Estadão apóia Serra em editorial.

Do Estadão, em editorial: 

A acusação do presidente da República de que a Imprensa “se comporta como um partido político” é obviamente extensiva a este jornal. Lula, que tem o mau hábito de perder a compostura quando é contrariado, tem também todo o direito de não estar gostando da cobertura que o Estado, como quase todos os órgãos de imprensa, tem dado à escandalosa deterioração moral do governo que preside.
E muito menos lhe serão agradáveis as opiniões sobre esse assunto diariamente manifestadas nesta página editorial. Mas ele está enganado. Há uma enorme diferença entre “se comportar como um partido político” e tomar partido numa disputa eleitoral em que estão em jogo valores essenciais ao aprimoramento se não à própria sobrevivência da democracia neste país.
Com todo o peso da responsabilidade à qual nunca se subtraiu em 135 anos de lutas, o Estado apoia a candidatura de José Serra à Presidência da República, e não apenas pelos méritos do candidato, por seu currículo exemplar de homem público e pelo que ele pode representar para a recondução do País ao desenvolvimento econômico e social pautado por valores éticos. O apoio deve-se também à convicção de que o candidato Serra é o que tem melhor possibilidade de evitar um grande mal para o País.
Efetivamente, não bastasse o embuste do “nunca antes”, agora o dono do PT passou a investir pesado na empulhação de que a Imprensa denuncia a corrupção que degrada seu governo por motivos partidários. O presidente Lula tem, como se vê, outro mau hábito: julgar os outros por si. Quem age em função de interesse partidário é quem se transformou de presidente de todos os brasileiros em chefe de uma facção que tanto mais sectária se torna quanto mais se apaixona pelo poder.
É quem é o responsável pela invenção de uma candidata para representá-lo no pleito presidencial e, se eleita, segurar o lugar do chefão e garantir o bem-estar da companheirada. É sobre essa perspectiva tão grave e ameaçadora que os eleitores precisam refletir.
O que estará em jogo, no dia 3 de outubro, não é apenas a continuidade de um projeto de crescimento econômico com a distribuição de dividendos sociais. Isso todos os candidatos prometem e têm condições de fazer. O que o eleitor decidirá de mais importante é se deixará a máquina do Estado nas mãos de quem trata o governo e o seu partido como se fossem uma coisa só, submetendo o interesse coletivo aos interesses de sua facção.
Não precisava ser assim. Luiz Inácio Lula da Silva está chegando ao final de seus dois mandatos com níveis de popularidade sem precedentes, alavancados por realizações das quais ele e todos os brasileiros podem se orgulhar, tanto no prosseguimento e aceleração da ingente tarefa – iniciada nos governos de Itamar Franco e Fernando Henrique – de promover o desenvolvimento econômico quanto na ampliação dos programas que têm permitido a incorporação de milhões de brasileiros a condições materiais de vida minimamente compatíveis com as exigências da dignidade humana.
Sob esses aspectos o Brasil evoluiu e é hoje, sem sombra de dúvida, um país melhor. Mas essa é uma obra incompleta. Pior, uma construção que se desenvolveu paralelamente a tentativas quase sempre bem-sucedidas de desconstrução de um edifício institucional democrático historicamente frágil no Brasil, mas indispensável para a consolidação, em qualquer parte, de qualquer processo de desenvolvimento de que o homem seja sujeito e não mero objeto.
Se a política é a arte de aliar meios a fins, Lula e seu entorno primam pela escolha dos piores meios para atingir seu fim precípuo: manter-se no poder. Para isso vale tudo: alianças espúrias, corrupção dos agentes políticos, tráfico de influência, mistificação e, inclusive, o solapamento das instituições sobre as quais repousa a democracia – a começar pelo Congresso.
E o que dizer da postura nada edificante de um chefe de Estado que despreza a liturgia que sua investidura exige e se entrega descontroladamente ao desmando e à autoglorificação? Este é o “cara”. Esta é a mentalidade que hipnotiza os brasileiros. Este é o grande mau exemplo que permite a qualquer um se perguntar: “Se ele pode ignorar as instituições e atropelar as leis, por que não eu?”
Este é o mal a evitar.

87 comentários

Fica a pergunta: Porque essa grita companheiro FHC???

Reply

http://www1.folha.uol.com.br/bbc/804657-fhc-diz-que-oposicao-errou-ao-mistificar-lula.shtml

Para FHC, Lula desapontou por não ter sido "revolucionário", mas se comportado como a "velha elite conservadora".

Deve acreditar no "bom selvagem" de Rousseau.

Eis a oposição ao lulismo.

Estamos bem arranjados.

Reply

"Delicadeza de um Rottweiler" de Dilma atormenta os assessores

O “jeito Dilma” de comandar fez vítimas na Casa Civil da Presidência da República, onde seu ibope é baixo, e também no comitê eleitoral.
São frequentes as “baixas” na equipe, por alegados motivos de saúde, e três colaboradores estão sob tratamento.
Um deles não suportou um insulto dela ao telefone e, durante a ligação, sofreu um derrame. Hoje, está sob cuidados médicos para recuperar os movimentos da boca.

Os assistentes não entendem por que tanto estresse, para quem lidera as pesquisas com folga.

“Ela é tosca”, define um deles, sob tratamento.

Na Casa Civil, Dilma era temida pela rispidez. Costumava humilhar membros do governo expulsando-os de reuniões coletivas.

Nos corredores do Planalto, servidores homenageavam a “delicadeza” da ex-ministra da Casa Civil chamando-a de “papel de enrolar prego”.

Site do Claudio Humberto - 25 de setembro de 2010

Reply

Tenho minhas duvidas se é uma boa.
Podem por em duvida o que foi publicado e o que virá ser publicado de agora pra frente.
Não é tão simples assim.

Reply

É histórico, o reizinho está caindo.

Reply

que alivio ler um editorial desses...

que alivio eh ter a imprensa do meu país de volta...

que alivio eh ver a verdade vencendo e as mentiras sendo desmontadas uma a uma...

que alivio eh ver a razão de volta as paginas dos jornais...

só falta recuperarmos o Brasil e entrega-lo de volta aos brasileiros...

