Cada vez eu me convenço de que estamos preparados para apresentar um projeto de todos os brasileiros, contra as atitudes perversas do governo que hoje administra o Brasil na base do "nós contra eles". Temos uma outra candidata, que aparece com boas intenções, mas não consegue superar suas contradições. AÉCIO NEVES, 16/9/2014, na CNBB

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Bonitinhas, mas ordinárias.

Elas escondem a foice e o martelo em bolsinhas da moda. Em vez de mostrar com orgulho o símbolo máximo do comunismo, usam e abusam das caras e bocas, da maquiagem leve, dos lencinhos indianos no pescoço, das bandeiras azuis e dos fundos rosa bebê. Não usam camisetas do Che, tampouco colocam a Internacional Socialista no fundo musical dos seus programas de TV. Dão, em tudo o que fazem, um capitalista toque fashion. Não lembram nem de longe La Passionaria(acima, à esquerda) ou Olga Benário(acima, à direita), mulheres-símbolo do comunismo internacional. Não saem pregando a luta de classes, a estatização ou as greves. Ângela Albino(acima, à direita) e Manuela D’Ávila(acima, à esquerda), respectivamente, são as candidatas do PCdoB para Florianópolis e Porto Alegre. São comunistas de carteirinha, lutam pelo comunismo, seguem a lógica cruel do comunismo que atrasa, aprisiona e ainda fuzila jornalistas e opositores. Mas você jamais vai ouvir uma delas dizer: “eu tenho orgulho de ser comunista”, pois elas são lobas em peles de ovelha. Escondem, dissimulam, falseiam, enganam. A ilha que Ângela Albino mais admira não é Florianópolis: é Cuba. A metrópole que Manuela D’Ávila idealiza é Pequim, não Porto Alegre. Por mais que tentem dissimular, elas continuam sendo comunistas agora roxas e verdinhas, não mais vermelhas. São bonitinhas, mas ordinárias.

26 comentários:

filoxera disse...

Coronel

Ordinárias? Isso pretendiam elas. Estão muito abaixo de cachorras. São merda Honoris Causa.

Anônimo disse...

Essas comunistinhas fashion, fazem o patricinha look tem o arzinho mais de Dama das Camélias do que das comunistas brabas como La Passionaria ou Olga Benário. Inclusive, devem ter medo de baratas !!

Anônimo disse...

Prezado Coronel,

Se tivéssemos candidatos à altura mostrariam nas campanhas que a inspiração dessa escória de esquerda é com o Império do Mal que agora cometeu mais um crime na Geórgia.

Mas isso é muito para essas cabecinhas, com somente, quando muito, aparência...haja visto o moLLLusco botocado...

Pobre banania!

Realista militante

Coronel, sugiro divulgar mais as realizações da esquerda,(publicado no blog do Reinaldo):

A Rússia, a Geórgia e a vergonha...

A Rússia disse ontem com clareza o que pretende: o que chama de “independência” da Ossétia do Sul e da Abkházia. Por unanimidade — acho o máximo essas unanimidades russas, chinesas... —, o Parlamento reconheceu que as duas regiões não pertencem mais à Geórgia. Sim, é isto mesmo: a Rússia foi lá e desmembrou um estado independente. E ponto final. Não seria a culpa daquele tal Jorjibúxi??? Vocês sabem: não fosse ele, os russos seriam mais cordatos. Aliás, não fossem alguns deploráveis líderes ocidentais, nem mesmo terrorismo islâmico haveria no mundo, certo?

A TV Cultura transmitiu ontem a entrevista da jornalista Samantha Power, ex-assessora de Obama, demitida por ter chamado Hillary Clinton de "monstro". Ela escreveu o livro Chasing the Flame – Sérgio Vieira de Mello and the Fight to Save the World (No Rastro da Chama – Sérgio Vieira de Mello e a Luta para Salvar o Mundo).

Lá pelas tantas, um dos entrevistadores perguntou à moça se não era incoerência de Bush condenar a ação russa na Geórgia depois de ter invadido o Iraque... A moça o olhou um tanto perplexa por alguns poucos segundos. E ensinou: se fôssemos usar sempre o que se fez antes como argumento, ninguém criticaria invasão nenhuma. Ademais, lembrou Samantha, as comparações eram indevidas. A tal suposta incoerência apontada ali faria sentido, disse, se Bush tivesse invadido o México para anexar partes do seu território.

Eu me enterrei na cadeira. De vergonha. Samantha deve ter entendido por que Vieira de Mello correu daqui.

