Faísca atrasada.

O Ministério da Educação vai receber dois pedidos de informação encaminhados pela Câmara dos Deputados sobre o polêmico material didático, ainda em elaboração pela pasta, que aborda a discriminação contra homossexuais, conhecido por "kit contra homofobia". O referido material é um conjunto de vídeos que seriam distribuídos a 6.000 escolas do ensino médio e abordam questões como o o preconceito contra travestis e o relacionamento afetivo entre garotas. Os pedidos de informação partiram de dois deputados evangélicos e foram ratificados na manhã desta quarta-feira, pela Mesa da Câmara. Um deles questiona o governo sobre os critérios de elaboração e distribuição do material; o outro quer detalhes do convênio firmado entre o ministério e a ONG responsável pela produção do kit e ainda quer cópia do material. Na justificativa de um dos requerimentos, o deputado João Campos (PSDB-GO) diz ter recebido informações de que o vídeo "Encontrando Bianca" estimula que as crianças assumam sua "identidade homossexual", o que seria apontado aos professores como uma 'atitude correta a ser tomada dentro da sala de aula'. O Ministério da Educação afirma não ter recebido os requerimentos e diz que o material didático ainda está em fase de análise. 

O vídeo já está na internet há meses. Você já viu?


O material é defendido pelo Governo Dilma, assim como a PL 122:

"O vídeo fala de um travesti, um homem com identidade feminina, mostrando, inclusive, o sofrimento dele em viver em um lugar onde meninos jogam futebol e, quem não joga, é chamado de mulherzinha", explica Rosilea Wille, coordenadora Geral de Direitos Humanos do MEC, vinculada à Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), responsável pelo projeto. Na opinião dela, a forma negativa como o Kit contra a homofobia está sendo recebido é resultado do desconhecimento em relação ao conteúdo do material e dos rumores, amplamente propagados na web. - Foi colocado que vamos passar informação sobre diversidade sexual e identidade de gênero para crianças de sete anos. Isso nunca foi a decisão do Ministério. O projeto está sendo pensado para o Ensino Médio. Não é um projeto que vai cair de paraquedas nas escolas. Vai ser vinculado à formação dos professores. Há todo um anteparo, uma sustentação pedagógica.

No YouTube existem inúmeras manifestações a respeito do assunto, por outros deputados, como Jair Bolsonaro (PP-RJ). Clique aqui para ver.

Este é um post informativo. Comentários que firam as leis vigentes serão sumariamente deletados. Especialmente aqueles plantados por petralhas.

26 comentários

Cel

Censura do governo da ANTA.

Reuters

"Brasil bate recorde de notícias censuradas no Google

Site teve de tirar 398 textos jornalísticos a pedido de autoridades do país"

Isto os PeTralhas não falam!

Aécio e seus garotos também não!

CUSP.. CUSP..

Átila

Reply

http://www.youtube.com/watch?v=ONfPCxKdGT4


escola sem homofobia:notem o patrocínio oficial "BRASIL PAÍS DE TODOS " e UNIVERSIDADE FEDERAL RJ :
http://www.youtube.com/watch?v=bBLhKPWPQ40

http://www.youtube.com/watch?v=IaLYOeXN7IQ&feature=related

KIT GAY para crianças de 7 a 14 anos nas escolas. Francisco Khouri
http://www.youtube.com/watch?v=1f_9_2zKUAI


http://www.youtube.com/watch?v=bBLhKPWPQ40

Reply

Não achei nada demais, não vi nada agressivo.

Desaconselharia ser professora.Só isso.Porque, além de passar constragimentos e ouvir da banda podre, vai morar mal e almoçar coxinha ou miojo o resto da vida.A não ser que arrume um bofe rico como Temer.

Salãozinho de beleza dá mais dinheiro, mais dignidade, é mais divertido, as pessoas pagam e ainda agradecem.

¬¬

Reply

ENTÃO ESTE É O PAÍS TIRIRICA, JÁ

ESTÁ UMA BAITA ZONA, PIOR QUE TÁ

NUM FICA..

Reply
Serginho/Sampa mod

E eu lá vou perder meu tempo vendo discurso de Jair Bolsonaro do PP????? Ora vejam!

