Petrolão: o empreiteiro amigo de Lula negocia delação premiada.

Crescimento da empresa de Pessoa se deu à sombra da sua amizade com Lula.

(Matéria da Folha) Apontado pelos investigadores da Operação Lava Jato como coordenador do "clube" de empreiteiras que fraudavam licitações na Petrobras, o empresário Ricardo Pessoa, da UTC-Constran, negocia um acordo de delação premiada com os procuradores que atuam no caso. 

Se as negociações derem certo, Pessoa será o primeiro empreiteiro a contar o que sabe em troca de uma redução de pena --o princípio da delação. Já são pelo menos nove os réus da Lava Jato que decidiram colaborar com as investigações, segundo a Procuradoria Geral da República. 

O grupo UTC-Constran tem 29 mil funcionários e faturou R$ 5 bilhões em 2013, o último dado disponível. Pessoa era o presidente da UTC, cargo que deixou após ser preso em 14 de novembro passado sob acusação de pagar propina para conseguir contratos na Petrobras --o que a UTC nega com veemência. 

Nas conversas que ocorreram nesta semana em Curitiba, participaram o defensor de Ricardo Pessoa, Alberto Toron, o presidente da Constran, João Santana, que foi ministro no governo de Fernando Collor, e o advogado Antonio Figueiredo Basto, que cuidou das negociações da delação de Alberto Youssef, seu cliente desde os anos 2000. Figueiredo Basto foi chamado para reforçar o time por causa da experiência que tem com delação --é um dos advogados que mais fez acordos de colaboração no país. 

Dos 11 executivos presos desde novembro em Curitiba, Pessoa é o mais próximo do doleiro Youssef: era sócio dele em um hotel em Salvador e num empreendimento imobiliário em Lauro de Freitas, ao lado da capital baiana. As negociações de Pessoa com os procuradores ainda não foram fechadas, segundo a Folha apurou, porque o executivo diz não ter informações sobre pagamento de propina no setor elétrico. 

Os procuradores da Lava Jato querem que os delatores não se restrinjam a narrar as irregularidades que praticaram na petroleira. Eles buscam informações sobre outros setores após o ex-diretor Paulo Roberto Costa ter revelado em depoimento que as empreiteiras também agiam como um cartel em hidrelétricas e portos. 

Pessoa tem dito aos procuradores que a UTC participa de uma única obra do setor elétrico, a montagem da usina nuclear Angra 3, num consórcio do qual fazem parte Camargo Corrêa e Odebrecht. O executivo foi apontado como coordenador do cartel por Augusto Ribeiro Mendonça, ligado à Toyo Setal, que também fez um acordo de delação premiada. 

Outro delator da Lava Jato, Julio Camargo, contou aos procuradores que um consórcio liderado pela UTC pagou propina para conquistar uma obra no Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro). Ele afirma que não sabia o valor porque o suborno teria sido acertado pelo próprio Pessoa. 

CAMARGO CORRÊA
Três integrantes da cúpula da Camargo Corrêa que estão presos desde novembro também negociam um acordo de delação. Em reunião nesta sexta-feira (23), procuradores e advogados dizem ter encontrado uma forma de beneficiar tanto os executivos como a empresa --um dos pontos mais difíceis do acordo. Com isso, abre-se a perspectiva de a empresa ser incluída na delação, além dos executivos. Procuradas pela Folha, a UTC e a Camargo Corrêa não quiseram comentar. A reportagem não conseguiu localizar o advogado Alberto Toron.

13 comentários

Coronel,

Esta delação vai ser uma FARSA. Com certeza o bandido vai livrar a cara o LULLA.

Reply

Tudo bem que o capo não sabe de nada. Mas acho que com toda essa movimentação no seu entorno ele deve estar com insônia.

Reply

Quanto Lula levou nisso e quanto ficou de fato com essa alma gêmea?
Mais um pouco e vou pedir indenização por danos a minha saúde e de minha família porque estamos ficando doentes desse calvário sem fim desse ladrões, criminosos. sem lei e sem pátria.

