PT dividiu o país e vai arcar com as consequências. Diálogo, uma ova!

O artigo abaixo, de Luiz Felipe Pondé, intitulado "Diálogo ou secessão" , foi publicado na Folha de São Paulo de hoje.

"A presidente bolivariana reeleita abriu seu novo reinado falando em diálogo. Gato escaldado tem medo de água fria: seria este o mesmo tipo de diálogo oferecido à "Veja"? Ou às depredações que a militância petista fez à Editora Abril? Ou às mentiras usadas contra Marina Silva e Aécio Neves durante a propaganda política? Ou às perseguições escondidas a profissionais de diversas áreas que recusam aceitar a cartilha petista, fazendo com que eles percam o emprego ou fiquem alijados de concursos e editais? 

Sei, muitos ainda negam a ideia de que exista um processo de destruição da liberdade de pensamento no Brasil. Mas, uma das razões que fazem este processo ser invisível é porque a maior parte dos intelectuais, professores, jornalistas, artistas e agentes culturais diversos concorda com a destruição da liberdade de pensamento no Brasil, uma vez que são membros da mesma seita bolivariana. O "marco regulatório da mídia", item do quarto mandato bolivariano, é justamente o nome fantasia para a destruição da liberdade de imprensa no país. 

Diálogo? Sim, contanto que se aceite a truculência petista e seus abusos de poder. Deve-se responder a este diálogo com uma política de secessão. Não institucional (como nos EUA no século 19 entre o norte e o sul), não se trata de uma chamada à guerra, mas sim uma chamada à continuidade da polarização política.

A presidente ganhou a eleição dentro das regras e, portanto, deve ser reconduzida a presidência com soberania plena. Mas nem por isso ela deve se iludir e pensar que representa o Brasil como um todo: não, ela representa apenas metade do Brasil. A outra foi obrigada a aceitá-la. Precisamos de uma militância de secessão: que os bolivarianos durmam inseguros com o dia seguinte, porque metade do país já sabe que eles não são de confiança. Que fique claro que a batalha foi ganha pelos bolivarianos, mas, a guerra acabou de começar, e começou bem. 

O Brasil está dividido. Esta frase pode ter vários sentidos. O partido bolivariano venceu de novo, completando em 2018 16 anos no poder --o que já dá medo a qualquer pessoa minimamente inteligente ou sem má-fé política. A divisão do Brasil hoje é fruto inclusive da própria militância bolivariana que insiste em falar em "nós e eles". 

O fato da eleição para presidente ter sido decidida por alguns poucos votos a favor dos bolivarianos não implica que o lado derrotado veja a vencedora como sua representante legítima, ainda que legal. O PT ensinou bem ao Brasil o que significa ódio político e agora corre o risco de provar do próprio veneno. Falo de uma secessão simbólica, e que, creio, deve ser levada mais a sério pela intelligentsia (normalmente a favor do projeto bolivariano, mesmo que, às vezes, com sotaque e afetação francesa ou alemã). 

Os intelectuais não estão nem aí pra corrupção. Seu novo slogan é "rouba, mas faz o social". Não, não estou dizendo que aqueles que votaram contra o projeto bolivariano de domínio totalitário do país devam recusar institucionalmente o resultado das eleições. Estou dizendo que devem levar a fundo uma política de recusa sistemática da lógica de dominação petista. 

Os bolivarianos virão com sua "democratização das mídias", outro nome fantasia pra destruir a autonomia institucional, demitir gente "inadequada", tornar a mídia confiável aos projetos do "povo deles" --o único que aceitam. Na verdade, fazer da mídia refém do movimento MTSM (os "trabalhadores sem mídia"). Esta recusa deve ser levada a cabo nas salas de aula das escolas de ensino médio (onde professores descaradamente pregavam voto na candidata petista), nas universidades, nos bares, nos empregos, nas redes sociais. 

