Graça Foster confessa: não sabia que quem mandava em Pasadena era Paulo Roberto Costa, o ex-diretor da Petrobras preso por lavagem de dinheiro.

O jornal O Globo traz, hoje, uma entrevista bombástica com a poderosa presidente da estatal, Graça Foster. Só agora, depois de dois anos no cargo, Foster abre uma comissão interna para investigar a negociata de Pasadena, que gerou prejuízo de mais de U$ 1 bilhão para a Petrobras. Leiam, abaixo, as respostas em que ela revela que o ex-diretor preso era quem comandava os negócios junto à Astra Oil, representando a estatal brasileira acima do Conselho de Administração e da Diretoria. Uma irregularidade que, por si só, já justifica uma CPI.

O que decidiu sobre Pasadena?

Ontem, tomamos a decisão de abrir uma comissão de apuração interna na Petrobras sobre Pasadena. Fui eu que abri. Isso é extremamente importante para esse caso. Temos até 45 dias para poder nos manifestar a uma série de processos que já estávamos em avaliação de forma administrativa. Eu já vinha tratando disso, pois sou a diretora da área internacional e fiz várias mudanças na busca de melhorias. Essa comissão não foi aberta motivada se a cláusula devia ou não estar no resumo executivo. Entendo que a demanda do conselho de administração é correta e justa e precisa ter informações. Não é preciso fazer uma comissão de 45 dias para se chegar a conclusão sobre a importância de tê-las no resumo executivo. É muito importante que se saiba que a Petrobras tem comando. A Petrobras é uma empresa de 85 mil funcionários e tem uma presidente. Sou eu. Eu respondo pela Petrobras. Temos uma diretoria colegiada que trabalha pela busca da melhoria. E o que precisa ser investigado é investigado nessa empresa. Esse é o ponto fundamental. Aqui, tem normas, procedimentos e ela investiga.

Qual foi a gota d’água para essa decisão?

Foi um somatório de fatos. As últimas discussões sobre a relação eventual do diretor Paulo Roberto (ex-diretor) com Pasadena. Eu descobri ontem (segunda-feira) , não sabia que existia um Comitê de proprietários de Pasadena no qual o Paulo Roberto era representante da Petrobras. Esse comitê era acima do board. Depois que entramos em processo arbitral esse comitê deixou de existir.

Qual era a função desse comitê de proprietários?

Não sei ainda e esse é um ponto que a comissão está procurando, quais eram os estatutos, quais eram as atribuições, qual era o poder e onde estão as datas. Eu não sei nada.

Como a senhora reagiu a descoberta da existência desse Comitê de proprietários?

Fui surpreendida com essa informação. Eu tenho sim que buscar a informação.

Ter descoberto a existência desse comitê de proprietários, leva à alguma suspeita de irregularidade?

Nada quer dizer que possa ter havido qualquer ato falho, negativo, prejudical à companhia. Mas eu não posso. Pelo fato de ter havido esse comitê e o Paulo (Paulo Roberto) estar nesse comitê não significa que esse comitê não tenha executado as melhores práticas.

Como a senhora se sentiu ao descobrir esse comitê?

Eu não posso saber disso dois anos depois de estar na presidência da Petrobras. Eu não posso ser surpreendida com informações que me dão o desconforto necessário para que eu busque uma comissão para apuração.

Clique aqui para ler toda a entrevista em O Globo.

42 comentários

Eu já vi esse filme . Quando um diretor bate na mesa dizendo : aqui quem manda sou eu , é porque já não manda mais nada e está a reboque dos fatos !

Reply

http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/arnaldo-jabor/ARNALDO-JABOR.htm

Reply

Me desculpem heim! Mas com o histórico que temos dos petistas nesses 12 anos, parece quase certo que essa comissão que a dona foster está criando para acompanhar o roubo do pt, com a compra de Pasadena, é apenas uma grande armação para destruir provas.
Acha que quem está na direção da Petrobrás não sabe de tudo o que os parceiros fizeram dentro da empresa que preside!!

Uma compra criminosa dessa só pode ter sido feita de má fé, com segundas intenções e com a participação dos cabeças petralhas.
Nem o mais amador dos inexperientes compraria alguma coisa 20 vezes mais cara do que tinha sido negociada um ano antes. No mínimo isso chamaria a atenção e exigiria uma análise séria antes da compra.