Reply

É disso que precisamos: gente/entidades que se posicionem de forma firme!

Penso - desde o início - que o inexorável aparecerá na hora H: o povo é muito volúvel!

E ainda penso que teremos um ii turno diferente de Serra x dilma.

E temo que apareça um cadáver importante!

Reply

Uau Coronel!!!!!!!

O stadão matou a pau !!!!!

Faço minhas as palavras do editor !!!

Parabeeens pela coragem Estadão

Serena

Reply

F A N T Á S T I C O!
Um editorial antológico, histórico.
Comprarei um exemplar para marcar o momento em que vivemos no Brasil. Estamos a uma semana da encruzilhada que poderá levar a nação para dois caminhos completamente diferentes: o de sua completa derrocada, a mais absoluta falência moral, ética e política, com a marionete Dilma e um partido fascitóide e o outro caminho, este sim, de construção de uma nação que aspira à decência, ao desenvolvimento e à democracia consolidada.
Está chegando a hora da escolha, Brasil.

Reply

Sensacional o editorial do Estadão!
Acho que deveria ter vindo um pouco antes, e aí, SE houvesse segundo turno não seria com a Dilma.
Cereal

Reply

Muito importante a atitude do jornal, ética e transparente. Verdadeiramente democratica. Vou passar a assinar o Estadão.

Reply

O Reinaldo Azevedo está doente ? Nunca o ví deixando de escrever durante o dia e tem escrito pouco pela madrugada.

VAMOS Á LUTA GUERREIRO M. SE PERDERMOS A LUTA VAI SER AINDA MAIS DURA...E SANGRENTA.

Reply

Gostei fo que eu li.
Mas, li uma matéria escrita no Blog do lauro Jardim que muito me consternou e não consigo ninguém que confirme a veracidade dos fatos.
È verdade que existe uma proposta do Serra estipulando cotas para afrodescentendes em concursos públicos? http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/eleicoes-2010/programa-de-governo-de-serra-quotas-para-negros/
Na dúvida interrompi minha militancia em favor de Serra, e perderá meu voto e creio que tantos outros irá perder.
Coronel vc poderia verificar ser verdadeiro ou não esta notícia?
Obrigado.
Alvaro

Reply

Muito bom...parabéns ao Estadão, que muitas vezes, pensei que estivessem "puxando a sardinha" pro lado dos PeTralhas... que bom que o Estadão me mostrou estar errado...Com certeza o molusco vai dizer :-" Não falei? Eles apoiam os tucanos"...mas dane-se o molusco...mesmo sem o Estadão assumir, eles sempre vão dizer isso...até a Globo, eles acusam disso e é a que mais baba ovo prá eles...O que vale, é que "elle" vai ver que acabar com a imprensa não vai ser fácil não, porque um jornal do porte do Estadão deixou isso bem claro nesse editorial... que bom seria que todos os outros fizessem o mesmo,prá mostrar prá esse "jumento analfabeto", que ele "NÃO é o cara não"... Valeu Estadão, pelo posicionamento à pouquíssimos dias da eleição...agora era a hora de fazer isso...Coisa que o FHC não faz, pelo contrário, só vem falando besteira, acabando com quem ele deveria apoiar...

Reply

Caraca, um jornalista de verdade apareceu finalmente, eu já estava cansado dos entreguistas, vendilhóes e lambe-botas.
Irretocável, meus parabéns ao Estadão, nem tudo está perdido, somamos mais um à nossa luta com Serra para um Brasil melhor.
Pau na vaca minha gente.

Reply

NUNCA NA HISTÓEIA DESTE PAÍS LÍ UM EDITORIAL TÃO CORAJOSO E OBJETIVO COMO ESTE.PARABÉNS ESTADÃO!CORONEL,SE O FHC FICOU QUIETO ESTE TEMPO TODO,QUE FIQUE PARA SEMPRE,POIS QUANDO QUER EXPRESSAR ALGUMA COISA,SEMPRE SE COMPLICA...FHC,O SENHOR JÁ DEU O SEU SUOR,AGORA SE RECOLHA EM CASA PARA LER E BRINCAR COM SEUS NETOS...

Reply

Caraca, um jornalista de verdade apareceu finalmente, eu já estava cansado dos entreguistas, vendilhóes e lambe-botas.
Esse herói mandou o Imbecinácio a Knock Out, fez o cachaceiro beijar a lona.
Irretocável, meus parabéns ao Estadão, nem tudo está perdido, somamos mais um à nossa luta com Serra para um Brasil melhor.
Pau na vaca minha gente.

Reply

Muito bom!Coragem e independência!
Isso dá-nos um alento de que nem tudo está perdido nesse país.
Vamos lá pessoal! É segundo turno, e a virada mais espetacular da história.
Chegou a hora de escorraçarmos essa quadrilha do poder!
Parabéns ao Estadão.

Reply

Finalmente, o Editorial esperado por milhões de brasileiros.


Espero o editorial do Jornal o Globo

e como tempero, um Programa Fantástico, dedicado inteiramente à barbárie e ao saque ao erário, do governo do lula

mas tem que ser amanhã, 27/09/0210

é o que está faltando.

Reply

num primeiro momento eu pensei também como o anonimo das 17:13...

mas acredito que o pessoal do Estadão tenha calculado esse risco, o de ser considerado parcial...

e acredito também que já tenham as respostas prontas para retrucar as acusações petralhas - que certamente virão! - para desqualificar todas as denuncias, embora, se não me engano, foi tudo denunciado pela Folha e pela VEJA...

mas pra misturar mamão com banana e fazer dai uma limonada, existem poucos no mundo como os petralhas...

veja que agora já tem ate "articulista" escrevendo textos dizendo que o PT eh o partido do capitalismo...

Reply

FHC deixou de eleger Serra em 2002 e agora, uma semana antes,tenta novamente atrapalhar o pleito, desfavorecendo Serra e já cantando a vitória para Dilma. Afinal, ele quer ajudar ou simplesmente nunca gostou do Serra e prefere a situação que fique como está com o PT dominando?

