Mais uma gráfica fantasma na campanha eleitoral criminosa de Dilma.

(Folha de São Paulo) A campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição pagou R$ 6,15 milhões a uma gráfica que não tem nenhum funcionário registrado e cujos documentos apontam como presidente o motorista Vivaldo Dias da Silva, que em 2013 recebia R$ 1.490. 

A Rede Seg Gráfica e Editora, de São Paulo, aparece como a oitava fornecedora que mais recebeu dinheiro da campanha presidencial petista no ano passado, de acordo com os registros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Funcionários do TSE que examinaram as contas da campanha de Dilma descobriram a situação da gráfica ao cruzar as informações da empresa com o banco de dados do Ministério do Trabalho. 

A descoberta fez surgir a suspeita de que a gráfica não tinha a estrutura necessária para prestar os serviços pelos quais foi remunerada pelo PT. Algumas das notas da gráfica entregues pelo partido ao TSE trazem a afirmação de que a empresa produziu folders para a campanha eleitoral. As contas da presidente foram aprovadas em dezembro por unanimidade pela Justiça Eleitoral, mas com ressalvas. Por isso, o tribunal continuou analisando os casos que provocaram as ressalvas. 

Não é a primeira vez que vem à tona que uma empresa contratada pela campanha de Dilma Rousseff em 2014 tem como dono, nos documentos oficiais, um motorista. Como a Folha revelou em dezembro de 2014, a Focal Comunicação, a segunda que mais faturou na campanha presidencial de Dilma (R$ 24 milhões), também tinha um motorista (salário de cerca de R$ 2 mil até 2013) como sócio. A Focal só ficou atrás da empresa do marqueteiro João Santana, destinatária de um montante de R$ 70 milhões. 

O empresário Carlos Cortegoso admitiu na época que era o verdadeiro dono da Focal, tendo justificado o registro em nome do motorista como fruto de uma inclinação sua de dar chances para seus empregados progredirem. A Justiça Eleitoral pediu à Polícia Federal apuração sobre a Focal e outra gráfica, a VTBP, que ganhou R$ 23 milhões da campanha. O TSE agora poderá enviar novo ofício à PF pedindo que investigue também a Rede Seg. 

IDAS E VINDAS
A Folha visitou a sede da gráfica nesta quarta-feira (29). Segundo Rogério Zanardo, que recebeu a reportagem no local, a Rede Seg pertence a sua família e o motorista Vivaldo não é dono, mas funcionário da empresa. Ele não soube explicar por que a gráfica está registrada em nome do motorista e afirmou que o maquinário estava desligado porque a gráfica está sem serviço no momento. "Ele é um bom motorista, não pega guia [de rua] e dirige faz tempo", afirmou. 

O irmão de Rogério Zanardo, no entanto, deu versão diferente. De acordo com Rodrigo Zanardo, que se apresentou como gerente da gráfica, Vivaldo é mesmo dono da empresa, além de motorista. Segundo ele, o maquinário é de propriedade do motorista, que pediu ajuda a ele para administrar a empresa, uma vez que os irmãos são proprietários de outra gráfica, a Graftec. 

Segundo consulta feita pelo TSE, Vivaldo possuiu vínculo empregatício entre 2006 e 2007 como eletricista com a Graftec e, de 2009 a 2013, como motorista em uma empresa chamada Artetécnica Gravações, com salário mensal de R$ 1.490. Mais tarde, o próprio Vivaldo chegou ao local e afirmou ser "sócio" e "motorista". "Eu gosto de trabalhar, e é um rendimento a mais que tenho."

12 comentários

Coronel, o senhor quer dizer que isso é lavagem de dinheiro, é uma lavanderia de dinheiro ??? DIGA COM TODAS AS LETRAS QUE ISSO É LAVAGEM DE DINHEIRO PÚBLICO... O BRASIL É UMA LAVANDERIA DE DINHEIRO...

Reply

Coronel, o senhor quer dizer que isso é lavagem de dinheiro, é uma lavanderia de dinheiro ??? DIGA COM TODAS AS LETRAS QUE ISSO É LAVAGEM DE DINHEIRO PÚBLICO... O BRASIL É UMA LAVANDERIA DE DINHEIRO...

Reply

Unidos contra a corrupção:

Lista de Apoiamento - Projeto de Lei de Iniciativa Popular:

"10 Medidas Contra a Corrupção" - do Ministério Público Federal do Paraná

Força-Tarefa Lava Jato:

http://www.combateacorrupcao.mpf.mp.br/10-medidas

Reply

Pois é Vivaldo, você gosta de trabalhar... E eu sou um aculturado exótico e acéfalo, que tenho que engolir desculpas esfarrapadas.
Fora quadrilha de PeTralhas.

Reply

O tempo está passando, e não pode passar em branco, a imprensa já está comentando, o que falta mais? Não só para derrubar esse governo, mas para fechar esse partido e aprisionar seus líderes nacionais, estaduais e municipais? Nem vou falar em pena de morte, afinal estamos na pacífica e permissiva cultural latino americana, protetora de pulhas e vagabundos.

Reply

quem garante que o j santana não lavou uns 10 milhões ? afinal 60 milhões é uma boa grana para mentir descaradamente, não ?

Reply

A JUCESP informa dois nires :
.
35225123851

REDE SEG GRAFICA E EDITORA LTDA
SAO PAULO
35600141836

REDE SEG GRAFICA E EDITORA EIRELI

Reply

REDE SEG GRAFICA E EDITORA LTDA

NIRE : 35225123851

CNPJ : 13.288.025/0001-84

Data da constituição : 02/02/2011

CAPITAL - TCHAM...TCHAM....TCHAM.....

Capital : R$ 10.000,00 (Dez Mil Reais)

Logradouro

Avenida Coronel Otaviano De Freitas Cost


Número 519 - Bairro Veleiros


Complemento Sala 02

Município - Sao Paulo


CEP 04773-000

Reply

REDE SEG GRAFICA E EDITORA EIRELI
.
NIRE - 35600141836

Data da constituição 20/09/2012

CNPJ 13.288.025/0001-84

Capital - R$ 63.000,00 (Sessenta E Três Mil Reais)

Av. Coronel Otaviano De Freitas Costa


Número 519 - Bairro Veleiros


Complemento Sl 2


Município Sao Paulo


CEP 04773-000

Reply

Agora, vejam no google eart o endereço :
.
https://www.google.com.br/maps/@-23.680851,-46.707663,3a,75y,36.05h,88.22t/data=!3m6!1e1!3m4!1sylebHhOp3ZZ7FH5CPM4BPw!2e0!7i13312!8i6656

Reply

.
Parece que na Avenida Coronel Otaviano De Freitas Costa NÃO EXISTE NUMERO 519, o google eart aponta 520

Reply
fred oliveira mod

O tse tá investigando o que mais? Gráficas sem funcionários e o dono não sabe porque está no nome do motorista, outra cujo dono coloca o seu funcionário como dono do negócio porque gosta de ver seus funcionários progredirem...o tse quer se enganar? Por que tanta lentidão em nossa justiça? Tudo tão claro como o sol...compreendo que se deve ter provas provadas mas, demora demais. Daqui há pouca dilma termina o mandato e o tse valida uma campanha fraudulenta.

Reply