Eleições no Brasil passam a ter comprovante impresso para o eleitor.

O Congresso conseguiu derrubar nesta quarta-feira (18) o veto da presidente Dilma Rousseff à proposta de retomar o voto impresso nas eleições. A mudança na legislação eleitoral foi defendida, principalmente, pelos partidos de oposição que questionaram a legitimidade do resultado das eleições presidenciais de 2014. A matéria é da Folha.

Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o impacto da nova regra será de cerca de R$ 1,8 bilhão nas próximas eleições. A medida levará à necessidade de impressão de cerca de 220 milhões de comprovantes, levando-se em conta o comparecimento nas eleições de 2014 e os dois turnos de votação. 

A proposta estabelece que, assegurado o sigilo, o voto impresso será depositado de forma automática em uma urna lacrada após a confirmação do eleitor de que o papel corresponde às suas escolhas na urna eletrônica. 

Na Câmara, o veto foi derrubado por ampla maioria. Foram 368 votos favoráveis à derrubada do veto e 50 contrários, com apenas uma abstenção. Já no Senado, o placar foi de 56 votos pela derrubada e apenas cinco contrários. O texto vai à promulgação do Congresso Nacional, que comunica a Presidência sobre a decisão. 

A votação no Senado se arrastou por mais de uma hora porque os senadores da oposição estavam inseguros em relação a um quórum mínimo que pudesse garantir a derrubada do veto. Os senadores, então, fecharam um acordo com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para que a votação fosse realizada até que 65 senadores tivessem votado. Neste período, alguns deputados e senadores tentaram suspender a sessão. 

"A derrubada deste veto não se trata de ser a favor ou contra o governo, se trata de dar transparência às eleições", defendeu o senador João Capiberibe (PSB-AP). Já o líder do governo no Congresso, senador José Pimentel (PT-CE), alegou que o impacto financeiro para os cofres públicos seria grande. "Nós não temos condições de investir R$ 1,8 bilhão em programação e nas urnas para imprimir as cédulas", disse. 

O senador relembrou também a investida do PSDB quando decidiu auditar as urnas usadas nas eleições presidenciais de 2014. Ao final da investigação, o partido concluiu que não era possível auditá-las. "Chega-se a conclusão de que essa tese não tinha sustentação", disse Pimentel. 

Já o senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB e candidato derrotado nas eleições presidenciais do ano passado, argumentou que o voto impresso daria a possibilidade de se investigar propriamente um pleito eleitoral.
Mais cedo, os parlamentares mantiveram o veto presidencial à permissão para o financiamento empresarial de campanhas eleitorais. Dessa forma, prevalece o entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal) de que as doações privadas são inconstitucionais.

16 comentários

YES!!!

Conseguimos o que queríamos!

Voto impresso é imprescíndível!!!!


Chris/SP

Reply

Caramba! Que legal, vou receber meu voto impresso!
E daí? De que adianta a tira de papel se as máquinas não podem ser auditadas?
Isso é para enganar trouxa.
Nenhum pais do mundo adota esse tipo de contagem eletrônica.
Só mesmo aqui na terra da jabuticaba.
Eita Banânia!

Reply

Bem feiro prA DILMA QUE FOI ESMAGADA, O PT FOI O UNICO QUE NAO QUERIA O VOTO IMPRESSO, NAO QUEREM TRANSPARENCIA, ISTO SÓ NOS LEVA A CRER QUE HOUVE FRAUDE NAS URNAS, chupa dilma, IMPEACHMENT JÁAAAAAA

Reply

Congresso derruba veto de Dilma e país volta a ter comprovante impresso do voto. Se dependesse de você e alguns outros blogueiros de oposição, Coronel, isso jamais aconteceria! Vocês,infelizmente, sempre acreditaram piamente nas urnas eletrônicas. Ainda bem que o próprio Congresso não pensa como vocês e como PT, que querem eleições breu das ocas.

Reply

Fora Dilma e leve o pt junto

Reply

Pelo que li, esse comprovante impresso não vai ficar para o eleitor, e sim com o TSE para Auditoria. Na Venezuela era assim, agora o TSE chavista de lá, acabou com ovoto impresso, para poder fazer o serviço completo.

Reply

Coronel,

O custo de R$ 1,8 bi é uma ninharia perto dos estragos da dupla Lulla+Dillma.

Avançamos!!!

JulioK

Reply

Acabou a bocada: v vota e a SMARTMATIC escolhe o candidato para v, e ela sempre escolhe do PT ou aliados dele!
Tomaram a galinha de ovos de ouro do PT!!!
"BOM QUE O POVO SAIBA QUE HOUVE ELEIÇÕES. OS ELEITORES DE NADA VALEM. MAS OS QUE CONTAM OS VOTOS DECIDEM TUDO" - Stálin!
O eleitor de idiota que era, saberá pôr para escanteio o PT, seu berço esplêndido o PMDB, e o carrinho de rodas, o PP.

Reply

Não vai adiantar nada se a contagem dos votos impressos forem feitas em segredo, sem a participação do povo em locais públicos.

Reply

Na teoria uma grande coisa e vitória do povo. Mas na prática vai ser um papelzinho para guardar e se lembrar de mais um dia em que foi feito de trouxa. Agora querem uma conquista/vitória de verdade? FIM DO VOTO OBRIGATÓRIO!

Reply


O senadorzinho deve atentar para o detalhe, que dinheiro existe sim, porque a arrecadação federal passou de 1 trilhão até outubro/15.

Se isso não bastasse, é só devolverem o que roubaram dos cofres. Só na Abreu de Lima foi mais de 1 bilhão de superfaturamento. Isso já bastava para adequar as urnas eletrônicas, para termos uma eleição um pouco mais transparente.

Reply

O roubo nas urnas eletrônicas sai muito mais caro ao país. Hoje o pete é contra, pois se beneficia da caixa preta das urnas. Mas logo, logo será oposição e então achará muito bom que seja assim. É so aguardar para ver a mudança radical de atitude.

Reply
Despetralhando mod

Enquanto os petralhas comandarem os três poderes em Banãnia, qualquer embate será um pingo no oceano, é só ver como está na "casa de leniência" onde os mais sérios se calam e os bandidos praticam o que melhor sabem fazer: Pilhagem aos cofres públicos.
Casa de leniência tabém conhecida como: congresso nacional ou congresso bananal - onde se vende a alma e se entrega os dedos e anéis, jacaré expert nada de costas, jabuti dá em árvore, medidas provisórias e outros puxadinhos que o valham e piranha não é peixe.

Reply

Há uma crença generalizada que Aecio ganhou, mas não levou e petista FHC brecou uma apuração seria da coisa.
Aecio estava só ganhando no final, de repente, Dilma passa na frente...
Obrigado, SMARTMATIC!

Reply

Vai ser impresso e colocado na urna, para que posteriormente, em caso de dúvidas, poder ser auditado.Ninguem poderá levar o voto impresso para casa.Parece que o Ministro Dias Tofoli não quer implantar para 2016 e vai estudar se será possivel para 2018, li no blog do Jamildo.Coronel é bom dar uma confirmada . poderá acontecer o mesmo que aconteceu com o referendo sobre o desarmamento em que o povo ganhou e nao levou.

Reply

quando eu votei, no 2° turno, a urna não apitou e apareceu uma mensagem "carregando" e depois "fim". na 24 seção da zona 98, em Timoteo, MG.

Reply