Leia o que ele disse:

Em entrevista ao jornal britânico "Financial Times", o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso admitiu a possibilidade de Dilma Rousseff (PT) ser eleita presidente.

O repórter Jonathan Wheatley relata em seu texto que sugeriu, em entrevista há cerca de duas semanas e meia, que já se sabia quem seria eleito. FHC apenas respondeu "sim".

"Isso vai nos impedir de desenvolver mais rapidamente. Mas isso não vai levar o Brasil para trás. A sociedade é muito forte para isso", completou o ex-presidente, ao ser questionado o que isso significaria.

Mais aqui: http://migre.me/1oWPb

Reply

Caro Coronel
O Estadão, mostra mais uma vez a razão da sua longevidade.
Ao postar-se abertamente solidário com um ideal político representado pela candidatura de Serra, o Estadão abre as comportas da retaçiação, caso a " coisa" seja eleita.
Mas , mostra o caráter do editor e do jornal. Morre, mas morre de´pé.
Os outros, que lhe sigam o exemplo e este pais deixará de ser um país de carneirinhos amrchando felizes para o matadouro.

Reply

Acho que a última vez que o Estadão apoiou abertamente em editorial um candidato à presidência foi em 1910, com Ruy Barbosa.

Bem, de todo modo, parabéns pela coerência. Prepare-se para os ataques.

Reply

Documento histórico, inesquecível, alentador no sentido de que os canalhas não destruirão o Brasil, nem elegendo uma farsa, nem pela corrupção. Podem tentar. Os que hoje estão ao lado desta sujeira um dia se arrependerão. Hoje é um novo dia, chega de roubalheira.

Reply

O Lula tanto se esforçou que está conseguindo criar uma polarização bem clara. Isso pode ser bom para a democracia pois agora as pessoas vão brigar com mais garra quando perceberem que "pequenos" deslizes estão sendo cometidos.

O Lula começou assim, cometendo pequenos "deslizes".

Lembram-se quando ele foi pra cima do jornalista americano que falou sobre a preferência do presidente sobre um tipo de agua (que passarinho não bebe? )

Depois ele atacou decisões judiciais etc ? Agora é a imprensa marvada.

Normalmente essas atitudes eram rapidamente esquecidas pois achava-se que eram uma demonstração inocente da espontaneidade dessa figura politica.

Agora percebe-se que não é tão inocente assim e que podemos virar uma Venezuela (com muito petróleo mas falida) ou então uma Cuba continental.

Só espero que os meios de comunicação que apoiam Dilma e Lula tambem se manifestem publicamente. Preferencialmente indicando o tamanho da mamada que eles dão nos cofres publicos.

Reply

IMPRENSA ELES
Acho corajosa e ponderada a atitude do ESTADÃO, em seu editorial. Não porque vai de encontro aos interesses de alguns, mas porque vai de encontro ao BOM SENSO. É o mínimo que se espera do bom jornalismo, atacado sem dó nem piedade por uma quadrilha que nem sonha largar o osso. Um tapa na cara dos hipócritas, isentos para um lado, medíocres de todas as extirpes que se fingem de democratas para acobertar o maior estelionato que este país já viu. Os eleitores TEM O DIREITO de serem informados. TEM O DIREITO de pensar com seus próprios valores. TEM O DIREITO de não serem fustigados por uma quadrilha que há muito abandonou os interesses da nação pelos da danação. Hoje é o dia para magistrados, legisladores, administradores e outros tantos, regiamente pagos pelo dinheiro DOS HONESTOS, irem dormir com uma dor nas costas ainda maior do que aquela que os faz FUGIR de suas responsabilidades para com o país. São um bando. Estudaram para isso. Refinaram suas consciências. E para quê ?
Para compactuar alegremente com bandidos, vigaristas, deformados morais de toda espécie ?
Preste atenção, bando de hipócritas; essa gente se orgulha de COLOCAR OS PRÓPRIOS FILHOS na roubalheira. É o segundo estágio do apodrecimento ético e moral crônico. É mais um degrau abaixo na escala da degradação e da putrefação dos valores que nos são mais caros. É O EXEMPLO QUE ESTA NAÇÃO MEDÍOCRE QUER LEGAR AOS NOSSOS FILHOS. Somos mais que isso. Podemos mais. Não podemos nos deixar pautar por um bando QUE NOS ENVERGONHA. Que nos faz motivo de escárnio mundial. É nesse caldo que vejo emergir um editorial primoroso. Que o chefe dessa vergonha chamada governo entenda de uma vez o que está em jogo em nosso país. Eles não vão levar sem luta.

Reply

Estadão, seja bemvindo!!! Já assinou o Manifesto? Queremos também a Veja, Folha, O Estado de Minas, O Globo, Época...
Não precisam carregar na tinta, é só mostrar a verdade.

Reply

EMOCIONANTE!!
É impossível não se emocionar com esse corajoso e verdadeiro editorial do ESTADÃO. BRAVO!!

Reply

Nunca esperei ler nada parecido. Realmente, a revolta com o governo é tanta, que o melhor a ser feito é ser direto.

Reply

A Fantoche do Ventriloquo Mequetrefe


Somos idiotas!

Decididamente o somos.

A Fantoche que ao menos sabe falar algo com coerência e naturalidade, se apresenta desta forma:







http://olhosqueveem-marquer.blogspot.com/2010/09/fantoche-do-ventriloquo-mequetrefe.html


Essa mulher tinha que estar na cadeia

Reply
Sergio Accioly mod

O Estadão acaba de reconquistar meu respeito e admiração. Parabéns e meus aplausos.

Com atitudes corajosas como esta,

O BRASIL PODE MAIS!!!

FORA LULLA E QUADRILHA!!!!

Reply

O Estado demonstrou muita coragem, até porque daqui para frente lula vai argumentar que tudo que for publicado contra ele e sua corja é porque o Estado é de oposição. É muita coragem. Admiro e respeito. Na verdade, é o que se esperava do grande Estado.

