Lula e Dilma sob investigação e na mira da Lava Jato por suspeita de usar dinheiro roubado da Petrobras nas suas campanhas.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedidos para investigar irregularidades nas campanhas Dilma e Lula
(Estado) O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedidos para investigar irregularidades nas campanhas presidenciais de 2006, 2010 e 2014, de acordo com fontes com acesso às investigações. A solicitação tem como base depoimentos do dono da UTC, Ricardo Pessoa, que relatou ter feito doações para o PT como parte do pagamento de propina por obras na Petrobrás. O período abrange as campanhas vencidas pelos petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

A Procuradoria-Geral da República encaminhou ao gabinete do ministro Teori Zavascki, relator da operação Lava Jato no Supremo, os pedidos de apuração, que são mantidos como ocultos no sistema do Tribunal. Em um primeiro momento, o pedido de investigação recai sobre os coordenadores responsáveis pelas campanhas. O nome dos possíveis investigados, assim como o teor das peças e a delação do empreiteiro permanecem em sigilo na Corte. A informação foi antecipada pela revista Época e confirmada pelo "Estado".

Conforme o "Estado" revelou em junho, Ricardo Pessoa detalhou na delação premiada ter repassado R$ 3,6 milhões, entre 2010 e 2014, para o tesoureiro da primeira campanha de Dilma, José de Filippi, e o ex-tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto. Ele também mencionou doações à campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de 2006. A revista Veja, que também revelou trechos da delação, informou que Pessoa contou ter sido "persuadido" por Edinho Silva, atual ministro da Secretaria de Comunicação Social e tesoureiro do PT à época da campanha de Dilma, a "contribuir mais para o PT".

Na última semana, Pessoa falou à Justiça Federal em Curitiba em outro processo sobre o envolvimento da Odebrecht no esquema. Na ocasião, seu primeiro depoimento público, afirmou que pagava propina para o PT para conseguir contratos na Petrobrás.  "Eu depositava oficialmente numa conta do Partido dos Trabalhadores."
 
Em 2006, a campanha de Lula teve como coordenador o atual ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, e o assessor especial do Planalto, Marco Aurélio Garcia. Em 2010, o coordenador da campanha de Dilma era o ex-ministro Antonio Palocci. No ano passado, o coordenador foi o presidente do PT, Rui Falcão. Em nota ao Estado, o PT disse que "todas as doações que o PT recebeu foram realizadas estritamente dentro dos parâmetros legais e foram posteriormente declaradas à Justiça Eleitoral."

Janot foi fortemente criticado pela oposição e pelo ministro Gilmar Mendes por ter determinado semana passada o arquivamento de investigação por suspeitas de irregularidades na campanha eleitoral do ano passado da presidente Dilma Rousseff. O caso foi enviado a Janot pelo ministro Gilmar Mendes, relator das contas de campanha da petista no Tribunal Superior Eleitoral, com base em trecho da prestação de contas eleitoral apresentada no ano passado. O processo no TSE é distinto do encaminhado ao STF, que tem como fundamento a delação de Ricardo Pessoa e não a prestação de contas da campanha da presidente.

Janot também recebeu críticas ao descartar em março deste ano pedir abertura de investigação contra a presidente Dilma pelo fato de o doleiro Alberto Youssef, um dos delatores da Lava Jato, ter afirmado que "o Planalto" sabia do esquema. Na ocasião, o procurador justificou que os fatos eram anteriores ao mandato da petista. Desde o final de agosto, Janot já encaminhou ao Supremo material com base na delação de Pessoa, que inclui pedidos de investigação de mais políticos. Atualmente, 59 pessoas são investigadas por Janot no âmbito do STF e do Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

As possíveis novas apurações só serão tornadas públicas após o ministro Teori Zavascki retirar o sigilo sobre os depoimentos do empreiteiro. Além de novos investigados, a delação deve servir para reforçar apurações já em curso perante o STF. Entre os citados por Pessoa estão os ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e da Comunicação Social, Edinho Silva, e o senador Aloisio Nunes (PSDB-SP), candidato a vice de Aécio Neves, que negam envolvimento com o esquema de corrupção na Petrobrás. 

