PSDB paulista quer ele em 2018.

Parte do PSDB paulista está em pleno movimento para retirar de Aécio Neves o direito de, escorado em 51 milhões de votos, ser o candidato natural para enfrentar Lula em 2018. Para isso, há quem jogue limpo e há quem nem tanto. É de São Paulo que vem, por exemplo, o ataque sistemático e organizado contra Aécio,  responsabilizando-o por não haver um pedido de impeachment contra Dilma Rousseff, quando a decisão foi tomada por toda a Oposição, baseada em parecer jurídico que indicou a ação penal por crime comum como o caminho mais viável para chegar ao impedimento da presidente.

Os paulistas dizem que a expressiva votação de Aécio Neves naquele estado foi uma votação anti-PT. Ora, o mesmo pode-se dizer da votação de Geraldo Alckmin, que foi reeleito governador. Afinal de contas, ele foi derrotado para a prefeitura de São Paulo em 2008, nem chegando ao segundo turno. Isso ocorreu logo após ele ter sido derrotado em 2006, na calamitosa campanha presidencial que reelegeu Lula em pleno Mensalão. Também foi anti-PT o voto em José Serra, que havia perdido a eleição para Haddad em 2012, obtendo consagradora votação para o Senado em 2014. O antipetismo não escolhe cargo. Pau que bate em Aécio, também bate em José e Geraldo.

Hoje uma matéria dá conta que os "alckimistas" querem ter mais participação na direção do partido. Que houve um "acerto" com Aécio. Aceitam que ele seja a Rainha da Inglaterra, continuando como Presidente, mas querem a vice-presidência, a secretaria geral e a tesouraria, como se o resto do país não existisse. A matéria deixa implícito que parte do PSDB paulista quer Alckmin como candidato em 2018, mas que a briga agora é para tomar o partido. Da parte do governador, ainda não veio declaração alguma a respeito, a não ser o flerte com o PSB, que engoliu o PPS e que terá Marta Suplicy como candidata à prefeitura paulistana em 2016. Mas a "assessoria" está entrando de sola na campanha e jogando pesado, muito pesado. Basta olhar de onde saem os ataques contra Aécio Neves. 

Leia aqui a matéria do Estadão.  

45 comentários

Aecio troca de partido!!!

Reply

Estão fazendo a mesma merda de 2005, ou seja, errar é humano, persistir no erro é burrice.

Vou torcer para o lulla fazer uma visita para o seu mentor lá embaixo que é mais viável.

+Marcelo F

Reply

O que eu gostaria de escrever não seria publicado.

Isso dito! É uma safadeza sem tamanho!

Mas em terra onde parlamentares que custam 150 mil/mês ao contribuinte querem construir shopping para facilitar a lavagem de dinheiro e o ministro do STF diz em claras letras que estão cag*** e andando pro BR...

Reply

Desde já, meu voto será em Ronaldo Caiado, ou em quem como tal se apresentar.

Reply

Alckimin? Vai levar FERRO de novo!!!!

Por que não se fala do Bolsonaro, do Barbosa, do Caiado?

Se estão falando em Lula em 2018 (que não ganha), então Dilma vai governar até o final?

Coitado do Brasil

Reply

CEL,

Quem está garantindo ou quem garante que o Lula será candidato em 2018 daqui a mais de três anos? Particularmente, com urnas eletrônicas não voto mais, entretanto, se houver mudanças com possibilidade de auditoria reconsidero minha posição. Nunca votei em comunistas mas já votei em socialistas, PSDB. Agora, meu novo posicionamento é não votar mais em socialistas também e, portanto, o PSDB está fora. Vou apoiar o Partido NOVO. Com a idade chegando o sabor das PIZZAS vai se deteriorando.

Índio Tonto/SP

Reply

Vão perder de novo.
Uma pena.