Reply

Extremamente interessante: a) mostra destemor perante acusações de partidarismo; b) descaracteriza qualquer acusação de parcialidade; c) afirma posição de independência; d) é declaração de apoio e não de submissão; e) não diz que concordará com tudo, sem criticar; f) o apoio chega num momento onde as eleições estão indefinidas; g) o apoio não visa alterar resultados eleitorais. Realmente, um fato de extrema importância na Democracia brasileira.

Reply

E um editorial que vai entrar para história.Bravo!!! Bravo!!!

Reply

Agora eu assino o Estadão.

Reply

Cel

Vai dar SERRA NA CABEÇA!

Atila

Reply

Se aquela revista panfletaria,bancada por estatais,Carta Capital,pode declarar o voto em Dilma,pq o Estadao nao pode apoiar Serra.Parabens,Estadao,honrando seu passado.

Reply

Coronel,

Salvas pro Estadão.
Um pouco atrasado
talvez

Antes tarde do que nunca

E a Veja?
E a Folha?
O Globo?

Poderiam
Deveriam
Fazer o mesmo

Neste momento
presente
É preciso que os
brasileiros direitos

Se posicionem!
Decidam!
Peluso não dá!

Reply

O estadão apoia o Serra mas meus comentários são sumariamente deletados nos blogs e os petistas fazem a festa. E o Estadão continua publicando as pesquisas fraudadas do Ibope e Datafolha. Uma vergonha. Nem os petistas acreditam mais nisso. O jornal é responsável pelas informações que publica. Eles não tem nenhum controle de qualidade?
Essas pesquisas embutem uma tática criminosa. Os indecisos correm atrá de quem está na frente.
Viu o declaração do FHC, que desastre. Entendo por quê tem tantos desafetos. Parece que está por cima de todo mundo. Se não for para ajudar "por que no se calla". Que arrogãncia. É só ler suas declarações sobre a liberação do uso de drogas para descobrir sua face mediocre.
Lembro que em 2006 foi o FHC quem salvou o pescoço do Lula.

Reply

Enquanto alguns fatos(apoio do Estado de SP) ajudam certas declarações na imprensa em nada colaboram, estou decepcionado com FHC, pareceu-me mais um Aécio aposentado.
Admiro FHC mas como todos na oposição,fala como se não fosse parte deste quadro,seus depoimentos como todos os Lordes Ingleses que habitam o PSDB sempre são derrotistas,só voltarão ao governo quando entenderem o q é ser OPOSIÇÃO.
Pessoal,iniciantes... aprendam com o novato INDIO DA COSTA, estes senhores no alto de seus mestrados vivem no país de Aécio aonde traições, conchavos e manipulação são moedas corrente.
Sabe quando Lula ou qualquer outro petista levantaria a hipótese em publico da vitória de um oposicionista? NUNCA, N U N C A !
Fico pasmo em ouvir FHC falar em provável vitoria da candidata...q q é isto!!fumou ? petezou ??
Não aprenderam nada nestes 8 anos, taí o resultado, nós eleitores defendemos aqueles q nem a si proprios defendem-se.

Reply

AINDA EXISTE BRASILEIRO MACHO NO BRASIL!! COISA RARA ULTIMAMENTE..

ASSINADO: UMA MULHER.

Reply

Nestas eleições jé temos o grande derrotado: o jornalismo brasileiro, que se rendeu e se entregou à soberba de Lula e seu bando, deixando de lutar, inclusive, pela própria liberdade de Imprensa, o pilar informativo da Democracia. O Estadão, talvez por estar acostumado a sofrer sucessivos cerceamentos, é uma exceção. Benvindo ao mundo livre, onde o pensamento não tem rédeas, e as paixões são respeitadas!

Reply
VOTE NA ENQUETE DO MEU ARARIPE mod

Dando discurso a Lula
Acho que o Estadão está fazendo o jogo de Lula. Dilma usará isso nos debates, por cima dizendo que o nome do jornal é Estado de São Paulo. Quer discurso melhor.
O Estadão fez jogo sujo: ganhou dinheiro para ajudar Lula, lavando sua imagem com o publico que sustenta sua penca de jornalistas vagabundos.

Por isso, vote na ENQUETE DO MEU ARARIPE.
Lá, Serra vence porque vence.

www.meuararipe.blogspot.com

Reply

Preciso acreditar que estamos a caminho de afastar essa corja do poder. É necessário passar o Brasil a limpo. Ainda não vi a classe dos artistas revoltar-se e mostrar com a sua arte esses desmandos deste desgoverno. É preciso mais movimentação popular. Estamos ainda restritos a ilhas de consciência política e brasilidade. Não acredito que deixaremos isso somente aconteçer no desgoverno III, na versão da Dilma Ruimdesef e suas explosões temperamentais levadas pelo seu carater distorcido e sua crueldade terrorista, para começarmos a popularizar a revolta. O que chamam de "carisma" do sapo cachaceiro é somente esperteza de rua, malandragem, tudo travestido pela sua origem humilde e operária.

Reply
Chico Pexcador mod

"Este é o “cara”. Esta é a mentalidade que hipnotiza os brasileiros. Este é o grande mau exemplo que permite a qualquer um se perguntar: “Se ele pode ignorar as instituições e atropelar as leis, por que não eu?”
Este é o mal a evitar.

Guardem a frase acima, ela é síntese do que pode se tornar a sociedade brasileira se o PT e Lulismo permanecerem no poder.
Parabéns e obrigado ao EStadão pr nos presentear com o editorial mais corajoso escrito na malfadada era Lula.
AGORA É ATAQUE COM A CAVALARIA PESADA!
VAMOS EM FRENTE COM SERRA PRESIDENTE, POR UM BRASIL DECENTE!!

Reply

Disse e repito: segundo turno será entre Serra e Marina. E digo mais, Lulla não terminará o mandato.

Reply

a petralhada esta tomando de assalto a área de comentários do Estadão!!!

