Por que o MPF não investiga as atas do Conselho de Administração da Petrobras sobre a refinaria Abreu e Lima?

Todos conhecem a história da construção da refinaria Abreu e Lima, tão citada na Operação Lava Jato, que vai custar oito vezes o valor inicial orçado. O projeto inicial era um sonho maluco de dois populistas irresponsáveis: Hugo Chávez e Lula da Silva. E tendo Dilma Rousseff como presidente do Conselho de Administração da Petrobras e José Sérgio Gabrielli como seu presidente.

O acordo previa que a Petrobrás teria 60% da Abreu e Lima e a Petróleos de Venezuela SA (PDVSA), 40%. Caso a Venezuela não pagasse a sua parte, a Petrobrás poderia fazer o investimento e cobrar a dívida com juros, ou receber em ações da empresa venezueaana, a preços de mercado. Essas penalidades, no entanto, só valeriam depois de assinado o contrato definitivo, de acionistas. Elas não chegaram a entrar em vigor, já que o contrato não foi assinado. Num contrato de irmão para irmão socialista o desfecho só poderia ser um: o calote cometido pela Venezuela, nunca cobrado pelo Brasil.

O imbroglio só foi decidido em dezembro de 2011. Em visita oficial a Caracas,  Dilma Rousseff tratou o assunto diretamente com Chávez, que prometeu, mais uma vez, uma solução. Nessa visita, o presidente da PDVSA, Rafael Ramírez, chegou a anunciar que "havia cumprido seus compromissos" com a empresa e entregue uma "mala de dinheiro em espécie" e negociado uma linha de crédito do Banco de Desenvolvimento da China. Esses recursos nunca se materializaram. A "mala de dinheiro em espécie" certamente foi enviada para pagar a campanha de Lula, no melhor estilo do PT.

Hoje José Sérgio Gabrielli, o ex-presidente da Petrobras envolvido na Lava Jato até o pescoço, dá uma entrevista para a Folha de São Paulo. Destacamos uma pergunta e uma resposta, sobre a Abreu e Lima.

Folha: A Petrobras iniciou a construção da refinaria Abreu e Lima sem projeto detalhado, e os custos estimados inicialmente, cerca de US$ 2,5 bilhões, foram multiplicados por dez.

Gabrielli: A última refinaria construída foi em 1980 e houve uma desmontagem da engenharia da Petrobras. Aí você inicia um projeto retomando a capacidade técnica da engenharia. Evidentemente que você vai fazer um projeto fraco. Um dos erros dessa fase preliminar foi divulgar uma estimativa de valor que não tinha nada a ver. Aí você vai para o mercado e enfrenta um cenário de aquecimento, limitação do conteúdo nacional e câmbio. Um conjunto de coisas que interfere no preço. 

Em uma só resposta, este senhor que deveria estar no fundo de uma cela, confessa:

1. A Petrobras não tinha capacidade técnica para realizar o projeto;

2) O projeto da refinaria era "fraco", ou seja, não deveria ter sido implementado. Aliás, o que dizem as autoridades é que não existia projeto;

3) Foi um erro divulgar o preço da obra, como se a lei, a transparência, a ética e o bom senso não exijam que o valor que um país vai pagar por um investimento seja conhecido;

4) Por fim, Gabrielli informa, claramente, que o "conteúdo nacional" encareceu a obra, que o preço não seria tão alto se a Petrobras tivesse buscado as melhores ofertas no mercado internacional, em vez de praticar um nacionalismo que só levou à corrupção. Empresas brasileiras passaram a "nacionalizar" produtos e equipamentos, criando um propinoduto para políticos corruptos como nunca se viu na história deste país.

Urge abrir a caixa preta da refinaria Abreu e Lima. Se Pasadena nos deu um prejuízo de U$ 700 milhões, a corrupção na Abreu e Lima pode ter passado de U$ 5 bilhões. Isso sem contar a dívida que Lula e Dilma perdoaram da Venezuela.

11 comentários

CORONEL

Se quer encontrar falcatrua no período lulopetista atire no escuro em qualquer direção .
VAMOS ERRADICAR ESSA PRAGA PETISTA!!!

