Oposição fecha com a "pauta das ruas".

(O Globo) Em um encontro comandado pelo presidente do PSDB, Aécio Neves, e dirigentes do DEM, PPS, PSB, PV e SD, os líderes da aliança que engloba 20 movimentos que levaram cerca de 3 milhões de pessoas as ruas nos últimos meses cobraram duramente dos partidos de oposição no Congresso uma posição concreta e imediata para viabilizar a pauta da mobilização popular que pede o impeachment da presidente Dilma Rousseff, afastamento do ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli e aprovação das 10 medidas de combate a corrupção apresentadas pelo Ministério público, entre outras.

Aécio e outros parlamentares tentaram argumentar que a oposição atuaria dentro de suas limitações de minoria, que já defende a maioria dos pleitos e que, no caso do impeachment, é preciso buscar um embasamento jurídico. Mas os representantes dos movimentos não se deram por satisfeitos e provocaram uma saia justa que levou Aécio a concordar, ao final, que as oposições unidas diriam “um sonoro sim” a pauta das ruas.

— Nossa ação não começa no dia 15 de março. Se não consegui vencer as eleições, ali começou um despertar da população. Vocês mantém essa chama e temos que continuar um diálogo em busca das convergências. As oposições reunidas já discutem abertamente se houve crime de responsabilidade da presidente Dilma — discursou Aécio para cerca de 50 pessoas que se reuniram na Comissão de Relações Exteriores do Senado.

O presidente do PPS, Roberto Freire (SP) lembrou que não havia maioria para o processo de impeachment do ex-presidente Collor, mas o Congresso se rendeu à pressão das ruas. E disse que o movimento das ruas tinha levado, hoje, a união dos seis partidos de oposição que estavam ali presentes, em bloco.

Coube a Rogério Chequer , do Movimento Vem pra Rua, encostar os parlamentares na parede, argumentando que agora o resultado das manifestações dependia do Congresso. Aécio voltou a ponderar que tinham que se encontrar nas convergências. O presidente do Democratas, José Agripino (RN) completou, dizendo que o processo avançava em etapas. Mais inflamado, o líder do Democratas, Ronaldo Caiado (GO) foi ovacionado ao protestar pela não inclusão da presidente Dilma Rousseff na lista do procurador geral da República, Rodrigo Janot.

— Essa luta começou lá atrás. Nunca capitulamos em momento algum e sofremos todo tipo de retaliação. Aqui vocês tem um grupo de resistência, princípios. Tivemos a coragem de dizer que o impeachment não era golpe, a presidente foi citada 11 vezes na Lava-jato. Vocês não vão se decepcionar conosco. Vamos respeitar as regras democráticas e fazer valer o sentimento das oposições e o peso da sociedade — disse Caiado, aplaudido.

Foi a vez do representante do movimento Instituto Democracia , Paulo Angelim, ser mais direto: — Queremos que digam agora de forma clara: é sim ou não a nossa pauta? — Essa já é uma pauta que defendemos há muito tempo, o fato novo é que a sociedade está dando eco ao que já defendíamos — respondeu Aécio. — Mas é sim ou não! — insistiu Angelim, insuflando o plenário a cobrar, “sim ou não?”

Chequer respondeu que buscar convergências não era suficiente e era preciso agir de forma concreta já. — Até a rua pode se organizar. Porque a oposição não pode se organizar? Chegamos ao nosso limite de organização, levamos 3 milhões de pessoas as ruas e o impensável aconteceu, fizemos isso sem ter uma vitrine quebrada. O que queremos agora é a demonstração de que o impossível pode ser feito também no Congresso Nacional — cobrou Chequer. 

Diante do tom usado pelos manifestantes, Aécio subiu o tom e, mais assertivo, também acabou aplaudido ao afirmar que brigariam sim para dar consequência “ao nó que estava engasgado” na sociedade brasileira.

— Quero deixar claro que viemos aqui para dizer um sonoro sim para a pauta das ruas e queremos o apoio das redes sociais, dos movimentos, isso é o impulso que essa Casa precisa para fazer valer esse sentimento. Vocês tem o instrumento que nos faltava, que é o apoio popular. Então tenho a dizer, primeiro, que vamos atuar juntos sem preconceitos. E em segundo lugar quero dizer que nesse momento começamos a fazer história — concluiu Aécio, desta vez ovacionado por todo plenário.

22 comentários

Coronel,

ali no twitter o Sr colocou que talvez Álvaro Dias esteja pensando em se candidatar para Governador.
Logo a seguir, o sr diz que ele defende Fachin queimando Gilmar Mendes e diz: tchau, Senador.

