O impasse do vice.

Aécio deverá decidir, até segunda-feira, quem será o vice da sua chapa. Tudo indica que será um paulista, mais provavelmente o senador Aloysio Nunes Ferreira. Poderá ele unir novamente o partido no maior colégio eleitoral do país? Ou será melhor buscar um vice nordestino, mesmo que por lá não existam nomes que agreguem votos como um representante do maior estado brasileiro? Leiam, abaixo, o trecho de matéria da Folha, de hoje, para ver o que está ocorrendo no PSDB de São Paulo. Os tucanos continuam sendo, como sempre, os maiores adversários de si mesmos. 

Kassab vinha negociando há meses um acordo com os tucanos. No auge das negociações, foi sondado por emissários de Alckmin sobre a possibilidade de ser o vice na disputa à reeleição. Mas a negociação naufragou por decisão do próprio Alckmin, que preferiu fechar aliança com o PSB na vice.

O PSDB paulista, então, ofereceu na última quarta-feira (25) a vaga de senador a Kassab. A iniciativa contrariou tratativas do próprio governador com o candidato dos tucanos à Presidência, o senador Aécio Neves (MG), e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Dias antes, em encontro reservado, Aécio e FHC defenderam que o ex-governador José Serra (PSDB) fosse o candidato ao Senado. Alckmin não se opôs nem disse que iria ofertar o posto a Kassab. Serra, que em maio havia mencionado a intenção de concorrer a senador, foi avisado por Aécio da articulação. Quando soube que a cúpula da sigla havia concordado em defender seu nome, disse, então, que topava.

Essa conversa ocorreu na noite da última terça-feira (24). No dia seguinte, Alckmin disse à imprensa que havia oferecido a vaga de senador a Kassab. A atitude do governador deflagrou descontentamentos em série no PSDB, e chegou ao auge na quarta (25) à noite, quando FHC, por telefone, discutiu com Alckmin. O ex-presidente teria cobrado o compromisso firmado anteriormente. Alckmin viu na atitude uma "intervenção" em seu palanque.

No dia seguinte, Serra foi ao Bandeirantes reafirmar a disposição de concorrer ao Senado. Ouviu que seu nome não era aceito por alguns dos partidos que integram a aliança de Alckmin e que o governo não poderia garantir que ele seria o único candidato da chapa.

Do Bandeirantes, Serra seguiu para uma reunião com Kassab. O ex-prefeito é um dos políticos a quem ele é mais ligado. Kassab apenas ressaltou sua "lealdade pessoal" a Serra. Não disse o que faria. Na manhã seguinte, reuniu aliados no partido e anunciou o apoio a Skaf.

No início de abril de 2018, Geraldo Alckmin estará deixando o governo de São Paulo para concorrer a um novo mandato de senador, deputado ou até mesmo para pleitear uma indicação partidária para concorrer à presidência da República. Deixará no seu lugar um vice do PSB, maior adversário do PSDB depois do PT. Este vice terá seis meses para consolidar a sua candidatura a governador, certamente apoiado por todos aqueles que querem varrer os tucanos de São Paulo. Claro, isto ocorrerá se Alckmin se reeleger. As suas últimas decisões somente o afastaram do próprio partido e alimentaram um inimigo que fica cada vez mais forte. 

37 comentários

Coronel,

Alckimin está na grande encruzilhada de sua existência:

ou atua pelo futuro do Brasil livre, ou ajuda a colocar a Nação sob as garras dos comunistas petralhas que assaltam nossos cofres há 12 anos, ininterruptamente, e que incessantemente tentam acabar com nossa liberdade de ir, de vir, de pensar, de existir...

Coturneiros - oremos por Geraldo Alckimin para que ele seja correto e opte pelo Brasil! Que ele seja iluminado!

Flor Lilás

Reply

Ai, ai!

Reply

Ai, ai!

Reply

A história do PSDB em São Paulo tem que ser analisada desde a sua fundação. No início existiam três grupos liderados por políticos influentes: Mário Covas, FHC e Franco Montoro, este próximo do FHC, que absorveu o seu espólio após a sua morte. O José Serra ainda não tinha cacife para ter um grupo chamado de seu e ficou no meio de campo, mas muito mais próximo do FHC. O grupo Mário Covas se consolidou em São Paulo e mesmo a sua morte, os partidários se uniram ao seu vice Alckmin e o seguem até hoje. O Serra independentão foi para a prefeitura criou o Kassab e o apoiou na sua sucessão contra quem? Geraldo Alckmin. Gente eles nunca se bicaram e agora o Alckmin faz o que acha melhor para a candidatura dele. Está com a faca e o queijo na mão.

