Corrupção, roubalheira, mentiras. Um a cada dez prefeitos petistas abandonou o PT.

(Folha) Vivendo a mais grave crise de sua história, com o desgaste da presidente Dilma Rousseff, problemas econômicos e as acusações de corrupção apuradas na Lava Jato, o PT já perdeu 11% dos prefeitos que elegeu em 2012. Dos 619 petistas vencedores das últimas eleições municipais em todo o país, 69 haviam deixado a legenda até este mês, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). 

O movimento é mais forte em SP, onde o partido perdeu 20 de 73 prefeitos. No Nordeste, viu a saída do único prefeito de capital que tinha (Luciano Cartaxo, de João Pessoa). Em agosto, quando 14 prefeitos anunciaram que deixariam a sigla, o presidente do PT em São Paulo, Emídio de Souza, disse que o número era pouco representativo e culpou o assédio do PSB e do PSD pelas baixas. A Folha mostrou à direção do PT-SP a lista atualizada com todas as baixas de prefeitos no Estado, mas não houve resposta até a conclusão desta edição. 

Muitos dos que estão trocando de legenda serão candidatos à reeleição no ano que vem. A movimentação é um indicativo das dificuldades que a sigla deverá enfrentar. Até o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, estrela da sigla, cogita sair. Na sexta (23), pessoas próximas relataram à Folha que ele faz um movimento "incipiente" para se aproximar da Rede; no sábado (24), em sabatina na rádio CBN, ele negou a articulação e a chance de deixar o PT. 

FALTA DE RENOVAÇÃO
Prefeito de Itupeva (a 73 km de São Paulo), Ricardo Bocalon migrou para o PSB por se dizer insatisfeito com a falta de renovação interna da legenda. "Na executiva do PT estão as mesmas pessoas há 20 anos. Tudo bem que há problemas, mas o PT tem que mostrar que tem gente boa, e se recusou a fazer isso", diz. 

Para Bocalon, ficar no partido não prejudicaria sua reeleição. "Minha decisão é pessoal, de acreditar num partido que era diferente. Se perde consonância com a sociedade, não é mais um partido."Em Boa Esperança do Sul (a 301 km da capital paulista), Edson Raminelli também se filiou ao PSB. O motivo, segundo ele, foi a proximidade com o governo Geraldo Alckmin (PSDB): "Sempre tive mais apoio do governo do Estado do que do federal". 

Em Guareí (a 184 km de São Paulo), pesou para o prefeito João Momberg a necessidade de alianças com deputados para atrair verbas. "A gente tinha dois deputados petistas na região, mas eles não se reelegeram. O Herculano Passos [federal, PSD], casado com a Rita Passos [estadual], me convidou para o partido porque teria apoio deles. Mudei com dor no coração, mas segui o interesse do município", diz Momberg, que era petista desde 1992. 

Houve perdas em Estados comandados pela oposição, como Paraná (oito prefeitos) e Goiás (cinco), e mesmo onde os governos são da base da presidente Dilma, casos de Amazonas e Tocantins. As principais baixas foram nas regiões Sul e Sudeste -exceção feita ao Rio Grande do Sul, onde o partido manteve os 71 eleitos em 2012. 

O presidente do PT-RS, Ary Vanazzi, credita o feito ao nível de engajamento e debate político do partido no Estado. "Os prefeitos e militantes ficam confortáveis porque abrimos o debate e temos uma postura crítica em relação aos erros do partido e do governo federal", afirma. 

ALIADOS LOCAIS
O cientista político e professor da UFBA (Universidade Federal da Bahia) Jorge Almeida vê a saída de prefeitos como resultado de dois fatores: a crise de imagem do PT e a busca pelo respaldo de um aliado no campo estadual. "Nas cidades pequenas, sobretudo, os prefeitos migram para partidos da base do governador em busca de obras e recursos estaduais. A crise do PT potencializou esse movimento", afirma.

A maioria dos prefeitos que deixaram o partido é do grupo de considerados "cristãos-novos" -vários deles filiados durante o período de maior popularidade do ex-presidente Lula. "Muitos foram para o PT sem identidade ideológica e agora estão saindo na primeira crise", diz Almeida. 