# VEM PRA RUA !IMPEACHMENT JÁ !!

Reply

Coronel,

A piada sobre a Abreu e Lima, será: Quando a refinaria estiver pronta, a Venezuela reclamar que já pagou sua parte (40%) ao Lula, a mesma mala recheada com dólares de 2011, que foi entregue a Dilma Rousseff...E agora a Venezuela, é ou não é, sócia do Brasil?
Em qual governo corrupto-comunista acreditar...

Reply

Coronel.
Todos os maus adjetivos existentes no vernáculo, não conseguem definir com exatidão o sinônimo dessa malta..............

Reply

Coronel:
O superfaturamento de Abreu e Lima deve ser muito superior a cinco bilhões. Na Refinaria Getúlio Vargas - Repar - foi de mais de quatro bilhões e o total gasto era só de oito bilhões. Se a Abreu e Lima já está em trinta bilhões, então o superfaturamento supera quinze bilhões.
Navarro

Reply

A pergunta que se faz:

precisava da construção de uma nova Refinaria?
até agora não houve problemas no abastecimento, não faltou combustivel.

obs.1-na ata do Conselho de Administração da Petrobras deve existir em algum lugar que era desnecessaria a construção da Refinaria Abreu e Lima.

2-no futuro vai aparecer aproveitadores picaretas que vão ressuscitar a idéia da construção das refinarias do Maranhão e Ceará hoje com as obras paralizadas.

Reply
Despetralhando mod

Até o tiranete chaves achou que o roubo era muito grande mesmo para uma escroque petralha.

Reply

Essa resposta mais parece confissão!
Não é preciso ser grande legislador para entender que o cara entregou tudo, quando disse isso aí.

Cavalaria Ligeira

Reply

Essa Refinaria Abreu e Lima aqui de minha terra ainda vai dar muita dor de cabeça para Lula e Dilma. E' tudo muito suspeito nela. Sem falar que, no oficial, o custo mais que triplicou, agora imagina, o que deve ser na realidade.

Reply

Coronel

Refinaria Abreu Lima nada mas é uma aliança entre os Comunistas,o que na metade acabou do caminho acabou se descobrindo corrupção

Como se não bastasse esta outra bomba tende a estourar

Nestor Cerveró nunca foi Economista,e também nunca foi Funcionário da Petrobras

Pois trabalha para a BR Distribuidora,que na época maior parceiro da Estatal Petrobras setor Privado detém 60% e a Petrobras com participação na BR Distribuidora de 40%

Isso é desde a década de 80
Politicos como Senador Corrupto Delcidio Amaral foi quem nomeou o Senhor Nestor Cervero para Diretor Internacional na Petrobras

Nestor Cerveró nunca foi Funcionário da Petrobras pois a BR Distribuidora pertence a 60& único dono, que de forma ilícita foi retirado da participação e aberto Capital na Bolsa de Valores tudo fraudado

A Petrobras,Cargos ocupados por Políticos anteriormente,serviram para endividar a Estatal

Terceirizando serviços,onde Empresas contratadas,jamais pagaram Inss,dos Funcionários acarretando posteriormente a Estatal tendo que indenizar o Funcionários Terceirizados

As Empresas que prestaram serviços Terceirizados para Petrobras são ligados a Políticos a época dando prejuízos que somados chegam a casa de bilhões de reais

Estas Empresas compravam mensalmente ações da Petrobras na Bolsa de Valores com o dinheiro da apropriação indébita,que reteve dos Funcionários terceirizados,deixando de pagar Inss dos Funcionários lesando a Estatal que a Contratou

A Bomba é muito maior
Até Nsa tem conhecimento










Reply

Tendo o TCU agora como avalista , ninguém mais segura . A corrupção, claro...

Reply

Juridicamente todos os que assinaram as Atas devem ser enquadrados, arrolados no processo jurídico. Brasil, um país dirigido anteriormente por crianças mimadas (FHC, Collor) e depois por uma "menino" pobre revoltado e com intenções ocultas (implantar o comunismo no Brasil) e quanto a garota "guerreira" nem vou comentar...

Reply