Como sempre brasileiros, ... É O PT ROUBANDO VOCÊ! Nesses 12 anos tudo o que o PT fez foi roubando o dinheiro público, conforme já foi provado inúmeras vezes. Pena que só prenderam os mensaleiros, ainda falta todo o resto da quadrilha.

Reply

Bom dia, Amor! Ouça:


http://cbn.globoradio.globo.com/programas/jornal-da-cbn/JORNAL-DA-CBN.htm

Reply

É como diz o ditado: DesGraça Foster é bobagem !

Reply

Os indícios que dispomos até o momento apontam para o fato de que o contrato com a Astra foi feito sob medida para a Astra pular fora depois de vender os primeiros 50%.

Os sócios sabiam que era preciso fazer pesados investimentos na refinaria, para as adequações técnica do processamento do petróleo de Marlism e as exigências da EPA (Agência de Proteção Ambienta).

A estimativa da Petrobrás era um investimento de U$ 2 bilhões, conforme o Annual Report de 2007.

Se era isso, por que a Petrobrás não fez a oferta de compra da totalidade da refinaria? Não é crível que os experientes negociadores da Petrobrás não tivessem percebido que a Astra não tinha interesse em por grana na Refinaria.

Foi com base no valor pago pelos primeiros 50% que a Astra executou na justiça a put option dos outros 50%. De fato, um grande negócio para a Astra e que deve ter rendido polpudas comissões de corretagem.

Não precisa ser advogado pago a peso de ouro para perceber isso e examinar o contrato com lupa.

Isso explica a omissão das cláusulas no tal resumo e os silêncios de Cerveró e Paulo Costa junto ao conselho e na época das negociações que iniciaram no final de 2005.

Enfim, não é crível que não passou pela cabeça de nenhum advogado ou conselheiro a possibilidade da Astra pular fora e executar a put option. Ninguém perguntou algo simples assim: "E se a Astra não aceitar fazer os investimentos, quais são as garantias contratuais da Petrobrás?

Reply

Regina ‏@ReginaBrasilia 9 h
Papo cabeça com engenheiro é: duas horas questionado aspectos do ser com base em Dawkins, Nietzsche e Mises. Para terminar em física.

Reply

Esta senhora é campeã de volteios linguísticos. Me digam se isso teria vindo a tona se o tal fulano não fosse preso e a denúncia não pipocasse na imprensa!

Os ratos estão abandonando o navio. Começa a vazar água!

Reply

Onde já se viu numa casa que tem COMANDO, ser feito de tudo e o(a) COMANDANTE, não saber o que está acontecendo. As respostas são sempre as mesmas: "Eu não sabia". Até quando???????

Reply

Presidenta Assinou Sem Analisar Documentos Eclodindo Nefasta Arbitrariedade.

Reply
Zuerst Vor Alles mod

Mais uma que não "sabe de nada". Não é de estranhar que uma empresa do tamanho da Petrobrás, onde ninguém sabe nada do que anda acontecendo, ainda estar de pé. Está mais na cara do que nunca, que todos se protegem alegando a mesma coisa. Querem proteger quem? Só politicagem de baixo nível.

Reply

Coronel,

leia detalhes sobre a maconha da UFSC:
http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2014/03/maconha-transforma-campus-da-ufsc-em.html

UFSC - antro de comunistas que convidaram Cesare Battisti para fazer palestra e que tem curso de marxismo!
É nisso que dá: baderna.

Flor Lilás

Reply

Coronel,


temos que agradecer muito à petralhada. Projetaram a Petrobrás no exterior: USA e na Holanda! Agora o mundo todo sabe que temos uma maravilhosa, eficiente, idônia empresa chamada PTroubras.

http://polibiobraga.blogspot.com.br/2014/03/comissao-externa-da-camara-investigara.html

Flor Lilás

Reply

Toda vez que olho para Graça Foster eu concluo: a coisa na Petrobras tá cada vez mais feia. Cruz credo!

Reply

Santo Deus! Estamos sendo governados por um bando de incompetentes. Nunca sabem de nada. Sou mulher mas temos que reconhecer: estamos muito mal representadas. O país está virando um caos, tudo CARISSÍMO, sem credibilidade no mundo. E a oposição tem que virar o jogo, investigar TUDO: Pasadena, refinaria japonesa, refinaria ultra super faturada em Pernambuco, ligações dos petralhas com o belga, com construtoras. Está tudo relacionado. Para onde está indo tanta grana. Bilhões e bilhões desviados. Está tudo no Panamá? Ou na Friboi?

Reply

Pede para sair. E rápido. É muita incompetência para uma pessoa só.