Reply

A querida Flor Lilás (8.42). Tenho a certeza absoluta que em 2006 e 2010 vc falou a mesma coisa do Aécio Neves, que não se esforçava para apoiar o candidato do seu partido (PSDB).

Reply

Coronel concordo com vc que a situação é tensa e não por culpa do Alckmin, Serra ou FHC e sim de quem escolher. Muitos já disseram por aqui que a chapa puro sangue não acrescenta nada no rol de votos do candidato. Em São Paulo o Aloisio não é cacique é integrante da tribo e muito ligado ao José Serra. No nordeste, quem? O Tasso seria uma bola fora, pois ele representa o passado do coronelismo nordestino, que foi varrido da região. Na minha opinião tem que achar um jovem do NE de outro partido e que pode agregar votos. Li que o Eduardo Campos está seriamente propenso a sair de campo por total incapacidade de reunir recursos para a sua campanha. Se isso acontecer, não seria um bom nome?

Reply

CEL,

A decisão parece estar difícil e a ampulheta não para, a areia está quase toda passada. O prazo final para registro das candidaturas no TSE, se não me engano, finda em 12 Julho próximo.

Índio Tonto/SP

Reply

Aécio está vacilando demais.
É o momento de mostrar ao povo que odeia os petralhas que ele tem capacidade de decisão, firmeza e retidão de caráter, para comandar e recuperar o Brasil do desastre petista.
Alckmin já promove uma cisão política (intencional?) entre o PSDB paulista e o mineiro.
Se Aécio chancelar o nome de Aloysio Nunes Ferreira (guerrilheiro e terrorista) para Vice, perderá o meu voto e de meus familiares.
Começo a perder a esperança com essa indecisão do Aécio.
Aécio, seja você mesmo, autêntico, como aprendeste com o teu avô Tancredo.
Gaudêncio Sette Luas

Reply

Coronel.
Vamos ter muita calma nessas horas que antecedem o anuncio. Parodiando Tancredo: "Vamos esperar as ondas baterem nas rochas, para analisarmos as espumas", tá tudo indo muito bem ate o momento, ninguém esperava, ou tinha uma expectativa tão boa, com a situação ora vivida, muita agua vai rolar ate outubro. Ate lá, vamos crescendo e conseguindo os votos que farão AECIO nosso próximo presidente.

Reply

Coronel,
o individualismo acima do partido e do País, nos deixa triste e fortalece os incompetentes e os antidemocráticos.

Reply

Hellen gracie, por que mulher, carioca,saiu do STF em alta, e será feita ligação direta dela com o desempenho recente do STF.

Reply

Tucanos perdem a eleição, mas não perdem a pose.
Quanta burrada...

Reply

Alckmin, que decepção! Só mesmo porque não temos opção que continuo te apoiando. Que coisa mais feia vocês tucanos estão fazendo: pensando em si mesmos num momento crucial do país, onde se luta pela liberdade contra a escravidão. Essa eleição representa a luta das forças da Luz contra as forças das trevas.
Apoio o nome de Ellemn Gracie que teve uma projeção nacional no STF e é mulher e sobre quem não pesa nenhuma denúncia, muito pelo contrário - saiu do STF antes do tempo por perceber que ali não mais se podia fazer justiça simplesmente. Que Deus nos ajude!
Diva

Reply
Walfredo Rodriguez mod

Prezado Coronel, grande lutador da Democracia no nosso país.
Impossível não visitar as suas páginas todos os dias e por inúmeras vezes.
Gostaria, contudo, de refletir sobre essa questão do vice.
Em primeiro lugar, penso que inexiste no Nordeste um líder de toda a região. Na verdade, cada Estado tem alguns líderes, mas, com certeza, inexiste um líder que seja reconhecido por todos os Estados do Brasil. Aliás, isso cheira muito óbvio, mormente que também não existe um líder de expressão nacional tal qual um Aécio Neves (agora, em face da sua aceitação quase unânime pelas oposições para a Presidência), FHC e Serra. Não encontro outro nome. Daí que esse negócio de vice ser do Nordeste (e olhe que eu sou do Nordeste, da Paraíba) não faz muito sentido se for para amealhar votos. Quais os Estados mais expressivos (em termos econômicos) do Nordeste? Penso que são Bahia, Pernambuco e Ceará. E quais são os seus líderes com expressão nacional? Realmente, não existe. Acho que um vice de São Paulo terá muito mais peso nas eleições que se aproximam. E, claro, aí sim, uma forte mobilização departamentalizada dos líderes de cada Estado do Nordeste e do Norte para mostrar as políticas públicas que o Aécio pretende implantar para transformar essas regiões em regiões desenvolvidas e não manter essa política do "coitadismo eterno" e das bolsas das misérias eternas. O nordeste pode ser prestigiado com algum Ministério, ou Ministérios, desde que as pessoas indicadas sejam realmente competentes para exercer o munus público. Nada de compadrio, nada de comiseração, nada de troca de favores. Bem, esta é a minha modesta opinião.