Por Reinaldo Azevedo | 06:03

Anônimo disse...

Coronel

Por que não viver em Cuba/Pequim?

Resposta mais provável: desejam o capitalismo socialista só para eleas.

Brasiliano disse...

Coronel, se realmente nas regioes que muitos pensam ser a mais desenvolvida do pais elas estao na frente,isso mostra que fica dificil esperar coisa boa pro futuro.Ja nao bastassem 28 anos de traiçao patrocinado pelo PT, 8 anos perdidos,tantos escandalos,mensalao,entreguismos e ainda tem gente que vota nisso ai?BABACAS,PTralhas,PTralhotarios e afins unidos jamais serao vencidos.
Talvez eles tenham razao.Pobres de nos.

Anônimo disse...

Podem ser comunistas mas dão um bom caldo...

Anônimo disse...

Boa tarde Coronel,

Aqui em Porto Alegre se depender do meu voto a patrícinha de araque não ganha.

Bem lembrado, se tívessêmos uma oposição de verdade, com certeza a patrícinha comunista não estaria em segundo lugar.

claudio disse...

Como pode alguém no século 21 ainda ser comunista!
Coisa mas atrasada Meu Deus!!!
Será que elas sabem o que é realmente o comunismo?

Anônimo disse...

Esse é o tipo de mulher babaca, burra e bonita.

To Fora disse...

O que este bando , pq naum existe palavra melhor para defino-los, quer, em suma uma, uma Dasha. E um zépovinho para poderem mandar para o paredón qdo encherem o saco deles. De resto, locupletemos todos, ou cai o império. É só o que querem.
Que nojo.

Anônimo disse...

E a Joaninha PSTU Vermelha virou radical chique.Não é que a defensora de assassinos vermelhos, entre eles o italiano matador de crianças queimadas em apartamentos, está construindo uma casa de praia em Jaguaruna????
Não é lindo?Comunista construindo coisa de burguês??Logo ela que defende "abaixo a burguesia" e vote contra burguês???

Tá sobrando grana pra fazer casa de praia e não dá uma casa pra quem não tem????

Sei não,Coronel,as tais bonitinhas que citou acima, e outras não mencionadas, não têm nada de comunas da velha 'estirpe'.Acho que só usam a bandeira do esquerdismo porque vivemos uma época em que isso é muito fashion,é dar pinta de inteligente, de intelectual, de engajamento.Gostemos ou não é a postura que atrai votos e inibe outras falas que não pareçam simpáticas às 'causas sociais', ao mando do povo pelo povo, à inclusão, ao regate deas 'injustiças históricas'.
Nenhuma delas já viveu, nem experimentalmente,em condições comnistas de vida.As privações cubanas, chinesas,norte-coreanas.
Nunca viram escassez de comida, racionamento de tudo:sem sabonete, banho, só roupa única,sem frescurinhas de maquiagem e moda —que são as nossas penas de pavão negadas pela natureza pra nos enfeitar —, sem sequer papel higiênico(santa invenção americana)e sem absorventes( deve ser outra invenção americana),sem escolhas, sem direito de ir e vir, sem liberdade de escolha.

Não vivem aquilo que apregoam e defendem.Só usam o tema da moda.E a moda política é ser de esquerda.Quem se atreve a dizer coisa diferente pra ser visto, tachado de reaça,antiga,parada no tempo?como se o comunismo não fosse coisa antiga, mofada também?


Uma bonitinha que se candidate do 'outro' lado será tratada como burguesa inútil,madame desocupada,ratinha de academia de fitness.

Acredito tanto no comunismo dessa gente como creio em "treinamento no pensamento para atrair sorte e foturna em loterias".Zero.

Qto à tal Olga Benário...Getúlio não pensou duas vezes em entregar uma mulher grávida sabendo o que a esperava por ser comunista e judia.
Lula não entrega nem o Medina das Farcs.GG não dava arrego pra comunas, Lula dá arrego e grana.É muita ousadia querer colar a imagem deste com a daquele.São água e óleo.De semelhanças talvez tenham o viés centralizador e ditatorial.Mas Getúlio nunca comeria no prato do Chavez,nem entregaria nossas riquezas ao vizinhos em nome de uma Ursal qualquer.
Lia¬¬

Anônimo disse...

Ao Anônimo 14:23,

Essas ordinárias são comunistas não porque é moda. São porque elas pretendem ocupar os cargos de comissárias do regime que, em qualquer país que sofre com o estatismo doentio, garantem o leite de pata a aproveitadores do povo, feito elas. Menos estado, menos mamatas. Elas não suportariam ter que trabalhar para viver, como todos que não mamam nas tetas do estado devem fazer.