Reply

Quanto à idéia de disseminar o respeito pelas diferenças em si, sou a favor. Acho, porém, que seria muito mais produtivo e eficiente fazer-se uma campanha para que todos respeitem a todos, independentemente de cor da pele, gênero, condição social, profissão etc O problema dos petralhas é que eles gostam de chocar, agredir aqueles que não comungam de sua permissividade.

Reply

Olha a cabeça desse "porras loucas".Então 1 menino aprende na escola que é normal ser homosexual.Então,na cabecinha dele ele pensa.Se,posso com o coleguinha porque não com um adulto? Oh Corona, isso aí não é pedofilia institucionalizada não?Isto não daria uma denúncia aos organismos dos direitos das crianças e adolecentes não? Oh Corona,estes caras já não foram longe demais não? Caraca meu, até aonde vai esse desGOVERNO corruPTo?!!!.fonseca.

Reply

O PT precisa ser urgentemente EXTIRPADO do cenário político nacional e seus seguidores ENCARCERADOS numa JAULA!

VAGABUNDOS!

Reply

Nenhuma ministra,nem professora, nem pedagoga, vai interferir na vida sexual de um filho meu.Não lhes dou êsse direito. Elas que façam a parte delas que é ensinar, e ensinar bem. A ministra que se preocupe em reforçar matérias com conteudo, que se preocupem em pagar melhor os professores.

Várias matérias importantes já foram tiradas do curriculo escolar.

Lavagem cerebral, seria esse o têrmo??

Seria interessante, se os pais de crianças que serão afetadas por essa cretinice,partissem pro ataque enquanto podem.Façam abaixo assinado, movimento nas portas das escolas, demonstrem sua contrariedade, antes que seja tarde.


Izabel

Reply

Querem homossexualizar nossas crianças, Coronel.

Abomino esta prática.

Reply

Se não nos mobilizarmos contra a oficialização das práticas homossexuais, os porras-loucas petralhas ainda acabarão tornando este país uma terra de eunucos e depravadas de toda espécie. Falta pouco para decretarem, por medida provisória, a extinção do bicho-homem e inaugurarem, sem seu lugar, a espécie-bicha. Então, haja consolo...

Reply

Acredito que o objetivo não é homossexualizar as crianças, e sim ir contra o preconceito contra homossexuais que é plantado na cabeça das crianças em casa e nas igrejas. O objetivo é tão somente ensinar que o homossexualismo não é uma doença, é algo que existe. Ensinar que os homossexuais também são gente, merecem respeito.

Reply

Caro Serginho/Sampa, 16 de fevereiro de 2011 13:56

que pena seu preconceito contra o Bolsonaro.
É um dos últimos políticos íntegros que nos restou...

Preste mais atenção nele e deixe o preconceito de lado, por favor.

Chegará o dia que ele nos ajudará. Pode escrever.

Flor Lilás

Reply

Vamos analisar a situação do homossexualismo:

Há pouco tempo, era tolerado,
Hoje, está sendo incentivado...

É bom fazermos alguma coisa rápido, para que não vire OBRIGATÓRIO!!!

Reply

Como se não bastasse que os petralhas assaltando os cofres públicos, agora estão destruindo os preceitos morais deste país.

Os petralhas estão corrompendo nossas crianças! estão destruindo o futuro deste país!

Reply

Concorde com Eduan, Anonimo 14:12 e Serginho/Sampa. Acrescento que nossa sociedade tem que deixar de ser hipócrita e achar que homossexualismo é coisa recente. Sempre existiu e sempre vai existir. E incentivada já foi entre os soldados desde Alexandre até ao Império Romano (veja em Memórias de Adriano). Isso sem contar os monarcas vários "enrustidos".
Hoje, apesar de tudo, ainda é mais permissivo. E isso é bom, sabe por que? Porque há algumas décadas atrás o homossexual acreditava estar doente, vivia um conflito com a família, com a religião e, muitas das vezes, tinha destino triste: virava um dopado em remédios, ia pra manicômios ou, o pior, se matava.
Contudo,concordo que a idade de quem vai assistir o "filme" deve ser discutida. Que nada seja feito a revelia de toda a sociedade.

Reply

Discordo do anônimo das 20:38. O homossexualismo no Brasil nunca foi tolerado. O povo brasileiro é extremamente preconceituoso.

