PT diz que tamanho do corte no Orçamento não depende da Dilma. E joga toda a responsabilidade no colo do Congresso.

 José Pimentel: fazendo chantagem explícita e livrando a cara do PT.

(O Globo) O líder do governo no Congresso, José Pimentel (PT-CE), disse nesta segunda-feira que o anúncio do contingenciamento ao Orçamento será feito na próxima quinta-feira e que o decreto com o corte será publicado no dia seguinte no Diário Oficial da União. Segundo ele, que participou nesta segunda-feira da reunião de coordenação da presidente Dilma Rousseff com ministros, o tamanho do contingenciamento dependerá do resultado das votações das medidas de ajuste fiscal que acontecerão esta semana na Câmara e no Senado. 

As negociações do governo com parlamentares serão intensificadas e, amanhã, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, irá à Comissão Mista de Orçamento discutir esses assuntos. — O ajuste fiscal sinalizará muito neste sentido. O fechamento (do contingenciamento) será feito, mas ele poderá ser maior ou menor, dependendo do resultado dessas duas votações na Câmara. Tudo é resolvido na política e a partir daí você ajusta na economia. É por isso que a aprovação do ajuste fiscal terá uma definição se o corte será maior ou menor — disse Pimentel.

O líder disse que a polêmica em torno do fator previdenciário, que foi flexibilizado na votação da MP 664 na semana passada na Câmara, será tratado do Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho, Renda e Previdência, que, segundo ele, será instalado pelo governo na primeira semana de junho.

— O fator previdenciário, se a gente analisar, o impacto imediato não é tão forte. Mas para um país que está envelhecendo muito e que a previsão é que em 2050 tenhamos 30% da população acima dos 60 anos, precisa ter uma preocupação (com Previdência). Essa será a pauta do Fórum, que será instalado na primeira semana de junho — disse.

Nesta semana, a Câmara vota a MP 668, que trata do PIS/Cofins e de importação, e do projeto de lei que acaba com as desonerações da folha de pagamento de diversos setores da economia. Já o Senado deverá votar a MP 665, que altera acesso ao seguro-desemprego e abono salarial.

14 comentários

Nao depende do PT, apens foi sua obra.

Reply
Despetralhando mod

O que é velho, são as idéias retrógradas de vocês políticos vagabundos.

Reply

Velho safado! Petista do inferno!

Reply

A relação dos partidos com o pt é igual de mulher que apanha do marido e, após ser preso diz para o delegado que o sujeito é bom, mas quando toma umas pinga ele fica assim. Tomam bulachada na cara e não aprende...????

Reply

A Época está fazendo uma pesquisa sobre aprovar ou não Fachin

http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2015/05/o-senado-deve-aprovar-luiz-fachin-nao.html

Reply

Este pessoal não cansa de mentir,com aprovação ou não do pacote da maldade o corte vai acontecer do mesmojeito

Reply

NÃO PERCAM, HOJE, 22hs O RODA VIVA!

Será entrevistada a esposa de Leopoldo Lopez, oposicionista preso na Venezuela. O programa foi gravado há 10 dias quando de sua visita ao Brasil.

Há dois vídeos dela, com um discurso emocionante, no blog de Felipe Moura Brasil.

É um absurdo a conivência da anta com o governo podre do Maduro. Esta mulher só envergonha o Brasil.


Chris/SP

Reply

O fator previdenciário é fácil de resolver... é só estabelecer o teto de 10 salários mínimos na aposentadoria pelo INSS. Se dizer que o INSS tem superávit e é a maior imobiliária do mundo.

Quanto ao pacote de cortes, deixa a Dilma resolver por medida provisória.

Reply
Brasil é negócio da China mod

Em nome do projeto comunista em franca implantação na América Latrina, o PT vende o Brasil para a China e escraviza o povo brasileiro.

Reply

Isso é uma raposa velha gagá sem vergonha que em nada contribui para o bem estar da sociedade...fica naquela pocilga a promover ações maquiavélicas.
Na verdade um bando de hienas comedoras de cacas...

Carlos Bonasser

Reply

Os vagabundos jogaram o país no buraco, mas o custo para tirá-lo de lá é dos outros. Corja de mentirosos.

Reply

Esse Senador, sindicalista petista que se ajeitou com os votos dos funcionários do Banco do Brasil e não teve dúvida de botar na espinha de todos os assistidos dos fundos fundos de pensão,RESOLUÇÃO CGPC 26/08, mas garantiu o seu primeiro.

Reply

Claro que não depende de Maria I! Ella já não redesgoverna né! Levy é o novo presidente do Brasil.

Essa sensação de impunidade e ver o descaso desses políticos com a população é vergonhosa! E aflitiva porque elles já chegaram no estágio de mandar a gente se danar porque elles estão lá por 4 anos e não saem nem a pau. Daí, se reelegem comprando votos e seguem fazendo miséria.

Reply

Carequinha safado !

Reply