Dilma manteve BR Distribuidora de porta fechada para Collor.


O ex-diretor da área Internacional da Petrobrás Nestor Cerveró, um dos delatores da Operação Lava Jato, declarou à Procuradoria-Geral da República que o senador Fernando Collor (PTB-AL) lhe disse, em setembro de 2013, que a presidente Dilma Rousseff havia garantido ao parlamentar que ‘estavam à disposição’ dele, Collor, a presidência e todas as diretorias da BR Distribuidora. Em depoimento prestado no dia 7 de dezembro de 2015, Cerveró relatou os bastidores das indicações para cargos estratégicos na Petrobrás, principalmente na BR Distribuidora, apontada pelos investigadores como ‘cota’ pessoal do ex-presidente Collor (1990/1992).


Em um trecho de seu relato, Cerveró citou duas vezes a presidente Dilma. “Fernando Collor de Mello disse que havia falado com a Presidente da República, Dilma Rousseff, a qual teria dito que estavam à disposição de Fernando Collor de Mello a presidência e todas as diretorias da BR Distribuidora. Fernando Collor de Mello disse que não tinha interesse em mexer na presidência, e nas diretorias da BR Distribuidora de indicação do PT”, declarou o ex-diretor, condenado na Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro.

Cerveró disse ter ouvido o relato de Collor sobre suposto encontro com Dilma durante uma reunião em Brasília, que teria ocorrido, segundo o delator, em setembro de 2013. Na ocasião, Cerveró estava empenhado em se manter no cargo de diretor Financeiro e Serviços da BR Distribuidora – subsidiária da Petrobrás -, que assumiu após deixar a área Internacional da estatal petrolífera. Ele disse que Pedro Paulo Leoni o chamou para uma reunião com Collor na Casa da Dinda, residência do ex-presidente.

Segundo o ex-diretor, Collor disse na reunião ‘que não tinha interesse em mexer na presidência ‘, e’ nas diretorias da BR Distribuidora’. Cerveró afirmou que tais nomes eram indicação do PT – presidente José de Lima Andrade Neto; diretor de Mercado Consumidor Andurte de Barros Duarte Filho e ele próprio, como diretor Financeiro e de Serviços.

O ex-diretor da Petrobrás afirmou que ‘ironicamente agradeceu’ a Collor por ter sido mantido na BR e citou um ex-ministro de Collor na Presidência, o empresário Pedro Paulo Leoni Ramos, o PP. “Depois, (Pedro Paulo Leoni) disse ao declarante que Fernando Collor havia ficado chateado com a ironia do declarante, uma vez que pareceu que o declarante estava duvidando de que Fernando Collor de Mello havia falado com Dilma Rousseff. Nessa ocasião, o declarante percebeu que Fernando Collor realmente tinha o controle de toda a BR Distribuidora.”

Cerveró disse que, então, entendeu a força de Collor na BR. “Nessa ocasião o declarante percebeu
que Fernando Collor de Mello realmente tinha o controle de toda a BR Distribuidora”, afirmou. “Fernando Collor de Mello e Pedro Paulo Leoni Ramos mantiveram o declarante no cargo para que não atrapalhasse os negócios conduzidos por ambos na BR Distribuidora; que esses negócios eram principalmente a’ base de ‘distribuição de combustíveis de Rondonópolis/MT e o armazém de produtos químicos de Macaé/RJ.”

Em outra ocasião, em que seu nome foi ligado à BR Distribuidora, Fernando Collor negou enfaticamente ‘ter exercido qualquer ingerência – muito menos pressão – sobre a Petrobrás ou sua subsidiária BR Distribuidora’. (Estadão)

6 comentários

O que me espanta, é que com o nome da Dilma e do Lula, já citados mais de uma vez por delatores da Lava Jato, ambos SEQUER são investigados.

Tem tramoia aí. Não é possível!!!!


Chris/SP

Reply

o que eu admiro nos petistas é a tremenda coerência nas atitudes. Collor é o que tinha de pior na política e sairam às ruas para derruba-lo. Agora se abraçam nele e fazem maracutaias juntos. Como disse o mesmo collor, o tempo é o senhor da razão. E eu emendo: o Brizola tinha razão sobre o lula.

