Esta piada que ocupa a pasta da Justiça virou advogado da Dilma. Ele quer a vaga no STF de qualquer maneira.

Não é papel do ministro da Justiça defender a presidente da República de possíveis crimes eleitorais. Ou de responsabilidade. Ou de corrupção. O papel dele é cumprir a lei e respeitar as instituições. Não é a postura desta piada chamada José Eduardo Cardozo, que aparelha a pasta para o PT. E não podemos esquecer que Cardozo era um dos "porquinhos" da Dilma em 2010, a campanha que está sob suspeição. Se ela for investigada, ele também será. A matéria abaixo é da Folha.

É "incorreto" afirmar que dinheiro do esquema de corrupção da Petrobras irrigou a campanha de 2010 da presidente Dilma Rousseff, disse nesta quinta-feira (4) o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. 

Segundo depoimento de Augusto de Mendonça Neto, executivo da empresa Toyo Setal e delator da Operação Lava Jato, parte da propina paga para o ex-diretor de Engenharia e Serviços da Petrobras Renato Duque eram "doações oficiais ao Partido dos Trabalhadores". O dinheiro, cerca de R$ 4 milhões pagos por outras empresas, foi para o Diretório Nacional do partido, disse o executivo. 

Cardozo afirma que é preciso ler o depoimento de Mendonça Neto em conjunto com a delação premiada de Júlio Camargo, também da Toyo Setal. Camargo fala em doações feitas em nome dele para candidatos e diretórios de 11 partidos, dentre eles o PT e PSDB, mas nega que essas doações sejam relacionadas a propinas. 

"Dá para permitir qualquer conclusão em relação ao PT e todos os partidos envolvidos? Às vezes você começa a deduzir situações, avançando além dos fatos e das investigações. Você não pode fazer afirmações que às vezes são feitas em relação a um partido ou em relação a todos", disse Cardozo. 

De acordo com o ministro, é impossível, a esta altura, apontar qual candidatura teria se beneficiado do suposto uso de dinheiro provindo do esquema. "Quando você fala em contribuições neste período, você não está falando especificamente das contas de uma campanha, você está falando de todas as campanhas de todos esses partidos." 

O que está ocorrendo, afirma, é uma "leitura política" da investigação. "Há uma leitura política dos fatos que não condiz com aquilo que está dito. Cada um vai ser os fatos como lhe interessa. Por que é a presidencial e não os governadores? Onde é que está dito isso?", disse. "Há uma tentativa de se politizar uma investigação. Eu não posso cair no jogo da tentativa de politizar. De onde se tira que isso é para a campanha da Dilma? É incorreto se tirar uma conclusão desse tipo. É mais do que pré-julgamento. É uma tentativa de construção de uma tese muito além dos fatos que estão colocados." 

Cardozo reafirmou frase dita por outros membros do governo - a de que a administração Dilma não está receosa dos resultados da Lava Jato e que investigará "doa a quem doer".

9 comentários

É "incorreto" afirmar ?

É um preciosismo de ordem técnica, não irrigou, encharcou, inundou, foi um tsunami, maremoto.

Reply

Parece que ele se acha o sucessor de Marcio Thomaz Bastos. Deve ir se preparando, não só para as provas de que dinheiro sujo irrigou a campanha da mamulenga, mas também a fraude nas urnas e na apuração. Não demora e isso vai aparecer também.

Reply

O PT pensou ser o crime perfeito.
Parte da propina vai para doações legais à campanhas, inclusive de partidos da oposição, para não levantar suspeitas.
Mas o grosso mesmo, vai para o bolso dos políticos, seja em dinheiro vivo, seja em contas no exterior.
Depois não querem ser taxados de organização criminosa.

Reply

O que dizer de um descaramento desses?
Nem como sofisma esse amontoado de merda serve.
Mas volto a dizer, esses salafrários só vão entender a linguagem do porrete.Qualquer coisa diferente disso é perda de tempo.
temos que acabar com essa raça odiosa, nefasta.

Reply
CARIOCA DA GEMA mod


Dentre os piores sempre tem pior. Cardoso no STF!!! Me pergunto aonde está o "notavel saber jurídico" e a reputação ilibada?

Reply
Despetralhando mod

A oposição já errou feio colocando o capacho 'rego' no tcu, já não é sem tempo de botar um freio nestas indicações meia boca que estão sendo feitas, assim, nos parece que a oposição morde e assopra essa corja do desgoverno petralha, fica parecendo que o rabo é maior que o esperado e que está sobre suspeita.
O pior e que a corja indica seus tutelados (capachos) e a oposição carimba o 'SEM RESTRIÇÕES'.

Reply

Até eu, que não advogada, sei que se o dinheiro de corrupção foi enviado ao partido via "doações", o problema maior é o USO do partido como um 'lavanderia' de $$$; o fato de o partido estar no poder e usar sua influencia para desviar dinheiro público 'legalizado' via doação.
Daí não é Partido - é uma ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA .... e como tal deve ser julgado.
O PARTIDO inteiro fica em suspeição .... TODO O PARTIDO!

Reply

E adivinhe quem é que vai sabatiná-lo ao STF? Pois é, o Senado de Renan Calheiros.

Reply

O Renan vai sabatinar o Cardozao? Quer dizer que entao esse cretino vai mesmo ser indicado pela megera? Ela pensa que vai continuar nos roubando e bem ao "ladinho" do banana que ocupou a pasta da Justica como um ZERO a esquerda? Existe uma relacao simiotica incompreensivel entre ele e Dil-ma.
Esse meliante e um total inutil, incompetente e inapto mas trabalha muito bem quando se trata de defender interesses do seu bolso. Escondeu bem a Rosemary Noronha. Providenciou um batalhao de advogados famosos para defende-la e mante-la a salvo do assedio da imprensa. Sera que tambem dividiu a bolada que ela depositou la em Portugal no Banco Espirito Santo, em nome de Lularapio? Eu nao duvido nada, pois ela e uma bandida e ele a protegeu sempre mesmo com risco de se tornar ridiculo!

Reply