Aécio ironiza Dilma e diz que ela está terceirizando para o Santander o fracasso do seu governo na economia.

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, ironizou nesta segunda-feira, 28, a postura do PT e do governo da adversária, a presidente Dilma Rousseff, sobre a carta que o Banco Santander enviou a correntistas sugerindo que a reeleição da petista levaria a uma piora da economia. "O que o Santander fez foi explicitar o cenário atual da economia brasileira. Não adianta cobrar demissões porque teriam de demitir praticamente todos os analistas de todas as instituições financeiras", afirmou.

Segundo o presidenciável tucano, todos os analistas financeiros hoje são céticos com relação ao cenário da economia brasileira se o atual governo petista continuar no poder. E repetiu a análise feita pelo Santander a seus clientes, dizendo que "infelizmente, para o Brasil de hoje, quanto mais provável a reeleição da presidente, os indicadores econômicos serão piores, e quanto mais houver a possibilidade de vitória da oposição, mais irão melhorar o ambiente e as expectativas de futuro". E argumentou: "A economia se move com expectativas e este governo perdeu a capacidade de gerar expectativas positivas, vejam o Caged."

Na avaliação de Aécio, a resposta adequada do governo da presidente Dilma neste caso não é questionar a nota do Santander ou "pedir que cabeças rolem". "A resposta adequada do governo seria garantir um ambiente estável, de confiança", afirmou, destacando que, se este ambiente for criado, os investimentos poderiam voltar e a inflação ficar sob controle. "Aí teríamos um crescimento da economia que não fosse pífio, como o que vivemos hoje. A verdade é que a resposta que Dilma deu foi a da terceirização de responsabilidades."

Nas críticas que fez à condução da economia pelo governo da presidente Dilma Rousseff, o tucano disse ainda que, no período do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o crescimento do País foi próximo à média do crescimento da América Latina. "Já no governo Dilma vamos crescer dois pontos a menos na média." Segundo ele, a gestão tucana de FHC deixou "uma herança bendita para o governo do PT."

"O governo Dilma será lembrado pela perda crescente de confiança dos investidores em relação ao Brasil", criticou, ironizando. "Pode sair da nota do Santander e pegar indicadores da FGV, a cada mês aumenta o nível de desconfiança com a economia brasileira."

O candidato do PSDB teve agenda hoje na capital paulista. Por volta das 14 horas, reuniu-se com os 27 coordenadores estaduais de sua campanha à Presidência da República, dentre eles representantes do DEM e do Solidariedade, como o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e o deputado Paulo Pereira da Silva (SDD). Depois deste encontro, o presidenciável se reuniu com representantes do terceiro setor, os chamados empreendedores sociais. No encontro, foi instituído o Fórum Diálogos do Brasil, para discutir propostas de empreendedorismo social e ambiental. (Estadão)

11 comentários

Boa noite Coronel!
Excelente essa tacada do nosso Presidente Aécio Neves.
Daqui pra frente, quanto mais a #Dilma e o #PT espernearem, mais irão se afundar na areia movediça que criaram com essa política econômica desastrada.
#MudaBrasil, com Aécio Neves presidente.
@BobWebBB

Reply

dilma diz q a midia faz terrorismo com a economia como fez com a copa.simples assim.ESTAMOS FRITOS!!!!

Reply

Fico pensando quanto tempo vamos precisar para colocar este pais em ordem novamente e recuperar a confiança internacional, depois da passagem desta nuvem de gafanhotos chamada pt.

Reply

"...no período do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (sendo que a deste, foi apenas uma continuação da política econômica do plano real)
Dá a impressão que está dando crédito ao Lula que a melhor coisa que fez foi não fazer nada.
A Aécio não sabe provocar, levantar a discussão sobre o plano real? Tem toda uma geração que não conhece o plano real, que precisa saber como foi antes e depois, e como estamos caindo de novo na armadilha da inflacão graças ao PT. Dia desses fui comprar um medicamento que custava R$ 33. Preço atual: R$ 50. É muito grave, estamos perdendo praticamente 50% do nosso poder aquisitivo.É isso e só isso que vai fazer o PT perder a eleição. Tem que parar de falar economês e falar mais Lulês, a língua do povo.

Reply

Por culpa da crise, Gerdau fecha fábrica em Sorocaba e demitirá 160 funcionários - Por culpa da crise, Gerdau fecha fábrica em Sorocaba e demitirá 160 funcionários
Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/gerdau/noticia/3482900/por-culpa-crise-gerdau-fecha-fabrica-sorocaba-demitira-160-funcionarios

Reply

O cara é bom, não adianta, e a anta vai tremer quando chegar os debates!

Reply

A vagabunda não trabalha, é incompetente, medíocre, quer agora achar um bode. E achou o santander. Parabéns Aécio.

Reply

Relatório completo da Empiricus Consultoria Financeira.

É preocupante sob todos os aspectos.

Link:

https://docs.google.com/file/d/0BxwLzpylhd9ITkJBQ1J4ZDdlOGM/edit

Urge tirarmos o PT do poder!!!

Único candidato possível para presidente: AÉCIO NEVES !


Chris 45/SP

Reply

O Aécio critica a Dilma mas poupa o Lula. O PSDB parece ter medo do Lula. Assim não vai dar. Quem vai fazer camapnha, mostrar a cara, fazer todo tipo de xingamento é o Lula. O PSDB e o Aécio tem que colocar o Lula no seu devido lugar.

Reply

Realmente, Aécio Neves é a única esperança para o nosso Brasil. E não lhe será um governo fácil. Para que seja bem sucedido, vai ser imprescindível uma arrumação geral na política nacional, na Justiça, no Direito, nas leis, etc., para que tenhamos restaurada uma verdadeira democracia. Uma das primeiras medidas será a edificação de várias penitenciárias, que deverão servir de abrigo a uma legião de políticos, especialistas em furto de verbas. Outra cambada, muy amiga de Fidel Castro, seria exportada para Cuba.

Reply
Ferreira Pena mod

O que o PT e a Dilma fizeram é pura vagabundagem, quero ver eles pedirem a demissão do presidente do FMI. Farsantes!

Reply