Reply

Uau! 8 anos pra abrir uma sindicância? Eita empresa mãezona, sô!
Isso tá ficando mais interessante a cada segundo....

Reply

A entrevista tenta eximir de responsabilidade Dilma e o Conselho, jogando a bomba para o colo do Cerveró. Tudo conforme o figurino da operação salva-Dilma.

"No resumo executivo, não consta a cláusula Marlim, que trata da rentabilidade, e não consta o put option, que trata da saída da outra parte da companhia. Esses resumos executivos ficam anexados à ata. São documentos confidenciais." (G. Foster)

E isso seria normal?

"Aí, depende do diretor que está elaborando o resumo e de quão relevante é. A cláusula Marlim é relevante, mas não teve a revamp (modernização) da refinaria. E, por isso, não teve efeito. A put option é absolutamente comum, mas distinta para cada ativo. Ela não é igual. É específica. E isso não fez parte do resumo executivo." (G. Foster)

A modernização (revamp) era condição sine qua non. Sem investimento não seria possível processar o petróleo da Marlim e nem adequar a Refinaria às exigências da EPA e isso já era bem sabido na Petrobrás desde que o começo das negociações com a Astra, iniciadas em 2005. A Petrobrás, como indica o Report da Astra de 2005:

"at the end of 2005, a partnership was negotiated with PETROBRAS, the brazilian state associated energy company, whereby the ASTRA Group will sell to its partner a 50% interest in the refinery (and the related trading activities) for a net present value of some USD 330 million payable in three installments (net profit group share of some USD 150-180 million depending on the effective tax rates). (p. 59)

Resta saber quem argumentou, e como argumentou, que a Astra era ponta-firme como sócia disposta a fazer investimentos estimados pela Petrobrás em U$ 2 bilhões.

Foi uma falha em termos de informação?

"Eu não era diretora na época (2006) e não sei quanto falta fez. Mas não pode tratar a put option de forma genérica." (G. Foster)

Extamente por não ser "forma genérica" é que essa cláusula tinha de ser analisada no contexto do contrato. A especificidade da put option no contrato foi posta com todas as letras no Report de 2006.

No Report de 2006 já fica claro que a Astra não tinha intenção de investir em Pasadena, e sim passar os 50% para frente e realizando um senhor lucro. Veja:

Should these expansion investments be CONSIDERED SUITABLE (CONSIDERADA ADEQUADA) by PETROBRAS and should TRANSCOR ASTRA GROUP not be willing to participate in these (não quiser participar no investimento), PETROBRAS has the power to force the investment decision and the Group will then be in a position TO EXERCICE A PUT OPTION ON on its remaining shareholding in PRSI (JOINT-VENTURE ASTRA/PETROBRAS) at conditions which, IN THE WORST CASE, do not significantly differ from the initial transaction. (p. 67)

Como é feito hoje?

"Da mesma forma que antes. É impossível para a presidente da companhia, ao receber o resumo executivo que se prepara para encaminhar ao CA (conselho de administração), consiguir antever todos os elementos a estarem no resumo executivo. CABE AO DIRETOR da área tomar posição e colocar ali quais são os pontos relevantes para que o conselho possa se posicionar com conforto e que traga segurança para todos." (G. Foster)

Ou seja, Graça anuncia que, em vista do que hoje já se sabe, Cerveró não apresentou na ocasião " os pontos relevantes para que o conselho possa se posicionar com conforto e que traga segurança para todos."

A entrevista teve como objetivo passar a bomba para o colo do Cerveró, e em conformidade com o plano de livrar a cara da gerentona. A entrevista de Graça Foster é parte desse plano.

Reply

Mãe de ministro da Justiça, o sem estatura Cardoso, decide pedir nacionalidade portuguesa !!!!!!

Os ratos peçonhentos estão todos pulando do navio, que nesses 12 anos afundaram, o navio chamado Brasil.

O que tem de rato corrupto petista com dupla cidadania, nunca se viu antes "nahistoriadeçepais" . Os primeiros com dupla cidadania foram a 'primeira corna' e seus rebentos, que usurparam por bom tempo passaporte diplomático. Corja de %$#@*&#@ .

Reply

Saber dum rombo desse como o de Pasadena, só 2 anos depois de estar na presidência (e porque a oposição contou) é ser muito amadora, despreparada e ignorante ou está se fazendo de paisagem para tirar o fiofó da reta. Só ganhou o cargo porque é pau mandado do bêbado chefão. assim como os tóffoli, levandowiski, erenice, cardoso, e a quadrilha toda.