Não, meu querido Coronel. Não é tchau! É ADEUS SENADOR ÁLVARO DIAS!!

Senador Ronaldo Caiado - isto sim é declaração para o Jornal Nacional! Fala da ideologia seguida pelo juiz! Brilhante! Quero Caiado como meu senador! Caiado corajoso, me representa!

ADEUS ÁLVARO DIAS - VIRA CASACA!
KÁTIA ABREU DE CALÇAS!

TRAIDOR DE 4.101.848 (77.00%) de votos no Estado do Paraná.

NUNCA MAIS, SENADOR VENDIDO!

Flor Lilás

Reply

Coronel,

aqui neste post está escrito o que o PSDB e os outros partidos estão a pedir: "afastamento do ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli".

E como é que Álvaro Dias pode apoiar um outro petralha declarado no STF??????? É o cúmulo do absurdo. INSUPORTÁVEL!!

Que bênção ver o discurso petralha de Fachin na campanha de Dilma exposto no JN. Parece até milagre terem mostrado isto.

BRASILEIROS - OLHO VIVO E FARO FINO!

CHEGA! BASTA! FORA PT!
FORA STF APARELHADO!
FORA FACHIN - MESMO ANTES DE ENTRAR!!!!!!

ADEUS ÁLVARO DIAS - TRAIDOR.

Flor Lilás

Reply

Coronel,

o Sr falou da camisa azul do Vacca-foi-pro-brejo indo para a cadeia, algemadinho-da-silva.

Gostou da gravata azul de bolinhas brancas de Fachin-togado-vermelho?

Flor Lilás

Reply

Coronel,

veja a resposta padrão que Álvaro Dias - aquele que ERA senador da república pelo Paraná e que vendeu a alma ao diabo - está escrevendo pelo facebook a todos que o questionaram a respeito de Fachin:

"conheço o Fachin desde 82 quando nos apoiou e filiou ao PMDB pelas mãos do Euclides Scalco. Nunca se filiou ao PT. Cumpre trajetória jurídica exemplar. Respeitado em todo mundo jurídico nacional, é sério e competente. Tem notório saber jurídico e é probo. Essas aleivosias são parte desse jogo sujo dos bastidores. Por essa razão defendo a mudança desse modelo de escolha. Chama-lo de bolivariano e ofensa inominável, trata-se de um jurista progressista e com posições claramente mudancistas. É evidente que meu apoio mais atrapalha que ajuda, já que sou Adversário frontal da presidente, mas não podia me calar diante das injustiças e ofensas assacadas contra um homem de bem."

Leia o resto aqui:
https://pt-br.facebook.com/ad.alvarodias/photos/a.204364062954183.52831.199599520097304/929574923766423/?type=1

Coronel, em outro blog encontrei o seguinte comentário:
"Riaj • 13 horas atrás
Foi meu professor. Um excelente nome para o STF. Parabéns pela escolha. Extremamente técnico e humanitário. Quem ganha é o país. Certamente não teremos um novo batman. Aos acólitos da mídia cheirosa resta chorar. Venceu a democracia."

http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2015/04/dilma-indica-luiz-edson-fachin-para-vaga-no-stf-diz-site-8055.html

Só pelos escritos do fulano "Riaj" já se tem ideia de que tipos e "professor" Fachin é! "Humanista" diz o ex-aluno alinhado com a petralhada que usa termos como "mídia cheirosa" e "batman".

Espero que o Senado tenha equilíbrio em perceber o bolivarianismo rolando solto, e a Venezuela cada vez mais perto de todos nós.
Que Deus nos ajude e tenha misericórdia de nós.

Flor Lilás

Reply

Vamos nos unir para acabar com estes ratos que continuam assaltando os cofres públicos . Povo e oposição unidos Brasil pode ser passado a limpo para enfim começar a reconstrução do país.

Reply

Até que enfim, oposição tira o cagaço da frente, e cria coragem para lutar junto ao povo, para libertar desse câncer que toma conta do governo.

Oposição, ser honestos, não é vergonha nenhuma, vergonha é roubar, vergonha é mentir, vergonha é trapacear, enfim, lutar pelo povo é função do politico, lutar pelo bem comum, e não encher o proprio bolso ou trapacear para se manter no poder.


Vamos em frente, lutar pelo povo, lutar para libertação, lutar para este país mudar para melhor. IMPEACHMENT JÁ, ou RENUNCIA JÁ.

Reply

Até que enfim, oposição tira o cagaço da frente, e cria coragem para lutar junto ao povo, para libertar desse câncer que toma conta do governo.