'MIGRAÇÃO É NORMAL'
A migração de prefeitos entre os partidos políticos é normal, avalia o secretário nacional de organização do PT, Florisvaldo Souza. "Prefeitos saem de todos os partidos. Essa migração é normal, principalmente no período pré-eleição", disse. Ele acrescentou que cerca de 30 prefeitos de Minas Gerais, Bahia, Piauí e Ceará podem se filiar à sigla nos próximos meses. Neste sábado (24), em São Paulo, o presidente do partido, Rui Falcão, disse que o PT filia mais políticos do que os perde. "Há 30 anos, toda matéria que sai diz que o partido vive a maior crise de sua história", ironizou.

11 comentários

Estão pulando fora. Talvez esses sejam os mais espertos, pois vão se esconderem em outros partidos, no entanto o vinculo com o PT e com o Brahma continuarão. Quemos a prisão do Brahma e de sua família. Queremos o impeachment da gerentona. É só ISSO!

Reply

Conversa... Os petistas estão querendo se esconder noutras siglas, mas continuam petistas de coração - principalmente se se homiziam em outros partidos de esquerda tido rede, psol, etc. porque são todos iguais.

Reply

Com redobrada atenção, guarda os nomes desses prófugos que não confessam os errores nem contra proferem um "ai" ou um "aí"que atinja o Lula e sua bonifrate Dilma. Olha, povo bom do bem:ninguém deixa de ser mau por tão só mudar de sigla!PETRALHA É PETRALHA SEMPRE! Pesa bem, meu povo bom:sequer fazem mea-culpa, intentam salvar a pele vermelha, tinta de peta...PT É CAPETA EM TUDO! Nada muda com o câmbio de partido simplesmente.Que haja confissão pública com cabal ressarcimento...e sigla não comunista.

Reply

Cel
A Marina vai se ferrar bonito. O PT é o partido + rejeitado do Brasil. Com a grande migração que está havendo de petistas para a Rede, já já a Marina será hostilizada e será bem feito. A quem essa capiau pensa que engana?
Esther

Reply

Doravante, homens de bem terão o PT(no íntimo, se interdito for falar!)como excreta do capeta:sim, Pornorganização Tricriminosa é o PT!VIL PORNORGANIZAÇÃO TRICRIMINOSA é o PT que infesta com vermes nóxios, vermes vermelhos nojentos as artérias da nação!Daí danação tamanha se avoluma e nos abate!Está tudo em torno inquinado, vai além da casca ao âmago,passa do córtex ao cerne, ATAGANHANDO O PAÍS PERDIDO ENTRE SEUS TENTÁCULOS! Que Pornorganização Tricriminosa é o PT!Desde a coifa da raiz até o broto foliar,do floema até o córtice, pior que enxerco ou pulgão,SUGA A SEIVA ELABORADA...E O PAU-BRASIL ESTIOLA sem defesa a olhos vistos?! É Pornorganização Tricriminosa o PT nas ZONAS dos três poderes, hoje podridos,inçados: de proba a puba república, eis o bagaço que a SOC lega às novas gerações!

Reply

SOC,SOC,SOC,SOC! O Brasil,sim, é que vive a pior crise da História: ameaços à FAMÍLIA,à FÉ,à INTEGRIDADE do giganteu território.Tudo é, em grande parte,por culpa e conta da SOC fora ainda da Papuda, sem levar soco na fuça!O BRASIL PEDE SOCORRO urgente contra essa SOC!

Reply

Petralhas usam outras siglas para lavar suas reputações.

É bom começarem a fazer a lista destes prefeitos. Saem do PT, mas o PT não sai deles.


Chris/SP

Reply

Os ratos fogem em busca de lugares mais seguros, mas continuam a ser ratos. Vamos proliferar os felinos pois eles sabem como desentocar os ratos.

Reply

CorruPTos oportunistas!

Vazam do partido mas o PT não vaza delles,

não o tiram do corpo,

das entranhas,

da alma,

das suas práticas.

Uma vez larápio petista, larápio petista sempre.

Reply

Não importa que mude de partido se a ideologia Comuna for a mesma!!!

Reply
fred oliveira mod

O partido da Marina, o rede, que ainda engana muita gente, e' o pt de saias. Para l'a estao indo boa parte dos petistas que tentam se esconder. O PSB e' outro. Vamos ficar atentos e nao eleger nenhum desses pois a esquerda ja' mostrou para onde [podem levar uma sociedade quando governam.

Reply