PMDB pedalando e andando para Temer.

(Folha) Um dia após a presidente Dilma Rousseff transferir a articulação política do governo para o vice Michel Temer, a bancada do PMDB na Câmara começou a se movimentar por uma norma que, aprovada, representaria uma nova derrota ao governo: a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que limita a 20 o número de ministérios. 

De autoria do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o texto começou a ser discutido na manhã desta quarta (8) na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). Peemedebistas e aliados de Cunha, como o presidente da CCJ, Arthur Lira (PP-AL), ignoraram os apelos de petistas e do líder do governo, José Guimarães (PT-CE), para o adiamento da votação. O escrutínio só foi suspenso porque o plenário começou a discutir o projeto sobre terceirização --comissões não podem deliberar quando há votações no plenário da Casa. 

Protagonista de disputas por espaço nos ministérios, o PMDB passou a bancar a proposta em meio a crise com o Planalto. Dos 38 ministérios, o partido controla sete: Agricultura, Minas e Energia, Aviação, Turismo, Pesca, Portos e Assuntos Estratégicos. 

Cunha e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), não quiseram um peemedebista no comando da articulação política para seguirem atuando com autonomia em relação a Dilma. Eles não foram consultados sobre o papel de Temer. A mudança, avaliam alguns, leva o partido para dentro da crise e ainda coloca em risco o mote da independência, bandeira de Cunha na Câmara. 

CPI DO BNDES
No primeiro dia de Temer na articulação política, o Palácio do Planalto conseguiu impedir a criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) no Senado para investigar empréstimos concedidos pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Após intervenção de membros do governo, seis senadores retiraram suas assinaturas do pedido de CPI, o que inviabilizou a comissão. Todos de partidos aliados do Planalto: Rose de Freitas (PMDB-ES), Ivo Cassol (PP-RO), Otto Alencar (PSD-BA), Omar Aziz (PSD-AM), Zezé Perrella (PDT-MG) e Fernando Ribeiro (PMDB-PA). 

Autor do pedido da CPI, Ronaldo Caiado (DEM-GO) promete fazer uma nova ofensiva em busca de assinaturas, especialmente junto aos colegas do PSB, que ainda não decidiram sobre o tema. Entre os empréstimos que seriam investigados pela CPI, está o revelado pela Folha do repasse de US$ 5,2 bilhões para a exportação de bens e serviços para Angola. 

A oposição também quer apurar o que chama de "endividamento" do BNDES frente ao Tesouro Nacional. Caiado afirma que, de 2006 a 2014, o saldo da dívida do banco com o Tesouro subiu mais de 4.800%.

18 comentários

Caiado é um guerreiro está lutando contra essa falcatrua do governo e contra a maré vermelha!

Reply

Infelizmente, o senador mineiro Zézé Perrela sempre se utiliza deste artifício. Assina o pedido de instalação de CPI para depois negociar a retirada de sua assinatura. Esse senhor se tornou senador da Republica sem ter sido votado para o cargo. Era suplente de Itamar Franco.

Reply

Tudo que passamos agora tem o dedo do PMDB, o PT não chegaria onde chegou sem a preciosa ajuda do mesmo então está tudo nos conformes, o casamento continua foi só uma crise.

Reply

Um Pais literalmente de BANDIDOS!
Usam o cargo para governar em causa própria, conchavos espúrios e sempre FUDENDO o Brasil.

Doia crápulas. O foi pego pela justiça poque pagava as contas da concubina jornalista e filha bastarda com dinheiro público(não devolveu o que lesou). O segundo franco atirador.
Nem disfarçam a prática das maracutais. Onde deve haver transparência para a população, mostram postura de trambiqueiros. Escondem a boca para que não se faça leitura labial e as negociatas espúrias sejam escondidas.

POVO BRASILEIRO, DIAS 12 NAS RUAS VAMOS LIMPAR BRASILIA DESSES PULHAS ACHACADORES.

Reply
fred oliveira mod

Se o governo conseguir impedir a cpi do BNDES dará outro tiro no pé. Por que essa agonia de impedir a investigação? o que o governo estaria escondendo para tentar impedir que venha à público os empréstimos do banco? quem não deve não teme. Fica cada vez mais claro para o povo que existe algo irregular e vergonhoso aí.

Reply

O PMDB resolveu assumir o governo sem o PT.
A Dilma esta no mato sem cachorro e sem
"padrinho", pois o tutor se mandou,pas-
sou a fazer de conta que nada tem com
o "bagulho".
A rebordosa ta pegando, só resta como
defensor da causa, o intrépido Sibá, o
obtuso. Quem diria, a Greta Garbo, acabou no Irajá, já a Dilma, anda com uma lanterna, a procura de alguém que a socorra, porque esta sem pai e sem mãe, orfandade total.
Ainda vai acabar numa "comunidade" carioca, também.

Reply

O QUE RENAN E CUNHA ACHARAM DA IDA DE TEMER PARA A ARTICULAÇÃO POLÍTICA

Michel Temer recebeu a cúpula do PMDB em um jantar na terça-feira à noite, no Palácio Jaburu, logo após ser anunciado como novo articulador político do governo. O encontro serviu para que aliados tivessem um termômetro do que Renan Calheiros e Eduardo Cunha acharam da mudança.