Anônimo disse...

Chega perto não Coronel. Aposto que não lavam direito.

Cristal disse...

Coronel,

Mandou bem...

Mario disse...

Minha campanha:

"NÃO VOTE EM COMUNISTA NEM EM QUEM O MINISTÉRIO PÚBLICO JULGA CRIMINOSO"

Aqui em Sampa são CRIMINOSOS (de acordo com o MP): MARTA E MALUF

pierre disse...

acho o cumulo da esperteza aqueles que se locupletam no capitalismo entrando pela esquerda , cuisp!! cuisp!! duas porquinhas !!!!

Mario disse...

Há uma mentira (como sempre) que a comunistalha espalha: Olga Benário NUNCA foi mulher de Prestes. Quando enviada para cá pela KGB, PARA AJUDAR A IMPLANTAR O COMUNISMO, já era casada com um agente da agência de espionagem. Fonte: TERNUMA.

Por falar em KGB: NUNCA DEIXOU DE EXISTIR. O COMANDANTE É PUTIN. Existem cerca de 18 milhões de agentes da KGB ATIVOS e expalhados pelo mundo. Fonte: um ex-agente que fugiu para a Nova Zelândia em 1985, antes da queda do muro da vergonha. É bom que se diga: nunca se sabe quando um comunista diz a verdade. Uma coisa é certa: O COMUNISMO NÃO MORREU, nem mesmo na China, como tanto a mídia internacional quis fazer parecer na Olimpíada.

Por falar em mídia: em quase todo o mundo é comandada pelo comunista Rupert Murdoch (usem o Google), membro do Club Bilderberg e membro do CFR.

Anônimo disse...

Coronel,

O comentário abaixo continua mais atual do que nunca!


"É divertidíssima a esquizofrenia de nossos artistas e intelectuais de esquerda: admiram o socialismo de Fidel Castro, mas adoram também três coisas que só o capitalismo sabe dar - bons cachês em moeda forte, ausência de censura e consumismo burguês; trata-se de filhos de Marx numa transa adúltera com a Coca-Cola..."
Roberto Campos, Ministro do Planejamento do governo Castello Branco
1966

ANA disse...

Post brilhante,CORONEL!

Comunistas,ongueiros,ativistas,defensores dos DH,esta corja toda só tem fachada.Querem as benesses do Estado para se locupletarem,para ficarem bem na fita.

É o que tenho visto há anos.

Quem não os conhecem que os comprem.
ADORAM a burguesia e o capitalismo para eles.
Até quando vamos cair nesta esparrela? O pior é que atrasam o verdadeiro individualismo desenvolvimentista.

Abraços, ANA.

Anônimo disse...

Ué???? eu vi um cricifixo na parede atrás da candidata comunista??????

pdavida disse...

Quais são os 3 maiores êxitos do socialismo Cubano ?
A educação, a saúde e o desporto

Quais são os 3 maiores fracassos do socialismo Cubano?

O café da manhã, o almoço e o jantar.

Anônimo disse...

Coronel,

No blog do Polibio Braga tem uma matéria com o seguinte título:
Manuela pirateia fotos e responderá em juízo pelo crime.
A comunista usou fotos de uma livro de autoria do fot[ógrafo Eurico Salis, do livro Porto Alegre- Cenas Urbanas e Paisagens Rurais, sem consultá-lo.
Já começou bem a patricinha.

Cida Fraga disse...

Faltou a Jandira Feghali do Rio de Janeiro... rss.
Na próxima edição a inclua

Dr Evil disse...

Coronel,

Quando o assunto e comunista, Dr Evil nao cansa de reler a melhor definicao que ja viu a respeito:

A escória do mundo

Olavo de Carvalho
Diário do Comércio (editorial), 20 de maio de 2008



“Cuanto más alto sube, baja al suelo.” (Frei Luís de León)

Vou resumir aqui umas verdades óbvias e bem provadas, que uma desprezível convenção politicamente correta proíbe como indecentes.

Todo comunista, sem exceção, é cúmplice de genocídio, é um criminoso, um celerado, tanto mais desprovido de consciência moral quanto mais imbuído da ilusão satânica da sua própria santidade.

Nenhum comunista merece consideração, nenhum comunista é pessoa decente, nenhum comunista é digno de crédito.

