Decisão da PWC de não auditar a Petrobras sem o afastamento de um diretor que estava abafando falcatruas desnuda a corrupção do governo Dilma.

Ao exigir o afastamento de Sergio Machado da presidência da Transpetro como condição para auditar o balanço da Petrobras, a PriceWaterhouseCoopers contribuiu para o avanço da democracia no Brasil.A avaliação é do auditor Francisco Eduardo Ribeiro, diretor do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis do Estado do Rio. Para ele, a imposição à estatal estimula outras auditorias a fazer o mesmo, servindo de exemplo de independência.

Essa exigência, explica Antônio Ranha, vice-presidente de Controle Interno do Conselho Regional de Contabilidade, é a única maneira de deixar “o trabalho dos auditores correr à vontade”. Os responsáveis pela análise do balanço, segundo ele, não podem ter qualquer restrição de acesso a documentos e instalações da Transpetro. A presença de Machado na empresa, neste caso, poderia colocar o trabalho em risco.

— A pressão do honorário é forte. O cliente das auditorias, geralmente, quer um resultado bonito, mas nem sempre isso é possível — concorda Francisco Ribeiro. As denúncias de corrupção reveladas por Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da estatal, devem levar a Price a aprofundar os testes nas contas da Petrobras, um trabalho que pode durar de dois a três meses, na avaliação de Antônio Ranha. Ele estima que a auditoria comece com um levantamento de tudo o que está acontecendo no momento, para compará-lo à situação anterior. Ele não descarta a intenção da Price de ter acesso ao conteúdo da delação premiada.

Outra preocupação, destacou Francisco Ribeiro, é com a responsabilidade civil dos auditores. Ele disse que, no mercado, existe um trauma provocado pelo escândalo da Enron Corporation, companhia de energia americana que quebrou, em dezembro de 2001, com uma dívida de US$ 13 bilhões e arrastou consigo a Arthur Andersen, que fazia a sua auditoria.

Na época, as investigações revelaram que a Enron havia manipulado seus balanços financeiros com a ajuda de empresas e bancos. — Existe uma expectativa grande com relação a esse trabalho da Price. Portanto, ela se cercou de todos os cuidados. Deve solicitar complementos, fazer exames que normalmente não faz. O trabalho será frio e independente — diz Ribeiro.

Se não aceitasse a exigência da PWC, uma gigante que fatura mais de U$ 30 bilhões e audita as maiores corporações do mundo, a Petrobras teria sérios problemas na Bolsa de Nova Iorque. É vergonhoso que uma empresa de auditoria comprove aos olhos do mundo a lama que envolve o governo petista. Até quando este corrupto continuaria roubando com a complacência de Dilma Rousseff, ela mesma suspeita de estar envolvida nos escândalos da Petrobras? (Com informações de O Globo)

12 comentários

Apenas uma coisa é certa: impeachment! Não demorará...

Alexandre/Natal-RN

Reply

Concluindo o SEC (USA) está de olho na roubalheira da Petrobras e vai criar muito problemas para a Dilma e seus aliados na trama.

Reply

A empresa não só quer o diretor fora, mas exige MAIS INVESTIGAÇÕES* e ameaça envolver os órgãos reguladoras internacionais e até a justiça americana na contenda.

A PTrobras continua a se negar a investigar a corrupão petralha! Simples assim!

Reply

A partir de agora, este bandido chama-se Sérgio MANCHADO.


Lanterna

Reply

Certíssimo!
Se a Price não limpar a Petrobrás tirando os criminosos, vai comprometer o próprio nome da Price com um vergonhoso fracasso da empreitada, porque serão tapeados o tempo todo com o bando do PT escondendo os crimes.

FORÇA MINHA GENTE! DESSA VEZ LIMPAREMOS O BRASIL.

Reply

Esta auditoria fará até o diabo
empalidecer, se não desmaiar.

Reply

Impeachmnt pra ontem!!!!
Esse governo petralha sempre envergonhou o Brasil perante o mundo.
E agora, graças aos americanos, o mundo descobrirá a lama desse desgoverno, somente na Petrobrás, imagine nas outras estatais, todas aparelhadas por bandidos vermelhos.
Vergonha mundial! O Brasil está desmoralizado. Somos um arremedo de país, porém, não sei qual vergonha é maior: essa da corrupção sistêmica implementada pelos petralhas, ou os brasileiros sem vergonha na cara que mantém essa corja por 16 anos no poder!
Viva os USA!
Os USA desmascararam essa quadrilha perante o mundo... sem armas, sem embargos, sem drones... o fizeram apenas com a Lei! Isso é Democracia!
Agora, ver aquela fantasmagórica Graça Foster dizer que aumento da gasolina não se anuncia, se pratica, é um tapa na cara dos brasileiros. Vá ser canalha e dissimulada assim lá nos infernos, de onde ela saiu. Feiosa e megera!!!

Reply

Vem muita sujeira por aí , podem esperar .

Reply
Brasil Sempre mod

O impeachment é a única saída para o Brasil!

Reply

Que país é este em que um auditor tem que exigir a saida de um diretor de uma empresa envolvida em tanto escandalo e roubalheira. Num país sério, o presidente já teria demitido toda a diretoria da empresa, iss, porque não há como individualmente um diretor não teria condições de promover um rombo tão enorme.

Reply

Feias e ordinarias!

Reply

Cel.
SE o valor do patrimônio da Petrobras CRESCEU, o valor de CADA AÇÃO deveria crescer na mesma proporção, pois representa uma fração ideal da empresa. É como se (resguardadas as devidas proporções), o síndico do prédio introduzisse medidas que efetivamente diminuíssem as despesas mensais, e AUMENTASSE o valor da taxa condominial. Ora, neste exemplo, a taxa deveria representar a fração ideal das despesas mensais EFETIVAMENTE apuradas, ou seja, deveriam DIMINUIR. A Dilma alega que o valor patrimonial deste empresa aumentou,mas as ações não acompanharam... MISTÉRIOS...

Reply