Reply


13/04/2013
às 9:32 \ Direto ao Ponto
O sertanejo sitiado pela seca é antes de tudo um frágil dependente das vigarices forjadas por espertalhões federais

A seca no Nordeste é a maior dos últimos 50 anos e não tem prazo para terminar. Além da chuva e do caminhão-pipa, incontáveis brasileiros esperam sentados pelas águas do São Francisco que Lula prometeu para 2006, 2008 e 2010 mas continuam onde sempre estiveram. “Esta é uma das maiores obras já feitas no mundo que beneficiará 12 milhões de pessoas, o que significa vida e que nossos filhos não serão vítimas de doenças”, desandou Dilma Rousseff há quatro anos, numa das escalas da expedição de ministros liderada pelo chefe supremo (veja o post no Vale Reprise). Ainda no comando da Casa Civil, o neurônio solitário naufragou de vez no fecho do falatório: “O setor está virando mar e desta vez o sertão vai virar mar”.

Conversa de 171. As carcaças de animais, a terra esturricada e os rostos mumificados antes da morte física atestam que o sertão só virou mar em palavrórios eleitoreiros. Incumbida de concluir o que o padrinho mal começou, a Mãe do PAC deixou na orfandade o colosso forjado para transformar um palanque ambulante em D. Pedro III (ou simplesmente “Predo”). Os canteiros de obras desertos confirmam que a transposição do São Francisco descansa no porão onde o trem-bala apita desde 2009. A presidente preferiu tapear o povo com vigarices menos complicadas. Por exemplo, mudar o nome do problema, aumentar a gastança com a “bolsa-estiagem” e nadar de braçada no oceano de flagelados que pagam com votos as esmolas federais.

continuação...

http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/o-sertanejo-castigado-pela-seca-e-antes-de-tudo-um-dependente-das-vigarices-federais/

Reply

É como eu digo: batendo cabeça, senhores. batendo cabeça.

Reply

>>

Essa aparente briga entre aécistas e alquimistas é a realização do sonho petista.

É tudo o que qualquer petista mais deseja na vida e é, realmente, o que os salvará de um retumbante fracasso em 2018.

<<

Reply

Picolé de chuchu nem morto,esse cara nunca fez oposição ao PT e ainda se uniu ao PSB na eleição passada.Aécio teve mais de 90% dos votos na convenção do partido e vamos com ele de novo,já se tornou líder da oposição,coisa que nunca existiu,desde que a quadrilha tomou de assalto o poder.

Túlio Xavier

Reply

Primeiro: Se o Aécio Neves, que tem o partido nas mãos, inclusive com a ajuda do Alckmin, porque será que ele está abrindo, como mostrou o Estadão a possibilidade de dividir a direção das coisas do partido com o Governador Geraldo Alckmin? Será que ele já não está arrumando uma desculpa, ou para renovar seu mandato no senado ou voltar ao governo de Minas Gerais (o que for mais fácil)? Segundo, concordo com a afirmação de que o Aécio Neves foi o voto anti PT. Eu, pelo menos, assim o fiz. Agora afirmar que o Geraldo Alckmin ganhou a reeleição também por conta do voto anti-PT é de uma loucura total. Tudo bem que você aposta todas as suas fichas no Aécio, direito seu, mas não viaje, meu caro.

Reply


PSDB nunca mais! Vou de Caiado, que não vai para Nova York beber vinho, e tirar o cú da reta para não votar contra o Fachin.
Aliás, a meninada que chega a Brasília dia 27 já deu o recado: dessa merda de PSDB, só o Sampaio!!!

Reply

Deus nos livre desse petista enrustido.Esse homem já demonstrou várias vezes que politicamente não é confiável,joga dos dois lados.Não nos espantemos se um dia ele chegar à Presidência e decidir manter o mesmo STF do PT.Cruz credo!!! Fora Alckmin!!!

