Empreiteiras do Petrolão já demitiram 12.000 funcionários. E é só o começo.

(Estadão) Em menos de dois meses, consórcios formados por empresas envolvidas na operação Lava Jato, que investiga denúncias de corrupção em contratos da Petrobras, demitiram mais de 12 mil trabalhadores em todo o Brasil, segundo balanços das centrais sindicais. Para as próximas semanas, são esperadas novas rescisões, especialmente por causa da deterioração financeira de muitas empresas que caminham para a recuperação judicial - ou já entraram nesse processo.

A situação é grave. De um dia para o outro, centenas de trabalhadores ficaram sem emprego e sem dinheiro - muitos deles ainda não receberam a indenização da rescisão e estão em sérias dificuldades financeiras. Os piores casos são verificados na Refinaria Abreu e Lima e no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), dois megaempreendimentos da Petrobrás que envolvem centenas de contratos com empreiteiras. Mas, segundo os sindicatos, as demissões também atingem projetos no Rio Grande do Sul e Bahia.

Os problemas surgiram com a sétima fase da operação Lava Jato, da Polícia Federal, desencadeada na primeira quinzena de novembro e que prendeu executivos de várias construtoras, como Camargo Corrêa, OAS, Mendes Júnior, UTC, Engevix, Iesa, Galvão Engenharia e Queiroz Galvão. No fim de dezembro, a situação se complicou ainda mais com a lista de 23 empresas proibidas de participar de novas licitações da Petrobrás.

Sem crédito no mercado e com o caixa debilitado pela falta de pagamento da estatal, que também não tem reconhecido aditivos bilionários das contratadas, as construtoras começaram a atrasar salários e a demitir. A campeã de desligamentos é a Alumini (ex-Alusa), que pediu recuperação judicial na quinta-feira. Na Refinaria Abreu e Lima, demitiu 5 mil funcionários, mas pagou apenas 58% do valor da rescisão, afirma o diretor do Sindicato das Indústrias de Construção de Pernambuco (Sintepav), Leodelson Bastos.

Segundo ele, a irregularidade no pagamento das rescisões tem sido geral nas obras da Abreu e Lima. "Na Engevix, 700 funcionários foram demitidos e, por enquanto, eles só receberam o FGTS. Na Galvão, apenas 60% dos mil demitidos receberam." No consórcio Coeg, formado pelas empresas Conduto e Egesa, 500 funcionários foram mandados embora e 337 ainda não receberam a indenização, completou ele. "Aqueles que continuam trabalhando para o consórcio estão com os salários atrasados." A Engevix afirmou que, como as demissões ocorreram em dezembro, nem todos os processos foram concluídos.

Férias. Na Bahia, a crise afetou o Estaleiro Enseada do Paraguaçu, formado por Odebrecht, OAS, UTC e Kawasaki. A empresa demitiu 970 trabalhadores entre dezembro e janeiro, afirmou o vice-presidente do Sintepav-BA, Irailson Warneaux. Segundo ele, para evitar um número maior de demissões, já que a Sete Brasil (companhia que faz a contratação das sondas de perfuração) interrompeu os repasses para o estaleiro, a forma encontrada entre o sindicato e a empresa foi dar férias para mil funcionários até 31 de janeiro.

Além disso, diz o sindicalista, ficou estabelecido que os demitidos terão prioridade na contratação quando as obras voltarem ao ritmo normal. Em nota, a companhia afirmou que, com 82% do projeto concluído, foi orientada a fazer um ajuste no quadro de funcionários para readequar o planejamento da construção. "Apesar de reconhecer o período de dificuldade enfrentando pela indústria naval brasileira, a empresa mantém sua operação industrial na Bahia para fabricação das seis sondas de perfuração para exploração do pré-sal."

No Comperj, as demissões também estão se alastrando. A maior dor de cabeça dos sindicalistas é a Alumini, que não paga nem os salários dos 2,5 mil trabalhadores ativos nem a terceira parcela da rescisão dos 469 demitidos. Como não cumpriu um acordo com o sindicato de Pernambuco, um juiz de Ipojuca (PE) bloqueou a conta da empresa.

O balanço de trabalhadores demitidos no Comperj aponta para 4,1 mil funcionários, segundo o Sindicato dos Trabalhadores Empregados nas Empresas de Montagem e Manutenção Industrial da Cidade de Itaboraí (Sintramon).

Segundo o vice-presidente da central sindical, Marcos Hartung, outros consórcios como o TE-AG (da Techint e Andrade Gutierrez), CPPR (Odebrecht, Mendes Junior e UTC) e a empresa GDK também demitiram nos últimos dias. Alguns alegam que as demissões ocorreram por causa do fim das obras. Na avaliação do economista Gesner Oliveira, sócio da GO Associados, em outra circunstância, essa mão de obra seria rapidamente absorvida. Mas ele lembra que o País vive um cenário de diminuição do nível de emprego. "A gente já vem observando uma geração negativa no setor da construção."