Reply

Do Blog O Antagonista:

O X do impeachment

Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia, está disposto a colaborar com a Lava Jato. Ele pode ser o primeiro empreiteiro a denunciar o esquema de desvio de dinheiro da Petrobras. No sábado passado, a Veja reproduziu uma caderneta de Ricardo Pessoa. Num trecho, ele anotou que o tesoureiro de Dilma Rousseff, Edinho Silva, estava “preocupadíssimo”. Em seguida, acrescentou: “Todas as empreiteiras acusadas de esquema criminoso na Lava Jato doaram para a campanha de Dilma. Será que falarão sobre vinculações CAMPANHA X OBRAS DA PETROBRAS?”

http://www.oantagonista.com/posts/o-x-do-impeachment


Alguém tem dúvida de que a campanha da orca foi irrigada com o dinheiro do petróleo em 2010 e 2014???



Chris/SP

Reply

Susto! Vejo essas fotos e automaticamente levanto as mãos ao alto...

Reply

Caiu a casa do Lula,vai ter que morar no ap do guarujá. Coronel quando tiver tempo, faça um rol de todos os motivos que numa democracia já teriam garantido o impedimento de lula a dilma, depois coloque aqui para a gente rir um pouco.

Eu te amo bostistão eu te amo...

Reply
fred oliveira mod

Se e' estrategia da justiçair por grupos,vamos torcer que tudo transcorra como esperamos e que os politicos envolvidos sejam responsabilizados. Eles sao peças fundamentais no esclarecimento de tudo. E uma perguntinha: as campanhas de Dilma foram ou nao irrigadas pelo petrolao?

OBS: desculpem, estou sem acentos no teclado.

Reply

Coronel,

cláusula de desempenho!
Eis a chave da questão!

Youssef poderá recuperar parte de seus bens.A cada 50 milhões que ele ajude a recuperar para os cofres brasileiros, retoma 1 milhão para seu próprio bolso!

Campanha: petrolhões presos!! Desempenhem!!!! Desempenhem!
Entreguem Dom Lula e recuperem seus bens! Abram suas bocarras e salvem o Brasil desta sofisticada organização criminosa chamada PT e de seus asseclas!!

Coronel, nunca quis tanto que alguém "desempenhasse" em seu "trabalho" como quero agora!

Que tal colocar ali no seu twitter?

#DesempenhaYoussef!

Flor Lilás

Reply

*** Não publicar ***

Coronel, se puder/quiser, investigue o Sr. Franco Castellani Tarabini Junior, cuja empresa recebeu repasses de incríveis 4,5 BILHÕES de Reais da Petrobrás desde que o PT assumiu o poder. Eu fico intrigado como isso ainda não apareceu na mídia.
Veja, o TCU já identificou um sobrepreço de 70 milhões de reais em uma obra da Enfil (a empresa dele) em Abreu de Lima.
Em um montante de 4,5 BILHÕES, fica difícil acreditar que não existam mais falcatruas.
Consta que ele optou pela delação premiada, mas atá agora não li nada a respeito.
Revoltante que o cara fique desfilando de Jaguar pago com dinheiro público (ele é meu vizinho, acho que vc se lembra de um comentário que fiz sobre isso).

Veja o link (vide pág. 04, final)

http://www19.senado.gov.br/sdleg-getter/public/getDocument?docverid=3cc79a15-fbc2-4b69-a141-7418b37ad604;1.0

Abraços!

Reply

Pra mim a maior envolvida esta desaparecida, ninguém fala nada da Odebrecht ? Estadios, porto em Cuba, etc e etc.

Reply

Odebrecht eh cria do BNDES!!!!!!! deve ter coisas de arrepiar.........

Reply

Coturneiro de 24 de janeiro de 2015 09:20

está implícito na delação premiada que se faltar com a verdade não recebe qualquer benefício e piora a pena! Nenhum deles será louco de fazer isso.

A hora do Lula está chegando.

Flor Lilás

Reply

Esse presidente do CLUBE DO BILHÃO que teve entrevista "a sós" com o Youssef deve ter aprendido o caminho das pedras com o arrecadador e doleiro da propina da máfia. Qual mesmo ?
São tantas...

Reply