Reply
Gedeão Barros mod

Não interpreto como indecisão essa demora do Aécio Neves. Primeiro, a escolha do candidato a vice não depende só dele. Depois, estamos assistindo, nesses últimos dias, a acontecimentos inimagináveis. O PTB, primeiro a fechar com a Dilma, pulou fora do barco. O PP, do Maluf, não quer voltar para a casa junto com o Padilha. A Marina não conseguiu impedir a aliança do PSB com o Alckmin. As alianças no Nordeste viraram o samba do afro-descendente doido. A coisa no Rio virou um bacanal político, na opinião do atual prefeito do RJ. Claro que o Aécio não está dormindo de touca. Ele está fazendo um bom trabalho e tem conseguido arrancar pedaços dos petralhas em cada região do País. Está, sabiamente, esperando os leitões e as galinhas se acomodarem na carroceria do caminhão, para tomar a decisão mais acertada para o seu projeto de recuperar o Brasil. Eu não apostaria em Aloísio Nunes e, muito menos, em Tasso.

Reply

Ta difícil!
O kassabao e insuportável, parasita, oportunista.
O senador aluizio Nunes foi entrevistado por aquela jornalista , Maria Lídia , tv gazeta , ela é ultra Petralhas no final da entrevista ele defendeu o governo do mula e dilmAnta na área social.
A oposição não faz oposição, esses tucanos bicudos deveriam se juntar logo com os Petralhas, eles só tem bico mesmo.
Ainda acho que o melhor vice seria o Serra, junto com o Aecio poderão fazer muito pelo pais.

Reply

Prezado Anônimo de 28 de junho de 2014 09:04

em 2010 falei mesmo, e infelizmente na época era uma realidade que todos enxergamos, inclusive o Coronel.
As coisas mudam e mudaram.
Felizmente, Aécio Neves amadureceu e se modificou.

Sigamos adiante!

Flor Lilás

Reply

Caro Gaudêncio Sette Luas, 28 de junho de 2014 09:42

diga-nos de onde tirou a informação que Aloysio Nunes foi terrorista. Desconheço tal fato.

Flor Lilás

Reply

Geraldo Alckmin é meu candidato, mas lastimo suas escolhas.

Ele está numa situação complicada.

Eu voto Serra como Senador. Se tiver de votar para o Kassab, anulo meu voto.


Chris/SP

Reply

Coturneiro de 28 de junho de 2014 09:10

NÃO!
Eduardo Campos é COMUNISTA, neto de Miguel Arraes, e assinou o Foro de São Paulo!

Se ele for o vice, não voto em Aécio Neves!

Flor Lilás

Reply

Eu acho que há uma certa rigidez em se avaliar essas coisas.....é claro que, aparentemente por culpa de Alckmin as últimas 48 horas foram confusas. Mas entre dar o vice na chapa para Kassab ou PSB, é claro que é melhor dar pro PSB....nada garante que o PSDB vá dar a indicação de governador em 2018 para o PSB.....Além do mais, em 2022 podemos ter Bruno Covas....o Alckmin não é burro.....volto a dizer....no caso extremo, vamos supor que Serra suma do mapa, contrariado pelos ultimos momentos, e aceite apenas ser deputado federal sem ajudar na campanha de Aécio.....o paulista não vai votar na Dilma....não votará...apenas temos uma incógnita aí....o Alckmin não pode subir no palanque do Campos..seria inimaginável isso....

Reply

Outra coisa.....Aécio, que não é burro nem nada, ja deu a senha agora pela manhã....o vice poderá ser mulher....ou seja.....ele vai pular fora da confusão em São Paulo...dará o vice para Elen Gracie......Serra deverá ser senador ou deputado federal....ainda acho que FHC entrará de sola e exigirá de Alckmin lealdade a Serra.....SERRA SENADOR...ELEN GRACIE vice

Reply

Coronel,

Todos estão esquecendo o velho PMDB que começou a comer pelas bordas!!

