Chefão do clube das empreiteiras confessa que deu R$ 12,3 mi para Lula,Haddad e Dilma. Por dentro e por fora. Para Vaccari e Edinho Silva. Dirceu pegou R$ 3,1 mi.

(Folha) O empresário Ricardo Pessoa, dono da empreiteira UTC, disse a procuradores da Operação Lava Jato que doou R$ 7,5 milhões à campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff por temer prejuízos em seus negócios na Petrobras se não ajudasse o PT. 

Segundo Pessoa, a contribuição da empresa foi tratada diretamente com o tesoureiro da campanha de Dilma, o atual ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Edinho Silva. Preso desde novembro do ano passado e hoje em regime de prisão domiciliar, o empresário negocia desde janeiro com o Ministério Público Federal um acordo para colaborar com as investigações em troca de uma pena reduzida. 

Nos contatos com os procuradores e no documento em que indicou as revelações que está disposto a fazer caso feche o acordo, Pessoa descreveu de forma vaga sua conversa com Edinho, mas afirmou que havia vinculação entre as doações eleitorais e seus negócios na Petrobras. O empreiteiro contou ter se reunido com Edinho a pedido do então tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, apontado como o principal operador do partido no esquema de corrupção descoberto na Petrobras e hoje preso em Curitiba. 

As doações à campanha de Dilma foram feitas legalmente. Segundo os registros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), foram três: duas em agosto e outra em outubro de 2014, dias antes do segundo turno da eleição. 

Se Pessoa fechar o acordo de delação premiada com os procuradores, ele terá então que fornecer provas e detalhar suas denúncias em depoimentos ao Ministério Público e à Polícia Federal. Em janeiro, Pessoa já havia indicado sua disposição de falar sobre a campanha de Dilma Rousseff em documento escrito na cadeia e publicado pela revista "Veja". "Edinho Silva está preocupadíssimo", escreveu o empresário.

CAIXA DOIS
Pessoa também afirmou aos procuradores que fez contribuições clandestinas para a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à reeleição, em 2006, e a do prefeito petista de São Paulo, Fernando Haddad, em 2012. 

O empreiteiro disse que deu R$ 2,4 milhões à campanha de Lula, via caixa dois. O dinheiro teria sido trazido do exterior por um fornecedor de um consórcio formado pela UTC com as empresas Queiroz Galvão e Iesa e entregue em espécie no comitê petista. 

Pessoa afirmou também que, a pedido de Vaccari, pagou outros R$ 2,4 milhões para quitar dívida que a campanha de Haddad teria deixado com uma gráfica em 2012. O doleiro Alberto Youssef, outro operador do esquema de corrupção na Petrobras, teria viabilizado o pagamento. 

Segundo o empreiteiro, o valor foi descontado de uma espécie de conta corrente que ele diz ter mantido com Vaccari para controlar o pagamento de propinas associadas a seus contratos na Petrobras. 

Pessoa também promete revelar às autoridades detalhes sobre seus negócios com o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, que hoje cumpre prisão domiciliar por seu envolvimento com o mensalão. O empreiteiro, que pagou R$ 3,1 milhões à empresa de consultoria de Dirceu entre 2012 e 2014, diz que o contratou para prospectar negócios no Peru, mas afirmou aos procuradores que a maior parte dos repasses foi feita após a prisão do ex-ministro, para atender a um pedido de ajuda financeira da sua família, em razão de sua influência no PT.

8 comentários

E quem vai fazer o milagre de cancelar esses fatos além do bravo, destemido e dono de um cumpanherismo e umdestemor invejável, além da gratidão, Teori?

Reply

Coronel.
A teia de negócios envolvendo toda cúpula se desmancha, e coloca em cheque o sistema eleitoral brasileiro. Será !!, que mesmo tudo isso acontecendo, as defesas, as justificativas não vão, se dissipar como as nuvens em dias de ventos!!!!

Reply
TERMINATOR mod

Dinheirão para todo mundo da quadrilha e pro brasileiro sobra um supositório do tamanho de uma Kombi.Todo dia tem noticia ruim pra gente sobre esta cambada de larápios.

Reply

E isso é somente a ponta do iceberg!
A delação propriamente dita , ai, ai...
muita gente não quer.
Daí o homem solto.

Reply
fred oliveira mod

O final do artigo e' interessante: por pedido da familia de Dirceu, ele depositou de dinheiro enquanto Dirceu estava na prisao. A coisa e' mais seria e degradante do que pensamos,.

Reply

Quem inocentou os bandidos do mensalão dizendo que Dirceu não era quadrilheiro,e dando direitos a cumprirem pena em casa,só fazendo Deus sabe o que,que aguentem a vergonha do que está por vir no Petrolão,Bndes,Correios,etc.Al Capone teria muito que aprender com essa turma.E nós temos muito a desaprender com o STF.

Reply

Esses ladrões não mudam as leis do país porque não querem ir para a cadeia. Enquanto o povo não for para as ruas e reagir severamente contra esses marginais da pior espécia nada mudará. Estão com um pacote econômico sendo aprovado graças aos calhordas do PMDB, que também tem o rabo preso. O povo tem que tirar esses bandidos à unha, custe o que custar. Roubaram e ainda roubam o país de tudo que é jeito e agora querem que o povo pague, com sua miséria, o preço dessa roubalheira toda. Só não tem dinheiro para os hospitais, a educação ou outra coisa que beneficie o povo, mas para as grandes empreiteiras, para os bancos, para os países pró comunistas nunca faltou dinheiro.
Tenho verdadeiro nojo quando vejo o Joaquim Levy defendendo esse pacote econômico contra o povo. Eles tem medo do país quebrar para eles, isso sim, porque se quebrar de onde roubarão tanto dinheiro como roubaram até hoje?. Sr. Joaquim Levy, não defenda o indefensável, pegue a suas coisas e deixe esse cargo de ministro, pois atualmente é muito ultrajante ser ministro no Brasil. Não sei como o senhor não se sente constrangido, pois para esse pacote passar o senhor tem que defender, mesmo que por debaixo dos panos, tudo de errado que o PT e aliados fizeram, e isso não é legal. Caia fora enquanto é tempo. Sai dessa.Esse pacote é um absurdo, Sr. J.Levy! fizeram a farra da roubalheira com o dinheiro público, isso sem falarmos do n° de ministérios e do n° de secretarias que o PT aumentou absurdamente e que não servem para nada, tudo para contentar seus aliados. Agora tem a história do possível rombo de 500 bilhões no BNDES - afinal, como essa gente ainda está no poder?. Porque os militares não os prendem?. Podem prendê-los, que dessa vez o povo não fará nada, pois estamos cansados das roubalheiras dessa gente inescrupulosa. Precisamos de homens honestos nesse país e esses que estão no poder já demonstraram que estão somente legislando a favor de si mesmos.

Reply

Os planos do "guerreiro do povo brasileiro" o Zé Caroço, ou José Dirceu, era morar em Portugal com a mulher atual,com idade para ser sua filha,e suas filhinhas que mais parecem suas netas,aí veio o Grande juiz Moro e mela seus planos.
Chupa petistas bobos que depositaram dinheiro para o "coitadinho" pagar sua multa do mensalão,podem ficar à espera que breve vem a multa do petrolão.

Reply