Em ano eleitoral, cartões corporativos financiam campanha da Dilma: gastos secretos chegam a R$ 6,5 milhões.

A dois meses do fim de 2014, os gastos secretos feitos com cartões corporativos da Presidência da República bateram o recorde do governo Dilma Rousseff. Levantamento da Folha mostra que as despesas sigilosas da presidência atingiram R$ 6,5 milhões até novembro deste ano. O montante superou em 9,2% os R$ 5,9 milhões registrados em todo o ano passado. Em 2012, as faturas dos gastos secretos somaram R$ 4,6 milhões e, em 2011, R$ 6,1 milhões, em valores já corrigidos pelo IPCA. 

Os cartões corporativos são usados no serviço público para despesas como compra de materiais, prestação de serviços e abastecimento de veículos oficiais, por exemplo. Esses gastos são públicos, disponíveis no Portal da Transparência. Os itens comprados sigilosamente, porém, não são discriminados. 

O termo confidencial embala despesas consideradas de segurança nacional, como parte dos gastos das viagens de Dilma, por exemplo. Dependendo da situação, podem ser consideradas secretas desde a alimentação da presidente até a locação de veículos. No caso da Presidência, as aquisições secretas são gerenciadas pela Secretaria de Administração, órgão que funciona como uma espécie de prefeitura do Planalto. 

Cada órgão tem os servidores responsáveis por usar os cartões. A Folha questionou o governo sobre quantos funcionários usam o cartão na presidência e se há limites de gastos, mas até a conclusão desta edição não houve resposta do Planalto.

Sócio do portal Contas Abertas, especializado em análise de orçamentos públicos, Gil Castelo Branco diz que certos dados são secretos muito mais para não expor hábitos de presidentes e ministros. Os números do Portal da Transparência revelam que o total gasto com cartão da Presidência até novembro chegou a R$ 7 milhões. O montante supera em 8,7% os R$ 6,5 milhões de 2013. Em 2012, foram R$ 5,1 milhões. Em 2011, R$ 6,2 milhões. 

A Folha não levou em consideração ministérios, secretarias, empresas públicas, agências e controladorias. Embora vinculados à presidência, esses órgãos possuem seus próprios cartões. Já as despesas dos cartões corporativos de todo o governo federal nos quatro anos de gestão Dilma vêm caindo. 

O uso dos cartões corporativos deu origem a uma série de denúncias (este blog foi quem denunciou em primeira mão) contra o primeiro escalão do governo Lula em 2008. A então ministra da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro, chegou a deixar o cargo depois de revelado que ela gastou R$ 171 mil em 2007. Parte das despesas ocorreram quando ela estava de férias. As denúncias deram origem a uma CPI no Senado.(Folha de São Paulo)

7 comentários

Coronel,
onde tem petralha tem roubo. Está no DNA.

Reply

Quando juntarem os Cartões Corporativos da Era Lulla/Marisa Letícia e Dillma...é capaz de dar outro Mensalão...Seria o CARCORPORATIVÃO?

Reply
Despetralhando mod

Pajeuzeira - 9:53
Faltou o cartão do bebum da rosemery.
Aquel5e que a teuda e manteuda tinha na sua bolsa.

Reply

Hehehe, então o artigo bolivariano da constituição que autoriza a intervenção militar só poderá ser autorizado pela milícia? kkkkkkkkk esperem 200 anos.

Reply

Como diz o filósofo desconhecido...

Comunista gosta mesmo é de dinheiro… dos outros!!!

Reply

Esse governo de bandidos aparelhou tudo para roubarem sem ser incomodados. Não dão o mínimo às Leis brasileiras.
Inclusive existe a A Lei nº 12.527/2011, que dá o direito a todo cidadão de ter acesso às informções, porém o PT imundo, trambiqueiros, desonestos e quadrilheiros não informam o valor das despesas e no que foi gasto o dinheiro com os cartões corportivos.
Cadê a MERDA de justiça brasileira, que não faz uma devassa nesses cartões corportivos? Faça valer a lei ou prende todo mundo, inclusive os descarados BANDIDOS TOGADOS.

Reply

Que ladroagem! E temos uma presidanta que não admite corrupção . Eles achavam que isso ia ficar sempre escondido. Bendita a delação premiada! Que toda essa imundice chegue logo ao Supremo para nós livrarmos dessa corja de ladrões. Espero que eles tenham que devolver cada centavo e que o dinheiro não venha de outro mensalão oculto.

Reply