Haddad desmente oferta de Kassab para Lula. Como é que fica a imprensa paulistana?

A resposta do ministro da Educação Fernando Haddad ao repórter da Folha de São Paulo, um dos jornais paulistanos que se transformam em tablóides ingleses quando se referem ao prefeito da cidade, Gilberto Kassab, desmente toda a mentira inventada a respeito da oferta de uma aliança do PSD com o PT. Leiam abaixo, destacado:

FOLHA DE SÃO PAULO: E a possibilidade de aliança com o prefeito? 

FERNANDO HADDAD: O que Kassab disse ao presidente [Lula], e eu ouvi do próprio presidente, é que seu projeto continua sendo o anunciado: oferecer apoio ao Serra ou receber apoio ao Afif. Ele reiterou isso, inclusive nos jornais. Este é o plano dele. Foi um gesto de generosidade dele elogiar o PT, mas não podemos deixar de ter clareza de que o projeto que está em curso não é esse. É isso o que me chegou. A recomendação que fiz ao PT foi fazer um balanço da nossa relação com os partidos da base da presidente Dilma. O movimento [de negociar com o PSD] é muito novo e precário. 

Existe, claramente, uma campanha difamatória movida pela imprensa paulistana contra Kassab. Isto ficou evidente quando, vencendo a todas as barreiras, ele liderou a criação do PSD. Foram montanhas de denúncias falsas e de acusações sem cabimento. Agora a verdade sai da boca do próprio candidato petista. É bom que os vagabundos e safados que andaram por aqui, preocupados com as suas funções gratificadas, promessas de empregos e ou a manutenção da boquinha em fundações, institutos e fundos partidários recolham-se à sua insignificância. O petista Haddad acaba de desmentir a todos os detratores de plantão que, no fundo, querem destruir uma aliança vitoriosa na maior cidade do país. Especialmente a Folha de São Paulo. Mas não pensem que eles pararão de mentir. Não. A própria Folha de São Paulo, no subtítulo da matéria que desmente tudo o que ela publicou, ainda afirma: "Petista recebe sem entusiasmo oferta de apoio do prefeito na eleição municipal." Repetimos: a Folha mente! O proprio entrevistado, abaixo, no corpo da matéria, afirma que não houve a oferta.

22 comentários

Ah! Que ótimo.

Então não ouviremos mais falar no voto-geleca.

SR

Reply
Le Prevost/SC mod

Valeu, Coronel! Resgatar a verdade dos fatos é tudo de bom. Jamais vesti com qualquer conforto a tal camisa da pretensa aliança PSD-PT. Não dá para misturar água e óleo queimado. É impossível. E mesmo diante do bombardeio de informaçãoes encontradas e desencontradas, meu raciocínio sempre esteve mais para a compreensão de uma habilidosa jogada política do prefeito Gilberto Kassab. Ainda acredito nela...

Reply

"Agora a verdade sai da boca do próprio candidato petista." Desde quando o Coronel acredita em petralha? O incompetente ouviu do outro incompetente e quadrilheiro? Que a imprensa paulistana quer um petista, e desce o sarrafo no Kassab, isso nós sabemos. Lembre-se: o PSD não é de direita, esquerda ou de centro (palavras do Kassab), o partido tem interesses, não um programa partidário voltado para o povo. tem lá seu estatuto, regimento, sei lá, mas é uma geléia em termos ideológicos. Kassab é mais um oportunista nesse lamentável Brasil. O quadrilheiro inplantou o método sindicalista de fazer política, e todos hoje o copiam: corromper a todos para mandar.

Reply

Não entendi. A folha faz campanha difamatória e depois publica a verdade?

Reply

CEl,

Concordo com o comentário do
Le Prevost/SC às 06:51. Bom dia!

Índio Tonto/SP

Reply

Não é estranho que o factóide criado pela Folha não foi prontamente desmentido por ninguém, nem da ala petista, nem pela turma do Kassab? Pois é!

Reply

Coronel, um reparozinho no título: "...oferta de Kassab a Lula..." sem crase; fica = de Kassab para Lula.

Reply

Coronel,
campanha difamatória da imprensa paulistana contra Kassab, não. Na verdade, a imprensa quer seja paulista ou de qualquer estado, faz campanha favorável ao PT. No caso do Kassab ela é atual em função das eleições municipais. A chapa do Alckmin também está esquentando. Petralha sabe usar muito bem os recursos governamentais em seu proveito, inclusive junto a imprensa e jornalistas. O PSDB há muito é o pantim do PT e o enganador dos seus eleitores. Só iremos sair desse círculo nojento da política atual após sofrer muito. Eles só pensam $$$ naquilo.

Reply
canguru perneta mod

DO C.H

Pergunta na Bodeguita

Por que Dilma, que lutou contra a ditadura, vai visitar Cuba?

Reply

Fim da fila – O Brasil é o segundo país com maior desigualdade do G20, grupo formado pelos ministros de finanças e chefes dos bancos centrais das 19 maiores economias do mundo mais a União Europeia.

De acordo com a pesquisa “Deixados para trás pelo G20”, realizada nos países que compõem o grupo pela Oxfam – entidade de combate à pobreza e a injustiça social presente em 92 países -, apenas a África do Sul fica atrás do Brasil em termos de desigualdade.