Reply

DAQUI PARA FRENTE, seja quem for o eleito, FORA LULA.

FORA LULA, deve pautar as nossas vidas, pelo bem dos nossos filhos.

Reply

Tem tempo que deixei de ler a "Folha" e passei a acompanhar somente o Estadão.

A coragem é a virtude dos justos.

Meus parabéns a esse jornal. Adquiriu um fiel leitor.

Reply

Viva o Estadão!
Um jornal de primeiro mundo.
Aliás, comecei a assinar o jornal embalado pelas maravilhosas reportagens de Dora Kramer

Reply

Coronel

Que notícia MARAVILHOSA !!! Primeiro a capa do Extra ( Jornal "popular" no RJ, das Org. Globo).

Agora o Estadão...

Já estou ouvindo "rumores" de uma manifestação Pró-Serra, aqui... no Detrito Fede-ral.


e vamos que vamos... rumo à virada !!!

Reply

Coronel

Que notícia maravilhosa !!!

Primeiro, foi a capa do Extra ( jornal "povão" no RJ, das Org. Globo)


Agora o Estadão...


E vamos que vamos, rumo à virada !!!

Reply

Belo editorial porém um tanto tardio não acha,Coronel?

Reply
ADRIANO CASTRO mod

FINALMENTE ALGUM ORGÃO DA GRANDE IMPRENSA TOMA PARTIDO DO POVO DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO E TEM CORAGEM DE PEITAR O O "DONO" DO BRASIL. COISA QUE O CORONEL JÁ FAZ HA UM BOM TEMPO. MAS ANTES TARDE DO QUE NUNCA. OUTROS VIRÃO.

Reply

Mas bah!
Esta foi "nos bagos", tchê.
Coronel: pode encomendar o "costelão"!

Reply

Coronel, um blogueiro de Curitiba deu uma surra no Nassif:

http://blogdovampirodecuritiba.blogspot.com/

.

Reply

Para quem não sabe, o Pr. Silas Malafaia é o Pastor meis influente no meio evangélico brasileiro.

Abaixo o manifesto que ele publicou nos principais jornais do Brasil

"MANIFESTO À NAÇÃO BRASILEIRA
Os evangélicos e a liberdade de imprensa


O povo evangélico, nos últimos vinte anos, tem sido alvo de incompreensões, calúnias,
discriminações e preconceitos em várias reportagens, tanto por jornais e revistas quanto por
rádio e televisão e até mesmo pela internet.

A conclusão que muitos poderiam chegar é que nós seríamos os maiores interessados no
cerceamento da liberdade de imprensa e seu patrulhamento pelos órgãos governamentais.
ABSOLUTAMENTE NÃO! MIL VEZES NÃO!

Eu mesmo já sofri muito com o que acabei de relatar acima. Mas nem assim, tão sujeito a
ser caluniado, difamado ou incompreendido por meus atos e pelos princípios que defendo,
posso concordar com qualquer movimento que venha impedir a LIBERDADE DA
IMPRENSA.

A imprensa livre é fundamental para a manutenção do Estado Democrático de Direito.
Só aqueles que querem sustentar ideologias ultrapassadas e antidemocráticas desejam
exercer patrulhamento ideológico, cercear garantias individuais da cidadania e tentar
colocar mordaça na imprensa.

Dentro de poucos dias, vamos ter direito a um dos atos mais importantes como cidadãos:
VOTAR e escolher os nossos representantes em Brasília e em nossos Estados.

Não podemos errar. Precisamos saber, com muita clareza, em quem votar, analisando os
princípios defendidos pelos que pleiteiam cargos eletivos. E os órgãos de imprensa são
importantíssimos para ajudar em nossas análises e decisões. E isto só é possível com uma
imprensa livre e isenta.

Nem o Presidente da República, partidos políticos, líderes religiosos, qualquer segmento da
sociedade ou mesmo a imprensa são, isoladamente, os donos da opinião pública.

No dicionário Houaiss, há uma definição exemplar do que é opinião pública: “É o acordo da
totalidade, ou grande maioria, das opiniões de uma coletividade sobre questões de interesse
geral”.

Não tenho autoridade para falar em nome de todos os evangélicos do Brasil que representam
aproximadamente 25% da população, mas tenho absoluta convicção de que a quase
totalidade é a favor de um ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO e, para isto, é
inconcebível ao nosso país não ter uma IMPRENSA LIVRE.

Pr. Silas Malafaia
Associação Vitória em Cristo"

Reply

Parabéns ao Estado!!! Juntamente com o Extra, parece que a mídia começou a acordar para o que o PT e a PeTralhada está tentando fazer no Brasil! Llulla em sua arrogância típica de despotas mexeu a cobra com varra curta. Achou que pudia fazer e dizer o que quisesse! Bravos jornais! Estamos, 510 anos depois, dando um novo grito da independência!

Reply

Coronel,

Veja isso, uma reportagem que todo brasileiro decente deveria ler:


http://www1.folha.uol.com.br/mundo/804659-cubanos-inventam-puxadinho-vertical-e-empilham-comodos-para-sobreviver.shtml

Um dos símbolos da Revolução Cubana de 1959 foi a divisão dos amplos sobrados ocupados pela burguesia nacional. Viraram habitações coletivas. Onde morava uma família passaram a morar cinco ou seis.

Mas, agora, multiplica-se pela cidade de Havana um outro jeito de dividir as casas. Aproveitando os pés direitos altíssimos das edificações antigas, os cubanos cada vez mais empilham dois cômodos onde havia apenas um.

Em vez dos 3,8 m médios de pé direito, passam a ser dois cômodos: um com 2 m de altura e outro com 1,5 m, por exemplo.

sobrinho de Angel B., 15 anos e 1,80 m de estatura, não consegue ficar de pé no próprio quarto. Entra e sai encurvado. Usa o cômodo só para dormir.

Angel B. é um professor de física aposentado. Há 23 anos, ele recebeu um confortável apartamento de quarto, cozinha, banheiro (com água quente e fria) e terraço no bairro de Vedado, a dois quarteirões da Universidade de Havana, onde trabalhava.

