Dilma exige punição rigorosa a policiais federais em greve ou demite ministro.

Era dada como certa, ontem, em Brasília, a demissão do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o último porquinho da Dilma (Palocci e Dutra eram os outros dois), tendo em vista a sua fraqueza para enfrentar a greve agressiva da Polícia Federal, uma das categorias policiais mais bem pagas do mundo. Dilma exige punições duras e Cardozo reluta. Leia, abaixo, matéria do Estadão.

A presidente Dilma Rousseff exigiu punição exemplar dos grevistas que tenham ultrapassado os limites da legalidade. Irritada com o que considera abusos, especialmente na Polícia Federal e mais ainda na Polícia Rodoviária Federal, Dilma cobrou do ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, a identificação dos policiais que cometeram abuso de poder ou outras irregularidades. Entre os casos que ela achou abusivos estão uma placa colocada em um posto da PRF na Via Dutra com os dizeres "passagem livre para traficantes de armas e drogas" e o protesto na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu. 

O Ministério do Planejamento continuou na quarta-feira, 22, as negociações com vários setores, mas não deu sinais de que irá um centavo além dos 15,8% oferecidos na semana passada, divididos em três parcelas. A aceitação do reajuste, explica um assessor próximo da presidente, não significa que o governo deixará de negociar outros itens, como ajustes nos planos de carreira. Dilma, no entanto, não quer continuar a conversa com os servidores em greve. A pressão veio por meio da decisão de cortar o ponto e descontar os dias parados de 11,5 mil servidores em greve. Em alguns casos, funcionários tiveram o pagamento zerado este mês, o que causou revolta nos sindicatos. 

A reação da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) foi recorrer ao STF com um "pedido de liminar com urgência, para tentar conter esse abuso de poder", explicou o diretor Sérgio Ronaldo da Silva. A seu favor ele cita nota técnica do Planejamento dizendo que o desconto devia ser de apenas sete dias "para não prejudicar a questão da alimentação e do pagamento das contas". 

Os sindicatos dos policiais federais também irão à Justiça contra o corte de ponto - o do Rio Grande do Sul conseguiu ontem uma liminar. "Temos uma defasagem salarial, mas o governo só oferece reposição. Queremos a remodelação da carreira", explicou Paulo Poloni, vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef). Na quarta-feira, os oficiais e os assistentes de chancelaria do Itamaraty aderiram à greve. Eles haviam parado por uma semana para conseguir abrir a negociação com o governo e voltaram ao trabalho. Sem receber nenhuma proposta, decidiram ontem retomar a paralisação.

20 comentários

Coronel,

Eu me senti ofendido pela greve na Polícia Federal e Rodoviária.

Elles são pagos para defender-me, pois tem AUTORIZAÇÃO para portar armas.

A Anta esta colhendo o que o partido dela plantou nessa me... de país nos últimos 30 anos!!

Eu não vou gritar "Fora Dilma" porque ainda repeito a LEI, mas é o que essa me... merecia.

Na semana em que é eleita a 3a. Mulher mais Influente(diferente de Poderosa) no exterior, na própria casa a balburdia esta instalada!!!

JulioK


Reply

Cel,

Daqui a pouco o povo não terá mais folego para sustentar a corte e seu séquito no Brasil.

Policial federal trabalha tanto assim? Pegam no batente de madrugada e vão até o por do sol por um salário de R$900,00? Quem eles estão pensando que são? Pelo que me consta são empregados do povo. Não querem trabalhar ==> RUA e que sejam substituídos. Não estão contentes? Então peguem o boné e arrumem outro emprêgo. Falei.

Índio Tonto/SP

Reply

Legal. 60 dias parados e o desconto é de 7 dias.
Eu também quero. buá buá buá ...

Reply

Acha que 15,8% é pouco. Primeiro abre as pernas e depois faz pose de durona.

Reply

Coronel,

Se um policial federal ganhando R$7.000 mil está ruim imagine a situação dos professores, Policiais militares, Agentes penitenciários, ganhando menos de 1/3 disso, como é que faz.

