Cunha quer acareação ampla, geral e irrestrita. Ele x Júlio Camargo. Mercadante e Edinho x Ricardo Pessoa. Dilma x Youssef.

(Estadão) O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse nesta segunda-feira, 20, que aceita participar de acareação com o lobista Júlio Camargo, que disse ter pago US$ 5 milhões em propina ao peemedebista, mas defendeu que outros políticos também sejam acareados com delatores da Operação Lava Jato. Cunha citou a presidente Dilma Rousseff, o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, todos do PT.

"Não tem nenhum problema. Pode haver acareação com quem quiser. Mas aproveita e chama o Mercadante e o Edinho Silva para acarear com o Ricardo Pessoa e a Dilma para acarear com Youssef (doleiro Alberto Youssef)", disse Cunha, ao deixar almoço com líderes peemedebistas organizado pela Associação de Emissoras de Rádio e TV do Rio de Janeiro (AERJ). "Acho oportunista querer falar em acareação. Estou disposto a fazer em qualquer tempo. Aproveitem e convoquem todos os que estão em contradição. O ministro Mercadante e o ministro Edinho negam o que foi dito por Ricardo Pessoa. A presidente nega o que foi colocado pelo Youssef. Que façam acareação de todos", insistiu.

Citado pelo delator Julio Camargo, que disse ter sido pressionado por Cunha para pagar US$ 5 milhões em propina referente a contratos de navio-sonda, e também pelo doleiro Alberto Youssef, que apontou o parlamentar como beneficiário de propinas e também disse que Cunha estava ameaçando sua família Eduardo Cunha está na mira da Lava Jato, que rastreia movimentação de contas no exterior utilizadas pelos operadores que teria sido usadas para repassar dinheiro para o deputado.

Já Edinho Silva e Aloizio Mercadante teriam sido citados, segundo a revista Veja, pelo dono da UTC Ricardo Pessoa em sua delação, que ainda está em segredo de Justiça. Mercadante teria recebido R$ 250 mil da empreiteira via esquema de desvios na Petrobrás que também teria sido utilizado para as doações oficiais à campanha de Dilma no ano passado. Na época, Edinho Silva era o tesoureiro da campanha presidencial do PT.

A presidente Dilma também chegou a ser mencionada pelo doleiro Alberto Youssef, que afirmou, sem provas, que ela e o ex-presidente Lula tinham conhecimento do esquema de propinas na estatal. O procurador-geral da República Rodrigo Janot entendeu que não caberia investigação contra Dilma, pois a citação era relativa a um período em que ela não era presidente e que, portanto, não pode ser investigada.

11 comentários

Serginho/Sampa mod

Mas é o tipo de resposta de quem não quer que se investigue nada, mandar investigar todos ao mesmo tempo.

Reply

Esse é o tipo de resposta de quem nada deve e nada teme...

Gabriel-DF

Reply
A VACA-QUE-TOSSE mod

DÁ-LHE CUNHÃO DE AÇO. Impagável ver dilma vaca-louca tremendo, suando, rangendo os dentes e bufando e bufando, gaguejante frente-a-frente com o YOUSSEF a lhe acusar de larápia e receptora do money petroleiro sujo que ele lhe deu, roubado do brasileiro para abastecer a sua campanha eleitoral imoral, indecente e salafrária. DINHEIRO SUJO SUJÍSSIMO, TIPO PETRALHA. O LULLAU FEZ ESCOLA E QUE ESCOLA! CADIA NELES E JÁ!

Reply

Isso,Eduardo Cunha,quero ver Julio Camargo confirmar na sua frente que você o pressionou na questão dos cinco milhões de dólares.Esse pedido de acareação presume que você é inocente.Será que a Dilma gostaria de acareação também?

Reply

Esse Julio Camargo foi comprado e orientado por líderes petralhas ligados ao Planalto, com o objetivo nítido de levantar uma cortina de fumaça, afastando o olho do furacão das práticas criminosas praticadas pelos petralhas e lançar Eduardo Cunha no epicentro da crise. Obviamente que querem desviar a atenção do povo. Agora, a oposição precisa ser mais dura. Os fatos executados são suficientemente fortes para impulsionar o pedido de impeachment, a mobilização do povo nas ruas e a pressão da oposição em cima do TCU, Congresso Nacional, e TSE. Não se pode esperar eternamente por providências. Urge que a oposição tome iniciativas e não fique somente no blá, blá, blá.

Reply

Isso quer dizer que se eu roubar há 10 anos e mudar de emprego não posso mais ser investigado?

Reply

Prezado Coronel. Lembro-me perfeitamente daquele escândalo americano que derrubou o Nixon: "Watergate", divulgado por dois jornalistas, Bob Woodward e Carl Bernstein, do Washington Post. Para se aprofundar na investigação, criou-se o lema: "follow the money", isto é, "siga o dinheiro". O que é seguir o dinheiro? Respondo: parte-se do depósito na conta do beneficiário, e faz-se uma regressão seguindo o dinheiro até chegar-se ao depositante. Simples. Pois bem. Se acharem depósito de dinheiro na conta de Eduardo Cunha, em quantia que se equipare à formidável quantia de U$5,000,000 (cinco 'mi' das verdinhas), o deputado está ferrado, pode escolher pular no Lago Paranoá sem colete salva-vidas, ou no 'piscinão de Ramos' no RJ. Porém, anote aí caro Coronel, se não acharem nada na conta do Cunha (e ele parece muito seguro disso), o governo do PT explode de vez, e com ele o delator J. Camargo, o Janot, etc., etc. etc. É isso aí. A chave de tudo é: "follow the money". Abraço de um assíduo leitor do bloçg.

Reply

Ora, ora, a sugestão sobre acareação partiu dos lixos do PT, então por que os petistas não podem ser acareados também?

Reply

Não creio que por ser contra petistas, alguém aqui acredite em sã consciência, que só eles no governo são as maçãs podres desse balaio. Eu quero ver todos em frente ao julgador, sejam eles gregos ou troianos. Por mais que goste de ver a pressão colocada em cima da gangue petralha advinda do Eduardo Cunha, seria de muita inocência não perceber que o que ele faz é uma manobra simplisticamente inteligente de psicologia reversa. O que ele diz e exige não prova nada a respeito da sua inocência em relação ao não recebimento de propina. Apenas tenta manter os outros ao largo. Não coloco minha mão no fogo por nenhum desses políticos, principalmente dessa velha safra (SAlaFRArios) que compartilhou e ainda compartilha do poder junto com o PT. O negócio é aproveitar o embalo 'das ondas' e retirar o maior número possível de corruptos de circulação, e não, aceitar alguns em detrimento de outros. O circo tem que pegar fogo geral agora, ou então será o mesmo que trocar seis por meia-duzia.

Reply

esta corja petista idiota e burra sonha em passar o articulado, inteligente e preparado Cunha para trás... hehe, estão sonhando. Vão é ter pesadelos merecidos.

Reply
fred oliveira mod

Cunha fez uma colocaçõ que merece uma posição do planalto. Se ele deve fazer a acareação e topa, por que não Dilma, Lula e sua tropa também citados pelos delatores? quem deve tem que responder pelo que fez. Quem nõ deve, faça a acareação. Vamos ver se os petistas topam. Coragem, petistas: vejam o exemplo do Cunha. Convoquem a acareação, rsrsrsr.

Reply