32 comentários

Cada vez mais se confirma um 2015 pior do que 2014, mas MUITO melhor que 2016! Perda Total!(PT)!

Reply

....mas os "brack brocks" estão preocupados com o aumento de $0,50!
"U restu tá baum dimai sô!!!!

Reply

É um governo destruidor de lares. Bem feito pra quem votou neles. Mas aposto que o IBGE vai dizer que o emprego aumentou.

Reply

Coronel,

off - ali no twitter

Cantanhêde chama DIlma e Alckimin de vigaristas!

Todo e qualquer brasileiro precisa ler tais escritos e deixar de ser burro, pato, anta, ou seja lá qual for o animal idiota que cai nas falácias dessa Canalha! E aqui incluo Alckimin, o picolé de chuchu que está petralhando a olhos vistos!

ACORDA BRASILEIRO!
DEIXE DE SER IDIOTA!

Estão nos roubando, tirando a liberdade e este povo ignorante e burro, não necessariamente apenas os pobres, só pensa em carnaval cerveja, futebol e sexo.

ACORDEM! JÁ É TARDE!

ACORDEM ANTES QUE SE TORNE IMPOSSÍVEL REVERTER ESTE HORROR!

Desculpe as maiúsculas Coronel. Estou aqui aos berros para ver se os surdos me ouvem e os cegos conseguem ler!!!!!

Flor Lilás

Reply

99,9% desses funcionários votaram na Dilma, quiçá 100%, talvez sob a ameaça de perderem seus empregos, caso a oposição ganhasse. Acreditaram, apoiaram e votaram pela quarta vez na máfia. Agora Inês é morta! Vão chorar na cama, que é lugar quente, e vocês terão todo o tempo do mundo para isso!

Reply

No momento a preocupação da Dilma está com o traficante executado na Indonésia. Em matéria de burrice, ela sempre se supera. A resposta da Indonésia pedindo respeito às suas leis foi impecável. O PT, além de ser um partido de corruptos, é a morada da burrice. Aguarda-se que a Dilma tome a iniciativa de uma lei que proíba traficantes brasileiros de viajarem para países onde o tráfico é punido com a pena de morte. Só poderão viajar para traficar em países com legislação mais frouxa do que a nossa. a Indonésia, com a mesma população tem 60 (sessenta ) condenados por tráfico enquanto o Brasil tem 60 mil (sessenta mil). Brasil... a inteligência não é coisa nossa. A habilidade com que sonhamos é a que usa os pés, o ponto extremo do corpo mais distante da cabeça.

Reply

Fosse 12000 desempregados so' de empreiteiras no tempo de fhc, os 12000 mais a cut, une, petezada, mst, farcs, pcc,...etc e poe etc, sairiam `as ruas avermelhando o brasil com suas bandeiras comunistas e aos berros de fora fhc!
Ha' muitos anos o povo sofre forte lavagem cerebral dessa corja treinada em cuba!
Ou, quem tem medo do PT!?!?

Reply

Engraçado... então nesse país obra de governo só funciona com corrupção. Já se vê por aí quem é o maior ladrão!

Reply

Pois é, desemprego pipocando aqui e acolá. Para quem perdeu o emprego agora resta fazer o Pronatec e esperar que caia do céu algum tipo de serviço (KKKKKKKK). Para todos vcs, desempregados que votaram no PT (porque são bandidos também, porque receberam bolsa ou algum outro tipo de esmola para isso ou simplesmente porque são só burros), bem feitos!!!!!

Reply

Não demora e a campanha se torna mais explícita:
IMPUNIDADE PARA PRESERVAR EMPREGOS!
Alguém duvida ?
Curioso notar que quando era prá roubar, ninguém pensou ... ou pensou e manteve o pho...-se ligado.

Reply

Aposto meus dedos das 2 mãos que os demitidos votaram na ANTA PSICÓTICA.



CHUUUUUUPEMMMMMMMMMMMMMMM

Reply

Os que votaram em seus algozes não podem estar reclamando, pois assim como fizeram para destruir os atingidos por sua grotesca e indesculpável estupidez, merecem sofrer em escala exponencial, compatível com a vergonha alheia auferida desde 2002, quando, ao sufragarem como culpados, hoje apenas confirmaram a cumplicidade por afinidade com a organização criminosa da qual anseiam participar, desenvolvendo a prática do roubo, única condição de sobrevivència para os moralmente incapacitados, beneficiários do bolsa presidiário, cuja dotação orçamentária será incrementada, infelicitando ainda mais a vida dos inocentes,vítimas do flagelo imposto por incompetentes, ladrões, mentirosos, comunistas, embusteiros, doentes mentais, psicopatas, quadrilheiros.
Com o apoio permanente desta corja de eleitores a serviço da bandidagem, é desolador saber que em 2016 e 2018 estas bestas estarão cada vez mais imbecilizadas, aptas a cometer os mesmos erros, não mais usando as quatro patas, mas rastejando por migalhas que lhes serão negadas, posto que a republiqueta de bananas já terá sucumbido nas mão dos crápulas no poder.

