Governo bolivariano perde e não consegue "impichar" Nardes.

 Dilmentira na frente do TCU

(Globo) O Tribunal de Contas da União iniciou nesta quarta-feira a sessão para julgamento das contas de 2014 do governo da presidente Dilma Rousseff. A sessão começou com a análise do pedido da Advocacia Geral da União (AGU) de afastamento do relator, Augusto Nardes. A AGU argumenta que Nardes foi parcial na condução do processo e liberou seu voto pela rejeição antes da análise das defesas da presidente. Por unanimidade, os ministros do TCU rejeitaram o pedido do governo de declarar o impedimento do relator das contas de Dilma. 

Após apresentação de representante da AGU, que mostrou matérias de jornais em que Nardes comentava o julgamento, o relator do caso, o ministro Raimundo Carreiro, corregedor do TCU, julgou improcedente o pedido do governo para afastar o relator das contas de Dilma. Para Carreiro, as declarações de Nardes se referiam ao conteúdo de relatórios do tribunal já concluídos, e não à decisão final da corte. Os demais ministros seguiram o voto do relator.

Mais cedo, o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux negou a liminar pedida pelo advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, para que fosse adiado o julgamento. Para a AGU, o julgamento não poderia ocorrer antes que o TCU analisasse o recurso, proposto também pela AGU, alegando o impedimento do relator do processo, o ministro Augusto Nardes. 

Em sua decisão, Fux afirmou que o ato de se manifestar sobre um processo antes do julgamento não é necessariamente motivo para indicar a suspeição de Nardes. “Sucede que, sob o prisma lógico ou semântico, manifestar-se sobre o mérito de um processo não implica, necessariamente, interesse no julgamento da causa em qualquer sentido. É perfeitamente possível que o julgador, após distribuído o feito e estudado o processo, forme, de modo imparcial, o seu convencimento sobre o tema de fundo e, só depois, venha a divulgar sua compreensão”, escreveu o ministro do STF.

O TCU chega ao dia do julgamento das contas de 2014 da presidente Dilma Rousseff disposto a uma votação unânime a favor do parecer prévio do relator Augusto Nardes pela rejeição das contas, segundo relatos reservados de ministros.

10 comentários

>>

Dilma, a Doida, em discurso na ONU:

" Até agora, até agora..., aaa energia hidrolétrica é a mais barata, em termos, do que ela dura, da sua manutenção e também pelo fato da água ser gratuita i, dagente pudê estocá. Se o vento podia se isso tamém, mas você ainda não conseguiu ainda a tecnologia de estocá vento, então, se a contribuição dos outros países vamos supor que seja desenvolver uma tecnologia que seja capaz de na eólica estocá ... te, ter uma forma de podê estocá porque o vento, ele é diferente em horas do dia. Então vamos supor que, que vente mais a noite, cumé que eu estaria pa estocá isso? Hoje nós usamos as linhas de transmissão: cê joga de lá pra cá, de lá pra lá pra podê capturá isso mais se tivé uma tecnologia desenvolvida nesta área, nó, todos nós nos beneficiaremos, o mundo intero. "


<<

Reply

Essa unanimidade não se dá apenas pelo fato de dilma gostar muito de pisar em casca de banana; mas, pelo criminoso uso do dinheiro público de forma contumaz para vencer a eleição de 2014, como ela mesma havia declarado, de que faria o diabo para vencer! O TCU não tinha outra decisão a tomar, sob pena de compactuar com o crime!

Reply

Mais uma luta: Mais impostos para pagar mordomia do judiciário e marajás:
Comissão da Câmara aprova aumento de 16% para ministros do STF
http://www.hojeemdia.com.br/noticias/politica/comiss-o-da-camara-aprova-aumento-de-16-para-ministros-do-stf-1.351036

Reply

Assisti toda a votação do TCU e só posso dizer do orgulho de ter nesse Tribunal homens ilibados, competentes, imparciais, que de forma tão competente expuseram e esclareceram seu voto, mostrando o imenso conhecimento técnico, a seriedade e o BRILHANTE TRABALHO com que exerceram a função de ministros do TCU.
Pedimos que essa competência e brilhantísmo seja exercida permanentemente, minuciosamente e incansavelmente nas contas públicas, para que o Brasil nunca mais seja dilapidado e o dinheiro público tão desperdiçado como aconteceu nesses 13 anos de PT.

PARABÉNS AOS SENHORES MINISTROS DO TCU.


Em tempo:
Que Deus ilumine e guie o Congresso para que use a mesma imparcialidade e competência na aprovação desse trabalho do TCU.
Essa é uma grande percupação, porque assim como vimos Ministros tão competentes e brilhantes no TCU, sabemos da incompetência e fanfarrice dos integrantes do Senado e da Câmara de Deputados.
Coisa absurda, que palhaços, chefes de facção, artistas, comediantes, capitães do mato, capangas, comparsas ..... gente tão despreparada ter a função de votar uma decisão do TCU, tão acima deles.
Esse Brasil é uma piada pronta.

Reply

Que bola fora! Agora, cabe ao CN não pagar mico.

Reply

Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes, Sérgio Moro, Deltan Dallagnol e Júlio Marcelo de Oliveira estão fazendo a diferença no país da impunidade, mostrando que a lei é para todos.
Cuidado petralhas! A Liga da Justiça está mais viva do que nunca.

Reply

Furnas patrocinando esses "manifestantes"

Reply

Parabéns ao relator Nardes,pela sua coragem,é de pessoas assim que precisamos neste momento de retrocessos

Reply
fred oliveira mod

Sera' mesmo que a justica brasileira, finalmente, cumprira' sua tarefa, sem blindar os poderosos e abrindo caminho para inserir o Brasil no rol dos paises civilizados e decente? espero que sim.

Reply

Sim, beneficiaremos o mundo "intero", quando empalharmos esta anta.
Isto se couber mais palha no intestino cerebral deste ser pegajoso...

Reply