Como base de comparação, a pesquisa examina a participação na renda nacional dos 10% mais pobres da população de outro subgrupo de 12 países, segundo dados do Banco Mundial. Neste quesito, o pior desempenho é do Brasil, com a África do Sul na posição logo acima.

A pesquisa aponta que os países mais desiguais do G20 são economias emergentes. Além do Brasil e a África do Sul, México, Rússia, Argentina, China e Turquia ostentam os piores resultados.

No contraponto, as nações com maior igualdade, de acordo com a Oxfam, são economias desenvolvidas, como França (país com melhor resultado geral), Alemanha, Canadá, Itália e Austrália.

Lado positivo

Mesmo aparecendo nas últimas colocações nos principais quesitos da coleta de dados, o Brasil é mencionado na pesquisa como um dos países onde o combate à pobreza foi mais eficiente nos últimos anos.

O estudo cita dados que apontam a saída de 12 milhões de brasileiros da pobreza absoluta entre 1999 e 2009, além da queda da desigualdade medida pelo coeficiente de Gini, baixando de 0,52 para 0,47 no mesmo período (o coeficiente vai de zero, que significa o mínimo de desigualdade, a um, que é o máximo).

A pesquisa também prevê que, se nos próximos anos o crescimento econômico do Brasil caminhar ao encontro das previsões do FMI (3,6% em 2012 e acima de 4% nos anos subsequentes) e for mantida a tendência de redução da desigualdade e de crescimento populacional, o contingente de pessoas pobres reduzirá em quase dois terços até 2020, com 5 milhões de pessoas a menos na linha da pobreza.

Contudo, a Oxfam afirma que, se a desigualdade aumentar nos próximos anos, nem mesmo um forte crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) poderá retirar um número significativo de brasileiros da pobreza.

“Mesmo que o Brasil tenha avanços no combate da pobreza, ele é ainda um dos países mais desiguais do mundo, com uma agenda bem forte pendente nesta área”, disse à BBC Brasil o chefe do escritório da Oxfam no Brasil, Simon Ticehurst.

Na opinião de Ticehurst, é importante que o governo brasileiro dê continuidade às políticas de transferência de renda, como o Bolsa Família, e que o Estado intervenha para melhorar o sistema de distribuição. “Os mercados podem criar empregos, mas não vão fazer uma redistribuição (de renda)”, afirma.

Fanfarrice lulista

Os resultados da pesquisa mostram que o então presidente Luiz Inácio da Silva abusou da credulidade do povo ao adotar, durante os oito anos de seu governo, o slogan “Brasil, um país de todos”. Uma nação que é marcada pela desigualdade jamais pode ser considerada como de todos os cidadãos, exceto em bordões oportunistas que servem como anestésico da consciência popular.

Fora isso, Lula deixou aos brasileiros o direito de voltar a conviver com o mais temido fantasma da economia, a inflação, algo que o PT, nos tempos de oposição, afirmava ser um potente corrosivo do salário do trabalhador.

Reply

Nem petista tolera Haddad.

Reply

FOGO NOS COMUNISTAS.

Reply

Interessante isso. Por que o próprio Kassab não se manifestou quando a noticia de sua proposta saiu na imprensa? Por que ele mesmo não desmentiu? Acredito que ele gostaria que fosse verdade e tentou ganhar pontos. Só tem esperto na nossa politica!

Reply

Coronel,

O Traécio infiltrou um traécista na presidência da juventude do PSDB de São Paulo. É um "anti-Serra" puxa-saco dos mineiros.
Já disse isso aqui outras vezes.
Essa juventude é muito abusada! Chegam querendo mandar mais do que os mais velhos.

https://twitter.com/#!/paulomathias/status/159799898970136576

Reply

Coronel,

Esse segundo turno das prévias em SP é um golpe de Bruno Covas e seus aliados - Aécio e Alckmin - contra os demais candidatos, principalmente contra Matarazzo que é da ala Serrista.

Reply

A Falha de S. Paulo é um caso perdido. Cada vez vende menos, cada vez vende-se mais.

Reply

Como o Haddad é incompetente e PTista, ele deve estar errado ou mentindo e a oferta do Kassab existiu! Ele é um traíra sim!

Reply

E coronel.Porque o proprio traira do Kassab não vem a publico desmentir.

Reply

A Folha de S. Paulo está cada vez mais desmoralizada, planta noticias, mente, inventa e depois ela mesmo desmente tudo o que disse.
É um jornalzinho safado!!!!!

Reply

Estranho, Coronel. Primeiro, que Haddad não merece crédito, é um imbecil. Segundo, que o próprio Kassab não viu nada demais na mentira, pois não desmentiu. Terceiro: o quê, de verdade, Kassab foi fazer com o molusco velhaco?

Pra mim, está tudo muito mal explicado.

Por fim: cadê Kátia Abreu? se estiver de férias, tudo bem, tem direito, espero que seja isso.

Mariana

Reply

A verdade só aparecerá depois das eleições de 2012.

Reply

Gugu Dadá falou presidente Lula????

Lula é presidente do quê mesmo? kkkkkkk essa foi boa!

Reply