O 2o.Turno em SP será PSDBxPMDB!!

O Alck que se cuide!! Já tem AEZÃO, talvez surja um AEKAF!!

JulioK

Reply

Coronel,
O senador ALVARO DIAS seria um ótimo nome para esta chapa. É combativo, experiente e tem bom trânsito no Sul do país. Para um partido que já saiu com ÍNdio da Costa de vice, Dias seria um upgrade.
"Alvrinho, cadê você, é hora de se apresentar".

Reply

http://www.casseta.com.br/madureira/

Vale a pena acompanhar!

Reply

Será que esse xuxú destemperado não tem estrategista para analisar o futuro do estado. Com um vice do psb é uma entrega velada do estado ao pt e aos do lula, pois até um dia desses a lambisgoia marina e o campos eram aliados e/ou membros do pt...haja paciência com esses bundões.
Abraços.
Carlos Bonasser

Reply

Caro JulioK

28 de junho de 2014 11:12

Não duvido nem um pouco... É bem possível mesmo... Ainda mais com o Meirelles na chapa que declarou que vai apoiar sim um candidato à presidente! Não creio que será a Dilma...

Vitor

Reply

No sei... Acho que a vice será Ana Amélia.

Reply

Cel.

Esse país não tem ideologia e os partidos servem para inscrição no TSE.

32 partidos ...Haja.

Reply

Cel
Em matéria de indecisão para escolher o vice o Aécio está igualzinho o Serra. Para que demorar tanto e passar tanta insegurança? O Aluízio Nunes seria um ótimo vice e alavancaria a candidatura di Aécio aqui em SPaulo, quando foi eleito por imensa maioria de votos para senador. Eu votei nele.
Esther

Reply

e la esta o Çerra novamente empatando o lado dos tucanos...

Reply

Olhem aqui, o Serra tem uma clareza de pensamento impressionante, embora muitas vezes tenha demorado para se posicionar e escorregado, na campanha de 2010, ao aparecer na TV com o Lula. Dito isso, ele ainda é o melhor e mais preparado, para agregar votos ao Aécio!

Reply

Coronel,

O Vitor 12:07 tem uma boa hipótese. Vale a leitura!!



JK: - Querido Alck, deixa teu ladinho scorpion(me too) e começa a pensar com os rins!!

Alck: - Rins??

JK: - Sim meu caro, pois é onde filtramos "nosso" sangue envenenado antes de chegar ao cérebro!!

Ps.: O Lulla NÃO tem mais nem rins nem fígado, pois ZUMBI não tem sangue!!

JulioK

Reply

Coronel,
espero que a surpresa realmente seja muito boa.

Reply

Ministro Joaquim Barbosa seria uma excelente escolha como vice do Aécio.

Reply

Coronel,

na hipótese aventada de que Alckmin sairia para se desincompatibilizar e concorrer ao cargo desejado em 2018, o vice do PSB também teria que fazer o mesmo caso pretendesse concorrer ao governo, não?

Ronaldo.

Reply
Lia/Fpolis ¬¬ mod

Gente que 'sabe tudo' e não sabe quem foi o terrorista Aloysio Nunes Ferreira Filho, vulgo 'Mateus'? Nem consultando do Google? Jura? Aproveitem para perguntar ao futuro vice do Aécio onde foi parar o dinheiro do trem pagador, e dos outros assaltos dos quais ele participou, jamais negou e ainda hoje faz menções ora saudoso, ora meio em tom de piada para aliviar o passado que condena! Se não acreditar na Wikipedia pode beber na fontes tanto de direita como o "verdade sufocada" quando da esquerda como o CartaMaior.

"Serra nomeia assaltante para Casa Civil de São Paulo".

Como dizia a musiquinha do Francisco Petrônio, "Recordar é viver novamente um momento 'feliz' do passado"...

Mandem bala, tolos, botem o terrorista de vice botem... Depois não reclamem quando jogarem na cara que são todos farinha do mesmo
saco.

Ah, sim, o mundo gira e a lusitana roda, né? Quem era bandido agora virou santo e quem não se esquece da História virou 'petralha' levando coice aqui porque enche o saco e embaça o trem do Aécio, né não? Deus tá vendo, viu?

Reply