MPF lança site sobre a Lava Jato.

(Gazeta do Povo) O Ministério Público Federal lançou nesta quarta-feira (28) um site que reunirá as principais informações sobre a Operação Lava Jato. CLIQUE AQUI.  A página reúne uma série de dados, como número de pessoas sob investigação, quantidade de procedimentos instaurados e a íntegra das denúncias apresentadas pelo MPF. O site foi produzido pela força-tarefa que cuida da Lava Jato, criada em abril de 2014 pelo MPF, em parceria com a Secretaria de Comunicação da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Em nota divulgada pela assessoria do MPF, o coordenador da força-tarefa, o procurador da República Deltan Martinazzo Dallagnol, afirma que o site reforça o compromisso do órgão "com a transparência e a prestação de contas do trabalho já realizado". "Trata-se da maior investigação de corrupção e lavagem de dinheiro que o país já teve. Com as denúncias, o MPF começa a romper a impunidade dos poderosos grupos econômicos e políticos que, há muitos anos, articulam-se contra os interesses do país", disse Dallagnol em nota. O objetivo é que o site seja atualizado constantemente com os novos desdobramentos da Operação.

O site compila ainda os principais resultados, em números, da Lava Jato até agora. Os crimes já denunciados envolvem cerca de R$ 2,1 bilhões, sendo que R$ 450 milhões já são considerados recuperados e R$ 200 milhões foram bloqueados em bens. Os números consideram atualizações até dezembro. Segundo a Procuradoria, foram apresentadas 18 acusações criminais realizadas pelo órgão até o momento, contra 86 pessoas, pelos crimes de corrupção, crime contra o sistema financeiro nacional, tráfico transnacional de drogas, formação de organização criminosa, lavagem de ativos, entre outros. São 150 pessoas e 232 empresas sob investigação. No total, 12 acordos de colaboração premiada - a exemplo do que fez o doleiro Alberto Youssef - foram feitos com pessoas físicas.

É possível ainda tirar dúvidas como o que originou a Operação e qual a relação do caso com outros escândalos, com o do Banestado, no qual o doleiro Youssef também estava envolvido. Com linguagem didática e com uso de artes e diagramas, o site traz curiosidades como "por que alguém procura um doleiro?". Estão disponíveis explicações de termos técnicos como o conceito de delação premiada e empresa offshore. Há ainda uma área de interação com o MPF, por meio de um link "denuncie aqui", que disponibiliza um endereço de e-mail para contato.

Equipe

Duas equipes trabalham na linha de frente dos desdobramentos da Lava Jato. A primeira, a chamada de Força Tarefa, atua na Justiça Federal do Paraná, onde o caso é conduzido. Fazem parte deste grupo os procuradores da República Deltan Martinazzo Dallagnol, Antônio Carlos Welter, Carlos Fernando dos Santos Lima, Januário Paludo, Orlando Martello Junior, Athayde Ribeiro Costa, Diogo Castor de Mattos, Roberson Henrique Pozzobon, Paulo Roberto Galvão e Andrey Borges, que atua como colaborador.

Em Brasília, um grupo de trabalho instituído na última semana pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, atua para auxiliar o PGR nos processos em trâmite no Supremo, com investigação e acusação de parlamentares e autoridades que têm foro privilegiado. O segundo grupo é composto pelos procuradores regionais da República Douglas Fischer, Vladimir Aras, Danilo Dias; pelos procuradores da República Andrey Borges de Mendonça, Bruno Calabrich, Fábio Coimbra, Rodrigo Telles de Souza, Daniel Resende Salgado; e os promotores Sergio Fernandes e Wilton Queiroz.

14 comentários

Coronel,
bom mesmo é a caixinha que diz: contratos falsos de consultorias. Será a mil caras do Zé.

Reply

Onde estão os "agentes políticos" e "partidos políticos" no fluxograma do MPF?????

Reply

Parabéns aos Ministérios Públicos que junto com as FAs são das poucas coisas que não estão contaminadas pelos comunistas (por enquanto pelo menos). O MP só não é mais eficiente ainda por conta das leis idiotas que tem esse país. Mudando de assunto e o Haddad, heim? Já vai gastar dinheiro dos paulistanos para ajudar viado. Incrível esses esquerdas de merda, tão nem aí para aposentados, idosos, trabalhadores (os de verdade), doentes nos hospitais, etc, mas em compensação tem uma preocupação extrema com o bem estar de bichas, ¨di menor¨ bandido, bandidos e outras aberrações. Já encheu o saco isso, não?

Reply

Enquanto não mudarem nossas leis para politicos corruptos com penas duras esse país não toma jeito.

Reply

- Como anônimo já disse, esse fluxograma é capcioso. Não mostra os corruPTos da política, nem suas respectivas organizações criminosas.

Reply

Coronel,

1. abertura do sigilo dos cartões corporativos já!
2. Fim ao foro privilegiado dos políticos!

Não é uma boa dobradinha, Coronel?

Flor Lilás

Reply

Cadê os políticos envolvidos na roubalheira?

Reply

O desenho está 'bontinho'. Até eu já sabia disso!
Queremos o desenho e prática da parte legal, efetiva, prendendo todo essa camarilha, governo e empreiteiros.
Quero ver qual livro de história vai, futuramente, narrar em detalhes isso tudo. Até o momento, os piores acontecimentos em nossos registros.

Cavalaria Ligeira

Reply

E os políticos entram aonde neste fluxograma?
O Janot já quer enrolar. E o Lula,a Dilma, o Gabrielli e a Graça Foster nāo tinham responsabilidade nenhuma junto a PETROBRAS?

Reply

Senhores, não vai dar em nada. Notaram que é só conversa e conversa e conversa, mas nada de prisões. Gostaria de estar enganado...

Reply

Se a impressa em geral não estivesse aparelhada seria divulgação ampla em todos os canais de televisão.Farquardi

Reply

Porque esse melindre em dar o nome dos ladrões?

Num Pais sério, essa seria a primeira providência, inclusive destituir do cargo e punir com o rigor da Lei.

Na verdade, os donos das empreiteiras não teriam esses contratos milionário se não houvessem os bandidos locupletados nos cargos de direção da Petrobrás, e esses não promoveriam essa farra de contratos superfaturados e fajutos se não fossem autorizados pelo governo.

Portanto, se os donos de empreiteiras estão presos, é muito mais importante que estem presos também os corruptos que ocupam os cargos de comando da Petrobrás e seus parceiros do Palácio do Planalto, que os autorizava nessa tramóia criminosa, são os responsáveis pelos atos na Petrobrás. Esses sim representam o maior perigo, estão com as chaves dos cofres públicos nas mãos, assim como a caneta criminosa que autoriza tudo isso.
Porque continuam nos cargos comandando os crimes, com as chaves e a caneta, dona Foster, Dilma, o mentor Lula, e toda a corja de meliantes que já conhecemos de sobra, porque diariamente estão nas páginas policiais das revistas e jornais brasileiros.

Por que os verdadeiros culpados

Reply
fred oliveira mod

No fluxograma esta' faltando os organizadores das falcatruas que sao o politicos. Ou vao ser blindados?

Reply

Tá. Mas isso não parece Ministério Público. Parece cartilha do governo de plantão, disfarçada. Não senti firmeza não.

Mariana

Reply