Senado cria CPI da CBF para investigar Copa das Confederações 2013 e Copa do Mundo 2014.

(Agência Senado) A comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o comitê organizador local da Copa do Mundo FIFA 2014 está a um passo de ser criada no Senado. Nesta quinta-feira (28), o senador Douglas Cintra (PTB-PE) leu, no Plenário do Senado, requerimento do senador Romário (PSB-RJ) para criação do colegiado.

Ao todo, 53 senadores assinaram o documento (o mínimo necessário é 27). Eles têm até meia-noite para retirar o apoio. Caso isso não ocorra, a criação da CPI será publicada no Diário do Senado de amanhã (29).

A comissão contará com sete membros titulares e igual número de suplentes e terá 180 dias para investigar possíveis irregularidades em contratos feitos para a realização de partidas da Seleção brasileira de futebol, de campeonatos organizados pela CBF, assim como para a realização da Copa das Confederações em 2013 e da Copa do Mundo de futebol de 2014. A instalação dependerá da indicação dos integrantes pelos partidos, o que leva em conta o cálculo de proporcionalidade das bancadas na composição do Senado. O limite de despesas da comissão será de R$ 100 mil.

O senador Romário (PSB-RJ) propôs a criação da CPI logo após ganhar repercussão, na manhã desta quarta-feira, notícia de que a  Agência Federal de Investigação dos Estados Unidos (FBI), através da polícia da Suíça, prendeu sete dirigentes ligados à Federação Internacional de Futebol (Fifa) por suspeitas de corrupção, lavagem de dinheiro e extorsão envolvendo a organização de competições e contratos de marketing e televisionamento. Entre eles está o ex-presidente da CBF José Maria Marin, que deixou o cargo em abril deste ano. Ele atualmente ocupa uma das cinco vice-presidências da entidade.

Marin é acusado de negociar propinas no valor de R$ 346 milhões pela cessão dos direitos de transmissão da Copa América até 2023, enquanto presidiu a CBF. A entidade também será investigada por contratos de patrocínio firmados com a multinacional americana Nike e intermediados pela Traffic, empresa brasileira de marketing esportivo. Essas negociações datam do mandato do antecessor de Marin na presidência da CBF, Ricardo Teixeira – que ainda não foi citado judicialmente.

20 comentários

Para mim a CBF que é uma associação privada e a FIFA podem falir, explodirem, acabarem, fecharem para sempre, se matarem lá dentro, ir pro raio que os parta, tô me linchando com futebol e também com o que fazem com o dinheiro que os otários pagam em ingressos para assistir jogos, etc e dos clubes falirem por má gestão. Mas quanto a palhaçada da copa do mundo eu quero tudo bem explicadinho. Tudo! Quanto custou e foi pago com dinheiro público, quanto o FIFA levou sem pagar imposto, quanto foi desviado pelas empreiteiras e pelos políticos safados além do porquê do perdão de dívidas dos clubes com o fisco entre outras regalias e babaquices.

Reply

Essa investigação da CBF podia incluir a sacanagem de 2005, quando tiraram o título do Inter para dar ao time da máfia russa e do companheiro-mor.

Reply

Piada!

Deixem isso pro FBI.

Romarito quer é pavimentar a candidatura dele para 2018, só e tão somente!

Reply
Futebolista mod


Resultado parcial: FBI 7 x Falcatrua Association 0

Vai que é sua CPI..!!!

Reply

Essa investigação da CBF podia incluir a sacanagem que fizeram com a Portuguesa para ajudarem o Flamengo e o Fluminense no Brasileirão 2013!

Reply

>>

Alguém aqui ainda acredita nessas CPIs do Congresso?

Ah, sei, os senadores convocarão para ouvir na tal CPI o chefe do FBI, ou viajarão para a Suíça, com tudo pago pelo povo, para entrevistar os corruptos presos!

Mais uma piada sem graça de nossos políticos, que sempre souberam da corrupção que existia\existe na FIFA e em suas satélites como a CBF mas nunca fizeram nada.

Afinal, time de futebol nem impostos precisa pagar!

<<

Reply

O aliciamento que o São Paulo F.C faz contra os jogadores da base de outros clubes deveria ser investigado também. O futebol brasileiro assim como a política brasileira precisa ser completamente livre desses corruptos!

Reply
Pagador de impostos mod

Agora sim. A CBF ferrou com o Zé Maria, tirou o nome dele da sede. Só em Bananopólis que alguém tem nome em prédio estando ainda vivo, ou no Maranhão, onde tudo se chama Zé Çarney.

Reply

Romário, nada pessoal, que volte para seu metiê. Como se diz cada macaco no seu galho. Apenas um puxador de votos, está para o PSB assim como tiririca para o PR. Se não é analfa é ladrão. Mas dizer o quê depois de termos na presidência o molusco.

Reply

Os safados acharam que fazer suas tramoias financeiras nos EUA seria o mesmo que ocorre aqui. Lá a Justiça é IGUAL para todos.

