paulo publicou que Marcondes era suspeito de “comprar” medidas provisórias editadas entre 2009 e 2013 para favorecer montadoras, por meio de incentivos fiscais. Em 26 de outubro Marcondes foi preso. No dia 4 de novembro, Luís Cláudio foi convocado à superintendência da Polícia Federal, em Brasília. ÉPOCA obteve o depoimento com exclusividade. 

Obteve também o depoimento dado por Marcondes quando já estava preso no Complexo da Papuda, em Brasília. Os dois depoimentos sugerem que ainda há muito a ser esclarecido sobre o contrato de Luís Cláudio com a empresa de consultoria de Mauro Marcondes. “É como se um não soubesse por que pagou e outro não soubesse por que recebeu”, disse uma pessoa próxima à investigação.
Luís Cláudio disse aos investigadores que a empresa teve somente dois clientes até hoje: justamente o Corinthians e a consultoria de Marcondes, a Marcondes & Mautoni. No depoimento, ele tem dificuldades para explicar o que é consultoria técnica e assessoramento empresarial de marketing esportivo e para dizer quais suas qualificações para prestar esse serviço – que, aliás, afirma que realizou sozinho. 

Consta na declaração: “Que os projetos contratados pela Marcondes e Mautoni foram executados diretamente pelo declarante, que a formação do declarante é a graduação em educação física, não possuindo nenhuma especialização acadêmica em marketing esportivo” (leia trechos dos dois depoimentos ao longo desta reportagem). Em outro momento do depoimento, a PF pergunta sobre um dos projetos, calculado em R$ 1 milhão. O filho de Lula admite que nunca tinha feito aquele serviço antes. “Que nunca tinha realizado estudo ou projeto contendo o mesmo objeto dessa minuta deste contrato”, diz o depoimento. Para fazer algo que nunca tinha feito antes, Luís Cláudio recebeu R$ 1 milhão.

No total, Luís Cláudio e Marcondes acertaram seis serviços, entre junho e julho do ano passado, embora Luís Cláudio tenha afirmado que não executou todos. Os contratos, obtidos por ÉPOCA, têm de tudo um pouco: trabalhos relativos à Copa do Mundo, violência nos estádios e até um genérico “elaboração de análise de marketing esportivo como fator de motivação e integração nas empresas com exposição de casos e oportunidades”.

No depoimento, a PF tentava esclarecer uma pergunta simples: como se chegou ao valor milionário da consultoria? A memória de Luís Cláudio, contudo, falhava. “Não se recorda, neste momento, o valor desse projeto”, diz o depoimento. De acordo com Luís Cláudio, o valor milionário foi calculado a partir das horas trabalhadas. E quanto Luís Cláudio teve de trabalhar nos projetos contratados? Diz o documento: “Que utiliza como parâmetro a quantidade de horas trabalhadas para a fixação dos valores cobrados aos seus clientes nos projetos que executa, que não sabe mensurar, neste momento, o valor cobrado pela sua hora de trabalhar”. Mas quantas horas Luís Cláudio teve de trabalhar? De novo, ele não soube responder. 

Luís Cláudio tampouco sabe responder sobre o negócio. Qual a margem de lucro? E quanto custou para executar o projeto? “Que, neste momento, não tem noção de quanto foi o custo de execução desse projeto; que também não sabe, neste momento, declinar a margem de lucro obtida nesse contrato”, diz o documento.
A Polícia Federal fez uma mesma pergunta para Luís Cláudio, contratado, e Marcondes, contratante. Por que o escritório de advocacia escolheu a empresa LFT? “Que Mauro Marcondes nunca explicou ao declarante por que optou por contratá-lo; que não sabe dizer se o Mauro Marcondes realizou alguma pesquisa de mercado antes de contratar o declarante”, diz o depoimento. Marcondes, por sua vez, preferiu o silêncio.  

No depoimento, a PF pediu que Luís Cláudio apresentasse os documentos que comprovassem os serviços prestados. Dias antes, a busca e apreensão no escritório da LFT tinha sido infrutífera. Os vizinhos relataram aos policiais que o escritório parecia que estava de mudança, em razão da intensa retirada de documentos.

