Brasil da Dilma tem segunda-feira negra: mercado prevê PIB a 1,16%, pessimismo da indústria cresce pelo sexto mês seguido.

Do Valor Econômico:

Os analistas de mercado reduziram pela quinta semana consecutiva suas estimativas para o crescimento da economia brasileira em 2014 e cortaram pela sexta vez a projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2015, de acordo com o boletim Focus, do Banco Central.

A previsão para o cerscimento do PIB de 2014 saiu de 1,16% para 1,10%, enquanto a do próximo foi de 1,60% para 1,50%. Há um mês, esperava-se expansão de 1,50% neste calendário e de 1,85% em 2015. A estimativa para a produção industrial em 2014 foi mantida em queda de 0,14%, mas a de 2015 foi revista de avanço de 2,30% para 2,20%.

As avaliações sobre a economia têm se deteriorado inclusive entre órgãos oficiais. Na semana passada, o BC informou em seu Relatório Trimestral de Inflação ter cortado sua estimativa para o crescimento do PIB em 2014, de 2% para 1,6%. O governo federal, em seu mais recente relatório de receitas e despesas, ainda considerava crescimento de 2,5%.

O Focus mostra que o mercado não mudou suas projeções para a taxa de juro e para a inflação. Assim, a expectativa é de Selic a 11% no fim de 2014 e de 12% em 2015. Para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foram mantidas as projeções de alta de 6,46% neste calendário e de 6,10% no próximo ano. Para junho, foi conservada a estimativa de elevação de 0,34% para o IPCA. Em 12 meses, a perspectiva segue em 5,91% de aumento.

Os analistas Top 5 - os que mais acertam as previsões - também mantiveram suas posições. As estimativas de médio prazo para a inflação seguiram em 6,33% e 7,03% em 2014 e 2015, respectivamente; para a Selic, seguiram em 11% em ambos os anos. A projeção para o câmbio seguiu inalterada pela quarta semana consecutiva. Dessa forma, o dólar deve encerrar em R$ 2,40 neste ano e em R$ 2,50 em 2015.

Da Reuters:

A confiança do empresário brasileiro continua abalado e teve em junho a sexta queda seguida, segundo medição feita pela FGV (Fundação Getulio Vargas). O Índice de Confiança da Indústria (ICI) caiu 3,9% em junho sobre o final de maio. No mês anterior, a queda havia sido de 5,1%.

"A queda adicional da confiança e a expressiva diminuição do nível de utilização da capacidade no mês sinalizam o aprofundamento do quadro de deterioração do ambiente de negócios que vinha sendo observado ao longo do segundo trimestre. A piora persistente das expectativas, por sua vez, mostra que o empresariado industrial ainda não vê sinais de melhora no curto prazo", destacou a FGV.

A produção industrial brasileira iniciou o segundo trimestre do ano ainda mostrando contração, com recuo de 0,3% em abril. O ICI passou em junho a 87,2 pontos, contra 90,7 pontos no mês anterior. O indicador varia de 0 a 200. Medições abaixo de 100 indicam pessimismo, e acima, otimismo.

O Índice da Situação Atual (ISA) caiu 2,4%, para 90,1 pontos, influenciado principalmente pela avaliação sobre o nível atual de demanda. O Índice de Expectativas (IE), por sua vez, recuou 5,4%, para 84,4 pontos, com destaque para a previsão de produção.

A FGV informou ainda que o Nível de Utilização da Capacidade Instalada foi a 83,5% em junho, queda de 0,8 ponto percentual sobre maio, atingindo o menor patamar desde novembro de 2011 (83,3%).

19 comentários

Então o serviço de maquiagem das contas não está sendo suficiente?

Reply

Mas acho que o Datafolha vai trazer péssimas notícias para nós. O povo já entrou naquela de que a Copa é boa, pois trabalham menos, tem muitos feriados. Como o país parou, e tivemos poucos turistas, a maioria deles latinos como nós, acostumados com o caos, a infraestrutura não entrou em colapso. Então está como o diabo gosta. Brasileiro quer pão e circo.

Reply

Barco comandado pelos vemelhixos ladeira abaixo. Péssima gestão, incompetência, muita roubalheira, gastos com bobagens como copa do mundo dá nisso. É o que dá ficar brincando de União Soviética tupiniquim. Vamos ver se o povão bobão, grande responsável por isso tudo, acorda agora e pelo menos comecem a pensar um pouco mais no futuro. O país é sim imenso e riquíssimo, chega de se contentar em viver numa joça.