Oposição, ser honestos, não é vergonha nenhuma, vergonha é roubar, vergonha é mentir, vergonha é trapacear, enfim, lutar pelo povo é função do politico, lutar pelo bem comum, e não encher o proprio bolso ou trapacear para se manter no poder.


Vamos em frente, lutar pelo povo, lutar para libertação, lutar para este país mudar para melhor. IMPEACHMENT JÁ, ou RENUNCIA JÁ.

Reply

Diretor de gráfica do petrolão foi eleito deputado pelo PT .(veja.com)

Reply

Povo coloca MILITONTOS petistas pra correr no centro de SP 14/04/15

https://youtu.be/Zav6LV24cd8

Reply

O índice Bovespa subiu,o Dólar caiu,alavancados pela alta das ações da Petrobrás,motivo:cresce os indícios de que a governanta e seu partido quadrilha estão com seus dias contados no poder.

Túlio Xavier

Reply

Coronel,

Atuamente, toda vez que encontro um CARTEIRO na rua pergunto: o LULLA e a DILMA roubaram o dinheiro da aposentadoria de vcs e vcs ainda trabalham fazendo propaganda pra ELLES?

Reply

Parabéns aos líderes dos movimentos que pedem o impeachment.Estão certíssimos,pois não só a oposição,mas como todo o Congresso com exceção do PT (o responsável pelo lamaçal)tem que sair da zona de conforto e partir para a viabilização do impedimento da desgovernante e a extinção do PT.Fora Dilma, fora PT.

Reply

é melhor que venham pras ruas juntos e rápido. Teori acaba de determinar que não se façam depoimentos .Bastou prenderem o Vaccari.

Reply

Que venham pras ruas unto conosco e rápido....http://oglobo.globo.com/brasil/stf-suspende-depoimentos-em-inqueritos-da-lava-jato-15889036

Reply

demorou pra tomarem uma atitude, estão esperando as ruas estourarem? é isso que querem os petistas pra tentarem uma intervenção bolivariana internacional, nossos vizinhos estão todos ferrados mas iam achar isso aqui um butim de ouro.

Reply

Um sopro de esperança no ar. Tudo caminha p/ proteger a integridade da nação brasileira, que pt insiste em fragmentar. Sucesso p/ os que nos representam! Tem nosso apoio.

Reply

Ainda sobre o Aécio!!!!

REBATENDO PIMENTEL

A estratégia de Aécio Neves para recuperar o terreno perdido em Minas Gerais começa amanhã, na Assembleia de Minas, onde a oposição vai rebater a auditoria feita por Fernando Pimentel no governo mineiro. O petista diz ter encontrado “cinco centenas de obras paradas” e um déficit de sete bilhões de reais como herança dos governos tucanos de Aécio e Antonio Anastasia.

Segundo a oposição, há dados sem fontes e interpretações erradas de números no resultado apresentado por Pimentel. Aécio chamou a auditoria do governador de “ridícula e patética”.

Na Educação, por exemplo, os opositores vão usar dados do Ideb para contestar a afirmação do governo de que o Ensino Médio em Minas foi abandonado e números do Censo Escolar de 2013 para responder às críticas de Pimentel à falta de bibliotecas nas escolas estaduais.

Por Lauro Jardim

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/brasil/oposicao-mineira-vai-rebater-auditoria-feita-por-pimentel-no-governo-de-minas-gerais/

Boa sorte, Aécio! Desmascare o petralha!




Chris/SP

Reply

Este post me deu esperança!


Chris/SP

Reply

Chris/SP 16 de abril de 2015 00:02

esperança? Teori suspender depoimentos nos tira a esperança a qual você se referiu.

Coronel - já somos Cuba e Venezuela.

Podíamos votar para escolher nosso novo nome: Cusil ou Brazuela?

Flor Lilás

Reply

Até que enfim!

A oposição precisou ser pressionada para sair de cima do muro e se posicionar como o agente político das manifestações das ruas.

Parabéns aos líderes dos movimentos populares, que souberam superar diferenças pessoais, levar para Brasília uma pauta viável e, principalmente, por cobrar ação dos oposicionistas. É uma oposição ativa que queremos. É uma oposição ativa que o Brasil precisa, e o político que não tiver esse perfil que seja "atropelado" pelas cobranças das ruas.

Finalmente, uma esperança para o Brasil!

Reply

UFA !!!

Reply

Flor Lilás - 06:57

Você me entendeu mal: quando eu disse, esperança, referi-me ao post do Coronel, de que a Oposição estava apoiando os movimentos de rua.

Não estava a par da declaração do Min. Teori. Aliás, o Coronel não se referiu a isto.


Chris/SP

Reply