O que Aécio está pensando.

Hoje, na coluna de Dora Kramer, está a única manifestação de Aécio Neves (PSDB) que seja digna de nota. A colunista tem credibilidade e tem as melhores fontes. Segue abaixo:

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, aponta dois movimentos imediatos no cenário eleitoral em decorrência da substituição de Eduardo Campos por Marina Silva como titular da chapa do PSB.

O primeiro, a consolidação do segundo turno. "O que era uma tendência passa a ser um fato". O segundo diz respeito às perdas e ganhos em termos de intenções de voto.

Na opinião do tucano, na largada só Marina ganha. Ele prevê que no primeiro momento, em boa parte devido ao clima de comoção, a ex-senadora talvez apareça nas pesquisas com o dobro dos índices registrados por Campos, previsão esta coincidente com as expectativas de políticos do PSB.

O senador mineiro acha que a presidente Dilma perde um pouco, ele próprio acredita que deva ter uma pequena queda nos índices ("isso vai atrasar meu crescimento"), mas imagina que a maior fonte de votos da ex-senadora esteja no grupo dos pesquisados dispostos a anular ou deixar o voto em branco.

O fato de o quadro se alterar, na visão de Aécio não quer dizer que a mudança será radical. "Não tem essa história de que o jogo ficou zerado".

Obviamente ele continua trabalhando com o cenário de um segundo turno entre ele e a presidente Dilma Rousseff, embora reconheça que a vaga agora será mais disputada. Este pensamento é traduzido assim por um companheiro dele de partido radicado em São Paulo: "Antes haveria segundo turno sem o risco de Aécio ser ultrapassado, agora já não podemos ter tanta certeza".

Voltando ao candidato, para ele a "grande incógnita" é saber como Marina vai se posicionar uma vez assumida a candidatura: se terá um discurso franca e nitidamente de oposição ao PT, a Dilma e a Lula ou se vai se concentrar em falar de si, de suas propostas e concepções sobre grandes temas de interesse nacional deixando de lado o embate mais agressivo. 

E por que isso é importante? Justamente por causa do segundo turno. Aécio não se concentra na possibilidade de ter ou não o apoio pessoal de Marina. Até porque há certo consenso no PSDB de que pelo histórico de 2010 e pela personalidade dela o mais provável é que caso fique de fora da fase final não apoie nenhum dos dois concorrentes.

A preocupação do tucano é herdar o eleitorado dela. Se não na totalidade, a maior parte. Por isso a intenção dele será manter a sintonia com o eleitor de oposição, imaginando que quem escolhe Marina Silva não vota no governo.

Neste aspecto, não há mudança estratégica no rumo da campanha. A avaliação é a de que os setores do PSB próximos ao PT ficarão com Dilma e os que já têm boas relações com o PSDB em vários estados não têm motivo para romper acordos já fechados.

O que muda nesse momento e pelas próximas duas semanas é o grau de atritos. Haverá uma "baixada" de alguns decibéis no tom dos discursos. A morte de Eduardo Campos abalou a todos; até que o efeito do choque se amenize não há clima para beligerância.

23 comentários

Marina erroneamente se fia em milhões de votos que ficaram no passado. Ainda em 2010, ela perdeu boa parte deles..meu inclusive, ao se omitir de forma covarde no 2º turno quanto a declarar apoio a Serra ou Dilma.

Por volta desta época, tive a felicidade de descobrir o Blog do Coronel, que abriu ainda mais meus olhos quanto à Marina, e suas idéias. Quantos mais não se conscientizaram?

Em resumo, não a acho ameaça suficiente para destronar Aécio. Além de seu discurso ambíguo, Marina tem uma vibração petralha que não dá para esconder. Não duvido em uma alta rejeição.

Reply

Concordo com o Aécio, no primeiro momento Marina pode sim crescer, mas é voo de galinha, não sustenta, não tem base de apoio sólida, faz parte de uma estrutura partidária bastante acanhada (que ela contribuiu para que assim fosse). O único resultado positivo de tudo isto é que o provável 2o. turno agora virou fato.Mas quem tem estatura política para promover as mudanças é Aécio. E tem uma base sólida de sustentação costurada por ele mesmo com extrema habilidade que irão garantir a ida ao 2o. turno, e se eleito, com condições de efetuar o tão necessário "choque de gestão".