Reply

No "guvernu" luiz 51 o amigo dele, o bumlai (aquele que consegui vender uma fazenda no Mato Grosso do Sul por uma valor muito maior, mesmo que para isso tivessem que afastar o perito que se negou a assinar o laudo atestando que valia aquilo) estava negociando, em nome do governo uma turbina de hidroelétria,

Reply

Ela também peidou mas não foi ela.

Reply


Graça Foster disse: ” E o que precisa ser investigado é investigado nessa empresa”. Porém mais adiante afirma que ”eu descobri ontem (segunda-feira), não sabia que existia um Comitê de proprietários de Pasadena no qual o Paulo Roberto era representante da Petrobras”. Isto é, não havia sido investigado, até segunda-feira e tantos anos após a compra de Pasadena, o que um diretor da empresa fazia em seu nome nos EUA…Uma contradição conceitual. Porém, dê-se a ela o crédito da intenção: “..nem aceito tratar um assunto em que me venha um comitê, um board de representantes das partes (Petrobras e Astra) que eu não saiba. E eu não aceito isso de jeito nenhum. E não fica pedra sobre pedra, não fica. Mas não fica, não fica. Pode ficar incomodado”. Que agora ela apure TUDO, até embaixo das pedras, é o desejo dos brasileiros!

Reply
Jurandir D'almeida mod

Ontem, tomamos a decisão de abrir uma comissão de apuração interna na Petrobras sobre Pasadena.

E o tal de MIMGANA que eu GOSTIO...
E a raposa “investigando” o roubo das galinhas no GALINHEIRO - BR...

Reply

O mantra de sempre: EU NÃO SABIA.

Reply

Ah! E o Coelho da Pascoa????.......

Reply

Se o afundamento de uma plataforma não foi capaz de derrubar FHC, porque o prejuízo de 1 bilhãozinho derrubaria Dilma?

Reply

A petezada nunca sabe de nada. Por isto compraram aquela refinaria no Japão, a "Não sei", que também deve virar escândalo.


Lanterna.

Reply
Paulistano Estressado mod


Ou seja: ninguém sabe de coisa alguma nesse "governo"..!!!

Reply

Coronel,

PETRALHA em 26 de março de 2014 12:35

Flor Lilás

Reply

Será que cabem mais rugas nesta cara?

Reply

É UMA GRAÇA, ESSA GRACIOSA!
Por Jorge Oliveira-Diário do Poder

Brasília – A presidente da Petrobrás, Maria das Graças Foster, a quem a Dilma apelidou de “Graciosa” ao dar-lhe posse numa solenidade do Palácio do Planalto, parece enfezada com os quadrilheiros que se apossaram da estatal há 12 anos. Numa entrevista aos repórteres Ramona Ordoñez e Bruno Rosa, do Globo, ela joga para plateia ao dizer que “não fica pedra sobre pedra” a apuração que mandou fazer sobre a compra do ferro velho de Pasadena, no Texas, que ajudou o dono do negócio a ser um dos mais ricos da Bélgica.

Parece até que Graciosa é um ET, desceu de uma nave espacial na sede da empresa na Avenida Chile, no Rio. A julgar pelas suas declarações ao jornal carioca, quem sabe se não veio de uma galáxia distante. Há 37 anos lá dentro, onde começou como estagiária aos 24, desconhece tudo que passa em sua volta. Recebeu a empresa de presente da Dilma para administrar em janeiro de 2012. E ali manteve durante esses dois anos o silêncio conivente sobre as trapaças dos petistas que transformaram a diretoria no covil de numa quadrilha organizada para roubar dinheiro e distribuir em campanhas políticas. Se não fosse a frase de efeito, a entrevista da Graciosa poderia ir muito bem para a cesta do lixo. Em nenhum momento, ela, que conhece muito bem os emaranhados da empresa, responsabilizou Sergio Gabrielli, ex-presidente, ou outro diretor pelos danos financeiros causados à Petrobrás.

Na entrevista, Graciosa preferiu burocratizar os esclarecimentos da podridão para escamotear a verdade de que a Petrobrás nessa última década foi ocupada por sindicalistas incompetentes e desqualificados; que os diretores eram, e ainda são, nomeados por interesses políticos; que, no auge da anarquia, até o Severino, ex-presidente da Câmara, exigiu a “diretoria que furava poços” para apoiar o governo petista; que caíram pela metade as ações da Petrobrás nesse período; que o Hugo Chávez nunca assinou oficialmente uma folha de papel se comprometendo a participar da construção da refinaria Abreu e Lima, outro quartel-general da corrupção; e que, finalmente, há doze anos, instalou-se na Petrobrás uma quadrilha especializada em fazer negócios escusos para manter o PT no poder.