Reply

então esse vai cair...

não tem aquilo roxo pra bater de frente com os grevistas...

imaginem o tamanho do esporro que não deve ter tomado...

Reply

Estao colhendo o que terso genro - A PRENDA DOS PAMPAS - plantou como ministro da justica PTralha.

Agora os milicos que estao a 11 anos sem reajuste, sem direito a greve e ainda disciplinados...nada???

Reply

Sr Coronel:


A guarda pretoriana está cobrando o extra.
Simples assim.
Quem planta colhe,colhe o que plantou.
Saudações

Reply
Johnnie Walker mod

Quem faz parte do Judiciário fica se achando. Não passam de sanguessugas da nação.

Reply

Palocci, Dutra e Cardoso = OS TRÊS PORQUINHOS!
Dilma = A LÔBA MÁ!

Reply

Abram o bocão.Vocês SABEM.

Reply

Os três porquinhos;
Pratico = paloffi encheu as burras dando “apoio logístico” para os amigos, detalhe levou ainda + de 106 mili pra ficar coçando o saco durante quatro meses após a exoneração.
Cícero = zé duarte o preguiçoso vive no colo do melancia da petrossauro e não faz borra nenhuma e ainda se diz deprimido.
Heitor =zé Cardozo, faz de conta que trabalha mais só quer sombra e água fresca, entende tanto do ministério que ocupa quanto de eng. quântica.

Reply

A greve dos funcionários públicos federais apenas mostra que eles não fazem falta.

Reply

CORONEL, a menina veneno está apenas provando do veneno que sempre usou contra tudo e todos que pensam diferente, assim como todos que pertencem as RATAZANAS VERMELHAS, e desde sempre as pessoas inteligentes, informadas e esclarecidas sabem e lembram que o maior inimigo do PT e seus facínoras, são eles mesmos, e no PODER então, aí é um tal de salve-se quem puder.
Então deixemos que eles se entendam e o pau quebrá, enquanto aquela parte do Povo não acorda e faz a sua parte, que é a de criar vergonha na cara e cidadania, e claro, essas greves deste pessoal que já ganha salários acima da realidade do restante dos brasileiros, é também uma afronta a tudo e a todos, mas essa é a Democracia que muitos gostam.

Reply

Cel

Punição que não é rigorosa não é punição. É sim premio,

Igual Juizes e Desmbargadores que são aposentados.

Átila

Reply

Coronel

Não acho que os PRFs devam ser processados por dizerem a verdade, afinal desde que os petralhas assumiram o poder nesse país, o que mais temos é "passagem livre para traficantes de armas e drogas" não é mesmo????

O governo oferece 16% de aumento. No caso dos técnicos da educação, que estão sem aumento nenhum desde 2010, em 2015 estes terão uma desvalorização salarial de 20%, já que a inflação acumulada de 2010 a 2015 é de 36% (estimada).

Negoção para o governo né não?! De 5 em 5, uma desvalorização como essa, e os técnicos administrativos vão pagar para trabalhar...

Se essa moda pega na iniciativa privada...

Reply

Até concordo que os PRFs e os PFs estão exagerando na dose. Não há motivo para o salto que eles querem no salário, mas a forma como o desgoverno vem tratando as categorias em greve está apenas sedimentando o início da queda da petralhada. E não há CUT que dê jeito...

Até os petralhas de carteirinha que eu conheço e que são funcionários públicos estão indignados. Quando votei no petralha mor ainda não era FP e obviamente, depios que virei professora universitária, aí é que não votei na cambada mesmo.

Muita gente acusa os funcionários públicos, com razão, de terem ajudado a colocar a petralhada lá não é? Pois bem, se os FPs colocaram, também podem tirar.

Reply

Essa é a tal "Terceira mulher mais poderosa do mundo"??

Reply

Essa é a tal "Terceira mulher mais poderosa do mundo"??

Reply

Ué, D. Dilma, vai processar os PFs só porque estão falando a verdade do que ocorre desde 2005?
O Brasil está até financiando o escoadouro da branquinha, via BNDES , que virou o Banco Nacional do Desenvolvimento da Bolívia. Toneladas de cocaína entram no Brasil, e a PF não pega nada.

Reply