Empreiteiro diz que desvios revelados na Petrobras até agora são "fichinha" e liga roubalheira à campanha de Dilma.

DIRETO DA PRISÃO - O empresário Ricardo Pessoa chega à Polícia Federal: ele escreveu a carta um dia depois do Natal
DIRETO DA PRISÃO - O empresário Ricardo Pessoa chega à Polícia Federal: ele escreveu a carta um dia depois do Natal  (Marcos Bezerra/Futura Press/Estadão Conteúdo/VEJA) 
 
Um bom resumo do que vai pela cabeça dos empreiteiros presos pela Operação Lava-Jato está em um manuscrito de seis folhas de caderno obtido por VEJA. Ele foi escrito pelo engenheiro baiano Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia. VEJA confirmou a autoria do documento por meio de um exame grafotécnico feito pelo perito Ricardo Molina, da Unicamp. É a primeira manifestação de um integrante do clube do bilhão desde a prisão. O documento contém queixas contra os antigos parceiros de negócios e ameaças veladas a políticos. Em um dos trechos, o empreiteiro liga os contratos sob suspeita assinados entre as empreiteiras e a Petrobras ao caixa de campanha eleitoral da presidente Dilma Rousseff.

Nas entrelinhas do manuscrito fica evidente o desconforto dos empreiteiros de estarem sendo, pelo menos até agora, os bodes expiatórios da complexa rede de corrupção armada na Petrobras. Eles têm razão. Nas denúncias oferecidas pelo Ministério Público Federal e aceitas pelo juiz Sergio Moro, o esquema de corrupção na Petrobras parece ser apenas o conluio de empreiteiros gananciosos com meia dúzia de diretores venais da Petrobras. Nada mais longe da verdade. Como Paulo Roberto Costa revelou com toda a clareza, tratava-se de um esquema de desvio de dinheiro para partidos e campanhas políticas organizado pelo partido no poder, o PT. 

Entende-se, portanto, a insistência de Ricardo Pessoa em lembrar que em sua concepção e funcionamento o esquema na Petrobras era político. As empreiteiras entraram como a solução para o problema de como entregar o dinheiro aos parlamentares e candidatos da base aliada do governo do PT.

Pessoa cita nominalmente o tesoureiro do comitê de Dilma Rousseff, o deputado petista Edinho Silva (SP): “Edinho Silva está preocupadíssimo. Todas as empreiteiras acusadas de esquema criminoso da Operação Lava-Jato doaram para a campanha de Dilma”. Arremata com outra pergunta desafiadora, referindo-se ainda ao caixa do comitê eleitoral da presidente: “Será se (sic) falarão sobre vinculação campanha x obras da Petrobras?”. O empreiteiro faz chiste com o que já foi descoberto até agora e afirma que o volume de dinheiro desviado na diretoria de Paulo Roberto Costa é “fichinha” perto de outros negócios da Petrobras que também teriam servido à coleta de propina.

11 comentários

Coronel, mas que nunca o impeachment dessa 'VAI PRA CUBA!' se faz urgente e necessário.

Madame Satã tem que deixar o cargo, ser julgada e mofar em uma prisão de segurança máxima.

I M P E A C H M E N T JÁ!!!

Reply

Dilma não sai sem destruir a República.

Reply

Diante da enxurrada de provas cabais e os prejuízos causados a maior empresa do país,não tem outra saída,impeachment já.Cá pra nós,imaginem,quando vier a tona os desvios no BNDES,as doações bilionárias a países comunistas da América Latina,África e à empresas de amigos do Sabe Nada da Silva?

Reply

O duro é ter que se sujeitar a esse governo sem poder fazer nada, pelo menos por enquanto,. E o pior é que eles vão tocando o barco como se nada tivesse acontecendo , é muita cara de pau ou certeza da impunidade ?

Reply

Coordenador de roubalheira sabe do que está falando.
Pelo que já se sabe e se suspeita, bilhão é dinheiro de doleiro , de intermediário ...

Reply

Não tem Impeachment, não tem STF, não tem eleições...não tem nada! Na atual fase, onde (quase) tudo está dominado, para tirar os LADRÕES do poder, só à FORÇA! Gostemos ou não delas, das FFAA!!!

Reply

Até quando vamos aturar isso? Vamos às ruas gente!!!!

Reply

Basta pararmos de deixar dinheiro disponível para eles roubarem.
A fonte parece inesgotável a cada leva de arrocho econômico de mentirinha e aumento de impostos de verdade...

Reply

É isso aí, Ricardo Pessoa, cair atirando poderá redimir um pouco de sua culpa.
Em termos judiciais, claro.
Será a melhor maneira de encerrar o caso.
Vejamos.
Pessoas fazem delação premiada contra empreiteiras e se safam.
As empreiteiras se safam também sob o manto protetor dos politicos beneficiados pelo esquemão da corrupção ilimitada.
A dita justiça mata no peito.
Bagrinho já tem de montão (os empregadinhos dos doleiros) ´para composição das estatísticas dos punidos da lava jato e do petrolão.
Quem espera algo diferente que levante a mão ...
Tem jeito ???
Na quarta dimensão, quem sabe,
logo...
No STF tem mais duas vagas.

Reply

Fala ae, Ricardão !
Mas não deixa os carcereiros do Cardosão conhecerem teus pensamentos antes de torná-los públicos .

Reply
fred oliveira mod

Me referindo a um pais serio e possuidor de uma justiça correta, ja' se tem muitas provas, evidencias e presunçao de culpa para tirar Dilma do poder e Lula do pareo como ficha suja que ele e'. Resta-nos torcer para que nossa justiça tenha um surto de correcao e faça sua parte.

Reply