Operação Suja-Jato.

Veja revela, na sua edição semanal, que existe um grupo de pessoas, ligados ao governo petista e aos advogados das empreiteiras corruptas, trabalhando pela anulação da Operação Lava-Jato. Pretendem alegar que a PF do Paraná grampeou presos e operou na ilegalidade. Isto unido às tentativas de desqualificação dos métodos utilizados pelo juiz Sérgio Moro e a força-tarefa do MPF. A revista antecipa:

Com o conhecimento do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o comando da Polícia Federal em Brasília está investigando sigilosamente os delegados e agentes envolvidos na Operação Lava-Jato. VEJA teve acesso a uma sindicância aberta pela Corregedoria da PF e conversou com policiais que acompanham e participam da apuração. É preocupante. Segundo os corregedores, o procedimento foi instaurado para apurar "ilegalidades" praticadas pelos colegas do Paraná, onde estão centralizadas as investigações do escândalo da Petrobras. Que "ilegalidades" seriam essas? 

Os federais de Brasília acusam os paranaenses de instalar escutas para captar clandestinamente conversas de presos e dos próprios policiais. Uma dessas escutas foi descoberta na cela do doleiro Alberto Youssef, uma das principais testemunhas do esquema de corrupção. Em maio do ano passado, o doleiro encontrou um transmissor de voz escondido sobre o forro do teto de sua cela. Os corregedores acusam os delegados da Lava-Jato de ter colocado o aparelho para obter provas por meio de métodos ilegais. Parece grave - e é -, principalmente pelo que aparenta estar na gênese da investigação. "Isso vai provocar a anulação de toda a Operação Lava-Jato", diz, sob a condição de anonimato, um delegado de Brasília que participa da apuração. "A situação vai ficar feia. Vai aparecer mais coisa", advertiu. Essa entrevista foi feita na última quarta-feira à tarde.

Em privado, delegados próximos da cúpula da Polícia Federal admitem que o objetivo da "operação paralela" é carimbar a Lava-Jato com suspeitas de irregularidades - o que, fatalmente, abriria caminho para questionamentos judiciais sobre a operação e poderia resultar, em última análise, em sua anulação. Para o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Carlos Velloso, ainda que se comprove a suspeita de que teria havido interceptação ilegal na Lava-Jato, isso não seria suficiente para desqualificar toda a operação. "Se essa prova paralela não representa o início da investigação, então ela é declarada nula, sem prejudicar as demais provas", diz o ex-ministro. 

Para o delegado Jorge Pontes, ex-diretor da Interpol, o jogo está claro: "A minha suspeita é que haja um grupo de pessoas já cooptadas para tentar minar e comprometer a Operação Lava-Jato. Neste momento em que a sociedade brasileira tem uma expectativa histórica de o país deixar de ser vítima de corrupção institucionalizada, isso aí é uma tentativa da corrupção institucionalizada de criar no seio da polícia uma contenda que tem a intenção de jogar alguma dúvida sobre essa investigação".

24 comentários

Existe um grupo de BANDIDOS ligados ao governo federal e não pessoas.

Reply

Coronel,
o José Eduardo Cardozo sempre trabalhou para melar a Lava Jato.

Reply

Pior é que quem encabeça a tramóia é o ministro da injustiça "(Arghhh! Nojo) o porco cagoso! Que como todos os outros meliantes da SOC, continua no cargo! .... coisas de um Brasil destroçado.

Reply

Como tem porco nesse Brasil!Tem gente sempre em chiqueiros!O que querem? Impunidade?Isso tudo vai acabar muito mal!!!Quando deixaremos de nos misturar com essa porcada do PT,alguns da PF,alguns do STF,alguns advogados?Que Brasil vamos deixar pra nossos filhos e netos?Parece um daqueles filmes onde sempre aparece alguém pra ajudar...e quando percebemos o cara também é bandido!Não temos pessoas honestas mais?Dinheiro virou tudo?Que tristeza!Podridão!Temos somente o povo pra contar!O jeito é ir pra cima deles!!!

Reply

E se anularem vai ficar por isso mesmo, pois, um povo de cordeirinhos que morre de medo e vergonha até de dizer o que tem que ser feito, tem mesmo é que viver de joelhos, apanhando na cara e agradecendo.

