Cada vez eu me convenço de que estamos preparados para apresentar um projeto de todos os brasileiros, contra as atitudes perversas do governo que hoje administra o Brasil na base do "nós contra eles". Temos uma outra candidata, que aparece com boas intenções, mas não consegue superar suas contradições. AÉCIO NEVES, 16/9/2014, na CNBB

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Poderá o PT levar Dilma à renúncia, entregando o país ao PMDB?

O PT abriu guerra contra Dilma Rousseff. E quando o PT briga com o PT, o Brasil só tem a ganhar. Colocando  Dilma contra a parede, os companheiros podem, em gesto extremo, levar a presidente à renúncia, colocando Michel Temer no comando do país. Se recuar mais, neste momento, Dilma vira o que deveria ter sido: apenas a marionente e o poste do Lula. Vejam matéria abaixo, da Folha de São Paulo.

Dois dias após a posse de Ideli Salvatti na articulação política, o PT na Câmara, liderado pelo presidente da Casa, Marco Maia (RS), decidiu afrontar o governo com propostas que contrariam a presidente Dilma Rousseff. Com aval dos principais líderes partidários, Maia disse que incluirá na pauta de votação a regulamentação da emenda que obriga gastos mínimos com a saúde (emenda 29) e indicou que tocará discussões para fixar o piso salarial para bombeiros e policiais (PEC 300). Juntas, as duas medidas representam um impacto anual próximo a R$ 58 bilhões, despesa extra que contraria a necessidade de economia na área fiscal.

O PT da Câmara se ressente de ter perdido espaço na cozinha do Planalto ao não conseguir manter um deputado do partido na Secretaria de Relações Institucionais. Ao retomar a discussão dos dois temas, Marco Maia cumpriu a vontade da maioria das legendas aliadas e deixou claro seu descontentamento com o governo. Causou surpresa no Planalto o fato de até líderes petistas terem apoiado o gesto, caso de Paulo Teixeira (SP), no comando da bancada. Até mesmo o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (SP), que foi preterido por Dilma na escolha para a articulação política, disse ver com "com naturalidade" a inclusão das propostas.

ENDOSSO
A emenda 29, segundo o presidente da Câmara, será votada até o dia 15 de julho. Já a PEC 300, proposta que enfrenta resistência dos governadores, fica para o segundo semestre, após ser discutida por comissão. No plenário da Câmara, petistas endossavam ontem a decisão, sob o argumento de que a destinação de recursos para a saúde é uma bandeira da esquerda. Segundo o secretário de comunicação do PT, André Vargas (PR), "essa é uma proposta dos movimentos sociais, do PT". "A própria presidente Dilma prometeu aprovar a emenda 29 na marcha dos prefeitos", disse o presidente do PT-MG, Reginaldo Lopes. Há no governo quem veja o movimento como um revide à escolha de Ideli para a articulação no lugar de um deputado petista, o seu antecessor Luiz Sérgio (RJ). A transferência dele para o Ministério da Pesca foi encarada como sinal de desprestígio da Câmara. Na avaliação do Planalto, o problema não é levantar essas propostas, mas incluí-las na ordem do dia em um momento político delicado como o atual. O Executivo ainda se recupera de sua primeira crise com a saída de Antonio Palocci da Casa Civil.

17 comentários:

coturneiro 8.000,000 disse...

Brasil deitado eternamente em berço explendido ao som do mar ............................!

Anônimo disse...

Caro Comandante como de outras vezes reafirmo, ver petralha comendo petralha não tem preço. Porêm não acredito que o PT Paulista consiga a renuncia da Presidete, porra louca todo mundo sabe que são, mas provorão uma batalha que ha muito a republica não via e o resultado será o o esfacelamento do partido do velhaco. É bem provavel que em 2014 tenhamos Dilma e Lulla se candidatando pór legendas antagonicas. Nesta historia todo se eu tiver que tomar partido de algum dos lados o farei contra o PT Paulista que de fissiologico deixa a leguas de distância o PMDB haja visto sua lideranças - Pallocci, Dirceu, Genoino, o Velhaco e familia.......e por ai vai. Só espero que a incompetente da oposição saia do marasmo e tire proveito da situação a bem do Brasil. Ass Gaucho do Marambainha.

Anônimo disse...

Coronel

Não acredito nesta hipótese. Vejo mais ela não chegando ao final do governo por problemas de saúde.

Olha o 25 de agosto chegando.

Para amenizar estas "pequena$ de$avença$", nada que um milhão aqui, um milhão ali, não resolva.

Todos eles tem um preço, que começou a ficar mais alto depois da colocação daquela inepta na Casa Civil.


Haja dinheiro para tudo isto...

Quem paga?

Os trouxas de sempre.

General Maximus Decimus Meridius
Curitiba-PR

Anônimo disse...

Acredito que a hipótese lançada no título do artigo seja um pouco absurda. Tenho mais convicção que Dilma dê um pé-na-bunda do PT e se bandeie para outro partido qualquer da base aliada, não necessariamente o PMDB, que continuaria sempre fiel a Dilma.
Se isso acontecer, pergunto: o PT faria o papel de oposição da criatura que concebeu ? E será que em 2014 veríamos Lula descendo a lenha em Dilma na campanha eleitoral ?

BUMASTIFF disse...

SERIA MELHOR! Pois nada pior do que partido de esquerda.

Gonçalves disse...