Reply

psdb frouxo, alckmin frouxo, aécio mais frouxo ainda, urnas eletronicas devem ser queimadas, smartmatic banida do país, o que falta? lulla voltar ao mentor chifrudo e dilma ir morar em cuba, tudo isso ainda em 2015, pt extinto em 2016 via urna, via politica, via judiciaria e alguns milhares de órfãos, sejam eles bandidos, acomodados, comprados e tais, aos outros tratamento que inclui emprego e acabar com mamatas de cargos publicos.

Reply

Como tantos outros por aí, uma tremenda decepção, o que aliás não falta nesses tristes dias de Brasil chulé, este senhor para mim não existe.
Está para nascer um candidato que conquiste a minha simpatia. E olhe lá!

Cavalaria Ligeira

Reply

Coronel,
Sou Paulista,mas não votarei no
Alckmin,pois ele não terá chances.
Tuco-SP

Reply

O Alckimim tem que ficar esperto nada de apoiar a Marta, o PPS seria o ideal para prefeitura.

Reply

Irrelevante.Não faz diferença entre um e outro. Mais um cavalo paraguaio para perder para o PT. A volta do lulalau está programada para 2018. Até já reservaram 80 bilhões do orçamento para comprar a volta do babalorixá de banânia.

Reply

Segundo essa matéria do site REAÇONARIA sobre o flop do impeachment, PREVEJO o fim do PSDB afogado juntamente com o PT em 2018. >>> Leiam todos, importantíssimo:
http://reaconaria.org/colunas/colunadoleitor/a-farsa-de-aecio-neves-e-reale-jr-entenda-a-farsa-da-estrategia-tucana/

Reply

Em 2010 você criticou o corpo-mole do Aécio no apoio à candidatura do paulista Serra, e nos anos seguintes a oposição discreta do mineiro ao governo Dilma. Foi só ele ser lançado candidato que a acusação de omissão passou pros tucanos de SP. E quando algum anti-petista critica uma oposição que funciona nesses termos, você diz que o PSDB faz o que pode dentro dos limites da institucionalidade. Faz mesmo? Você acha que esse comportamento volátil de seus líderes denota que o partido está integralmente conectado com o desejo de mudança de boa parcela da população?

Reply

Depois não sabem porque perdem!

Reply

É mais um tiro no pé do PSDB. Nenhum dos caciques tem condições de ganhar em 2018. Ou surge algum nome novo, liderança, com chances de vencer ou dará PT ou partidos da bancada novamente. Quanto a Lula!!!... cirrose também mata.

Reply

Coronel,

são uns imbecis malditos. Graças a esses idiotas temos o PT há 12 anos no poder destruindo oBrasil.

Gostaria que Aécio, Caiado, e alguns outros montassem um partido de verdade, com gente corajosa e honesta, que pudesse nos livrar das garras destes crápulas!

Flor Lilás

Reply

tamufú... sou totalmente contra. Ou é Aécio ou to fora.

Reply

O mito dos 342 votos do governo: A verdadeira força de Dilma Rousseff
*
http://reaconaria.org/blog/reacablog/o-mito-dos-342-votos-do-governo-a-verdadeira-forca-de-dilma-rousseff/#comment-16242

Reply

CEL,

Coronel, acho que sua faca está sem corte. Você cortou um comentário meu ontem e hoje deixou passar o de outro comentarista com o mesmo conteúdo e o mesmo link.

Índio Tonto/SP

Reply

Só sei de uma coisa, pra mim Dilma, Lulla e Aécio é tudo farinha do mesmo saco.

Reply

Meu voto ele não terá. E farei campanha contra.

Reply

Esse bunda mole novamente??????????

Reply

Agora é Aécio!Por isso o PT ganha deles:ou fraudando ou aproveitando do vacilo deles!

Reply

Se Deus quiser até 2018 já destruímos o PT e botamos o larapio de 9 dedos na cadeia de uma vez por todas!

