OPAS, a traficante dos médicos escravos, é dirigida por um dentista cubano. Vai levar 5% de comissão.

Representante da Opas/OMS no Brasil, Joaquim Molina, e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha
O traficante e o seu cliente
 
Do Implicante, um "furo" do Gravataí Merengue:
 
Escrevi aqui (quem ainda não leu, peço que preste atenção nesse arrazoado, está bem completo e fundamentado) sobre o fato da importação de médicos cubanos não ser relacionada a ideologias ou à saúde pública, mas sim um repasse bilionário (pois é, bilionário) à ditadura castrista. Mas a exportação de vítimas do regime é ainda pior.
 
O chefão da OPAS (que intermedeia a relação entre governo do Brasil e ditadura cubana) é um dentista (sim, dentista) cubano da mais alta confiança da ditadura. Ocupou vários cargos subordinados aos Castro.
 
O próprio site da organização traz uma minibiografia do chefe:
“Dr. Joaquin Molina iniciou sua carreira em 1977 como dentista e, posteriormente, como Gerente de Cidade, na província de Las Tunas, em Cuba. Em 1981 foi nomeado professor no Instituto Superior de Ciências Médicas de Havana entre 1984 e 1989, trabalhando para o Ministério da Saúde Pública de Cuba como um oficial da Estomatologia Nacional, atuando mais tarde como coordenador de Cooperação Técnica Internacional.” (grifos nossos)
Leia aqui na íntegra.

14 comentários

CORONEL EIS UM VIDEO DE PERCIVAL PUGGINA DANDO UMA AULA SOBRE CUBA! VALE A PENA ESPALHAR PARA OS JOVENS.
http://youtu.be/CMiP6PmPXSg

Reply

Coronel e Coturneiros,

elles não parecem irmãos?

Flor Lilás

Reply

Coronel,

pergunta que não quer calar:
quanto de ações sólidas e permanentes de melhoria nos hospitais universitários e postos de saúde brasileiros, além da contratação de enfermagem e novos médicos poderiam ser feitas com QUINHENTOS MILHÕES DE REAIS pagos a essa transação ilegal e imoral???

Insuportável...
Depois tem gente que estranha de eu pedir:

SOCORRO FORÇAS ARMADAS!

Flor Lilás

Reply

Off Topic

Um bom texto para o outrora combativo Coronel, hoje um mero membro da patrulha azul.

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/nao-aceito-nem-patrulha-vermelha-nem-azul-nem-censura-vermelha-nem-azul-nem-difamadores-vermelhos-nem-azuis-ou-aprendam-com-santo-agostinho-nao-comigo/

Reply


Traficante de escravos vagabundo e ordinário, Cuba está precisando mesmo é ser invadida pelo Obama para libertar os escravos cubanos.

Forca para os irmãos assassinos.

Reply

Assim é o regime comunista, o povo trabalha e uns poucos do partido aproveitam a boa vida.
Para os dirigetes do partido tudo, aos demais a escravidão.
Já era assim na URSS.


Tree

Reply

Coronel, consultando o site da Receita Federal encontrei o CPF do Joaquin Felipe Molina, mas não tem Declaração apresentada. Isso é normal?

Reply

Gilbertinho diz ser "justo" que parte do salários dos médicos fique para o "povo cubano": http://comentarios1.folha.com.br/comentarios/5911988?skin=folhaonline. Eu também acharia justíssimo que o salário ficasse com o sofrido e belo povo cubano. Mas, o povo cubano, escravizado pelos sanguinários tiranocastros, recebe e continuará a receber trinta reais por mês enquanto a decrépita ditadura não cair. Fábio Pannunzio revelou que cubano empregado nos luxuosos hotéis da Ilha custa, ao empregador, três mil dólares, pagos diretamente ao governo cubano, que repassa ao trabalhado apenas vinte dólares (http://www.pannunzio.com.br/archives/16161#comments). Portanto, Gilberto carvalho, nem um centavo dessa imoral remuneração de mão de obra escrava reverterá em prol do povo cubano, é dinheiro da CASTRO & CASTRO Mais Valia Ilimitada (com régia comissão da OPAS).

Reply

Coronel,

acho que tem um petralha o criticando aqui...

28 de agosto de 2013 20:13

Flor Lilás

Reply

Coronel,
não é possível que esta corja faça e desfaça e ninguém faz nada. Pelo visto, realmente está tudo dominado.

Reply

Cel.


PETRALHA A VISTA!!!! 20:13


Chris/SP


Reply

Coronel, uma pergunta. Ninguém vai comentar da farsa do "Mais médicos" (não da parte de que desde o início havia a intenção de trazer os cubanos, mas da campanha contra os médicos brasileiros)? Vou colocar de forma bem resumida (mto sono, se quiser fazer um post melhor pode fazer):

- O programa tinha como prioridade (na hora de se cadastrar) preencher primeiro as vagas das capitais, como pode ser visto nesse link: http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2013/08/medico-que-deixara-interior-para-grande-natal-critica-programa-federal.html

- Ao abrir as inscrições pros médicos brasileiros, estava iniciada a farsa. Eles se inscreveriam, e por conta do sistema de prioridades, seriam enviados para as capitais e regiões metropolitanas.

- Em consequência das prioridades, eles não iriam pro interior (não porque eles queiram). Aí vem a patrulha dizendo que médico é tudo playba vagabundo que n gosta de pobre. E todo mundo acredita pq ninguém desmentiu.

Reply
Paulistanóide mod

Y ahora tenemos EL MENSALÓN Cubano.
Para donde vá y quién ricibe todas partes la de plata? En Cuba y en Brasil?

Reply

Coronel,se bem entendi os médicos cubanos têm uma série de restrições não democráticas ao seu comportamento pessoal. Para fiscalizar seu comportamento é necessário que haja vigilância. Como eles estarão espalhados pelo Brasil não serão uns poucos vigilantes.Isto posto, pergunto:
Quem serão os vigilantes? Estão infiltrados entre os médicos? São médicos também? Estamos pagando por seus 'serviços'? Estão incluídos no pacote? Qual suas atribuições e poder? Em caso de infração darão voz de prisão? Creio que são questões relevantes que ainda não foram feitas, mas que em algum momento irão se impor.

Reply