Reply

Esse governo de criminosos diariamente radicalizaram e radicalizam até hoje, na tentativa de tomar o Brasil para os bolivarianos, a qualquer preço, a qualquer custo, na criminalidade, no tapetão tentando sufocar a Nação de todas as formas para não perder o poder(que já não tem, mas mesmo assim a impostora legisla criminosamente, sem legalidade no cargo, usa o poder de presidente descaradamente afrontando todo o povo brasileiro.

Em São Paulo os tentáculos dessa quadrilha de criminosos bolivarianos, diariariamente anarquizam nos espaços públicos, incendeiam barreiras impedindo o ir vir do cidadão, conforme assegura a Constituição. Enfrentam o poder público, desrespeitam as leis, agridem os policiais que estão em cumprimento do dever e depois negam que são os criminosos e tentam se fazer de vítimas da polícia. Quem passa o dia praticando esses crimes em vez de trabalhar, só pode estar a serviço dos petralhas FDP, vagabundos, comunistas, criminosos.
A TROPA DE HOQUE da polícia tem que cair no pau com tudo, em cima dessa corja de bolivarianos vagabundos.

Reply
Despetralhando mod

A bandidagem é tamanha que até uma virgula tem poder de destruição na danação da delação.
Collor sempre negou o pedigree de vira lata, ou falso doberman.

Reply

Essa impostora está usando o cargo para tentar concretizar a tomada do poder de uma vez por todas.

Descaradamente legisla em causa própria e ninguém faz nada para impedir?! Estranho né?

MP DE DILMA BARRA O TCU E PROTEGE EMPREITEIRAS
A medida provisória que neutralizou os rigores da Lei Anticorrupção, assinada por Dilma enquanto o País se distraía com as festas de fim de ano, segundo ministros do Tribunal de Contas da União (TCU), é parte da estratégia do Planalto de impedir o acesso de auditores da Corte ao passo-a-passo dos indecorosos “acordos de leniência”, e preservar o negócio dos controladores das empresas que roubaram a Petrobras.
Do CH

Reply

Vou tentar ser bem moderado, mas digo, é difícil. Minha vida virou um inferno por conta desta senhora. Um policial federal em depoimento que tive que prestar no dia 08/04/2014 dia do meu aniversário foi. A Dilma não quer! Ou não deixa. O restante deste meu depoimento neste dia se foi gravado, dizem que todo depoimento na PF é gravado, se alguém tiver o devido interesse, de escutar um alemão esbravejando perante um delegado de policia Federal e um escrivão, ouça e tire suas conclusões do que estão escondendo a sete chaves. Desde o ocorrido no dia 31/03/2011 em Florianópolis, e o que ocorre aqui em Joinville SC até os dias de hoje. Posso afirmar que a mais pura vagabundagem Politica e envolve gente do PMDB e etc. Não adianta tirar esta Senhora e colocar o Temer em seu lugar, seria seis por meia duzia, também não adianta colocar este Aécio neves do PSDB pois, nem vou comentar por que não vale a pena. Digo somente uma coisa se o povo Brasileiro tiver um pingo de juízo, não precisa ter muito juízo, basta amar seus filhos e desejar o bem dos filhos. Ele o Cidadão Brasileiro pede ou implora a intervenção Militar. Que se instale uma comissão da verdade destes governos civis que governaram este país apos a saída dos militares. O povo Brasileiro verá e terá a certeza quem é quem, e quem traiu o País e principalmente quem traiu os eleitores. Isto não pode ficar impune, não tem como perdoar. Para estes canalhas pode ser tudo muito normal para o que fazem, mas nas bases dos seus esquemas a situação se torna cruel e desumana. É isto que estes vagabundos tentam esconder a todo custo. Acorda Brasil, intervenção Militar já. Não outra saída, vagabundo não desiste vagabundo não tem consciência, vagabundo não se arrepende. Intervenção Militar já . Att. Hercio Bachtold Desculpe, mas não tenho com moderar muito, gostaria de expressar tudo o que sinto, mas acho que isto somente com os Militares e baixar o braço neste f.....das p... Me perdoem pelas palavras, mas minha historia é cruel demais para ficar quieto. Tudo esta ligado.

Reply