Preço da comida, conta de luz e ônibus aumentam inflação para 6,69%, diz IBGE. É o pobre quem está pagando o preço Dilma.

( Extraído do Valor Econômico) O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) subiu para 0,89% em janeiro, depois de registrar 0,79% em dezembro. No acumulado dos últimos 12 meses, o índice foi para 6,69%, acima do teto da meta de inflação, que é de 6,5%. 

Segundo os dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o item carnes liderou os principais impactos individuais do mês, com 0,09 ponto percentual e alta de 3,24%. Além deste, outros itens que exerceram pressão, como batata-inglesa (32,86%) e feijão carioca (24,25%), levaram o grupo Alimentação e Bebidas, com alta de 1,45%, a ser responsável por 40% do IPCA-15 de janeiro, com impacto de 0,36 ponto percentual.

A energia elétrica teve o segundo maior impacto do mês com 0,08 ponto percentual e alta de 2,60%. À exceção da região metropolitana de Fortaleza (-4,82%) e de Salvador (-1,91%), cujas contas tiveram queda na parcela referente ao PIS/Cofins, as demais apresentaram alta, com destaque para Porto Alegre, que chegou a 11,80% tendo em vista o reajuste de 22,41% em uma das concessionárias desde 8 de dezembro.

Neste mês de janeiro, em todas as regiões, foi apropriada parte do efeito do Sistema de Bandeiras Tarifárias, modelo de cobrança do gasto com usinas térmicas, que passou a vigorar a partir de 1º de janeiro. Além da energia, os gastos com Habitação, que subiram 1,23%, foram influenciados pelos seguintes itens: aluguel residencial (1,26%); mão-de-obra para pequenos reparos (0,95%); condomínio (0,81%); e taxa de água e esgoto (0,77%).

Os ônibus urbanos tiveram o terceiro maior impacto de janeiro, com 0,07 ponto percentual e alta de 2,85%, tendo em vista reajustes nas passagens. As maiores altas dos ônibus urbanos ocorreram no Rio de Janeiro (4,67%), com reajuste de 13,34% em 2 de janeiro; Belo Horizonte (4,21%), com 8,77% em 29 de dezembro; São Paulo (4%), com 16,66% em 6 de janeiro; Salvador (2,31%), com 7% em 2 de janeiro; e Recife (1%), com 13,50% em 11 de janeiro.

Houve, também, aumento nas tarifas dos intermunicipais, que ficou em 3,89%, sob pressão do Rio de Janeiro (2,89%), com reajuste de 12,46% em 10 de janeiro; Belo Horizonte (9%), com 9,31% em 17 de dezembro; São Paulo (8,46%), com 16,60% em 6 de janeiro; e Fortaleza (6,72%%), com 11% em 29 de dezembro.

No grupo das Despesas Pessoais, que teve alta de 1,39%, o destaque ficou com o item empregado doméstico, que subiu 1,49%, além de outros serviços como cabeleireiro (1,54%) e manicure (1,82%). Além disso, foi registrada variação de 3,02% nos cigarros, reflexo do reajuste praticado pelas indústrias.

Dentre os índices regionais, o maior foi o do Rio de Janeiro (1,35%), sob pressão dos alimentos (1,96%) e das tarifas de ônibus urbano (4,67%). O menor índice foi o de Salvador (0,49%), onde os combustíveis tiveram queda 1,56%, além da energia elétrica que também apresentou queda (-1,91%) em função de redução das alíquotas do PIS/Cofins.

O IPCA-15 de janeiro coletou preços entre 13 de dezembro de 2014 e 13 de janeiro de 2015. O indicador refere-se às famílias com rendimento de 1 a 40 salários mínimos e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Por to Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e Goiânia.

22 comentários

Meu caro coronel, SEMPRE é o pobre que paga a conta, e a classe média, mas essa afinal, o PT odeia mesmo...
Quando esse povo vai aprender que não existe lanche gratis, que alguem sempre pagfa a conta...

Reply

Tô louca para perguntar para alguns petralhas que votaram na Dilma(se forem pobres, tanto melhor) para saber o que acham do pacotaço da Dilmentira!

Quem mandou acreditar no Brasil da propaganda mentirosa. Agora, tomem!


Chris/SP

Reply

Pergunto: Só 6,69? Só minha conta de luz subiu mais de 15% em relação ao mês anterior.

Reply

E a grande maioria desses ¨pobres¨ votaram na Wanda por causa ¨dúzbinifícius¨ sociais. Então bem feito para esses ¨pobres¨. Quanto a nós (que pagamos a conta do país e não vivemos de esmola) vai ficar cada vez mais difícil também, tempos ruins JÁ estão aí.

Reply

Essa "política econômica" da dupla Levy/Dilmazia vai levá-la ao isolamento dentro do partido. E aí vai ser fácil derrubá-la; nem o próprio partido vai querer salvá-la.

Reply

Não sei...mas a coisa tá estranha, essa DilmENTIRA pode não conseguir terminar o seu desgoverno, eles estão perdendo o controle, a menos que o povo seja muito besta, tá complicando e muito!!!

Reply

Do Blog O Antagonista!