Renan respondia com um enigmático sorriso a quem lhe perguntava se ele havia gostado da solução.

Aos mais próximos, admitiu que não gostou. Sente que perdeu poder e tem receio de que Temer priorize adoçar a boca de Eduardo Cunha – leia-se nomeando Henrique Alves para o Turismo – a manter seu afilhado Vinícius Lages.

Cunha também se preocupou com o movimento. Sabe que brigar com Temer terá consequências internas que não existiam quando era só com Dilma. Mas aposta que Temer não terá a autonomia que lhe foi prometida.

Por Lauro Jardim

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/governo/o-que-renan-e-cunha-acharam-da-ida-de-temer-para-a-articulacao-politica/


Chris/SP

Reply

Mas esse temer nojento colocou as mãos para melar a CPI do BNDS.Traidor cínico.

Reply

Coronel,

as pessoas da área do ensino, em qualquer nível, estão apavoradas com essa porteira aberta.

A tal da empresa EBSERH (não sei se é assim que escreve) que colocaram nos hospitais universitários agora está apoiada pela lei para colocar dentro destes hospitais quem eles queiram... Cubanos professores? Venezuelanos enfermeiros? Já pensaram nisso?

No ensino básico professores estrangeiros? Mais lavagem cerebral nas nossas crianças? Desta vez diretamente da fonte???

OLHO VIVO E FARO FINO BRASIL!
ACORDEM BRASILEIROS!

DIA 12 NAS RUAS!

FORA DILMA!

Miriam Leitão contando na CBN que o desemprego e está subindo e a ocupação caindo.
E viva a recessão! E viva a inflação! Quanto presente lindo Dna Dilma e a CanalhaPetralha nos deu:
crise chegando no mercado de trabalho.

Flor Lilás

Reply

"O PT MANDOU E ELE OBEDECEU: MICHEL TEMER O VAMPIRO DA CPI DOS FUNDOS DE PENSÃO."

A Mesa Diretora do Senado vai arquivar nesta quinta-feira o pedido de criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) que investigaria irregularidades na gestão de recursos de fundos de pensão de quatro instituições ligadas ao governo: Petrobras (Petros), Correios (Postalis), Banco do Brasil (Previ) e Caixa Econômica Federal (Funcef). O senador Aloysio Nunes Ferreira havia reunido 32 assinaturas de apoio para apurar suspeitas de repasses irregulares de dinheiro a partidos políticos e sindicatos não comprometidos com os trabalhadores que representam. Seis senadores, porém - a maior parte do PSB -, retiraram os apoios até a meia-noite de quarta-feira, prazo final para que os congressistas confirmassem ou não se dariam aval à nova CPI"


"Solicitaram a retirada de seus nomes da lista de apoio os senadores Ivo Cassol (PP-RO), Romário (PSB-RJ), Lídice da Mata (PSB-BA), Roberto Rocha (PSB-MA), João Capiberibe (PSB-AP), Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)"

Mais uma razão do DEM seguir em frente, sem se misturar com essa gente estranha.
Que vergonha Romário, volta para o futebol lá é seu lugar.

Reply

Perrela já mostrou antes que não é confiável, lembram-se do helicóptero com drogas, piloto seu funcionário também

Reply

Mais um pouco, e a base aliada vai comer todos os ministérios do PT.

Reply

Não adianta querer adoçar a boca do povo com o corte de 19 ministérios. Com o tempo, os ministérios vão ser criados novamente pelo PT. O povo quer a SAÍDA DE DILMA, DO PT, DO FORO DE SP. Será que precisa desenhar?????? Esses políticos são burros ou fazem de besta?

Reply

O Temer é mau e seu nome é ódio. Vai perder no decorer da História.

Reply

porque a dona presidenta, usando seus capachos, veta qualquer criação de CPI que descobriria as falcatruas de seu governo? Deve ter muita sujeira varrida debaixo dos tapetes. E aí ela vocifera um discurso, enaltecendo os feitos da Petrobras. Já pegaram todos os ladrões?

Reply

porque a dona presidenta, usando seus capachos, veta qualquer criação de CPI que descobriria as falcatruas de seu governo? Deve ter muita sujeira varrida debaixo dos tapetes. E aí ela vocifera um discurso, enaltecendo os feitos da Petrobras. Já pegaram todos os ladrões?

Reply

Zezé. que não é Perrela,adotou o sobrenome,pois trata-se de um frigorífico de BH muito conhecido,morava numa casa simples até virar cartola e ser presidente do Cruzeiro futebol clube e lá alternando o poder com o irmão Alvimar ficaram riquíssimos.O irmão é investigado em superfaturamento com prefeituras do norte de Minas e o Zezé tbe. é cheio de rolos em compra e venda de jogadores.

Reply
Maria de Sá mod

De que adianta cortar apenas 19 ministérios? Têm que cortar 19 ministérios juntamente com todos os funcionários que neles trabalham!
Certamente, irão aglutinar todos os funcionários e comissionados desses ministérios extintos nos ministérios sobreviventes.
O pt não vai querer perder o dízimo cobrado de seus funcionários (militantes) apaniguados, sejam comissionados ou não!

Reply