 O líder do PT na Câmara avalia que há uma perseguição em cima do partido. Para ele, há uma constante tentativa de criminalizar as campanhas petistas. "Por que essa insistência de que só o PT recebeu doações? Todos os partidos receberam na mesma época e em valores parecidos", defendeu. Segundo ele, a grande maioria das legendas arrecadaram recursos doados pelas empreiteiras que hoje são investigadas no âmbito da operação Lava Jato, mas só há questionamentos sobre o PT.

"Tem dinheiro do capeta e dinheiro de Jesus Cristo? É uma loucura isso", questionou. Para opositores, o pedido da PGR fortalece ainda mais a tese de que a permanência de Dilma no cargo é insustentável.Na opinião do líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), o PT usou a estrutura do governo e praticou abuso de poder econômico e político para se manter no comando do Palácio do Planalto, inclusive com busca de propinas disfarçadas de doações legais de campanha. "Hoje, por todas as condições politicas, éticas e econômicas, tem argumento de sobra para a saída da presidente", afirmou. 

Em nota ao Estado, a coordenação da campanha do PT informou que “não tem conhecimento de qualquer pedido de investigação em relação às eleições de 2010 e 2014, que, em conformidade com o noticiado, seria fundado em petições ocultas submetidas a procedimento sigiloso.” O partido destacou, ainda, que “as campanhas presidenciais de 2010 e 2014 foram rigorosamente auditadas e aprovadas pelo Tribunal Superior Eleitoral, ao reconhecer que as doações e despesas respeitaram a legislação eleitoral do país.”

Procurada, a assessoria do PSDB disse que não localizou ninguém no partido que pudesse comentar a respeito das doações da UTC Engenharia para os candidatos do partido José Serra e Aécio Neves.

19 comentários

Vaiu cair desgraçada! Suas macumbas não adiantarão nada.

Reply
Ferreira Pena mod

Denunciados ao STF?, aí tem malandragem, esse Janot não passa de um venal a serviço de Dilma. A coisa não vai andar. Dinheiro ao Serra e ao Aécio? a questão é saber se sabiam da roubalheira na Petrobrás. Tá na cara que não sabiam da origem do dinheiro, mas vão procurar meios para incriminá-los. Com os corruptos do PT não se brinca.

Reply

Seria uma festa se a incompetente Dilma convidasse o monstrengo do Lula para estar com ela no 7 de setembro. Cadê a coragem desse imprestável para enfrentar a população?
Queremos a investigação do Lula e de seu filho de como do nada e sem ter nada ficaram ricos, verdadeiros coxinhas. Um triplex, fazenda, cachaça de primeira , mordomia com o nosso dinheiro usando, indiscriminadamente, o cartão corporativo. PRENDAM o LULA. Ela não tem foro privilegiado. O Juiz Moro deve prendê-lo, de imediato, para investigação.

Reply

A defesa do PT ė cínica. Quando um empresårio doa a um polītico de oposição ele está se colocando merecedor de uma recíproca se a oposição virar governo. Ė a perspectiva de crime,mas não é crime.
Quando o empresário diz que dá dinheiro para quem tem a chave do cofre que pagas duas obras, configura-se propina. Nos casos em que o PT recebe " doações" o empresário confessa o achaque,ou seja, a ameaça de que se não pagar, nào tem obra. Este ė crime.

Reply

Esse PAPO FURADO e repetitivo de que o PT “informa” que todas as doações que recebeu foram realizadas estritamente dentro dos parâmetros legais e foram posteriormente declaradas à Justiça Eleitoral e que as campanhas presidenciais de 2006(do larápio) e 2010 e 2014(da incompetente) foram rigorosamente auditadas e aprovadas pelo Tribunal Superior Eleitoral, já está enchendo o saco e não convence ninguém, ao não ser, os pelegos que ainda mamam nas tetas do Brasil, com o dinheiro roubado do Pais. As propinas foram buscadas e disfarçadas de doações legais de campanha. É SIMPLES!
A quem o PIXULULA e os aproveitadores do PT querem enganar ?

Reply

Esta ai a resposta da enigmática propaganda do PMDM hoje, a verdade está chegando (e dillma saindo).

Reply

ISSO E' UM FAZ DE CONTA!

Reply

Pensei o mesmo. Não confio nessa gente. Mas vamos ver...

Esmerina/RN

Reply

joguem a toalha bandidada, foram pegos.essa eh a realidade.foram com sede demais ao pote.lulla deixou o caminho aberto p a roubalheira, soh q ele tem "super poderes",pode se safar.o resto nao...............