JOAQUIM LEVY FALA AO FINANCIAL TIMES. A GENTE TRADUZ

O ministro-júnior da Fazenda, Joaquim Levy, deu uma entrevista ao jornal inglês Financial Times.
Ele disse que:

a) O modelo do seguro-desemprego brasileiro está ultrapassado

b) Vai cortar em diversas áreas do governo

c) É mais importante fazer reformas no lado da oferta do que estimular a demanda

d) O governo vai cortar subsídios e deixar os preços nos seus reais patamares

e) Muita gente no Brasil está disposta a pagar pelos serviços

O ANTAGONISTA traduz a entrevista de Joaquim Levy:

a) Ele gostaria de cortar o seguro-desemprego, mas, como não dá, pretende diminuir o benefício

b) Vai cortar principalmente na saúde e educação, tradicionais áreas de sacrifício, inclusive porque com o aumento de impostos já garantiu mais 50 bilhões para o estado obeso

c) Vai asfixiar ainda mais o crédito

d) Tarifaços nas contas de luz e gás e nos preços da gasolina

e) Pretende que o cidadão pague por serviços públicos, como se já não pagasse o suficiente ou em dobro -- pelos serviços públicos ruins ou inexistentes e, quando pode, pelos serviços privados que os substituem

Joaquim Levy não fala em reduzir o número de ministérios, rever os contratos superfaturados em obras públicas, enxugar o custo da máquina governamental e diminuir a intervenção do estado na economia.

É um tucaninho amestrado, que fala como uma arara satisfeita em fazer o servicinho sujo para o PT -- e só.

http://www.oantagonista.com/posts/joaquim-levy-fala-ao-financial-times-a-gente-traduz


Chris/SP

Reply

cadê os arrependidos?

Reply

Os alicerces da bandidagem tem que serem destruidos, isso ocorre com a divulgação da verdade, e lento mas e solido o processo, o nosso pais precisa ficar livre em defitivo dessa petralha criminosa...

Reply

eu só tenho uma pergunta: quando a senhora presidenta Dilma vai pedir a conta? No noticiário só se lê sobre aumentos - quando é baixa =- então é o PIB etc. Tenha dó senhora Dilma - caia fora antes do Brasil quebrar de vez. E não se esqueça de levar o seu criador Lula, e toda a petralhada. Está na hora.

Reply

eu só tenho uma pergunta: quando a senhora presidenta Dilma vai pedir a conta? No noticiário só se lê sobre aumentos - quando é baixa =- então é o PIB etc. Tenha dó senhora Dilma - caia fora antes do Brasil quebrar de vez. E não se esqueça de levar o seu criador Lula, e toda a petralhada. Está na hora.

Reply

Deixa arrebentar, assim essa vaca vai pro brejo.

Reply

Coronel...Cadê a DILMA??? Ela sumiu, escafedeu-se, não dá mais as caras. Será medo de aparecer e ser vaiada?

Reply

Bem feito pois pra mim não fará diferença, quero ver esse povo que votou na terrorista sapatão se ferrem, passem fome.

Morte a todos que votaram no PT!

Reply
fred oliveira mod

Bom,o pt conseguiu quebrar o Brasil. O mundo crescendo e o nosso país encolhendo.

Reply

Coronel,
inflação acima dos 12% e a oficial em 6,69% só sendo brincadeira. Quando o Delfim botava a culpa no chuchu, a imprensa e o PT gritava mais que gata no cio. Nossa oposição, como sempre, calada.

Reply

Coronel, 6,69% é, literalmente, uma tremenda sacanagem.

A Gorda do paletó vermelho anda mais sumida do que dinheiro no bolso do cidadão brasileiro.

Reply

Inflação brasileira

'Pague 2 e Lévy 1'

Reply

Acredito que não pensei errado... Votaram nessa descarada da Dilma iludidos por um Bolsa Familia que prefiro chamar de Bolsa Miséria, e olha só a me*** que virou ainda mais esse país! E não precisou ir muito longe não, apenas com 24 dias após assumir o país para nós brasileiros concluir que, "o que era ruim agora está péssimo". Essa moçada devia se unir nas redes sociais não só pra marcar de fazer "rolêzinho", mas sim para sair nas ruas pelo impeachment dessa ordinária dos infernos ; fazer como foi feito com o presidente Collor de Melo em 1991, após ter roubado o dinheiro da poupança do povo com a desculpa mais esfarrapada do mundo de pagar a dívida externa desse país.... Cambada de sem- vergonhas!

Reply

Pois falei pra um petista que o PT quebrou o Brasil e ele me respondeu- não tem problema; o que não queremos é o PSDB! Então tá! Poder da lavagem cerebral demonizou o PSDB pra MUITA gente! A corja não é fraca não.

Reply

A gorda e o lularápio sumidos, tudo bem; duro de engolir é a oposição sumida!Num cenário terrivel como jamais visto e essa oposicão não consegue nada!
Inócua,medrosa, fraca e covarde!
Artur Virgilio,certa vez no parlamento, na época do mensalão dizia estar indignado pois afinal PT e PSDB são primo irmãos.(FIQUEI DECEPCIONADO)
Pra mim, HOJE, são mais que IRMÃOS!!!

Reply

Quem é o maior corrupto ?
O pobre, que vende voto em 24 prestaçõs antecipadas.
E o corruptor?
Em primeiro lugar os pagadores de impostos.
Em segundo lugar, o governo que compra os pobres com o que generosamente deixou sobrar para as bolsas-esmola da vida...
E que se multipliquem os pobres, a gente aumenta impostos e tudo fica resolvido para manter os mesmos percentuais de eleitores corruptos, vendidos.

Reply