Reply

A coisa tá ficando feia, trabalho em uma grande metalúrgica em SP que fornece peças para as montadoras e do começo do ano pra cá já foram demitidos cerca de 50 funcionários e não contrataram ninguém.

Reply

Os comunistas administram mal-mal um país se ele vier de uma boa situação, caso Brasil - mas, quando entram se encarregam de o pilhar - mas se surgir crise nada resolvem, pois além de incompetentes, não têm planos de governo, só de poder!

Reply

nenhuma novidade, a cúpula da quadrilha no planalto, NUNCA acertou os PIBINHOS....

Reply

No Aluizio, estava vendo as fotos das mansões e carrões de filhos de alguns dos ministros de Cuba, todos residindo em Miami, todos numa boa, na cara de pau mostrando o que têm...
A DOUTRINA DO IGUALITARISMO do PT é essa daí: o povo no IGALITARISMO DA MISERIA e os donos do poder no IGUALITARISMO DA BURGUESIA!
Vê se existe algum dirigente comunista, mesmo no Brasil, morando na periferia?
Todos na mordomia enquanto com eles que os pobres se f....

Reply

É a estratégia do derruimento!
Está faltando o quê?
Só espero que os empresários sérios deste país comecem a apoiar a quem, e a que, sempre deveriam ter dado apoio. São tão culpados quanto!

Reply

e querem mais quatro anos...

quer dizer, querem mais quatro, depois mais quatro, mais quatro...

Reply

vão ter que contratar o maquiador de balancetes da rainha cristina k

Reply

Dois patetas.
Mais 4 anos para que?

Reply

CEL,

Anônimo das 09:53 h... Das duas uma, ou o maquiador é muito ruim ou a maquiagem é péssima. O problema da maquiagem é que ela não dura muito e sai fácil, com água e sabão. Sabão neles.... ká ká ká ...

Índio Tonto/SP

Reply
Despetralhando mod

No covil petralha nada está tão fú que não pode piorar, quando a incompetência e a soberba é o mote não pode sair coisa boa de uma cabeça pequena.

Reply

Coronel,
com toda maquiagem e "contabilidade criativa" o PIB só despenca. Volto a dizer que teremos um PIB negativo.

Reply

O babaca do Lulalau não foi para uma rede de rádio e televisão dizer que tinha pago a dívida externa? Pior é que o povo amestrado e também babaca acreditou.

Reply

Esse ladrões petralhas estão acabando com nosso país! Se não tomarmos o poder na marra ou no voto, ficaremos na miséria como os cubanos, que são o modelo que eles tentam trazer para nosso país, enquanto todos ficam milionários. Os filhos do petralha chefe estão abrindo holding, para administrar grupo de empresas; enquanto isso, estamos ficando na pindaíba.

Reply

A CADA DIA A COISA ESTÁ FICANDO CADA VEZ PIOR; A COPA ESTÁ CAMUFLANDO O BRASIL REAL

FRAGMENTO DE NOTICIA DO JORNAL DE PIRACICABA
CIDADE - 28/06/2014 09h35
Caterpillar abre Plano de Demissão Voluntária.Plano foi discutido junto com sindicato da categoria; benefícios foram assegurados

Caterpillar abre Plano de Demissão Voluntária
A Caterpillar adotou nesta semana um PDV (Plano de Demissão Voluntária), como forma de tentar equilibrar a produtividade da empresa à demanda projetada para o segundo semestre — reflexo do atual ritmo da economia brasileira.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, na semana passada, a entidade e a empresa fecharam acordo para assegurar benefícios aos que forem dispensados.

De acordo com o presidente em exercício do sindicato, José Florêncio da Silva, o Bahia, a empresa sinalizou para a demissão de até 650 funcionários, porém, o número não foi confirmado pela empresa. Também não foi informado quantos teriam aderido ao plano.

Ao JP, a Caterpillar informou que tem buscado opções para superar o período de baixa demanda e o PDV, para os funcionários operacionais, seria uma das medidas “para ajustar seu patamar de produção à demanda do mercado, de acordo com análises de mercado e informações obtidas através de sua rede de revendedores”.

Reply

Alguém tem que perguntar ao "competente", em alto e bom som, ao vivo e em cadeia nacional: de quem é a culpa desta vez, Ministro?

Reply
Renato Perim mod

É tudo culpa da má vontade dos empresários. O rei luiz 51 etanol da silva falou. E o que ele fala é lei. Mas lá em Minas, só pra 1,9% da população. Se fizer uma pesquisa nacional, não fica muito diferente não.

Reply