Marta Suplicy denuncia Juca Ferreira por corrupção em R$ 105 milhões no MinC. Ele reassume hoje o ministério. Ou não?

Cercado de ilegalidades em sua primeira gestão na Cultura, Juca Ferreira reassume hoje o ministério da Cultura, debaixo de graves acusações feitas por Marta Suplicy. Ele é do PT. Ela é do PT. Isto é o PT. Resta saber se Dilma Rousseff vai empossar o suspeito.

(Estadão, hoje) A ex-ministra da Cultura Marta Suplicy (PT-SP) enviou à Controladoria-Geral da União (CGU) documentos sobre supostas irregularidades em parcerias de R$ 105 milhões, firmadas pela pasta na gestão de Juca Ferreira, com uma entidade que presta serviços à Cinemateca Brasileira - órgão vinculado ao ministério com sede em São Paulo. O uso dessa verba está entre os “desmandos” que a petista alega terem sido cometidos pelo antecessor na Cultura, que reassume hoje o cargo.

Em entrevista publicada ontem pelo Estado, Marta chamou a administração de Juca de “muito ruim” e disse ter mandado ao órgão de controle interno do governo “tudo sobre irregularidades e desmandos” da primeira passagem dele pela Cultura. 

Auditorias da CGU apontaram problemas no uso de recursos do ministério pela Sociedade Amigos da Cinemateca (SAC). A entidade atua como irmã siamesa da instituição, dando apoio aos projetos de preservação da produção audiovisual.

A SAC recebeu R$ 111 milhões do Ministério da Cultura entre 1995 e 2010. Desse total, 94% referem-se a um termo de parceria executado na gestão de Juca. Um dos relatórios da CGU diz que a entidade foi contratada por escolha do ministério, sem consulta a outros interessados, e que projetos foram aprovados sem avaliação adequada dos custos.

Os auditores constataram que a SAC dispensava irregularmente licitações para compra de materiais e contratação de serviços. Orçamentos para as compras eram genéricos, diz o relatório, não permitindo comparação com preços praticados no mercado e, em consequência, a avaliação de eventual superfaturamento.  

O relatório diz também que a entidade cobrava uma taxa para cobrir suas despesas com a administração dos projetos. Para a CGU, que determinou o ressarcimento, não foi devidamente demonstrada a composição dessa cobrança, que seria irregular. Para atividades de R$ 49 milhões, a taxa era de R$ 2,6 milhões.

Houve favorecimento de funcionários da Cinemateca na execução dos projetos, segundo o relatório. A auditoria diz que o dono de uma empresa contratada pela SAC para coordenar atividades era servidor do órgão vinculado à Cultura. 

Segundo a CGU, a SAC não apresentou prestação de contas de despesas e o ministério não tomou providências. “Não houve apresentação, por parte do parceiro, de demonstração dos gastos e receitas executados nas ações pactuadas.”

As constatações da CGU já haviam sido fonte de crise no ministério. Em 2012, após tomar conhecimento do conteúdo do relatório, Marta demitiu a então secretária de Audiovisual, Ana Paula Santana, e outros dirigentes da área sob o argumento de que perdera a confiança na equipe. Ana Paula foi diretora de Programas e Projetos Audiovisuais na gestão de Juca. Em fevereiro de 2011, na gestão de Ana de Hollanda, ascendeu ao comando da secretaria. Também é atribuída aos problemas apontados pela CGU a exoneração do ex-diretor executivo da Cinemateca, Carlos Magalhães, em 2013. 

Defesa. Procurado, Juca Ferreira informou que não se pronunciaria. O Estado não localizou ontem dirigentes da Cinemateca e da SAC. Nos relatórios da CGU, o ministério refuta irregularidades. Num dos trechos, diz que a entidade tem ações de compliance e auditoria interna e que seu balanço contábil e financeiro é apresentado anualmente ao Ministério da Justiça.

10 comentários

Coronel,
claro que vai. Para a presidAnta, quanto maior a Folha Corrida, melhor.

Reply

Coronel,

estou adorando Marta-Metralhadora-ambulante.

Mas que moral Dna Marta tem para falar de alguém?
A memória do brasileiro é muito fraca!
Esqueceram do problemão com o lixo de São Paulo e o fechamento das contas da prefeitura com um rombo, sem obediência à Lei da Responsabilidade fiscal pela petralha Marta-relaxa-e-goza?

Flor Lilás

Reply

E a figura ainda usa brinquinho?....
É.... pode ser...

Reply

Para dona Dilma, suspeição não é defeito, é virtude. Vai ser empossado.

Reply

Péra aí!!!!!

Pó Pará!

Esse FDP aí da foto tá usando brinquinho, ou eu estou vendo errado?

Reply

Esse carapalida nunca me enganou, ptralha de carteirinha, como muitos melâncias espalhado pela política.

Reply

Cel
A folha corrida do elemento é de bom tamanho, requisito essencial para pertencer ao PT. Agora, mandar denúncia para a CGU é o mesmo que nada, já que esse Órgão faz o que o governo quer. Nem precisaria existir. Gostei do brinquinhoa do indivíduo. Pega "bem" para um ministro do PT.
Esther

Reply

É claro que a 'bixota' (sic) assume!

Reply

E ella decidiu "denunciar" o antecessor só agora????

Então tá!

Reply
fred oliveira mod

Se ela mesma, Dilma, foi empossada apesar de tantos crimes eleitorais cometidos, por que ela não empossaria o Juca Ferreira?

Reply