Auditoria culpa Gabrielli, Cerveró e Costa por prejuízo de U$ 792 milhões na compra de Pasadena. Resultado será encaminhado ao MP e a PF para providências legais.

A auditoria interna da Petrobrás reconheceu a responsabilidade do ex-presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, e dos ex-diretores Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró nas irregularidades relacionadas à compra da refinaria de Pasadena, no Texas, em 2006. Também foram responsabilizados outros dez ex-funcionários da estatal e mais dois executivos estrangeiros, vinculados à empresa belga Astra Oil, ex-sócia da Petrobrás na refinaria de Pasadena.

Os executivos foram citados em uma relação de funcionários e ex-funcionários envolvidos com as denúncias de corrupção investigadas pela auditoria da estatal. O relatório foi apresentado aos integrantes do Conselho de Administração da estatal na última sexta-feira, após oito meses de apurações. 

A compra da refinaria de Pasadena foi finalizada em 2012. O negócio começou a ser investigado em 2013 pelo Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) com base em reportagem do Estado que revelou a discrepância entre o valor pago pela empresa belga Astra pela refinaria, em 2005, e o desembolso total efetuado pela Petrobrás pelo empreendimento. Em julho deste ano, o TCU apontou que a negociação causou prejuízo de US$ 792 milhões à estatal.

Também foram apresentados relatórios de duas outras auditorias internas, referentes às obras da Refinaria Abreu e Lima (Rnest) e do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Nessas obras, gerentes e executivos de subsidiárias da Petrobrás teriam participado de irregularidades apontadas pelas auditorias. 

Ao menos oito funcionários que ainda trabalham na estatal foram relacionados em uma lista de responsáveis que serão alvo de processo administrativo da companhia, conforme apurou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, com fontes próximas ao conselho da Petrobrás. "Foi apresentado uma relação de nomes de envolvidos. Tem muita gente da ativa envolvida, gerentes, executivos de subsidiárias", informou a fonte, que pediu anonimato. 

A partir de agora eles serão alvo de processo punitivo e poderão ser exonerados dos cargos executivos. Os relatórios produzidos pela companhia serão encaminhados à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal, e poderão embasar ações judiciais contra os executivos e ex-funcionários.
A companhia definiu que irá buscar o ressarcimento dos prejuízos causados pelos desvios e atos de corrupção de seus funcionários e ex-funcionários. Entretanto, até o momento, não há qualquer processo aberto ou decisão pela abertura de ações contra os executivos citados nos relatórios. 

O ex-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli e o ex-diretor Internacional da empresa Nestor Cerveró ainda não foram informados sobre o relatório das auditorias em que são responsabilizados, juntamente com outros 13 funcionários, por prejuízos com a compra de Pasadena. "A Petrobrás não me comunicou nada. Geralmente, as decisões do conselho são publicadas em fato relevante. Essa não foi. Não sei o que foi decidido, então não posso comentar", disse Gabrielli ao Broadcast. 

Já o advogado de Cerveró, Edson Ribeiro, atribui qualquer responsabilidade por prejuízos com Pasadena ao conselho de administração da empresa, que, na época da compra da refinaria texana era presidido pela presidente da República, Dilma Rousseff. "Essa decisão interna segue a mesma linha que a do Tribunal de Contas da União, que responsabilizou a diretoria e não o conselho, como prevê o estatuto social da empresa. Estão rasgando o estatuto", afirmou Ribeiro. (Estadão)

16 comentários


A lama está chegando perto do cachaceiro de Garanhuns !

Parece que ele visitou o Circo Libanês no final de semana para "exames de rotina".

Reply


Está na cara que esse relatório é pra blindar a Dilma, responsabilizando funcionário, executivos....Serveró terá que abrir o bico...Gabrieli e Dilma os maiores responsáveis por esse trambique.

Reply

Gabrielli disse que não aceitaria se bode expiatório e que tinha muita coisa para falar. Aguardemos se o nervosinho tem palavra.


Lanterna

Reply

E Lullalau, vai engolir essa aí do Gabrielli?


Lanterna

Reply

Cel
Quero nosso dinheiro de volta com juros e correção pela SELIC.

Átila

Reply

O Zóinho conta tudo rapaz, você vai pro xilindró também é questão de tempo vai conta logo!

Reply

esse pessoal deve pertencer a comunidade islâmica.

Reply

A lambança bateu no ventilador !
Vai ser "Cáca" pra tudo quanto é lado. Viva a Policia Federal.

Lunarscape

Reply

E o chefe e a chefa deles, nada?

Reply

o Gabrielli será preso?

Reply

Essa Anta tem que ser impechada!!!!

Ela não tem condições ética, moral e jurídica para continuar no cargo!!!!

FORA DILMA!!!

Reply

Cel.
Está certo que já passamos desta época tristemente conhecida como "ditamole", mas tem um desses aí que não aguentaria uns tapinhas para abrir logo o bico...
Alguém lembra aquela piadinha, de um prisioneiro (da guerra do vietnã, gente, não é no Brasil não...)...
Então, está lá o prisioneiro franzininho, todo amarrado, e o sargentão, enóooorme, dandoum sacolejo, exigindo:
- Fala logo, confessa logo tudinho...
O prisioneiro cai no choro:
-Uái, upai, uái...
O sargentão dá mais uns sopapos:
-Cala a boca, que calado você já é culpado, quanto mais chorando!...
Rs Rs Rs...

Reply

E a vagabunda safada não vai ficar com nada?

Reply

TEM JEITO NÃO. SEMPRE SOBRA PRO MORDOMO. ESSA RAÇA NAO APRENDE. VIDE EX DE MARCOS VALERIO: TODOS ESTÃO SOLTOS E SÓ O CAREQUINHA TÁ COM 42 ANOS NAS COSTAS E MOFANDO ATRAS DO XILINDRÓ. AGORA É A OPERAÇÃO BLINDAGEM À ANTA. CONSELHO, ABRAM A LÍNGUA ENQUANTO É TEMPO.

Reply
Despetralhando mod

Esto querendo a todo custo livrar a cara da redesgovernANTA e do barba X-9dedos, mas eles não passarão.

Reply

Coronel,

será que vão "Celso Danielar" o Gabrielli?

Flor Lilás

Reply