Reply

Idiotas tem morada fixa entre os petralhas. São tão burros que sequer imaginam que serão eles os primeiros a serem detonados. E ainda repetirão, feito papagaio amestrado, que a culpa é do FHC.

Reply

O povo brasileiro é tolo e irresponsável. Só pode ser governado por esta mentirosa e cínica. Ambos se completam e vão juntos para os porões da História.

Reply

É o que eu sempre digo: se você trabalha, faz negócio ou vota em comunista, das duas uma: se ainda não perdeu dinheiro, tenha certeza, você ainda vai levar...

Reply

Coronel,

qual a diferença entre uma dona de casa e a cúpula do governo do PT?

A primeira é honesta, trabalhadora e realmente quer colocar a casa em ordem!

Flor Lilás

Reply

Primeira vez que divirjo da querida Flor Lilás, gosto muito do Alckmin e é muito cedo para julgá-lo. Ele trabalha muito por São Paulo e é sem dúvida, um homem honesto. Tem, em alguns momentos dado umas escorregadas, como as cotas por "raça", acho que deveria ser social, mas não devemos colocá-lo na mesma vala petista.

Reply

A gente sabia que os primeiros a se lascarem seriam os já lascados eleitores do PT. Então, meus filhos, que sintam na pele o que ajudaram a construir, bando de otários.

Reply
Daniel Santos mod

Olá, Coronel.

Acredito que entre situações de dificuldades reais pode haver proprietários "forçando" a falência para depois reingressarem no setor com empresas sem nome sujo e sem risco de serem consideradas inidôneas.

Afinal havia um processo de negação e ocultação desta situação de crise há poucos meses atrás.

Reply

A grande mídia só exibe manifestações de demitidos da Volkswagen em assembleia etc, mas, fatos ligados ao petrolão, nada!

Reply
fred oliveira mod

Será que nas próximas eleições presidenciais os trabalhadores votarão no engodo do pt?

Reply




Como escrito às 19 h 17 min, só da VW, com oito centenas de demitidos re-chamados, se fala.

Já essa turma demitiu doze milhares de pessoas que no voltarão. E nada a respeito surge, no há greve, nada de passeata usw.

Como apontado, presumida maioria de votantes no partido do LI (Luiz Ignácio...).




Reply

Aposto que votaram na Dilma e no Lula!Quando estourou o mensalão o brasileiro já deveria ter mudado o rumo do Brasil!Não!!!Preferiu continuar votando nessas...Agora não adianta chorar!Pobre Brasil!Levaremos anos pra consertar as burrices da Dilma!!Isso se ela deixar consertar,porque de economia e de governar um país,ela não entende nada!O povo deve ir pra rua enquanto é tempo!REAJA BRASIL!!!

Reply

Caro Coturneiro de 18 de janeiro de 2015 16:50

peço que fique com um pé atrás e observe.
Porém sinto que estou certa por mínimas atitudes que ele vem tomando. Espero estar totalmente errada.
O tempo nos dirá!

Abraço fraterno,

Flor Lilás

Reply

Por uma terrível coincidência (será?), esses trabalhadores demitidos só vão poder receber o seguro-desemprego daqui a um ano e meio, graças ao saco de maldades da vaca vigarista.
Fodam-se os malditos que votaram naquela tranqueira destrambelhada!!!!

Reply

E não votaram na Dilma, agoram fiquem chupando o dedo!

Reply
Despetralhando mod

O levyatã (levy+madame satã) está completamente perdido, pois sabe que assim como o mantega será mais um de joelho diante de madame satã e sua corja maldita, que não está interessada em progresso ou meritocracia é só olhar os ministérios de porteiras fechadas.

Reply

Sim, é só o começo. Bem feito, cambada de burros.

Mariana

Reply

É pouco.
Que venha mais!

Reply

É isso aí: a bomba tem de arrebentar nas fuças petralhas.

Já pensou fosse com outro governo?

As bandeiralhas vermelhas já estariam todas içadas.

O FêTê tem de comer do próprio pinico.

Reply

A construção civil, indústrias e o comércio também demitem. Não vou nem falar ds super ajudadas montadoras de carros.

Parece que uma "promessa" de campanha, 4 milhões de novos bolsa família, será cumprida.

Reply

pois é , a corda sempre arrebenta do lado mais fraco, dinheiro pra pagar propina eles tinham né, e milhões, agora quando a situação ta ruim eles põe no rabo do trabalhador, cadeia para os corruptores!!

Reply