Nos EUA pena de 20 anos, é 20 anos. Não levam em conta a idade do indivíduo acima de 70 anos, como na Banânia onde a pena fica comutada em 50%. Portanto, os culpados só sairão de lá vestindo terno de madeira.

BEM FEITO! Já estava em tempo de acabar com a farra destes velhacos.

Tal como o Terminador (16:17) também quero saber TUDO que foi gasto em $$$ publico com a Copa 2014, e quanto cada safado "lucrou".



Chris/SP

Reply

Parece que a fatura veio antes do previsto, não só aqui em Banânia, como mundo afora, aqui já sabemos que não vai dar em porr4 nenhuma, mas lá é bem diferente bandido é tratado como bandido.
Lembrando da pergunta de advogado do sentenciado: Como vai ficar a família dele?
Juiz - Ele deveria pensar nisto, ante de cometer o crime.

Reply

Agora esses batráquios, principalmente o Romário, sanguessugas do nosso dinheiro, querem aparecer e surfar na onda da investigação americana! Vão combater a corrupção do PT e deixem a CBF e a FIFA com gente séria e competente, cambada de vagabundos!

Reply

Este Romário e outros políticos do PSB foram os que recuaram e desistiram de assinar a CPI do BNDES. Romário dias atrás andava de braços dados com Marin. Agora faz apologia da devassa na CBF jogando para a galera. Depois que faliu como jogador viu na política um meio de se recuperar o que perdeu fazendo demagogia as custas de ESQUERDINHAS CAVIAR da imprensa e soltando impropérios como um boquirroto em troca de um punhado de votos. Este sujeito como político e com a boca aberta não passa de um perna de pau e fica longe uma imensidão do jogador de futebol que foi.

Reply

Pena que essa merda de corrupção na FIFA não irá acabar com esse lixo chamado futebol.
Queria ver esse povinho que cheira o rabo do Lula e da Dilma ter que ficar sentado no sofá rasgado da sala, sem ter o que fazer e começar a pensar (se é que eles pensam) na bosta que o PT transformou esse país.

Reply

Ele devia e assinar a CPI do BNDES o resto e marola.

Reply
fred oliveira mod

Nada como a liçao de açao dos americanos para fazer nossas instituiçoes se mexerem. Por que nao fizeram essas investigaçoes antes? quem nao sabia da existencia das falcatruas na copa do mundo e das confederaçoes?

Reply

Anônimo 20:32, que disse:

"Este Romário e outros políticos do PSB foram os que recuaram e desistiram de assinar a CPI do BNDES. (...)"

Também pensava igual, só que Romário não retirou assinatura de CPI do BNDS. Houve confusão: ele retirou assinatura da CPI dos Fundos de Pensão, mas depois de sofrer pressão, voltou a assiná-la. Está tudo explicado lá no Blog de Felipe Moura Brasil/Veja.


Chris/SP

Reply

Hoje jogadores, técnicos todos ganhando fortunas. Milionários nesse meio como no meio artístico crescem como capim. Programas de televisão hoje tem que ter funk, pagode, duplas sertanejas, samba qualquer gemido de gato é arte. Depois vão para a política, e se tornam donos da moral. Enquanto pessoas capazes nem são convidados pelos partidos. porque não tem projeção nacional. está na hora de colocar limites. Presidente, senador, deputado federal, deputado estadual só com nível superior. Chega de aventureiros.

Reply

Comparem o currículo de Romário , senador, como o de Narcel Van Hattem, hoje deputado estadual do RGS.

Universidade de Leiden, Holanda e mestrando em Jornalismo, Mídia e Globalização pela Universidade de Aarhus, Dinamarca.

É bacharel em Relações Internacionais, especialista em Direito, Economia e Democracia Constitucional (UFRGS).

Já trabalhou na Diretoria de Negócios Internacionais do Ministério dos Assuntos Econômicos, Agricultura e Inovação em Haia (2012), nos Países Baixos; no gabinete do deputado federal Renato Molling (PP/RS) como assessor especial para relações internacionais e economia (2009-2011).



Egresso do Programa de Liderança Política, Social e Empresarial da Georgetown University, promovido pelo Latin American Board da Georgetown University (Washington, DC, EUA) e do Seminário Internacional de Admistração e Prevenção de Conflitos Internacionais da Internationale Akademie für Führungskräfte Theodor-Heuss, vinculada ao Instituto Friedrich Naumann para a Liberdade (Gummersbach e Hamburgo, Alemanha).

Foi Vereador em Dois Irmãos, RS (2005-2008), candidato a deputado estadual (2006, 11.656 votos; 2010, 14.068 votos), presidente da Juventude Progressista Gaúcha (2007-2009), economia e Diretor Acadêmico da Fundação Tarso Dutra de Estudos Políticos e Administração Pública.

http://blog.marcelvanhattem.com/p/curriculum.html


São esses homens que quero ver no Congresso Nacional,e quem sabe Presidente da República. Romário faça um favor ao país , pegue suas chuteiras e volte para o Rio, a praia o espera.

Reply

Agora o peixe quer CPI? Que lindo! quando é contra o PT ele corre e retira a assinatura. Pilantra!

Reply