PARA O BEM DO BRASIL TEMER PRESIDENTE - Não dá para comparar a corrupção no PMDB com a do PT. O ex-ministro Unger, hoje no PMDB, já havia alertado que o governo Lula da Silva, do PT, se identificava em ser o MAIS CORRUPTO DESDE O DESCOBRIMENTO DO BRASIL. Até agora não houve nenhuma contestação por parte do PT. Pelo andar da carruagem o DESgoverno Dilma, se o traçado não for corrigido, será ainda pior. Dilma não governa coisa alguma. Muito pelo contrário, Ela é que está sendo governada.
Agora, na atual conjuntura que mal há trocar o MAIS CORRUPTO pelo menos corrupto. Óbvio que não se trata de uma simples troca de 6 por 1/2 duzia. As duas legendas são bastante diferentes uma da outra. Se existisse só os dois partidos, no Brasil, seria preferível que fosse conduzido pelo PMDB.
Agora, se a briga entre petista levar Dilma a renuncia, não vejo mal nenhum. A verdade é que o Brasil está hoje largado as traças, não tem governo. Dilma não tem cacoete e muito menos reune condição de governar um País com as dimensões do Brasil. Aliás, duvido que ela conduza com seriedade sua própria casa! Seria exigir demais da "doutora".
Olha, estou começando a ficar com saudade do PT e seus bate lata levando borrachada nas rua de São Paulo e do Brasil. Era divertido.

Luciano disse...

Eu acredito que o PT preferiria entregar o poder ao PMDB e ser oposição - especialidade dele - a ser governo sem ter controle sobre Dilma e os processos no Congresso Nacional. Mas para Dilma renunciar é preciso mais do que pressões do PT, acho que só um agravamento da saúde de Dilma poderia levar a isso.

Anônimo disse...

VÃO TER QUE ENGOLIR a criatura, sua própria cria, assim como nós estamos.

Anônimo disse...

Díficil acontecer, mas existe a possibilidade real na renúncia da reeleição, vide lei ou decisão própria. Enquanto a economia estiver bem o resto é "intriga" da oposição....
Como Clinton disse à Bush pai:
"É a economia seu besta !"

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

se matem diabedo !

racumim neles coronel

e dele cuturnada

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

O povo precisa estar alerta. Olha o caso do Celso Daniel!
D. Molusco I ainda se acha o Rei do Brasil.É preciso que ela termine o governo, ate lá ela ja se liberou. Temer é uma temeridade!!!!

Anônimo disse...

Deixa eu ver se entendi... Quando o governo petralha se desentende os projetos favoráveis à população são votados e aprovados? Outra coisa... Salário para a polícia, ok. E O SALÁRIO DOS PROFESSORES??? Corja...

bpistelli disse...

A máfia petralha e o PT sabem que esmagar e desmoralizar a Dilma é o caminho mais curto para uma guerra civil ou golpe militar ( autogolpe de Dilma para ser ditadora sem o PT ). Sem o "é dando que se recebe" de velhas raposas, talvez a megera possa tentar governar. Agora com legalidade em expor idéias em passeatas, incluso derrubar o governo, pois o julgamento da marcha da maconha foi 8 a 0 para os maconheiros, eles entenderam que o artigo quinto não pode ser objeto de proibição ou criminalização por apologia a crimes. Apenas atos concretos(porte de droga, armas e convidar participantes à revolução) seria crime. Apologia opinativa não foi considerada crime, é como escrever uma história (livro) contendo plano de destruir uma cidade, detalhado e factível mas ser apenas livro, no caso é o limite entre a liberdade e o crime.

Anônimo disse...

Coronel, eu estou aplaudindo de pé essa guerra dos petralhas. Só assim irão votar as emendas a favor do povo brasileiro.

Nao acredito que a rainha muda entregue o cargo. Acho mais provavel ela peitar o PT e o Lulla.

Harlock disse...

Salve.
Mas em caso de renúncia, impedimento ou o que seja da presidente, não tem uma questão referente ao tempo cumprido de seu mandato, a qual seja: Que o vice-presidente só assumiria a presidência em caso de mais da metade do mandato haver sido cumprido pela títular, caso contrário o presidente da Câmara assumiria um interregno e convocaria novas eleições? Lembro de algo desse teor ser comentado no tempo da derrubada do Collor...
Sinceramente, quando a Dilma foi indicada candidata petista à presidência, pensei em que ela bem poderia ser empossada (nenhuma dúvida quanto a vitória sobre o tucano bico-de-banana da vêz)e renúnciar ,alegando razões de saúde, antes do prazo legal para o Temmer assumir.
Novas eleições convocadas e quem iria para o "sacrifício"?
Ele, o cramulhão barbudo, é claro.

Anônimo disse...

É triste saber que esses PULHAS, só pensem no povo, na hora da vingança. Ele só está fazendo isso porque perdeu prestigio, e naõ porque esta preocupado com o povo.

Mais para o povão...BEM FEITO, mesmo assim, vão continuar votando neles??? só depende de vocês.


Izabel/SP

Anônimo disse...

O PT não sabe ser governo. Quer as benesses, mas não consegue viver com o ônus de ser poder. Expliquem o Battisti e os carros roubados legalizados na Bolívia. Até o pessoal dos sindicatos está chiando.

Petralhas, se aumentar verbas da saúde e aprovar a PEC 300 vai ser ótimo. Depois serão obrigados a cortar gorduras em outras áreas, como educação. Não precisa gastar dinheiro para ensinar o povo a falar e contar errado (ele aprende sozinho) ou a saber que o gay agrega mais oportunidades de ser alegre. O cobertor do governo é sempre muito curto, principalmente quando tem farras das ONGS, farra da Copa, farra das consultorias... e por falar nisso, será que as operadoras de planos de saúde vão gostar de que aumente verbas para a saúde pública?

Será que o partido não respeita nem acordos de caixa dois de campanha? Ô, mulesta!!! Por que vocês não ouviram o que o De Gaulle falou, há muitos anos?