Conforme denunciado aqui, o corrupto Cunha só pensa na sua sobrevivência. Igualzinho a criminosa fiscal Dilma Rousseff.

Leia este post publicado ontem.

(Folha) O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o governo negociaram os termos de um acordo para de um lado, salvar o mandato do deputado e, de outro, evitar um processo de impeachment contra Dilma Rousseff.Cunha e assessores presidenciais vinham ensaiando essas negociações nos últimos dias. Nesta quarta (14), elas foram acertadas na busca do que é classificado, dentro do governo, de um "armistício" visando tirar a temperatura da crise política.

O acordo tácito foi tema de um almoço entre o vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP), Cunha e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e gira em torno de dois pontos básicos. O primeiro é a garantia pelo governo e pelo PT de que o Conselho de Ética não vai aprovar um parecer pela cassação de Cunha. O pedido, feito pelo PSOL e pela Rede e assinado por 34 dos 62 petistas, começará a tramitar no final do mês no colegiado. 

O segundo é que o presidente da Câmara, do seu lado, deixaria de tomar decisões sobre pedidos de impeachment contra a petista, inviabilizando a tramitação de processos do gênero. O almoço entre Temer, Cunha e Renan foi realizado depois que o ministro Jaques Wagner (Casa Civil) pediu ao vice que ajudasse numa aproximação com o presidente da Câmara. Durante o encontro dos peemedebistas, Cunha teria dito que não tem "nenhum interesse" em sacrificar Dilma se o PT também não sacrificá-lo no Congresso. 

Um assessor do governo disse à Folha que as negociações não visam fechar um acordo formal, o que seria impossível politicamente, mas uma "trégua ou armistício" para acalmar os ânimos. E, alguns reconhecem, é um acordo que pode ter vida curta dependendo do que vier pela frente contra ambos.À noite, Temer relatou a Wagner a conversa com Cunha. Apesar da desconfiança mútua, os dois lados avaliam que, neste momento, precisam desse acordo para sobreviverem politicamente. Até o ex-presidente Lula, um dos entusiastas da tática de não agressão à Cunha, desembarcou em Brasília para traçar estratégias visando barrar um eventual impeachment. 

Nas palavras de um assessor palaciano, o "patrimônio de Cunha hoje é não decidir nada" sobre o impeachment. Do lado do peemedebista, a avaliação é que, pela primeira vez, ele precisa buscar confiar no governo, com o qual esteve em guerra, para não ter seu mandato cassado. 

O governo, com o PMDB, tem maioria para travar a tramitação de um processo de cassação no Conselho de Ética. O órgão tem 21 integrantes, sendo 9 do bloco comandado pelo PMDB. Somados os 7 do bloco liderado pelo PT, há número suficiente para barrar o processo contra o peemedebista.Cunha tem apelado a aliados e ao governo para que não seja aprovada a sua cassação no colegiado. O parecer do conselho, aprovando ou rejeitando a cassação do deputado, precisa ser submetido ao plenário da Casa, em votação aberta, de qualquer maneira. 

Mas, na avaliação de aliados de Cunha, se o colegiado votar contra a cassação, há mais chances de o plenário fazer o mesmo. Para que haja a cassação, é preciso apoio de pelo menos 257 dos 512 colegas de Cunha na Casa. O presidente da Câmara é acusado de integrar o esquema de corrupção na Petrobras, sob suspeita de ter recebido dinheiro de propina em contas secretas na Suíça. Em depoimento à CPI sobre a estatal, ele negou ter dinheiro no exterior. Se ficar comprovado que Cunha mentiu aos colegas, sua situação se agravará. 

Nas tratativas sobre o acordo, segundo assessores presidenciais, o peemedebista foi avisado de que o governo não tem condições de oferecer ajuda para barrar processos contra ele no STF ou no Ministério Público. Cunha também pressiona Dilma a demitir o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça). A petista, porém, resiste a afastar seu auxiliar. Resultado dessas negociações, líderes petistas já estão articulando para que o partido não feche questão no Conselho de Ética sobre o processo de Cunha. Questionado nesta quarta sobre as negociações com o governo, Cunha disse que não "há nem guerra nem trégua" com nenhum dos lados.

13 comentários

Faz todo sentido o artigo artigo acima, retrato fiel do que ocorre em Brasília. Leiam também artigo interessante do Alerta Total: Brasil sendo arrombado e saqueado por uma quadrilha que se instalou em Brasília.

Reply

Ou seja, ninguem deles tão nem aí ou respeitam os bravos pentacampeões que merecem (e como merecem!) ir mesmo para o diabo que os carreguem porque colocarem esses lixos lá para representá-los (em troca de esmolas e acreditando numa conversa fiada que só idiotas poderiam acreditar!) e agora ficam em casa assistindo novelas e futebol enquanto o país afunda de as todas formas possíveis. Que raiva.