Reply

Sobre a caixa preta, imagine a encrenca para a reeleição da presidente se alguma autoridade aeronáutica viesse a público declarar que, devido a uma lei recentemente assinada pela Dilma, não seria permitido divulgar o conteúdo das gravações. Ao contrário, dizer que não tinha nada gravado sobre o ultimo voo, pode levantar suspeitas sobre várias pessoas, porém, não apenas sobre UMA.

Reply

Agora a Marina vai colocar os pingos nos iis com relação ao escroto Lula.

Reply

Não dá pra descolar a Marina do PT,apesar do clima de comoção,"é uma melancia,verde por fora,vermelha por dentro".

Túlio Xavier

Reply

Coronel, o trabalho terá que ser redobrado. Se ficarmos sentados, achando que a Marina não é uma ameaça real ao Aécio, a vaca irá literalmente para o brejo.

Reply

OFF

BANCOS DE INVESTIMENTOS PLANEJAM DEMISSÕES CASO DILMA SEJA REELEITA

Até a tragédia da semana passada, os bancos de investimentos estimavam que o resultado da eleição definiria o tamanho das suas equipes no Brasil em 2015.

Estas instituições trabalhavam com dois cenários: se Aécio Neves vencesse, o quadro de funcionários ficaria inalterado. Se Dilma Rousseff triunfasse, demitiriam entre 10% e 15% do pessoal. Não mediram ainda como fica a conta com Marina.

Por Lauro Jardim

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/


VAMOS À LUTA! GARANTIR A VITÓRIA DE AÉCIO NEVES, PELO BEM DO BRASIL!


Chris 45/SP

Reply

Eduardo Campos era o candidato que destoava do discurso petista. O resto é tudo igual, o que nos leva a identificar Aécio Neves como única viabilidade para mudanças no futuro do Brasil, caso contrário seremos uma republiqueta por muitos e muitos anos ainda.

Reply

PROFETA

Profecia do ex-delegado Romeu Tuma Júnior se cumpre no velório de Eduardo Campos: “O sal de frutas está preparado para suportar a cara de bom moço do X9 no enterro de Eduardo Campos! Ele vai até chorar, podem escrever!”

Reply

Penso que, se quiser ganahr estas eleições, ou , pelo menos ir para o segundo turno, Aécio e o psdb vão ter que mostrar a verdadeira face da Marina.Vão ter que falar para o eleitor que ela é personalista,na linguagem do povão, que quer apenas que suas vontades tenham valor, que não aceita coligações e , para governar é preciso fazer coligações,que ela , sempre que não vai para ums egundo turno, se omite e não se posiciona contra o pt, que no acre ela jamais venceu uma eleição, enquanto Aécio venceu todas...Enfim, tem que descontruir a santa..

Reply

A nossa juventude está podre e não sabe escolher nada, a não ser celular.
Tenho uma amiga que trabalha no cartório eleitoral de uma pequena cidade do interior de SP- ela disse que depois da morte de Eduardo, muitos jovens procuraram o Cartório para tirar o título eleitoral para votar para a Songa Monga.
Diante disso, concordo com o Aécio, ela vai pegar alguns votos dos que pretendem anular...dos evangélicos, eu duvido muito, pois eles são inteligentes e espertos.
Os ecologistas também não vão votar para Marinas, afinal ela não tem nada de verde ou preservacionista.

Reply

Concordo com o cometário das 11:07.

Reply

....como seria Marina Silva presidente? nem Eduardo havia se mostrado.Eduardo,talvez, Marina, NAO!

Reply

Alô Aécio ! É assim que se faz:
Vejam a parte em que eles falam das ações de Hillary Clinton e o maridão, contra o "Deus" Obama, para vence-lo nas eleições...

Lá , os "Deuses" tbm tomam porrada


Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/2014/08/1501659-o-pr-afa-de-eduardo-campos-acertou-dilma.shtml

Reply

chega de comoçao,votemos com os pes no chao e com olhos na realidade do pais q estah afundando......Aecio p equilibrar o pais!

Reply

Se o cenário político mudou e agora, há um fator emocional na jogada, acho que Aécio tb precisa apelar para emoções.Para isso, não é preciso nenhum drama, mas, simplesmente, introduzir na fala algo mais vibrante, mais emoção, mais indignação.Como falar, eis a questão. Se não souberem como fazer, acho que algumas aulinhas de comunicação e oratória ajudariam.

Reply

Concordo com anônimo das 11:07.
Ficam achando que Marina não é ameaça? Vão levar uma rasteira. Esse é o problema do brasileiro, acomodação.
Assim foi com PT e LULA esse mesmo papo, conversinha de botequim. Olha ai o resultado. FHC tem muita culpa pela situação que o país se encontra, totalmente controlado pelo crime organizado.