São todos, junto com os nazistas e os terroristas islâmicos, a escória da espécie humana. Devemos respeitar seu direito à vida e à liberdade, como respeitamos o dos cães e das lagartixas, mas não devemos lhes conceder nada mais que isso. E seu direito à vida cessa no instante em que atentam contra a vida alheia.

Nos anos 60 e 70, a guerrilha brasileira não foi nenhuma epopéia libertária, foi uma extensão local da ditadura cubana que, àquela altura, já tinha fuzilado pelo menos dezessete mil pessoas e mantinha nos cárceres cem mil prisioneiros políticos simultaneamente, número cinqüenta vezes maior que o dos terroristas que passaram pela cadeia durante o nosso regime militar, distribuidos ao longo de duas décadas, nenhum por mais de dois anos – e isto num país de população quinze vezes maior que a de Cuba. Nossos terroristas recebiam dinheiro, armas e orientação do regime mais repressivo e assassino que já houve na América Latina, e ainda tinham o cinismo de apregoar que lutavam pela liberdade.

Agora que estão no poder, enchem-se de verbas públicas e justificam a comedeira alegando que o Estado lhes deve reparações. O dinheiro do Estado é do povo brasileiro e o povo brasileiro não lhes deve nada. Eles é que devem aos filhos e netos daqueles que suas bombas aleijaram e seus tiros mataram.

Perguntem aos cidadãos, nas ruas: “O senhor, a senhora, acham que têm uma dívida a pagar aos terroristas, pelo simples fato de que a violência deles foi vencida pela violência policial? O senhor, a senhora, acham justo que o Estado lhes arranque impostos para enriquecer aqueles que se acham vítimas injustiçadas porque o governo matou trezentos deles enquanto eles só conseguiram, coitadinhos, matar a metade disso?”

Façam uma consulta, façam um plebiscito. A nação inteira responderá com o mais eloqüente NÃO já ouvido no território nacional.

É claro que os crimes que esses bandidos cometeram não justificam nenhuma barbaridade que se tenha feito contra eles na cadeia. Mas justifica que estivessem na cadeia, embora tenham ficado lá menos tempo do que mereciam. E justifica que, surpreendidos em flagrante delito e respondendo à bala, fossem abatidos à bala.

Mas eles não acham isso. Acham que foi um crime intolerável o Estado ter armado uma tocaia para matar o chefe deles, Carlos Marighela, confessadamente responsável por atentados que já tinham feito várias dezenas de vítimas inocentes; mas que, ao contrário, foi um ato de elevadíssima justiça a tocaia que montaram para assassinar diante da mulher e do filho pequeno um oficial americano a quem acusavam, sem a mínima prova até hoje, de “dar aulas de tortura”.

Durante a ditadura, muitos direitistas e conservadores arriscaram vida, bens e reputação para defender comunistas, para abrigá-los em suas casas, para enviá-los ao exterior antes que a polícia os pegasse. Não há, em toda a história do último século, no Brasil ou no mundo, exemplo de comunista que algum dia fizesse o mesmo por um direitista.

Sim, os comunistas são diferentes da humanidade normal. São diferentes porque se acham diferentes. São inferiores porque se acham superiores. São a escória porque se acham, como dizia Che Guevara, “o primeiro escalão da espécie humana”.

Eles têm, no seu próprio entender, o monopólio do direito de matar. Quando espalham bombas em lugares onde elas inevitavelmente atingirão pessoas inocentes, acham que cumprem um dever sagrado. Quando você atira no comunista armado antes que ele o mate, você é um monstro fascista.

Por isso é que acham muito natural receber indenizações em vez de pagá-las às vítimas de seus crimes.

Quem pode esperar um debate político razoável com pessoas de mentalidade tão deformada, tão manifestamente sociopática?

Um comunista honesto, um comunista honrado, um comunista bom, um comunista que por princípio diga a verdade contra o Partido, um comunista que sobreponha aos interesses da sua maldita revolução o direito de seus adversários à vida e à liberdade, um comunista sem ódio insano no coração e ambições megalômanas na cabeça, é uma roda triangular, um elefante com asas, uma pedra que fala, um leão que pia em vez de rugir e só come alface. Não existiu jamais, não existe hoje, não existirá nunca.

SueliGuerra-RJ disse...

Coronel
Porque foi omitido no artigo o nome da Jandira, candidata a prefeitura do Rio? Porque é feia e nariguda? Se for tudo bem, mas na próxima coloque as comunistas feinhas também, rs.
SueliGuerra

Sueli Bessa disse...

FORA COMUNISTAS, ORDINÁRIOS!!!!