Reply
fred oliveira mod

ue vergonha o pt. Alem de tudo de ruim que fez, ainda tem uma presidente que tem cerca de 70% de brasileiros desejando que seja impinchada ou renuncie. So' nao o sera' em funcao desse acordo entre malfeitores da politica. Pobre Brasil.

Reply

O corrupto Cunha está voltado a salvar sua pele. O planalto está na cola dele, já sabemos.

Eu quero saber o que faz o Sr. Edinho Silva, andando livre, leve e solto lá no Planalto ???? Afinal, ele faz parte dos acusados pela Lava Jato, porque Ricardo Pessoa disse ter sido extorquido em R$ 7.500milhões para a campanha de Dilma em 2014. Por que Rodrigo Janot, tão eficiente em acusar Eduardo Cunha, ainda não o denunciou ???????


Chris/SP

Reply

A quem interessa dilma sangrando na sala? Ao pt e lulla eu duvido. É claro que o Brasil não aguenta mais nem ouvir o nome de dilma; mas, o único beneficiário na permanÊncia de dilma é a oposição. Em 2018, o povo estará com asco só de ouvir falar nessas duas letras, pt!

Reply

Matou a pau, coronel. Tenho de dar a mão à palmatória. Eu cheguei a acreditar que esse canalha pensaria no Brasil e apoiasse o impeachment. Quebrei a cara. Vamos ver como a opinião pública irá reagir a essa patifaria. Só o povo nas ruas nos salvará!!!

Reply

Essas tratativas parecem serem muito boas para ambos os criminosos da república, mas faltam ainda combinarem com os russos; a oposição e o povo. De qualquer forma, reitero, dilma sangrando não é bom para o pt, de jeito nenhum. Fiquemos assim, então, até o próximo armistício!

Reply

Quando o pessoal começou a promover Cunha como Herói fiquei pensando comigo mesmo como todos esqueceram o que esse cara já fez. Este é o pensamento da maioria do eleitor seja pobre, seja "zelite":se não tem um bom candidato então vota-se no menos pior!

Reply

Nem guerra nem trégua. Seria o ideal se pudéssemos crer nesta citação. O assunto que trata estas improbidades citadas, tanto de Cunha como de Dilma estão muito distantes de uma apreciação fiel do tema em si. O triste é sentir que tratam o tema como mercadoria . Faça assim para eu fazer assado. Perdoa e eu te perdoo. Esquece e eu esqueço. Empurra com a barriga e eu coloco panos quentes. Os dois abraçados no mesmo barco da improbidade. E o povo que espera moralidade no país... ah o povo que se dane. Primeiro cuidar dos próprios interesses.

Reply

Salve.
Nossa! Não me diga... o Cunha está preocupado com sua sobrevivência política? E queriam o que?
Que ele bancasse o kamikaze por amor aos belos olhos do Aécio?!? Se sacrificasse por amor ao Brasil? Ora, pitombas! Acordem prá vida!
Muito esperta nossa oposicinha... já tendo tido amostras suficientes da parcialidade do Janot e sem ter tido ainda debaixo dos olhos qualquer prova da alegada corrupção do Cunha... nada além de vazamentos seletos... ainda se assanha de acreditar que vai, não só derrubar a Búlgara, como ainda levar de bônus a presidência da Câmara?
Alguém acredita que qualquer um que seja seu sucessor eventual conduziria o processo do impeachment com mais rapidez? Um monte de idiotas acreditou que o Aldo Rabelo seria uma ótima alternativa ao "tosco" do Severino em 2005... afinal era um cara tão "isento", com tão bom transito entre os partidos... e no entanto só se empenhou ativamente em esvaziar a CPI do Mensalão e em desmoralizar o Congresso.
Isso tudo foi por medo de um Cunha candidato a presidência unir o PMDB, empolgar o voto conservador e tirar o doce da boca do "candidato natural da oposição"?

Reply

Nojo, asco dessa quadrilha. PT e PMDB, dois partidos bandidos que acabaram com o Brasil. A justiça pode até tardar mas um dia chega pra todos, principalmente a justiça Divina. Fora Dilma, fora Cunha, fora Lula, fora Renan, fora pt e pmdb!

Maria

Reply

pt -tetra na TRÊTA

Reply

NINGUEM DISSE QUE CUNHA ERA HEROI -O PT SEMPRE MENTINDO , O QUE O POVO QUER É QUE CUNHA TIRE O IMPEACHEMENT DA GAVETA

Reply