Dito de outra forma: a polarização do debate deve continuar, e se aprofundar. Sem trégua. Do contrário, o PT ficará no poder mil anos. Pacto institucional, governabilidade, vida normal dentro das instituições democráticas, sim. Mas secessão política cotidiana em todo lugar onde algum bolivariano quiser acuar quem recusar a cartilha totalitária petista"

21 comentários

Finalmente vai ficando claro e bem assentado no subconsciente das pessoas que o PT simboliza e materializa o desmando, o autoritarismo,a locupletação , a roubalheira.Esse ajuntamento de celerados tem que sofrer o repúdio da população o quanto antes ou será tarde.

# TODOS CONTRA O PT !!!

Reply

Coronel,

a divisão mais gritante é comunistas x brasileiros!!

Os vermelhos deixaram de ser brasileiros para ser bolivarianos, comunistas, petralhas. Esta é a grande diferença.

Temos que expurgar o Brasil do COMUNISMO, do BOLIVARIANISMO!

Vão pra Cuba!!!

Flor Lilás

Reply


Nosso herói Duque de Caxias, com um cavalo manteve o Brasil unido. Lula rachou o país com uma "égua".

Reply

Dilma com sua campanha imunda dividiu o país. Eu nem diria dividiu, pois sem o terrorismo eleitoral sobre os pobres que recebem bolsa família ela não chegaria a 30% dos votos. E vejam que o terrorismo foi feito corpo a corpo, pois o governo usou o cadastro do bolsa família para fazê-lo. Isso é ilegal, imoral e anti-republicano. Dilma é uma presidente ilegítima.

Reply

O Pondé é verdadeiramente um intelectual, culto,corajoso, pé no chão. Fico feliz que esteja se fazendo ouvir. Não é igual a esses artistazinhos que se vendem por patrocínio com dinheiro público.
Acho que o Brasil também está dividido entre Honestos e Desonestos.
Coronel, os números ficaram muito bons.

Reply

Artigo perfeito, como é do feitio do Luiz Felipe Ponde.
Martelo na bigorna! Sem refresco!
Cavalaria Ligeira

Reply

Textos como este de Luiz Felipe Ponde e, às sextas com texto de Reinaldo Azevedo ainda salvam este jornaleco.

O resto faz lavagem cerebral para os não atentos com a situação.


Chris/SP


Reply

Não queremos papo dona Dilma, te vira na lambança que voces fizeram.

Reply

Eu sou totalmente favorável à secessão. Não a sangrenta, se possível uma separação numa boa. Deixa eles com o nós em um país chamado sei lá o que, e o outro, o verdadeiro Brasil, com fronteiras rígidas. para os eles, ou seja nós. É o único jeito da nova geração brasileira, que está acordando agora, ver seu país prosperar e virar de primeiro mundo.

Reply

Reconciliação é impossível pois Dilma nunca foi conciliada com os partidos inimigos (não oposicionistas para ela).

O PSDB tem que ser duro como uma rocha e mais surdo que cobras ( elas não têm aparelho auditivo ) e TOTALMENTE IMPERMEÁVEIS A QUALQUER TESE DE ACEITAR O BOLIVARIANISMO PROVISÓRIO.

O PT sempre foi surdo a apelos do outro lado e a empáfia total, seus BATE-PAUS do MST, CUT e outros animais não o credenciam a trégua.

A guerra tem que ser até a cisão do partido e o banimento dos radicais.

UM PAÍS QUE NÃO PERMITE PARTIDOS DE DIREITA NEM FASCISTAS OU NAZISTAS não pode permitir PARTIDO COMUNISTA, PARTIDO DA LINHA MAO TSE TUNG que é o PC do B , partido da ala soviética ou o PCO , PSTU e outras quadrilhas.

A EXTREMA-ESQUERDA PERMITIDA TEM QUE SER O PSB e a extrema-direita O DEM.

Reply

Caro Coturneiro de 3 de novembro de 2014 09:20

você acertou na definição!

E acresço: democratas e comunistas.