Gabriel-DF

Reply

Sou paulista, Alckmin é excelente governador, mas voto Aécio, por achar que tem maior condição de tirar o PT do poder.

Reply

No meu entendimento só duas coisas podem dar a vitória ao pt em 2018: a fraude que já derrotou Aécio em 2014 e a candidatura desse elemento "0 a esquerda", representante de ponta desse partido comunista chamado de psdbê.

Reply

Coronel,
ainda é cedo para esses conflitos. Acredito ser fofoca da imprensa. Mesmo assim, os tucanos são mestres em brigas internas que só trazem prejuízos para os seus candidatos.

Reply

Não vejo diferença entre Aécio e Alckmim. Ambos já fizeram concessão ao petismo. Voto em Caiado. Se não sair candidato, voto útil no opositor do PT.

Reply

Acho que uma chapa interessante e imbatível para 2018 seria:

Aécio Neves, já conhecido nacionalmente, com Ronaldo Caiado, como vice.

Alckmin é bom governador, votei nele duas vezes, mas depois do que rolou em 2006, nem pensar. Muito menos, J. Serra.




Chris/SP

Reply

Entre Serra e Alckmin eu voto em Ronaldo Caiado.

Reply

Tem gente aqui que fala em votar em Joaquim Barbosa, se ele for candidato.

Que eu saiba ele não é filiado a nenhum partido, mas já vocalizou no passado que votou no PT (acho que em Lula e em Dilma). Depois do Julgamento do Mensalão, será que ainda acredita no PT???

Foi um excelente ministro do STF. Agora, daí a ser excelente como Presidente, há uma grande distância.


Chris/SP

Reply
Maria de Sá mod

Não acredito que Alckmin tenha alguma chance de ser eleito. Ele não tem carisma, é muito frio e sem graça, apesar de ser um ótimo administrador e parece ser honesto.
O Aécio é mais palatável, agora é mais conhecido no Brasil todo.
Se fizer isso, o PSDB vai facilitar a vida do pt.
De qualquer forma, eu somente votarei se as urnas forem trocadas por urnas não fraudáveis. Não perderei meu tempo em jogo de cartas marcadas.

Reply

Nem bem comecei a ler o post e já caiu a ficha: lançar o picolé-de-chuchu.. que não vai emplacar com a população de fora de São Paulo.. ou seja, o resto do Brasil! e aí não tem nem 2º turno...

*Alckmin é ligado umbilicalmente com a esquerda! Apoiou diversos viracasacas como a Kátia Abreu e o Kassabão, que ultimamente tem aparecido varrendo o chão por onde a maligna vai passar...

Reply

Mais fácil, escolheremos entre Joaquim Barbosa, Caiado ou Bolsonaro. O PSDB deve estar com o rabo preso também, não importa qual o candidato em 2018... O povo não aguenta mais as mentiras do PT, nem as meia-verdades do PSDB. Fomos às ruas e cadê a oposição?

Reply

Gosto muito do Alckimin, porém, para presidente acho que não cola. Prefiro o Serra, que como gestor já deu provas de que está acima do Geraldo, embora, hoje, prefira o Aécio, por ser bom gestor e por não abaixar a cabeça!

Reply

Celk
O Alkmin nasceu para ser governador, nunca presidente. Ele é ótimo para São Paulo e nunca para o Brasil.
Esther

Reply

Alckmin tem todo o direito de se candidatar a candidato pelo PSDB para disputar a Presidência em 2018. Os 51 milhões de votos em 2014 teriam ido para qualquer candidato da oposição que disputasse com o PT. E tem um motivo ainda maior para pleitear a disputa; Alckmin venceu por larga vantagem em SP,de longe o maior colégio eleitoral; enquanto Aécio, em quem eu votei, perdeu em seu estado e seu candidato também perdeu em seu estado, o que ajudou em muito a sua derrota para a Presidência. Pergunto; quem não faz a lição de casa merece passar de ano?

Reply