Hoje, o físico e sua mulher se espremem na casa da irmã dele, no centro velho, onde se dividiu o "espaço aéreo".

O apartamento no Vedado, mobiliado, agora é alugado para turistas a 25 pesos conversíveis por dia US$ 750 por mês (cerca de R$ 1.200). Inclui água, luz e telefone.

A família do físico pretende dessa forma juntar o dinheiro necessário para abrir um pequeno negócio, "uma cafeteria, talvez", ele diz.

A expectativa é aproveitar a deixa dada pelo governo cubano que, no último dia 13, anunciou uma ampla reforma econômica no país.

Pela primeira vez desde 1968, quando o regime nacionalizou toda a economia, até carrinhos de cachorro quente, serão permitidos trabalhos por conta própria em 124 ocupações.

A ideia é que o setor privado recém-renascido absorva 500 mil trabalhadores estatais (10% da força de trabalho), que devem ser demitidos nos próximos seis meses.

O cubano médio trabalha com a cifra mágica de US$ 1.000 (R$ 1.720) de investimento inicial, embora o governo ainda não tenha explicado as regras do jogo.

Além de alugar os apartamentos para turistas, outra grande expectativa para conseguir os recursos está nos exilados cubanos nos EUA.

"A família cubana é extensa --inclui primos, cunhados, netos--, todos muito ligados, que poderão investir suas economias americanas em Cuba", acredita a dentista Minerva S., vestida com camiseta falsificada da grife American Eagle.

Calcula-se em 2 milhões o número de cubanos que vivem fora do país.

Todos esses "estrangeiros" Fidel chamou de vermes, contrarrevolucionários, degenerados, porcos capitalistas etc. quando fugiram do país em balsas para Miami.

Sinal dos tempos, o governo cubano, agora, estende tapete vermelho para os antigos "vermes".

No aeroporto de Havana, até o início do governo Obama, havia apenas o terminal 2 para receber passageiros provenientes dos EUA.

Na esperança de que sejam afrouxadas as restrições americanas às viagens a Cuba, já está em construção o terminal 5, e o 2 passa por uma grande reforma, com o objetivo de melhorar a acolhida de exilados cheios de saudades e dólares.

Reply

Cel,

Acho que a imprensa deve se posicionar o mais rápido possível antes que esses KANALHAS façam maioria no parlamento e começem a inventar plebicistos mil, para a continuidade dessa corja no poder
PARABÉNS AO EXTRA E ESTADÃO.
AD SUMUS.

Reply

Para quem não sabe, o Pr. Silas Malafaia é o Pastor mais influente no meio evangélico brasileiro. Nesta sexta feira ele publicou nos principais jornais brasileiros um manifesto pela liberdade de imprensa.
Leia o manifesto no seguinte endereço:
http://www.vitoriaemcristo.org/_gutenweb/_site/pg_noticias.cfm?cod_materia=296

Reply

Coronel,

Veja isso, uma reportagem que todo brasileiro decente deveria ler:

Um dos símbolos da Revolução Cubana de 1959 foi a divisão dos amplos sobrados ocupados pela burguesia nacional. Viraram habitações coletivas. Onde morava uma família passaram a morar cinco ou seis.

Mas, agora, multiplica-se pela cidade de Havana um outro jeito de dividir as casas. Aproveitando os pés direitos altíssimos das edificações antigas, os cubanos cada vez mais empilham dois cômodos onde havia apenas um.

Em vez dos 3,8 m médios de pé direito, passam a ser dois cômodos: um com 2 m de altura e outro com 1,5 m, por exemplo.

sobrinho de Angel B., 15 anos e 1,80 m de estatura, não consegue ficar de pé no próprio quarto. Entra e sai encurvado. Usa o cômodo só para dormir.

Angel B. é um professor de física aposentado. Há 23 anos, ele recebeu um confortável apartamento de quarto, cozinha, banheiro (com água quente e fria) e terraço no bairro de Vedado, a dois quarteirões da Universidade de Havana, onde trabalhava.

Hoje, o físico e sua mulher se espremem na casa da irmã dele, no centro velho, onde se dividiu o "espaço aéreo".

O apartamento no Vedado, mobiliado, agora é alugado para turistas a 25 pesos conversíveis por dia US$ 750 por mês (cerca de R$ 1.200). Inclui água, luz e telefone.

A família do físico pretende dessa forma juntar o dinheiro necessário para abrir um pequeno negócio, "uma cafeteria, talvez", ele diz.

A expectativa é aproveitar a deixa dada pelo governo cubano que, no último dia 13, anunciou uma ampla reforma econômica no país.

Pela primeira vez desde 1968, quando o regime nacionalizou toda a economia, até carrinhos de cachorro quente, serão permitidos trabalhos por conta própria em 124 ocupações.

A ideia é que o setor privado recém-renascido absorva 500 mil trabalhadores estatais (10% da força de trabalho), que devem ser demitidos nos próximos seis meses.

O cubano médio trabalha com a cifra mágica de US$ 1.000 (R$ 1.720) de investimento inicial, embora o governo ainda não tenha explicado as regras do jogo.

Além de alugar os apartamentos para turistas, outra grande expectativa para conseguir os recursos está nos exilados cubanos nos EUA.

"A família cubana é extensa --inclui primos, cunhados, netos--, todos muito ligados, que poderão investir suas economias americanas em Cuba", acredita a dentista Minerva S., vestida com camiseta falsificada da grife American Eagle.

Calcula-se em 2 milhões o número de cubanos que vivem fora do país.

Todos esses "estrangeiros" Fidel chamou de vermes, contrarrevolucionários, degenerados, porcos capitalistas etc. quando fugiram do país em balsas para Miami.

Sinal dos tempos, o governo cubano, agora, estende tapete vermelho para os antigos "vermes".

No aeroporto de Havana, até o início do governo Obama, havia apenas o terminal 2 para receber passageiros provenientes dos EUA.