Reply
O Libertário mod

Anônimo (5 de setembro de 2015 21:42), eles querem enganar a todos e, em não podendo, ao maior número possível. Essa repetição, ecoada pelos meios de comunicação até a canseira, é para se tornar uma verdade. Sabe a tática Goebbels?

Reply

O PT está com uma dificuldade enoooorme de entender a situação, claro que as doações foram declaradas e auditadas, o caso é que tem gente do PT que mandou roubar dinheiro das estatais, tenho certeza que não foi só da Petrobrás, e mandou depositar legalmente em suas contas.
O PT é, e sempre foi, comandado por pessoas chegadas no malfeito, pelegos pouco chegados ao trabalho.
Os idiotas empreiteiros cairam na conversa desses senhores indecentes, prá falar o mínimo.
Precisam de um desenho??????

Reply

Acreditar nesse Janot é como acreditar na fadinha azul, gnomo verde ou bicho-papão!

Reply

O mais estranho é que de tudo que foi divulgado até agora eu não vi nenhum colaborador da justiça dizer que foi achacado pelo PSDB, só falam que foram obrigados a doar para o PT e PMDB mas Janot não fica satisfeito se não enrolar alguém da oposição.

Reply

A VACA TOSSIU

É, a coisa parece ter degringolado de vez! Michel Temer já sinalizou que o desgoverno Dilma\Lula está arriscado a não chegar ao fim. FHC, sempre muito condescendente com o lulopetismo, do qual parece até mulher de malandro, acaba de admitir que o PT quebrou o país. Ricardo Pessoa confessa que depositou milhões de pixulecos diretamente na conta do PT. Janot tenta livrar Dilma, mas, acuado, pede que as campanhas dela e do do Padim Lula sejam investigadas, sob a suspeita de que receberam dinheiro do Petrolão. Corre a notícia, ainda não confirmada, de que os procuradores da Lava Jato identificaram um depósito de R$ 50 milhões na conta de gente que atuou na campanha da Dilma. O notório Edinho Silva bate às portas do Instituto Fernando Henrique Cardoso, com o penico na mão, provavelmente para pedir que o ex-presidente salve mais uma vez o PT de um buraco em que se meteu. Lá fora, para completar, Evo Morales - amigão do governo Dilma\Lula a ponto de ameaçar invadir nosso país caso ele seja deposto, e conhecido beneficiário das prebendas do desgoverno lulopetista - teve um cargueiro do seu país flagrado com um carregamento de armas que estava sendo levado, pasmem!, para os terroristas do Estado Islâmico! Será que é nisso que o Lhama de Franja está pondo o dinheiro suado que o "goverrno popular do Brasil" investe lá, a fundo perdido?

Como se pode ver, não dá mais. A conta das "administrações" populistas, demagógicas e eleitoreiras do PT chegou (vejam o que está acontecendo no Rio Grande do Sul, por causa da herança maldita de Tarso Genro) e não há como atribuí-la à crise internacional, jogá-la nas costas do Congresso ou esperar que seja paga pelos contribuintes, com usurpação de direitos dos trabalhadores e a criação de impostos que irão penalizar o setor produtivo e a sociedade como um todo. Particularmente os mais pobres, embora os órgãos governamentais ainda não tenham tido a curiosidade de verificar quantos milhões de brasileiros que haviam sido resgatados da pobreza pelo Plano Real foram a ela devolvidos pelo descalabro administrativo do lulopetisno.

Tossindo, a vaca foi para o brejo.

Reply
fred oliveira mod

E palloci? Como está a situação dele? E a rose noronha, amiga dolula pega com a mão na botija? Não se fala mais no tráfico de infuências dela no governo lula...o brasileiro em direitode saber como a justiça brasileira está agindo nesse descalabro todo.

Reply

Cel
O TSE que se cuide se não quiser se desmoralizar de vez, já que virou lavanderia do PT, em princípio sem conhecimento, mas, a partir de agora, com pleno conhecimento. Vai daí, que não poderá condesceder. Terá de aplicar a lei na marra.
Esther

Reply

Reformista, vai pra Cuba que te pariram e leve o LuLLa junto !!!!

Reply

e a famiglia de lulla e dilma e tb da corja nao vao investigar????a filharada estah riquinha da silva!

Reply