Reply

OFF

Me digam se o Sem Lobão Filho não é um grande FDP? Leiam texto de Rodrigo Constantino:

BOLSA FAMÍLIA: VOTO DE CABRESTO E TERRORISMO ELEITORAL

Deu na VEJA: Bolsa Família, o maior colégio eleitoral do Brasil (por Gabriel Castro e Laryssa Borges):

Um eleitorado de 40 milhões de pessoas é influenciado pelo programa, que, especialmente no Nordeste, se tornou uma arma eleitoral incomparável
“Quem de vocês aqui gosta do Bolsa Família levanta a mão?”, brada ao microfone, do alto de um palanque improvisado, O SENADOR LOBÃO FILHO, candidato do PMDB ao governo do Maranhão, na pequena cidade de Barra do Corda (85.000 habitantes). A plateia reagiu imediatamente com os braços estendidos. O candidato continuou: “ISSO ME PREOCUPA, PORQUE OS NOSSOS ADVERSÁRIOS ESTÃO UNIDOS A AÉCIO NEVES, QUE JÁ DISSE EM TODOS OS JORNAIS E TODAS AS EMISSORAS DE TV QUE É CONTRA O BOLSA FAMÍLIA”.

Filho do ministro Edison Lobão (Minas e Energia), que orbita o petismo como representante de José Sarney há anos, o candidato peemedebista convive com Aécio Neves no Senado. Os dois são colegas. O peemedebista sabe que o tucano nunca se opôs ao programa – pelo contrário, é de Aécio a proposta para transformar o programa em política permanente de Estado. Mas, nos grotões do Brasil, Lobão Filho utiliza um discurso convenientemente falso. Mesmo um candidato ligado à oligarquia recorre ao discurso de que os seus concorrentes são inimigos do povo por causa de uma oposição fictícia ao programa.
Segue...

http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/democracia/bolsa-familia-voto-de-cabresto-e-terrorismo-eleitoral/


É um cínico e mau caráter!


Chris 45/SP

Reply

Analise coerente e simples, acho que tem um fundo de realidade. E acho que chegou a hora da Marina vingar os petralhas que melaram a criacao da rede. Aécio tem tudo para subir mais um pouco pois tem estrutura estadual mais forte. E tem outro componente do segundo turno, que eh o pouco tempo para conquistar os votos de quem perdeu, coisa que o psdb nao conseguiu conquistar nenhuma vez em 2002, 2006, e 2010.

Reply

Eu se fosse o Aécio estaria pensando assim:

Vou manter a mesma pegada , mesmo que a Marina suba ou comece a incomodar nas pesquisas.

Se perceber que ela poderá representar algum risco para mim, começo a explicar o comportamento dela em 2010 e perguntar se o eleitor , que não quer a continuidade do pt, e que votou nela em 2010, vai acreditar que ela não fará o mesmo nesta eleição, caso não passe para o 2o turno.Lembrando sempre que a omissão dela , em 2010, ajudou a manter o pt no poder..

É o que eu faria..

Reply
Ferreira Pena mod

Aécio campeão de votos, para salvar o que resta do Brasil!

Reply

Eu gostaria que mortos realmente falassem, como dizia Chico Xavier. Ah, se isso fosse possível, Chico Mendes apareceria e diria o que sabia e porque ou por quê morreu.
Marina é covarde,manobrada pelo marido,é pau mandado do PT e fica posando de oposição até se ver acariciada mais intimamente.Quer levar o Brasil ao século XVII e acabar com ao agronegócio que a sustentou a vida inteira, inclusive ao seu principal patrocinador,na minha concepção um idiota.
Ela e Dilma são farinha do mesmo saco, com a diferença de que Dilma é mulher macho e pega em armas.Ambas matam, uma traiçoeiramente e a outra hipocritamente mas mostrando a cara e dedos em fora de pênis até no estádio ou arena que imagina transformar em cadeias,campos de concentração.

Reply

Vamos ver com o avançar da campanha. Marina é uma versão ecológica da Governanta. As duas petistas, sendo que de Marina a gente não sabe bem o que esperar, só sabe que será ruim.

Uma coisa é essa comoção inicial. Outra é o dia 4 de outubro.

No mais, bela avaliação a de Aécio. Parece até que ele teve acesso a pesquisa boca de cemitério do Datafalha.

Reply