Brancos ou negros, ricos ou pobres, hetero ou homo, homem ou mulher, jovem ou idoso, nordestino ou sulista! Que importa? Somos todos BRASILEIROS!

É isso que precisamos mostrar para as pessoas comuns, que sofrem a lavagem cerebral maligna de Lula e sua camarilha. Alertar as pessoas do bolsa-família e do Minha Casa Minha Vida.

Um excelente argumento na atualidade sobre o Minha Casa Minha Vida: estão dando prioridade para índios e gays!!! Isto é justo? É correto???
Os pobres na lista precisam saber disso!
Por favor, confirmem a informação. Li sobre a proposta. Foi aceito este absurdo?

Flor Lilás

Reply

Corona, como diria Chico Jabuti:

o PT subtraiu o Brasil praticando tenebrosas transações.

Reply

Texto claro, que conclama a população a manter fileiras em nome da Lei e do Ordem.
Não há divisão no Brasil, afinal 20% do total de eleitores se absteve, 10% foram brancos e nulos, e, do restante, quase metade opinou contrariamente ao que está aí.
Então, na somatória, mais de 65% do total de eleitores repudia o atual Governo. Essa maioria só vai ser "ouvida" se seguir diretamente o conselho do filósofo, ou então teremos mais décadas de "lullopetismobolivariano" no Poder.
Mister atentar ao aviso de Gilmar Mendes, se não mantiver os olhos "bem abertos", essa maioria será levada certamente a um destino infeliz.

Reply

Intelectuais, professores, jornalistas, artistas e agentes culturais diversos apoiadores do PT são socialistas românticos de bolso cheio. Nos abraçam com a esquerda, amigos do povo que são, e com a direita, usando nossa democracia e a perversão das leis, nos apunhalam pelas costas.

Reply

Dividiu mesmo, até a minha família rachou e a minha vizinhança também se dividiu, aqui aonde eu moro teve brigas feias entre amigos e vizinhos por causa das eleições, nunca antes vi nada parecido. Em geral os petistas são mal informados e intransigentes.

Reply


Quando se olha o mapa da divisão de votos, vemos duas regiões pobres contra as regiões mais ricas.

Mas, na realidade não é bem assim.
O Brasil inteiro votou na anta.

Se é pra tornar essa uma realidade, os brasileiros das regiões ricas que votaram nela deveriam diminuir ainda mais, são mais escolarizados e não dependem do governo. E quantos não foram votar. Se houvesse uma união mais radical, nunca mais o Nordeste e Norte teriam peso em uma eleição para Presidente.

Só em Sampa 6 milhões de pessoas não votaram. Dava pra eleger Aécio e sobrar.

Reply


Uma coisa que considero de suma importância que ele disse, não perder uma oportunidade de mostrar as pessoas que ainda votam nesse partido, o verdadeiro PT.

Foi assim que o PT destruiu a reputação do PSDB, temos que fazer o mesmo.

Podem ter certeza que outro partido tira o PT do poder. Já teria tirado. Porque o PSDB foi levado pelo PT ao mesmo nível, infelizmente não reagiram não se defenderam e virou verdade.

Reply

Talvez nós estejamos pagando por não acreditar no projeto de poder que este corruPTo do chefe deste bando chamado Partido dos Trabalhadores, que de trabalhadores não têm e sim Partido dos Usurpadores do dinheiro público, que nesses doze anos de poder usaram e abusaram do erário, ao ponto de mandar milhões dos nossos pesados impostos para várias ditaduras comunistas da África e não satisfeito mandou construir um super porto numa outra ditadura comunista do camarada deles o Fidel Castro. Mas não devemos desistir e sim continuar cada vez mais firme e mostrar para eles que sim, eles ganharam as eleição mas não o apoio de todo o povo brasileiro!!

Reply
Ferreira Pena mod

Guerra aos cães vermelhos que querem nos colocar freios na boca e acabar com a nossa liberdade vigiada. Corja de vagabundos!

Reply

PT e PSDB são irmãos siameses da serpente marxista, socialista, comunista etc.

Reply