Reply

Esses policiais ligados ao ministro da justiça,comprometidos com a tirania é que deviam ser investigados,já que trabalham contra a transparência e a favor dos corruPTos.Ai deles se intrometerem na operação "Lava Jato".

Túlio Xavier

Reply

Mas cadê a PE!!! Só ela para impor Lei e Ordem neste pobre Brasil!!! Onde os vagabundos e quadrilheiros petistas, mancomunados com a pf balcanizada,estão barbarizando!!!

Reply

Existe uma quadrilha de mafiosos em Brasília atuando às escâncaras para impedir as investigações e livrar a cara dos corruptos, principalmente do "Chefe" - o capo di tutti capi. Precisamos apoiar o Juiz Moro e a Força Tarefa do MPF que atua na Lava Jato.

Reply

Humm, esta turma da PF de Brasilia, sob o comando do Garboso, deve pertencer à banda podre da instituição. Deste o início, este "adevogadozinho" dos petralhas está louco para melar a Lava Jato. Isto, se ele não estiver metido diretamente nos rolos.


FORA PT!


VIVA JUIZ SERGIO MORO!



Chris/SP

Reply

É óbvio que a organização criminosa no poder não tem o menor interesse de que essa investigação seja levada às últimas consequências. Caso a operação lava-jato seja anulada, não restará outra alternativa se não a revolta popular.

Reply

Creio eu que terao de provar que a escuta foi colocada pelos agentes da lava-jato, senao pode ter sido plantada pela canalha.

Reply

Se isso acontecer, que o EB entre e no meio da Máscara Negra, assuma a Polícia Federal do PT.. coloque o porco na cadeia..

Reply

Essas tentativas do governo de anular as provas da Operação Lava Jato, para livrar a cara do corruptos do governo e seus asseclas, são comandadas por policiais corruptos da própria PF sob o comando desse vigarista petista que ocupa o cargo de Min. da Justiça - José Cardoso. Cabe aos cidadãos de bem desse pais se insurgir contra mais essa tentativa canalha do governo Dilma. Contra os interesses do pais.

Reply

Não seriam estes Policias Federais de Brasilia, agentes cubanos e bolivarianos infiltrados, seria bom investigar.

Reply

QUEM ESTÁ NO FUNDO DO POÇO É O BRASIL POR CULPA DO CHEFE DA QUADRILHA.

Reply

Só falta essa. Se o PT, as pessoas, ligadas ao governo petista e aos advogados das empreiteiras corruptas conseguirem melar a Operação Lava Jato, aí sim que eles vão assinar a sua pena de morte. Serão banidos da vida política nacional.

Reply

É o comunismo no seu maior "explendor"...

Reply

Cardozão ainda vai acabar dependurado de cabeça pra baixo em algum poste por ai.

Reply

Investigação séria da Lava Jato só a da PF,encabeçada pelo juiz Sérgio Moro.Por isto nós que representamos a sociedade precisamos dar todo o apoio a Sérgio Moro e sua equipe cobrando do Congresso inútil a reforma política (jamais a reforma que quer o PT), punição severa para os corruptos e exigir sim a saída da presidente que a cada dia arruína mais o país.As CPIs infelizmente não avançam e acabam dando em nada,pois o corporativismo no Congresso é forte.

Reply

O dedo podre do Cardozo "garboso"já tentou e vai continuar tentando melar a operação lava jato,tudo a mando de Luladrão e da desmiolada que ocupa o Palácio do Planalto,não passa de um palhaço a soldo de empreiteiros.
Força e saúde juiz Moro o povo está com vc.

Reply

É justamente o contrário, quem colocou os grampos foram os APF's a soldo do PT para incriminar as pessoas de bem da PF.
Cadeia nesses petralhas!

Reply
fred oliveira mod

Vai ser umtiro no pé. A lava jato já é um marco contra a corrupção petista. O povo não vai aceitar e ainda vai piorar mais ainda para o pt. Não tem clima para se tentar tal golpe.

Reply

Eles serão abatidos e não prevalecaram podem correr para onde for serão pegos e o reino que pretendiam será visto quadrado. Já previ tudo até aqui todos caíram.

Reply

E quem nos garante que não foi os petralhas federais que plantaram essas escutas pra agora vir com essa conversinha pra enganar pronatrouxa?!

Bando de safados! Elles não tem limite!

Reply