Na esperança de que sejam afrouxadas as restrições americanas às viagens a Cuba, já está em construção o terminal 5, e o 2 passa por uma grande reforma, com o objetivo de melhorar a acolhida de exilados cheios de saudades e dólares.
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/804659-cubanos-inventam-puxadinho-vertical-e-empilham-comodos-para-sobreviver.shtml

Reply

e pra coroar esse editorial, encontrei mais uma bela leitura...
" FORREST LULA"
o Autor é Docente da Universidade de São Paulo onde, via de regra, a grande maioria de seus alunos e funcionários é de "Esquerda", festiva e eleitora do Lula.

Leiam, atentamente, a ANÁLISE INTELIGENTE do Professor Wagner Valenti (Professor da USP, Departamento de Biologia Aplicada), que fez um ótimo resumo do Governo Lula:

- Todos conhecem o filme "Forrest Gump", que narra a história de um imbecil que sobe na Vida auxiliado por circunstâncias a ele, absurdamente, favoráveis. Nós brasileiros temos aqui o nosso "Forrest Lula", pelas razões que apresento abaixo:

1-) Lula pensa que chegou à Presidência do Brasil pela sua competência; mas, conseguiu tal proeza por uma junção entre sua "persistência malufiana" e o "mudancismo" do eleitor, que SÓ pelo desejo de Mudar, nem se sabe o quê, vota alternadamente em candidatos como Maluf, Collor e depois em Lula & Companhia.

2-) Lula pensa que é respeitado no Exterior; mas, não passa de uma "Curiosidade Zoológica", como o mico-leão dourado. A "esquerda" romântica de lá acha lindo um operário do Terceiro Mundo ter virado Presidente.... se ele é competente ou não, o terceiro mundo que se dane.. Mais ridículo do que ele próprio, é o fato dele acreditar que é "O CARA" (para Nós "DE PAU").

3-) Lula pensa que somos idiotas ao dizer que fez Novos Programas Sociais como o Bolsa-Família, que é o EX-Bolsa Escola (retificado para PIOR, pois antes era direcionado à EDUCAÇÃO das Crianças Pobres Brasileiras e hoje incentiva o aumento da natalidade, com consequente Crescimento da Pobreza Nacional), já existente durante o Governo do Presidente Fernando Henrique Cardoso. De concreto, o que ele fez MESMO, foi proteger os "terroristas sem-terra" (do MST) e transformar o Bolsa-Escola em Bolsa-Esmola.

4-) Lula pensa que faz sucesso com a Imprensa; mas, na verdade contou apenas com uma Imprensa domesticada e cordial, pelo menos até os recentes escândalos.

5-) Lula pensa que não existe ninguém que possa questioná-lo, tanto em Ética, quanto em Política; mas, isso só acontece porque ele nunca se expôs a entrevistas coletivas sérias, com jornalistas especializados, onde teria que dar uma satisfação objetiva de seu desempenho como Presidente do Brasil.

6-) Lula pensa que ficou "imune" a essa Crise Econômica Mundial, porque seu percentual de aprovação é alto; mas, vamos lembrar que a maioria dos Brasileiros, infelizmente, não tem EDUCAÇÃO, nem CULTURA. Aqueles que ainda confiam nele são tão ignorantes quanto ele; por isso, não sabem o que, realmente, acontece e são facilmente enganados e manipulados.

7-) Lula pensa que é o responsável pelo sucesso da Política Econômica Brasileira; mas, isso se deve única e exclusivamente à manutenção da Diretriz Econômica Programada durante o Governo do Presidente Fernando Henrique, que nomeou Henrique Meirelles como Presidente do Banco Central do Brasil e que, Graças a DEUS, está lá até hoje.

8-) Lula pensa que foi responsável pelo aumento das exportações brasileiras; mas, isso somente aconteceu como consequência de uma série de Fatores Anteriores ao seu governo, MAIS as circunstâncias favoráveis do Cenário Internacional.

9-) Lula pensa que não sofreu o "Impeachment", porque está acima de TUDO o que acontece no Cenário Político Nacional, embora Collor tenha sido defenestrado por muito menos. Na Verdade, ele somente ficou na Presidência do Brasil porque não interessa a ninguém transformá-lo em Mártir, dando-lhe a chance de retornar à Política como Herói, futuramente.


-----------------------------------

Wagner Valenti (Professor do Departamento de Biologia Aplicada da USP) é um Ótimo Professor de Biologia, pois mostrou que entende BEM de Moluscos, Vermes e Parasitas. Existe um determininismo biológico, que JAMAIS devemos esquecer....

"A Natureza quando agredida não se defende; porém, ela sempre se vinga"

Reply

O que o Estadão falou era pra ter sido o primeiro discurso do Serra.

Reply

MARECHAL,

O momento é de entrarmos em campo e fazermos o gol da vitória.
Que cada um de nós veja como conseguir votos para o SERRA.
Rumo ao 2º turno e à vitória final. SERRA PRESIDENTE!!!1

Reply

BRILHANTE!!! Há anos esperava ler algo assim...SENSACIONAL! Vou ler o Estado todos os dias, finalmente alguém teve culhão pra falar a verdade e apoiar a ética!

Vou mandar este texto para meus amigos honestos e trabalhadores que desejam um Brasil melhor!

Reply

Bravo! Bravíssimo! E corajoso! Escrever numa hora dessas em que uma porção de gente diz que a Dilma vai ganhar em primeiro turno... Oh Deus, não permita que nosso país seja governado por uma pessoa tão incapaz!

Reply

Excelente o Editorial do Estadão, só acho que veio um pouco tarde, deixaram o câncer se alastrar e agora vão ter que usar todos os recursos possíveis para ter uma sobrevida. Para que tenha algum efeito mais imediato, o Serra vai ter que fazer seu programa de TV em cima dele. A página do Editorial correndo na tela e um locutor com voz grave, fazendo a leitura. Mas, duvido que o marqueteiro da Dilma, digo, do Serra, deixe. Vai ficar só entre nós que não precisamos ser convencidos. Seja o que Deus quizer!