Reply

A escola esta para educar , agora a orientação sexual tem que ser com os pais , se o video fosse para os pais ate entenderia , mas não para as crinças , sabe que tipo de professor ira da a orientação , veja aquela professora do Rio de janeiro que se envolveu com uma aluna. Tudo na vida tem sua ora de ser explicado e tem o seu lugar e digo não e um professor que tem que orientar e sim os pais . Sem contar que o video e de baixo nivel mostrar as pessoas há não ter preconceito não precisa mostrar dessa maneira horrivel , ridicula , fazendo isso acho que vai criar mais preconceito e revolta entre as crianças .

Reply

Cansei desta nojeira toda, desta decadência sem fim.
O pt e seus robôs imbecilizados que voltem para o inferno.

Reply

Por favor da para tirar essa foto do molusco com o traecio , me da nojo , esse traecio nunca tera o meu voto . Sou Serra viva a ONDA AZUL.

Reply

Eduann,

Ao afirmar que o homossexualismo nunca foi tolerado neste país, você me faz rir.

Você não assiste televisão ? Há muitos anos só tem bichas loucas depravadas muito diferentes de homossexuais de caráter e íntegros que não precisam mostrar bundas ou falar porcarias para nossas crianças.

A televisão e os movimentos GLS é que denigrem a imagem de homossexuais quando transformam o movimento em algo patético como é o desfile em várias cidades e os programas de televisão imbecis (pornochanchadas) que mostram gays indecentes que não contribuem com nenhuma informação séria e decente para os lares deste país.

Você confunde tolerância aos homossexuais com tolerância à falta de educação e vergonha na cara de certos gays que só contribuem para o aumento de pornografia em vez de se preocuparem com o futuro desta nação. Todos só querem direitos, mas ninguém fala nos deveres.

Manda estes vagabundos fazerem algo de útil de suas vidas, vão cuidar de crianças e idosos doentes, plantar, estudar, enfim, trabalhar para o país melhorar ao invés de mostrarem, como putas, seus peitos de silicone e suas bundas artificiais. Homossexual decente não faz isto !!!!!!

Meu único preconceito é contra gente indecente e bandidos estão nesta categoria, entendeu ????

Reply

Coronel

Existe o Estatuto da Criança e do Adolescente, que dá proteção a este tipo de pedofilia.

Querer colocar na cabeça de crianças este assunto ainda tão cheio de preconceitos é muito perigoso.

Não adiante quererem vir com papo de formação de professores, ou coisa assim.

Querem destruir a base da família, o futuro das crianças, manter o povo ignorante. Assim é mais fácil dominar.

Deveriam se rpeocupar em melhorar a qualidade do ensino básico. Pagar melhor aos professores. Tornar a carreira do professor algo digna. Afinal, são eles que dão a base da educação às crianças do Brasil.

Pelos exemplos de ensino e dos professores é que o futuro das crianças em suas profissões terão sucesso.

Mas estão desviando o foco. Também com um ministro d educação como este, devemos esperar o que?

General Maximus Decimus Meridius

Reply

Campanhas contra práticas discriminatórias que sejam, de fato, educativas, apropriadas tudo bem.
Mas o que estão apresentando é um acinte, chega a ser grotesca, ainda mais porque destinada ao público infanto/juvenil.
Passaram dos limites.

Reply

É desse jeito que eles querem educar????? Nossas crianças e adolescentes precisam aprender a respeitar o próximo... seja qual seja o próximo. O que é que eu tenho a ver se duas mulheres ou homens estão namorando? Em que minha vida vai mudar por conta disso? Essa é a reflexão que deveria ser feita com as crianças... o outro tem direito de viver sua vida como quiser, desde que obedeça a lei. Por isso, não acho correto abordar somente a homossexualidade, mas outros preconceitos da sociedade... gordos, feios, torcedores de um determinado time de futebol, e por aí vai...

Reply

Cadeia pros aloprados que criaram uma aberracao dessa, cadeia pra esse bando de aloprados do governo.
apologia ao homosexualismo para criancas que nem sabe do que se esta falando.
isso e um crime, deixe que cada um opte por si proprio e nao sendo influenciado por um kit que claramente faz apologia ao homosexualismo.
aonde vamos parar?????????

Reply

JAM

Entendi agora. De fato, há um abismo imenso entre homossexuais e bichas. Só escrevi aquilo pois seu comentário tinha sido meio ambíguo.

Concordo com o lado que tu expôs.

Reply