Graciosa, na entrevista, fez cara feia para se dizer indignada com tanta patifaria na empresa que dirige. Tudo jogo de cena. É de se perguntar: o que ela fez nesses dois anos para moralizar a Petrobrás, um dos maiores patrimônios do povo brasileiro? Nada. Trocou apenas alguns manjados diretores que passaram depois a ter vida luxuosa à frente de empresas de consultoria a serviço da Petrobrás. Foi o caso de Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento, preso por lavagem de dinheiro, que manteve um pé lá dentro como lobista e consultor de empresas interessadas em negociar propinas com a estatal.

Graciosa também agraciou outro diretor, premiando-o com uma diretoria do sistema Petrobrás. Aceitou a nomeação de Nestor Cerveró como diretor financeiro da BR Distribuidora, mesmo sabendo que ele sonegou documentos da negociação entre a Petrobrás e os belgas, donos da refinaria texana. O curioso é que só agora, anos depois, é que Graciosa e Dilma, sua amiga, descobrem o responsável pela bandalheira: Cerveró. Mentira. O ex-diretor estava a serviço do governo petista há muito tempo e a refinaria foi negociada quando a Dilma era presidente do Conselho da Petrobrás, portanto, Cerveró é apenas o bode na sala, o que menos tem culpa no cartório.

A comissão de senadores e deputados que levou a representação ao Procurador-Geral da República para investigar a Dilma acertou na mosca. Não basta apenas crucificar o Cerveró, é preciso encontrar o responsável ou responsáveis pela bandalheira. Pelo menos três deles, ao que se sabe, tem nomes e endereços conhecidos: Dilma Roussef, Luis Inácio Lula da Silva e Sérgio Gabrielli.

A Polícia Federal não precisa gastar tanto dinheiro com diligências. É só intimá-los a depor.

http://www.diariodopoder.com.br/artigos/e-uma-graca-essa-graciosa/

Reply

Pois é minha santa, quem mandava em Pasadena era o Paulo Roberto Costa, ex diretor da PTbrás. Só que, quem mandava em Paulo Roberto Costa era a Dilma e o Lula!

Reply

A Astra é sócia da Odebrecht em vários projetos aqui mesmo no Brasil.

Acho que suas dúvidas já estão sanadas.


Lanterna.

Reply

Essa mulher precisa passar por uma recauchutagem facial.Dizem que só tem 58 anos. Vôte!

Reply

Essa mulher é o vampiro brasileiro?

Reply
paulo anchieta mod

Alguém pode me informar porque o olho esquerdo do ex-diretor nestor cerveró é mais baixo que o direito? Foi acidente? é porque ele é do pt(esquerdinha)?

Reply

CRUZ CREDO PÉ DE PATO MANGALÔ TREISVEIS. ESTA COISA É FEIA POR FORA E HORROROSA POR DENTRO. SAI SATANÁZ....XÔ, XÔ,XÔ, O BRASIL,SIL,SIL,SIL, TÀ FUD...........

Reply

Vale a pena ler!

FALANDO EM “DILMÊS CASTIÇO”, GRAÇA FOSTER DEIXA CLARO QUE, A QUALQUER MOMENTO, PETROBRAS PODE REPETIR BURRADA BILIONÁRIA DE PASADENA

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/falando-em-dilmes-castico-graca-foster-deixa-claro-que-a-qualquer-momento-petrobras-pode-repetir-a-mesma-burrada-bilionaria/


Chris/SP

Reply

O PT de sempre. Lulla, sumido, cego, surdo e mudo. Dilma, "eu não sabia" . Graça Foster, "eu não sabia". Cardoso e Mercadante, defendendo o indefensável. A tropa de choque da Câmara e Senado - tentando barrar as convocações. Quando bicho pega - ninguém sabe de nada. É sempre assim.

Reply

Boa noite Coronel,
Quero alertá-lo que, em vez de colocar a foto da presidente da Petrobrás, o senhor ilustrou a matéria com a foto do Predador sem a máscara de proteção.

Reply

Há noticia no UOL que Graça Foster saberia de tudo.
Os graúdos do PT nunca sabem de nada, mas sabem desviar grana para WC Cuba, isso sabem!

Reply