Em seu depoimento, Luís Cláudio não apresentou relatórios que comprovassem os serviços prestados. À Polícia Federal, ele disse que, sim, produziu relatórios e que ficou com cópias, mas que havia entregue a advogados após a reportagem de O Estado de S. Paulo, para uma “confirmação jurídica”  – seja lá o que isso significa. O escolhido para guardar os documentos foi Roberto Teixeira, advogado do pai, Luiz Inácio Lula da Silva. 

Por que Luís Cláudio não levou à PF? “Além de não conhecer a legislação, não sabia da investigação em curso envolvendo o nome do declarante e também (disse que) é habitual os ataques à sua família por parte da imprensa.” Os documentos só foram entregues à PF após um mês da reportagem e da análise do escritório de Roberto Teixeira.

De acordo com Marcondes, “a contratação da LFT Marketing Esportivo refere-se à realização de estudo para um projeto de implantação de um centro de exposição numa cidade do interior de São Paulo”. Nada a ver com marketing esportivo. Marcondes, contudo, recusou-se a dar detalhes sobre o tal centro de convenções. O consultor, aliás, sempre optava pelo silêncio quando a PF o questionava sobre os serviços contratados com Luís Cláudio. Não explica, por exemplo, como escolheu a empresa do filho de Lula. Marcondes, contudo, admite que sabia que o valor pago era “absurdo”. 

De acordo com o depoimento, ele disse que fez uma “pesquisa superficial” para saber dos preços. Quem fez a pesquisa foi um estagiário da empresa de Mauro. “Ele constatou que eram absurdos”, disse Marcondes no depoimento. Isso, contudo, não o impediu de pagar cerca de R$ 2,5 milhões a Luís Cláudio, que trabalhava sozinho e nunca tinha prestado aquele tipo de serviço antes. Essa equação financeira está sendo investigada pela PF.
Marcondes também falou à PF sobre suas andanças no Palácio do Planalto, onde diz ter estado por “diversas vezes” durante o governo Lula, em razão de ser vice-presidente da Anfavea, a associação das montadoras. Ele citou nominalmente encontros com Gilberto Carvalho, para entregar estudos de interesse das montadoras. Gilberto também é alvo da Operação Zelotes

 Marcondes afirma que “nas reuniões com Gilberto Carvalho não foram tratados assuntos referentes a edição de medidas provisórias para a prorrogação de benefícios fiscais”. Ele citou ainda que “a entrega dos documentos (a Gilberto Carvalho) ocorreu antes da edição da Medida Provisória 412/2009” – que prorroga incentivos fiscais para a compra de máquinas e equipamentos de uso na movimentação de cargas nos portos brasileiros.

Procurado por ÉPOCA, o advogado de Luís Cláudio, Cristiano Zanin Martins, disse: “Luís Cláudio Lula da Silva, profissional da área privada, já prestou às autoridades todos os esclarecimentos que lhe foram solicitados”. A assessoria do Corinthians disse que não poderia confirmar hoje qualquer função que Luís Cláudio tenha exercido no clube por meio da LFT, por não dispor dessas informações de bate-pronto. Contatado por ÉPOCA, o advogado de Mauro Marcondes não respondeu até o fechamento da reportagem.

17 comentários

BRASIL O PAÍS DOS OTÁRIOS
Blindado pelo STF, filho de Lula tira sarro:”A investigação vai ficar na gaveta.TODOS SE CURVAM DIANTE DO MEU PAI”

http://www.diariodobrasil.org/2015/11/blindado-pelo-stf-filho-de-lula-tira-sarroa-investigacao-vai-ficar-na-gaveta-todos-se-curvam-diante-do-meu-pai/#

Reply

Coronel,
Marcondes e APS stão pra fechar acordo de delação, a se confirmar.. a famiglia Silva vai se ferrar:
http://g1.globo.com/politica/blog/matheus-leitao/post/dois-presos-da-zelotes-iniciam-negociacao-para-delacao-premiada.html

Reply
CAÇADOR DA MORAL mod

QUER DIZER EM SUMA ...UM VAGABA....SEM RUMO ....IGNOBIL..COMO OPAI.....LARANJÃO MILIONARIO......E DEVE TER RECEBIDO GRANA ILICITA ...COM .CERTEZA...