Reply

Mas a popularidade desse demagogo nunca passou de trinta por cento, devendo-se, a diferença indicada neste post, aos institutos de pesquisas da tal "base alugada". Afinal, um presidente com tamanha popularidade não teria receio de aparecer em público sem avisar, dar entrevistas coletivas sem escolher jornalistas etc. Esse aí não faz nada disso e se mantém numa redoma, bem protegido e sempre com falas previamente analisadas pelos seus assessores cubanos. Isso aí já vai tarde e tomara que o próximo presidente faça dele um Fujimori da vida, colocando seus podres e sua nefastas pessoa à apreciação do Poder Judiciário.

Reply

O Estadão honra a minha assinatura, que é de longa data.

Reply

Excelente, só acho que veio muito tarde. O Câncer já se alastrou, agora só um milagre para salvar o paciente. Para que esse milagre aconteça, o Serra vai ter que colocar esse Editorial no seu programa de TV, em tela cheia e um locutor fazendo a leitura com voz grave. Mas, duvido que o marqueteiro da Dilma, digo, do Serra, permita. Só Deus para mudar essa situação!

Reply

A omissão das oposições dinte das mentiras repetidas de Lula criou o monstro.
As pessoas que amam o Brasil e tem responsabilidade tem o dever de se manifestar num momento tão grave quando o PT tenta implantar o CHAVISMO por aqui.

Parabéns ao Estado!

Reply

Pena que a esmagadora maioria dos brasileiros não vai ler esse editorial irretocável.

Reply

Até que enfim um jornal contra a BANDIDAGEM que governa o Brasil!

Reply

De lavar a alma esse Editorial, com "E" maiúsculo.
Quanto ao temor de que o jornal venha a ser desacreditado, muito ao contrário.
Demonstrou coragem e a credibilidade dele será aferida pela qualidade das matérias, das reportagens, das denúncias que venha a fazer.
Nota 1000 para esse editorial
Ptsauro

Reply

Coronel,

Look at what a UK newspaper is saying about Dilma:

http://www.independent.co.uk/news/world/americas/the-former-guerrilla-set-to-be-the-worlds-most-powerful-woman-2089916.html

Abracoes,
Helena & Alan
Fort Worth, TX

Reply

O problema é que acordou tarde demais. A imprensa se calou durante todo esse tempo, como se dopada estivesse, deixando que esse presidente pisasse na constituição e passasse como um trator por cima de valores conquistados a duras penas. O editorial disse tudo, mas tarde demais. É preciso, agora que abriu o jogo de vez, expor a pouca vergonha que tomou conta lá de cima. Quem sabe, ainda dê tempo...

Reply

Cala a boca, Magda! Nunca havia imaginado gritar isso para um ex-presidente que tanto admirava.

Reply

Coronel

Estou achando que o PT comprou o Fernando Henrique...só pode...eca.

A guerreira

Reply

Vou assinar "O ESTADO DE SP"!

Reply

Parabéns ao Estadão.
Provou que é um jornal sério, que assume suas posições.
O Brasil precisa de mais exemplos como esse.

Reply

Bastante corajosa a posição do Estadão. Deveria ser seguido pelos demais veículos de Comunicação -- especialmente aqueles que apóiam disfarçadamente Dilma e o PT, mas não o assumem publicamente.

Vamos lá, seu Mino Carta, redija seu Editorial apoiando Dilma. Seja honesto intelectualmente ao menos uma vez na vida.

Reply

Concordando com o post do Claudio, às 23:21:

Mino Carta, aguardamos o seu editorial endeusando a assaltante de banco!
Coragem!
Escreva aí!

Reply
Delmar Fontoura mod

A Razão

Pois é! Tudo perfeito... Mas ai eu fico pensando... ...O que dizer a respeito da perfeição?... ...Só que eu desejaria alcançá-la!... ...mas como? Será que nesse caso funcionará o dito popular: Ates tarde do que nunca?...

O que adiantará no "milesimal do Tempo e do Espaço" dizer a verdade já definitiva e copiosamente profanada?...

Há momentos em que me deixo tomar pelo pulsar mais forte do coração, pelo utópico. Divorcio-me da razão, mesmo ouvindo o cutucar do meu lado realista... ...mas a razão neste momento está querendo impor-se: Volta!... Volta bobão... Volta para a realidade... ...e minha tendência é voltar...

Reply

Espera o Brasil que todos cumprais com o vosso dever
Eia! avante, brasileiros! Sempre avante
Gravai com buril nos pátrios anais o vosso poder
Eia! avante, brasileiros! Sempre avante

Servi o Brasil sem esmorecer, com ânimo audaz
Cumpri o dever na guerra e na paz
À sombra da lei, à brisa gentil
O lábaro erguei do belo Brasil
Eia sus, oh sus!

Reply

Na matéria do Financial Times FCH diz: "We allowed the mythification of Lula"
A tradução correta será "Nós permitimos a mitificação do Lula" mas a Fola traduziu errado pq usou "mistificação" no lugar de "mitificação".
www1.folha.uol.com.br/.../804657-fhc-diz-que-oposicao-errou-ao-mistificar-lula.shtml

Os significados são totalmente diferentes :-(

mitificar- Converter em mito; tornar mítico.

mistificar: 1 Abusar da credulidade de: Mistificar ingênuos. 2 Burlar, embair, enganar, lograr, ludibriar

Vcs tbem notaram isso ?

Reply

Vejam aqui os mesmos erros de tradução usando "mistificar" no lugar do correto que seria "mitificar":
http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/bbc/a+jornal+fhc+diz+que+oposicao+errou+ao+mistificar+lula/n1237784379045.html

http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/09/25/fhc-diz-que-oposicao-errou-ao-mistificar-lula-327549.asp

Na matéria do Financial Times FHC diz "We allowed the mythification of Lula" = "Nós permitimos a MITIFICAÇÃO do Lula"

Pelo jeito a Folha já notou o erro, ou alguém de lá acabou de ler meu comentário, o link foi retirado e outro foi colocado com a tradução correta.

Reply