Tucano em pele de traíra. E de camaleão.

(Folha de São Paulo) Ao fazer uma defesa enfática da presidente Dilma Rousseff (PT) nesta quinta-feira (19), o governador de Goiás, Marconi Perillo, do PSDB, disse o seguinte: "Nunca ninguém ouviu aqui em Goiás uma palavra minha que não fosse de respeito e de reconhecimento ao trabalho de Vossa Excelência". 

Em Goiás não, mas em São Paulo... Há cerca de dez dias, Perillo participou de um evento promovido pelo Instituto Fernando Henrique Cardoso, onde economistas e tucanos discutiram a crise do atual governo. O goiano estava na plateia e, durante o evento, fez uma intervenção. Segundo ele, "governadores e prefeitos não aguentam mais". "72% de tudo o que arrecada no país fica com o governo federal para formar superavit, pagar dívidas e outros compromissos, para a corrupção", asseverou. 

Perillo avaliou que o resultado da gestão de Dilma será "educativo" pois vai levar ao "fim da hegemonia do PT". "É muito doloroso para nós, tucanos, termos perdido essa eleição. Mas eu acho que essa vitória do PT, com todos os desdobramentos que a gente vê hoje, vai significar o fim da hegemonia do PT. Não tenho dúvida sobre isso. Vai acabar sendo educativo", afirmou.  Na ocasião, o governador disse ainda que Dilma estava sofrendo o que chamou de "efeito bumerangue". "Mentiram e agora vão ter que tomar as medidas." 

O tucano afirmou esperar que as manifestações do último dia 15 dessem uma "resposta" à gestão Dilma. "E a resposta virá no dia 15 e, certamente, virá dois meses depois. A situação vai se agravar cada vez mais porque as pessoas perderam a paciência", afirmou. 

Diante da petista, no entanto, em evento em Goiânia nesta quinta, Perillo fez um discurso diferente. "É dispensável dizer que recebi muitos conselhos, presidenta, para não estar aqui", declarou, ao assumir o microfone. "Venho como governador legitimamente reeleito do Estado de Goiás para receber uma presidente da República que foi legitimamente reeleita e que tem o meu apoio à sua governabilidade." 

"O Brasil não pode ser vítima da intolerância, do desrespeito. Não pode ser vítima de minorias que não querem uma democracia onde o republicanismo possa prevalecer", continuou o governador. Por fim, Perillo disse que, em muitos momentos, precisou de "coragem" para defender Dilma diante dos tucanos. "Sou de um outro partido, que às vezes faz oposição à senhora, mas eu não. Nunca ninguém ouviu aqui em Goiás uma palavra minha que não fosse de respeito e de reconhecimento ao trabalho de Vossa Excelência", garantiu.

14 comentários

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/03/ao-vivo-dilma-participa-de-atos-do-mst-em-assentamentos-do-estado-4722609.html?utm_source=Redes%20Sociais&utm_medium=Hootsuite&utm_campaign=Hootsuite

Reply

Na verdade estão sendo duros com o coitado Perillo, ele está apenas agindo como o típico politico brasileiro: joga em todos os times ao mesmo tempo. E está sendo como a maioria dos cardeais tucanos: o Alckmin está fazendo esse jogo, o FHC está segurando a barra contra o impeachment, o Aécio já trocou afagos com pt e o nine-fingers antes da última eleição. Em resumo, nada de novo.

O fato de que a gente não goste dessa prostituição nos atos da que devia ser a oposição significa apenas que não temos oposição. E não é de hoje, ou como você explica os 12 anos de poder desse monte de incompetente que participa da quadrilha bolivariana? Só pode ser uma absoluta falta de oposição, que na prática funciona como um acordo entre amigos no poder.

O mensalão, o petrolão e os escândalos que ainda vão aparecer só mostram que a fiscalização a que o governo devia ter sido submetido foi no mínimo fraca, coisa de amigo (conivente?).

O Brasil está a ponto de quebrar pela ação dos parasitas bolivarianos e pela omissão (ou conivência?) das ditas oposições. Elas também deveriam devolver o dinheiro pago a eles (partidos e políticos) por não ter feito seu trabalho.

É triste mas é isso. O resto é discurso para animar plateia.

Reply


Existe homens que têm etiqueta de preço na testa, ele se mostrou ser um.
Agora sei porque Caiado fez oposição a ele na eleição passada.

Reply

Pirillo...baba ovo escroto


Lunarscape

Reply

No caso dele falta é caráter mesmo, homem com duas conversas pra mim não merece respeito

Reply

Como diabos o PSDB permite uma coisa dessa? sinceramente é por isso que os tucanos são tão criticados, é tão difícil assim fazer uma oposição sólida e firme? ate a porcaria do PMDB se mostra menos maleável.

Reply

Esse safado é o típico ¨político profissional¨. É da escola do kassabicha.

Reply

Trairagem entre tucanos não é nada novo. Traécio e Dilmásia que o digam.

Reply

Parabéns Coronel. Gostei.

Reply

Por essa razão gosto do Ronaldo caiado ele honra os votos que recebe. Espero que ele não permita a fusão com outro partido e que os que saíram do DEM voltem ao DEM.
Precisamos um partido de oposição e que não tenha medo de dizer somos democratas e de direita, porque ser de direita é defender um estado pequeno e eficiente, que seja cumpridor de suas obrigações, respeitar o estado de direito e cumprir a lei.

Reply

Marconi e Dilma são iguais. Eles são frutos de Delta+Cachoeira/garganta profunda

Reply
Ferreira Pena mod

Agiu como um vagabundo petista, será o novo Kátia Abreu?

Reply

Por isso é que eu digo: esses PSDBistas são uns doidos: uma hora são contra, outra hora só falta lamber os pés. Por isso estão fadados a desaparecer do mapa!

Reply

Frequentou a escola de Kassab. Vai se agarrar ao Pt para caírem juntos.

Reply