Reply

Coronel,
A base e fonte de todos os principais problemas, nossos e do mundo, é o esquerdismo (francês-iluminista-multiculturalista, islamita, nazista, comunista, fascista, bolivarinista, socialista, petralhista).
Não se pode admitir dentro da sociedade democrática, liberal, de origem cristã, de economia capitalista regulado por estado de direito, laico, democrático e liberal, a existência de grupelhos que tenham em sua raiz o germe canceroso da destruição de nosso próprio mundo.
Todos os esquerdismos, que literalmente buscam a destruição do outro, uma vez dominantes, devem ser abolidos e proibidos dentro dos estados democráticos, liberais e de direito.
Sim, tanto os esquerdismos políticos como os religiosos. Todos, simplesmente devem ser proibidos e expressar sua profissão política e religiosa (!) de forma livre e aberta. E ponto.
Quem não concordar que se mude ou seja expatriado para seu outro mundo melhor. Aqui não!!!!!
Sds.,
m

Reply

Coronel,
sim, mais ele é filho do velhaco que tem certeza que é Deus. Sendo filho do canalha tem imunidade.

Reply

Ele não precisa explicar nada, segundo grande parte da imprensa e do próprio STF, pois é filho do DONO DO BRASIL!!!!

Reply

Sei não, mas acho que esse canalha é filho da presidAnta com o canalha mor , quadrilheiro e criminoso. É uma anta,hehe. Ficaria bem com o irmão , numa jaula em qualquer zoológico de quinta categoria.

Reply

Onde o PT assume, a corrupção, a roubalheira, a propina e todo tipo de mal feitos também se fazem presentes, é o partido mais imundo e sujo de todo história da república. Parece que foi instituido com o unico objetivo de chegar ao poder e saquear o país de todas as formas. Roubam, propinam e saueam de forma descancarada numa verdadeira afronta a população. É a maior quadrilha ja descoberta no nosso Brasil. Cambada de hipócritas.

Reply

Explicar por que o filho do Lula recebeu milhões? Fácil, o filho do Lula recebeu milhões porque é o filho do Lula.

Reply
carioca da gema mod


Sei, não... Mas o velhaco deve ter sido o lobista do filho nessa história de futebol. Não lembram como Lula andou metido no meio principalmente com o Corintias.

Reply

urnas fraudulentas smartmatic, stf puxadinho do pt, cunha, renan blindando a familia metralha e a dilama, parabens p quem votou no pt 12 anos

Reply

O primeiro comentário do Jurandir resume toda essa história. Medo do quê esse vagabundo filhote de vagabundo teria? Dos bananeiros otários? Das leizinhas que esses bananeiros otários obedecem e tem que obedecer senão a naba entra? Ou das instituições bananeiras ¨sólidas¨ igual o rabo deles?

Reply

POUCA VERGONHA, ESTAO RINDO DA JUSTIÇA É NADA É FEITO, BANANOLANDIA, PAIS DE M ESTE, TUPINIQUM, TERRA SEM LEI

Reply

Tenho pena desse rapaz, o pai não teve dúvidas de meter o filho nessa enrrascada.
Que sujeito ordinário esse fulaninho, pretencioso, pensa que vai sair por cima.
O seu eleitorado já sacou qual é a sua, pilantra.

Reply

Coronel,

Algo sério realmente deve estar acontecendo com a bandidagem mais chegada ao PIXULECO.

Antigamente, inventar uma MENTIRA/DESCULPA era para eles uma coisa trivial. Só que hoje, depois de tantas MARACUTAIAS e MENTIRAS já está faltando repertório para a famiglia PIXULECO.

Reply

ISSO É UMA RAPOSA MANDA, DIFERENTE DA RAPOSA ESPERTA Ladrões safados- Um abraço POLÍBIO você e sua família- TABIRA -PERNAMBUCO

Reply

Não tem explicação plausível, ninguém ganha isso tudo de uma hora para outra!

Gabriel-DF

Reply